História Tsukimon - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Comedia, Drama, Fantasia, Luta, Magia, Novela, Originais, Romance, Saga, Tsukimon
Visualizações 8
Palavras 1.657
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aí está a continuação sempre planejei essa fic por isso tento fazer o melhor possível ^^)/ Boa leitura

Capítulo 2 - O poder por trás da marca


Fanfic / Fanfiction Tsukimon - Capítulo 2 - O poder por trás da marca

Juliano Nayowmitt

Vendo aquele ataque vindo até mim, continuo espantado porém me toco no último instante, dou uma cambalhota para o lado e aquele ataque com a fumaça destrói uma árvore fazendo um som alto dela quebrando

- [ Que força! ] - Pensei comigo mesmo impressionado, logo me ponho de pé e corro em direção a ele

- Garoto me diga... - Diz o rapaz sem se preocupar em como eu reagia, seu braço voltou ao normal e ele ponhou as mãos no bolso - O que um Nayowmitt venho fazer em um lugar como esse? - Perguntou ele fechando os olhos

- Eu já disse!... - Quando me aproximo levo meu braço um pouco para baixo - Eu vim pegar mais comida e bebida! - Dou um soco com toda a força em cheio no peito dele, e nesse momento meu braço atravessa seu peito, aquela região onde era para ter o dano se desfez em fumaça fazendo com que meu braço esquerdo passasse direto... mas como isso? Pra mim era impossível, como estou o atravessando? Eu o acertei!

- Tolo... - Disse ele em tom frio e me segurou pelo pescoço me levantando, aquilo me sufocava enquanto eu era erguido, eu estava sentindo sua força tentando tirar meu ar com o aperto - Se você queria comida, estava indo para algum lugar... o que você estava prestes a fazer? Iniciar guerra conte inocentes!? - Ele aumentou o tom de voz, estava com mais raiva do que antes

Ponhei minhas mãos em seu braço fechando os olhos tentando me soltar ja ficando sem ar. Aquela região antes que soquei estava se reformando com a fumaça até voltar a ser a parte do corpo que era antes

Quando começo a perder as forças, tentava um último truque, das minhas mãos surgia uma leve chama em volta, ela estava fraca, apertei o braço dele e o mesmo se desfez em fumaça

Cai de suas mãos e saltei para trás tossindo por ter sido sufocado, olhei para ele com minha mão na garganta ofegante, as chamas teriam sumido

- Eu não quero guerra com o povo daqui, nem com o povo de outras vilas, minha guerra é com os Raybocks!

Fechava um olho por estar sentindo dor na garganta, me ajoelho em uma perna me apoiando na mesma ainda ofegante - [ Mas que força... em poucos segundos ele conseguiu fazer tudo isso pra tirar meu fôlego? ] - Eu pensava assustado olhando para o chão

- Vejo que também possui uma marca não é mesmo? - O braço dele voltava ao normal se refazendo em fumaças, após ele ouvir o que eu disse, sua expressão não mudou... continuava seria e fria - Os raybocks? Alguém tão fraco com vocês irá desafiar os mais fortes? Garoto... você está vivendo em um mundo de fantasias, sozinho você não conseguirá progresso nenhum... - Antes dele terminar eu o interrompia

- Eu vou acabar com eles! Foi eles que acabaram com os Nayowmitt, eles merecem morrer!... - Por um insatante falei com ira, mas logo baixei a cabeça ficando cabisbaixo - Sei que estou fraco... mas acharei uma equipe que me ajudará contra eles - me levanto tentando ficar em pé, aponto a mão para ele já com o fôlego recuperado - Se eu vencer, Você vem para minha equipe! - Apos dizer isso, dei um leve sorriso impressionado

- Idiota... - Falou Kemuri fechando seus olhos, ele continuava sério sem mostrar interesse - Eu não perderei para um Nayowmitt... você nem consegue me tocar - Suas palavras eram confiantes, por isso eu continuei a sorrir

- Mas o que eu quis dizer não foi sobre isso, eu falei que você virá para minha equipe caso perca - Ele se incomodou com o que eu disse, olhou para mim com o mesmo olhar frio que ele tinha

- Está bem... sei que não vencerá, irei mata-lo aqui, você não conseguirá vencer um tipo especial - O vento passou pelo local, seu corpo se desfez em fumaça e desapareceu pelo ar

Eu comecei a olhar para todos os lados, onde ele apareceria? Essa era minha preocupação - [ Um tipo especial? Por isso não o acerto... tipos especiais quando levam um dano obviamente aquele dano se desfaz em seu poder, e se reconstroi novamente o deixando ileso... como vencer de alguém assim? ] - pensei preocupado, logo o corpo dele se fez ao meu lado - Te peguei! - disse dando um pequeno salto deitando no ar e dando um chute alto na direção do rosto dele... ele não reagiu não tentou desviar, meu chute passou em seu rosto e o desfez em fumaça - O que!? - Me impressionei, por mais que tenha o acertado ele se desfez denovo

- Humpf... - Ele segurou meu pé após ter levado o chute, eu estava no ar não tinha como me esquivar, logo seu rosto se reconstruiu denovo

