História Tsukimon - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Comedia, Drama, Fantasia, Luta, Magia, Novela, Originais, Romance, Saga, Tsukimon
Visualizações 6
Palavras 1.487
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ksks Boa leitura, não ia fazer hoje mas ja que fiz ta aí

Capítulo 3 - Purificação


Fanfic / Fanfiction Tsukimon - Capítulo 3 - Purificação

Juliano Nayowmitt

Estava a correr em direção ao Lotoniya, ele estava vindo em minha direção, logo ficamos perto e demos um pequeno salto

Ele tentou me dar dois cortes seguidos horizontais pela minha direita, percebi aquele movimento e sabia como me esquivar

Segurei os dois pulso dele com as minhas mãos e me virei no ar, usei força e o fiz passar por cima de mim o batendo no chão com força, logo seu corpo rachou o chão

Mas... como ele levou aquele dano? Tanto faz, sorri caindo em pé a frente dele

- [ Parece que se eu o toco, o efeito de seu poder todo é anulado ] - pensei enquanto levantei o pé, logo pisei em seu peito o desfazendo em fumaça, então seu corpo todo sumiu dali com o vento - [ Aí droga! Esqueci da luva! ] - Me virei para tras e ali estava ele, o rapaz venho para me cortar e me abaixei na hora com aquele corte horizontal - Merda! - disse enquanto sua outra mao estava para dar um corte vertical, rolei para o lado fazendo com que a lâmina dele cravasse no chão por um curto período - Quase - Falei me levatando, aquilo foi por um triz

- Vai ficar assim?... - Ele disse em tom frio, Kemuri tira sua lâmina do solo e olha para mim - Não está conseguindo acompanhar os movimentos não é mesmo? - O rapaz deu um avance rapido até mim, como ele sabia que minha reação estava pequena? Ele começou a dar várias estocadas com a espada em minha direção

- Que velocidade... - Era muito rapido, comecei a caminhar para trás virando um pouco meu corpo para os dois lado me esquivando de seus ataques

- Não conseguirá me ferir se continuar assim - Aquele tom frio dele cada vez me irritava mais, ele continuou seu ataque mas parecia estar ficando mais rápido

Eu continuei a caminhar para trás até que... o que é isso? Me encostei numa árvore atrás de mim me impedindo de passar!

- Droga! - O rapaz venho com muita velocidade até mim, pulei na hora em cima do galho da árvore, a espada cravou no tronco e o destruiu, antes que ela caísse salvei denovo caindo atrás dele

- Ficar fugindo... não o ajudará... - Ele se virou com as duas espadas em direção a um corte alto na cabeça

Aproveitei esse momento e me abaixei, minha mão, não, meu braço direito todo pegou fogo, me levantei e dei um gancho forte com aquela brecha. Acertei o queixo dele em cheio e o arremessei para cima, não voou alto mas foi

- Volta aqui! - Enquanto seu caminho era ganhar altitude com aquele soco, segurei ele com a mão esquerda pelo pé e o puxei, logo levantei meu braço direito ainda em chamas - Caia! - Falei com raiva, ele posicionou a espada em posição de defesa em forma de "X", eu soquei com força o meio das espadas e o enterrei no chão levantando uma enorme cortina de poeira

Pulo para trás, saio daquela cortina de poeira que fiz com o ataque, sorrio confiante sabia que o acertei

- [ Acho que venci ] - Enquanto pensei isso, uma fumaça passou até minha barriga, ela bate na mesma e sai pelas costas mas... era so fumaça não me feri

- Não cante Vitória... - A cortina de poeira baixou, o rapaz estava em pé ja com um corte abaixo do olho, o corte era grande, fazia com que seu sangue passasse intensamente pelo rosto - Se faça! - Ele falou apontando a mao para mim, mas ele estava com apenas uma espada cade a outra?

- Ah merda! - Na hora percebi a fumaça em minha barriga, tentei recuar para trás mas era tarde de mais, logo aquela fumaça virou uma katana atravessando minha barriga - Aaaaaah! - gritei de dor, minha barriga estava sangrando, me ajoelho colocando a mão no Cabo da katana, devagar fui a tirando - [ Merda... preciso tapar o ferimento ] - Enquanto eu tirava, ele apareceu a minha frente com tanta velocidade, me deu uma forte joelhada no rosto que me arremessou para trás fazendo eu bater a cabeça no chão

- Morra! - Ele disse com raiva, se aproximou de mim e pisou no Cabo da katana em minha barriga

