1. Spirit Fanfics >
  2. Tudo começa em você >
  3. Meus olhos te vêem..

História Tudo começa em você - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 1 - Meus olhos te vêem..


Fanfic / Fanfiction Tudo começa em você - Capítulo 1 - Meus olhos te vêem..

Meus olhos te vêem, minha pele sente, o frio fica ausente, tua pele é entorpecente, teu beijo me faz sentir o que uma prostituta sente quando recebe dinheiro do cliente.  Não faz sentido misturar prostituição & essa sensação, eu sei, mas quis fazer uma citação envolvendo a emoção de te ter em minhas mãos, a mesma sensação que o punheteiro sente quando todo mundo tá ausente, quando alguém da um bom dia resplandecente pro porteiro ali da frente ou quando o maconheiro consegue fazer o corre fenomenal de um natural . Usei exemplos diversos & até controversos, pra te dizer que te quis desde a primeira vez que te vi, mas evitei em te dizer oque sentia, por receio do teu receio. No começo parecia brincadeira, o teu gostar. Não me fazia gozar, não no sentido carnal. Agora sim, posso espreitar o sentimental, além do carnal. 

Você é uma pessoa meiga, zoeira, dependente com ar de independência & não está longe de conseguir, você sabe que sim.

Gosto dos teus olhos castanhos, do teu toque singelo, não teus abraços sem adereços ou olhares profundos sem perguntas nas entrelinhas. Prefiro definições, coisas que o meu Jeon me faz ver. 

Eu sei que você sabe que eu sei, carregamos um parte de ambos por cada canto, mas um dia.. um dia o elo convém. 

Os teus ditos bagunçam-me a mente, me remete a querer um pouco de irresponsabilidade.

Teus feitos elaborados, teus tragos supridos, mas por um só labio, os teus.

Me traga como teu trago que eu te trago pra mim. Me tens já em teus dedos, me fragmento em pigarros e cinzas que caem de teu fumo, evapora em um sopro o qual determinas. 

Me suga por inteiro, me faz bituca.

Posso ser o mais fugaz, mais errôneo,  posso ser a tua doença, mas também a tua cura, me deslumbra, me aquece e enriquece esse mero garoto ausente de amor vivido corpo-a-corpo. 

Enclausurado em uma caixa, tu me tens em teus dedos. Me traga mais uma vez e prende em teus cabelos, teus dedos, tuas vestes e, também,  em tuas entranhas. Posso estar em  cada detalhe, mas sou a recorrência de pensamentos teus. Aquele café puro fumegante, pede um cigarro e tu me tragas mais uma vez.


Notas Finais


Obrigada por chegarem até aqui, dêem corações que postarei mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...