- Desgraçado! - Girei meu corpo no ar mesmo, com a outra perna fui lhe dar um chute, e com a outra mão ele segurou minha perna com força - Merda! - Eu disse após ele ter defendido

Com extrema brutalidade, ele abaixou suas mãos com força fazendo eu bater minha cabeça no chão, ele se virou levantando seus braços comigo junto e me bateu no chão novamente, ele repetiu esse movimento mais 5 vezes. Na última, ele bate com força e solta meu pé. Meu corpo se arrasta no chão fazendo um rastro de destruição indo até uma árvore próxima, paro ao bater nela porem ela continua intacta

- Droga... - Fecho os olhos rangendo os dentes de dor, o alto de minha testa estava sangrando bastante, passava pelo meu rosto como se fosse água, até ficar perto de meu queixo onde parava o sangramento por curto período

- Você não tem resistência... você não tem força, você não tem velocidade - Disse ele enquanto se aproximava de mim, com dificuldade eu tentava me levantar do chão, mas a dor era grande e eu precisava ignora-la - Você não consegue n tocar, não consegue se esquivar... sem dúvidas morrera aqui - Todas suas palavras não mudavam aquela expressão seria

- Cala boca! - eu disse apoiando minha mao na árvore, devagar comecei a me levantar quase caindo denovo, eu estava fraco de mais... levei muito dano, ele realmente era muito forte

- Se você for o Nayowmitt mais forte, agora entendo o porquê seu clã está morto - Quando ele dizia isso, eu arregalava os olhos, ele se aproximava, mas imagens passavam pela minha cabeça

~~~Flashback On~~~

- Não por favor não me mata! - Dizia uma garota em um beco, logo por sua sombra era visível ver ela se afastando, ela deu um grito de medo e logo seu sangue manchou a parede

- Não... por favor... Não! - Um homem em sua casa dizia desesperado olhando para frente, uma sombra vista na parede se aproximou dele, ele via aquela pessoa... logo a parede e o chão se sujou com seu sangue

- Eu imploro... mas não mate minha família! - Dizia uma mãe chorando na frente de seus filhos, logo ela grita e seu sangue escorre pelo chão, em seguida seus filhos são mortos

~~~Flashback off~~~

Essas imagens... esse passado... isso me atormenta de mais!

- Está sem palavras?... seu clã... está morto por ser fraco... - Essas palavras frias, seu tom... seu jeito, tudo estava me irritando, ele estava perto de mim e parou a minha frente colocando a mão por cima de seu ombro. Uma fumaça estava se formando a suas costas, logo se fez uma katana de verdade ali como se aparecesse entre a fumaça, ele segurou o cabo dela e puxou devagar - Morra... - Disse ele em tom frio fechando os olhos

- Eu já mandei você calar a boca! - Eu disse irritado, rangi os dentes fechando o punho direito, e com força encaixei um soco do lado de seu rosto, ele não tentou desviar mas... eu senti sua pele, ele realmente estava levando o dano dessa vez, aquele soco fez ele se inclinar um pouco para trás mas não tirei a mão de seu rosto - Não fale do meu clã se você não sabe de nada - Me inclinei para frente mais um pouco dando força ao meu pulso, o soco foi potente, logo o Lotiniya voava para tras sem tocar o chão, seu corpo estava em uma tremenda velocidade no ar deitado de lado, quando chega perto de uma Rocha, ele colide com ela mas se desfaz totalmente em fumaça

- Idiota... - Seu tom de voz mudou... ele parecia irritado, seu corpo se fez a frente daquela Rocha, ele ponhou a mão na frente de sua boca, a mesma estava sangrando por causa do soco - [ Eu não levava dano a anos... como ele me acertou? ] - Ele reparou em todos os detalhes do meu corpo, logo viu uma luva na mão que eu o soquei - Entendo... - Ele novamente voltou a ficar calmo e irritante, limpou o sangue de sua boca com a manga da blusa e logo olhou em meus olhos de longe - Essa luva... é uma parte da qual anula os efeitos especiais... parece que o subestimei - Após ele dizer isso, mais uma fumaça se fez em suas costas, agora eram duas katanas, ele desembanhou e olhou com aquele olhar frio para mim

- [ Minha luva tem esse poder? ] - Nem eu mesmo sabia daquilo, me posicionei em forma que iria atacar - Suas palavras duraram bastante, mas parece que não brincara mais não é? Perdeu a chance de me matar! - Digo sorrindo de forma desafiadora, logo corro até ele me posicionando em ataque enquanto corro

- Idiota... olha o que fala contra mim - Ele virou suas lâminas e apontou uma delas para mim - Certamente você morrerá, como fruto do destino - Kemuri põe suas lâminas apontadas para baixo e logo começa a correr em minha direção às apontando para os lados, assim estávamos prestes a chocar uma batalha intensa!


Notas Finais


O cap não foi tão grande mas espero que gostem ksks o passado dos Nayowmitt não revelarei agora, talvez em algum capítulo distante né ksks até a proxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...