- AAAAAAH! - Grieti ainda mais com a dor, a katana cravou-se no chão me prendendo, e ainda abriu uma ferida maior em meu estômago

- Entenda a diferença de poder, você não pode me vencer! - Ele levantou a mão preparando o último golpe com sua espada

- Não perderei aqui! - Eu disse arregalando os olhos, estendi o braço esquerdo e logo uma rajada de fogo saiu da palma de minha mão. O corpo dele todo da cintura para cima sumiu. Demorou um tempo para ele se reconstruir, eu aproveitei esse tempo e tirei a katana de minha barriga - Merda - jogo a katana para o lado e ela se desfaz em fumaça, me levanto indo para trás e caindo denovo um pouco distante dele, logo ponho a mão em eu ferimento tentando tapar ele

- Você poderia ter me matado... - Ele disse enquanto estava se reconstruindo - Por que não usou a outra mão para me matar? - perguntou ele em tom sério, sua expressão estava fria, então eu responderia ele

- Eu quero vencer e trazer você para minha equipe... se eu o matasse estaria deixando alguém forte passar por mim! Não posso deixar... - antes que eu termine ele sumiu como um vulto, meus olhos não acompanharam, quando vi ele já estava na minha frente fazendo sombra, eu olhei para cima assustado vendo aquela expressão fria em seu rosto

- Eu não me importo... - Ele respondeu friamente e chutou me rosto pelo lado esquerdo, meu corpo tombou e começou a virar cambalhotas fazendo um rastro de sangue até parar no solo de barriga para baixo

- [ MERDA... doi de mais... vou morrer se perder muito sangue ] - Enquanto pensei, senti o pé dele tocar meu braço direto que estava estendido, logo arregalei o olho assustado sem o olhar

- Sem isso... você não é nada - Ele levantou seu pé rapidamente

- PARE! - Eu gritei desesperado, a única coisa que senti foi quando seu pé pisou em meu braço, o som do osso quebrando, aquela dor me agonizou - AAAAAAAAAAH! - Gritei desesperado de dor, mal conseguia me mover, me virei de barriga para cima ponhando a mão no braço direito sentindo forte dores

- Isso que da quando luta contra os mais fortes... - Ele levanta sua espada e mais uma vez, soltei fogo com a mao esquerda, ele sumiu da mesma forma de antes demorada, logo me levantei e cai denovo para tras

- [ MERDA... não consigo ficar em pé... essa ferida na barriga, meu braço quebrado ] - A dor era tanta que meus olhos se enxiam de água, ponhei a mão em meu braço quebrado e rangi os dentes segurando a dor - [ Tenho que acabar em um golpe ] - quando terminei este pensamento, me ajoelhei aponhando o braço esquerdo no chão, logo me levantei com dificuldade enquanto ele se reconstruia em fumaça

- Sua única chance de me vencer ja era, o que te resta é a morte... - Enquanto ele falava, segurei a luva tentando a tirar de minha mão com cuida para não mover o braço - Entenda, tudo acabou! - Enquanto ele falou isso, apenas deu um impulso e correu até mim

O que fazer?... isso que passava em minha cabeça, tinha tirado a luva de minha mão... agora eu a segurava, eu a apertei amassando-a um pouco

Meu coração batia forte, não estava aguentando ficar de pe, quando ele estava ficando mais próximo, a 5m, arremessei a luva nele. A mesma bateu em seu rosto que tampou sua visão

- O que!? - Ele estava impressionado, colocou a mão no rosto para tirar a luva e, nesse meio tempo, dei um soco com o braço esquerdo inteiro pegando fogo. O soco foi em cheio, encaixei no centro de céu rosto onde estava a luva, com aquilo anulei seu poder de se desfazer

O golpe foi forte, consegui fazer com que as minhas últimas forças o arremessasse longe fazendo ele colidir com várias árvores batendo a cabeça em todas por estar deitado no ar

Seu corpo apenas parou em uma grande parede de terra que tinha ali, fez um enorme buraco la fazendo uma cortina de poeira

Quando a poeira baixou, o corpo dele estava em pé... me assustei mas, em seguida, ele caiu desmaiado no chão batendo o rosto no solo

- Eu venci! - levantei o braço esquerdo sorrindo alto fechando os olhos feliz - [ O fogo... eu consegui purificar a fumaça... por isso ele demorou para se fazer ] - quando terminei de pensar, cai para tras inconciente batendo a cabeça no chão ja desmaiado, tinha perdido sangue de mais e estava a beira da morte ja


Notas Finais


Espero que tenham gostado, até a próxima ^^)/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...