1. Spirit Fanfics >
  2. Tua melodia. >
  3. Capítulo dez

História Tua melodia. - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


DESCULPE PELO CAPÍTULO CURTO KKSKSS
ok, então,,,é,,,mais um capítulo para acabarmos a história.
obrigada mesmo, do fundo do meu coração, a vocês que acompanharam. não teria sido possível sem vocês, e adorei escrevê-la!
enfim, boa leitura!

Capítulo 10 - Capítulo dez


Oi?”

Bokuto ainda sorria, com os olhos esboçando confusão. 

Akaashi deixou de sorriu. Arregalou os olhos levemente. Tentou dizer algo no abrir da boca, porém as palavras engasgaram na garganta.

“Ermm.” 

“Akaashi, você... me ama? Amar? Tipo, amar mesmo?” 

Akaashi teria rido alto se não fosse com ele.

Bokuto encarava em confusão o violinista, tentando decifrar as palavras do outro. 

“Não, eu quis dizer...” Akaashi hesitou, evitando o olhar do pianista. “Não, eu não—quero dizer, sim. Mas não. Talvez um pouco.” 

“E talvez um pouco demais.” 

Bokuto observou Akaashi por uns 3 segundos antes do rosto corar intensamente. 

Akaashi estava o mesmo. 

“Tipo—amar minha música né?” 

“Não, Bokuto-san, amar você!” Akaashi quase gritou, antes de perceber o que havia dito e esconder o rosto em mãos. 

“Ah.” O mais alto murmurou, antes de esconder os rostos em mãos igualmente ao outro. 

Ficaram uns 4 minutos assim, quietos, com a chuva preenchendo o silêncio. 

Bokuto finalmente tomou coragem em dizer algo. “Akaashi, eu...também gosto de você! Tipo, amar!”  

Akaashi olhou Bokuto nos olhos, sempre dourados e inspiradores. Abriu a boca em surpresa, tentando conter um sorriso. 

“Então—“

“Então se você gosta de mim e eu gosto de você, estamos namorando?”

O violinista encarou, desacreditado. Começou a rir baixo, com os olhos fechados, enquanto acenava com a cabeça. “Sabe, Akaashi, desde o primeiro dia que te vi, eu te achei incrível! Você, sabe, é muito bonito, sua personalidade estóica...” 

Akaashi corou e continuou a rir. “Pare com isso, Bokuto-san. Você quem me deixou incrédulo.” 

Bokuto começou a rir nervoso, junto do outro.

“Espera, Akaashi, se nós estamos namorando... eu posso te beijar?”

Este parou de rir. 

“...se não for problema.” 

Ambos se encaram por um momento, antes de Akaashi colocar a mão no ombro de Bokuto e abraçá-lo. Sentiu o coração do mesmo batendo forte, contendo o riso. 

Akaashi segurou o rosto de Bokuto com ambas as mãos e beijou-o rapidamente, antes de colocar o rosto no ombro de Bokuto em vergonha. O pianista abraçou de volta o outro, e começou a rir alto. 

Akaashi fechou os olhos, ouvindo a chuva e o riso do novo namorado. 

Abriu os olhos, observando a chuva cair através da janela. 

 A chuva dissipava lentamente, dando uma incrível paisagem e—

Kuroo.

Kuroo estava encharcado, com o rosto pressionado contra o vidro da casa, com um sorriso largo. 

Akaashi se separou do abraço rapidamente, levantando-se do sofá.

“Kuroo chegou.”

Bokuto virou-se, notando o melhor amigo carregando dois guarda-chuvas. Acenou com pudor, o rosto ainda vermelho. Bokuto levantou-se, andando em direção a porta e a abrindo. 

Akaashi observou Kuroo com um olhar mortal antes de sair da casa, despedindo-se de Bokuto. “Até logo, Bokuto-san.” 

Kuroo deu o guarda-chuva ao amigo, com o sorriso ainda presente. 

“Então, Akaashi—“ 

“Fique quieto.” 

Kuroo acenou com a cabeça, rindo. 

“Como é beijar o—“

“Fiquei quieto.” 

E ambos andaram na chuva, o silêncio roubado pelas gargalhadas do mais velho. 


Notas Finais


ok, no final do capítulo eu imaginei isso: https://misstocinos.tumblr.com/post/190207331155/higelaw-oh-god-akaashi-murmured-when?is_related_post=1
obviamente não fui eu quem fiz kskksks mas foi inspirado mesmo!
obrigada por lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...