História Tudo começa no ódio - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Felipe Z. "Felps", Flavia Sayuri, Matheus Neves "Pk Regular Game", Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, TazerCraft, Thiago Elias "Calango"
Personagens Alan Ferreira, Felps, Matheus Neves, Mike, Pac, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Thiago Elias "Calango"
Tags Aloid, Cellps, Mitw, Pkalango
Visualizações 85
Palavras 782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FINALMENTE EU VOLTEI!!!!!!
Estava com saudades de vocês ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤
Mas agora eu voltei, e voltei com tudo!
Quero agradecer aos comentários ❤
Amo muito vocês!
Obrigada pelos 140 fav ❤
Vocês são anjinhos lindos!
E agora vamos pro cap!!
BOA LEITURA ❤

Capítulo 25 - Capítulo 25


         Algumas horas antes..

-- MAETHEEE!!! ABRE ESSA PORTA! -- Eu gritava ansioso.

-- Alan! Fala mais baixo... -- Void reclamava do meu tom de voz.

-- JÁ VAII!!! -- escuto um grito vindo de dentro da casa.

Eu estava nervoso, muito nervoso! Já fazia tempo que eu não falava com a Maethe. O quê eu pergunto primeiro? Se ela tá bem? O porquê dela ter desaparecido? Eu não faço ideia!

Pego na mão de Void, assim eu me acalmo um pouco.

-- Podem entrar! -- Maethe abre a porta e nos dá um sorriso.

Esse sorriso tá estranho...

Entramos na casa e ficamos num silêncio desconfortável, até eu tomar coragem e fazer a pergunta mais importante.

-- Onde você esteve? Por que não respondeu nossas mensagens? 

Vejo Maethe com um semblante desconfortável.

-- Bem.... Eu só estava... É... 

-- Maethe, a gente veio aqui conversar sério! Todo mundo tá preocupado com vc! Então nos fale a verdade. -- Void pela primeira vez se pronunciou.

Maethe solta um longo suspiro e nos encara seriamente.

-- Eu vou falar uma coisa, mas não quero que vocês fiquem chateados... -- Maethe me encara e depois desvia o olhar. -- Eu não quero mais a amizade de vocês.

Paraliso. Como assim? "Não quero mais a amizade de vocês''? Ela tá zoando né? Isso não é possível!

-- Você tá me zoando né? -- pergunto sério.

-- Não Alan, eu tô falando sério!

-- POR QUÊ? O QUE EU FIZ DE ERRADO?-- Eu gritava com lágrimas nos olhos.

-- Alan, se acalma! -- Void pegava na minha mão.

Olho para Maethe e vejo que a mesma também está com os olhos cheios de lágrimas. Isso não tá certo! Tem algo de errado nisso.

Quando vou perguntar se tem alguma coisa acontecendo, meu celular toca.

                 Ligação on

-- Alô?

-- Fala, caralho.

-- Alan? Tá chorando?

-- NÃO PORRA!

-- Fala logo o que tu quer.

-- Que grosso!-

- Só vim falar o horário que a gente vai no parque.

-- A gente vai às 18:00.

-- Ok, tchau!


                     Ligação off

-- Quem era? -- Void.

-- O Pac, falando o horário que a gente vai no parque... Espera... Maethe, você não quer ir com a gente?

-- Bem... Que horas? -- Maethe.

-- 18:00! -- Falo animado.

-- MAETHE!!!!

Escuto um grito.

-- Já vou!! É minha irmã... Já volto. -- Maethe rapidamente vai até as escadas.

-- Espera... Essa é a irmã que xingou a Maethe naquele dia? -- Void.

-- Sim... 

-- Voltei... -- Maethe fala num semblante sério.

-- Então? Vai com a gente?

-- Não. Eu nunca mais quero te ver Alan! Não quero ver ninguém! -- Maethe falava com raiva. -- Agora se me dá licença, pode sair da minha casa?

-- Alan, vamos embora. -- Void pega na minha mão e me puxa pra fora da casa. -- Eu nunca esperaria isso de você Maethe. Nunca mais nos procure.

Antes de Maethe fechar a porta, vejo seus olhos cheios de lágrimas e escuto um sussurro.

-- Me desculpe...

           Voltando ao presente

-- Em qual brinquedo vamos primeiro?? -- Cellbit perguntava animado.

-- Eu quero ir na casa dos espelhos! -- Pac.

-- RODA GIGANTE! -- Sasa.

-- Também quero roda gigante! -- Felps.

-- Três! -- Mike.

-- Quatro! -- Calango.

Todos foram falando que queriam ir na roda gigante.

-- E você Alan? -- Pac falava triste. Afinal, só ele tinha votado na casa dos espelhos.

-- Pode ser a roda gigante.

Vejo Pac com um olhar decepcionado e solto uma risada.

-- BORA! -- Cellbit corria na frente todo animado.

Fomos logo atrás.

Ficamos na fila até chegar a nossa vez, só podia ir duas pessoas numa cabine. Então fizemos as seguintes duplas:

Cellbit e Felps.

Mike e Pac.

Calango e Pk.

Sasa e uma menina da fila. 

Eu e o Void.

Entramos nas cabines e a roda começa a se mexer.

                        Sasa

Entro na cabine e espero a menina entrar, quando ela entra fico surpresa.

-- Gabs?! -- Falo feliz.

-- Sasa?! -- Gabs fala animada.

-- Eu não acredito aaaaaah! -- Abraço a mesma e dou um sorriso.

-- Que coincidência, não é mesmo? -- Gabs dá um sorriso.

-- Muita coincidência! Agora podemos conversar de verdade. -- Falo já me preparando.

                        Cellbit

-- Caralhooo!!!! Que medo! -- Falo olhando para baixo, tava muito alto!

-- Pois é! Imagina se isso caí? -- Felps.

-- PARA FELPS!! -- Falo horrorizado.

-- Desculpa! -- Felps falava entre risos.

Dou um sorriso aliviado. Volto a olhar a paisagem, até sentir a mão de Felps em meu rosto.

-- F-Felps? -- Pergunto assustado pela aproximação repentina.

-- Shh. -- Felps coloca seu dedo entre meus lábios e vai chegando mais perto. 

Sinto sua respiração em meu rosto, até....

                      Calango

-- EU NÃO ACREDITO! -- Eu falava dando altas gargalhadas.

-- É SÉRIO! -- Pk.

-- Suas piadas são horríveis! -- Eu limpava minhas lágrimas.

-- Horríveis? Tu tá quase morrendo de rir! -- Pk falava indignado.

-- Tô brincando! 

-- Acho bom! 

Ficamos em silêncio, um silêncio confortável.

-- Calango..

-- Pode falar.

-- Você é muito especial pra mim...



 

 

  


Notas Finais


EU ESTRAGANDO A FELICIDADE DE VOCÊS! HSUSHSUSAHUA ❤
Não vou demorar postar o próximo cap! Prometo.
Será que Maethe está falando sério? Descubra no próximo cap!
Espero que vocês tenham gostado!
Comentem! Isso me ajuda demais <3
BEIJOS DE LEMON ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...