História Tudo começou com uma barata- Jikook - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, Red Velvet
Personagens Jackson, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Wendy, Youngjae
Tags Bts, Drama, Romance
Visualizações 66
Palavras 993
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha só quem está de voltaaaaa.
Eu preciso tomar vergonha na cara e escrever mais frequentemente. Me desculpeem.
Vou tentar o máximo possível postar o outro capítulo logo.

Já vou avisando que esse capítulo está bem pesado, tipo MUITO mesmo.
Pra vocês terem uma noção eu chorei escrevendo ele.
Espero que estejam preparados...

Boa leitura e até as notas finais

Capítulo 35 - Você não tem escolha


Fanfic / Fanfiction Tudo começou com uma barata- Jikook - Capítulo 35 - Você não tem escolha

POV Taehyung

Então.....descobri que eu estava sem ideia do que fazer aí eu resolvi chamar o Hoseok pra me ajudar, porém, foi com certeza a pior ideia que eu já tive.
Ele primeiramente ficou meio, " Tu não ouviu essa merda errado não?", aí depois resolveu acreditar em mim. A gente conhecia bem o Jimin e sabemos que ele é bonzinho demais pra fazer tudo aquilo por vontade própria. Vamos falar a verdade né, aquela coisinha fofa com aquelas mãozinhas gordinhas e sorrisinho fofíssimo faria algo contra alguém? Eu acho que não, pelo menos eu espero que não.

Mano, eu achei mesmo que meu querido Hobissom iria conseguir ficar calado por muito tempo?
Logo no primeiro momento que estávamos vigiando Jimin e Jackson em público ele começou a falar extremamente alto. Na primeira vez até que não deu em nada o problema veio depois da milésima vez que ele gritou. 
ELE NÃO ENTENDEU QUE TEMOS QUE AGIR SILENCIOSAMENTE E SIGILOSAMENTE NESSA CARALHA.

Hoseok: Caraí eu to muito puto mermão!

Tae: Cala a boca Hoseok!

Hoseok: Aí credo, estressado.

Minha vontade de matar ele aumentou ainda mais quando Jimin olhou pra trás e viu eu e Hoseok. Eu estava torcendo internamente para que ele simplesmente ignorasse a nossa existência, mas, como a vida gosta muito de me fazer tomar no cu ele veio em nossa direção.

Jimin: O que vocês estão fazendo aqui?

Tae: Que eu saiba esse é um lugar público…

Jimin: Um condominio fechado agora virou local público? Que eu saiba gentinha como vocês não frequentam esse tipo de lugar.

PUTA QUE PARIU EU NÃO TINHA PERCEBIDO ISSO. Eu e Hoseok estávamos apenas seguindo eles nem tínhamos reparado que chegamos no condomínio onde Jackson e Jimin moravam. Mas que merdaaaaaa.
Pensa Kim Taehyung, pensa.

Tae: Eu tenho um amigo que mora nesse condomínio.

Jimin: Jura?

Eu não estava acreditando no que eu estava dizendo e Jimin muito menos, mas, finalmente Hoseokão fez algo decente e me ajudou a convencer Jimin.

Hoseok: Esta desconfiando porque? Meu amigo mora aqui.

Hoseok disse aquilo de uma forma tão verdadeira que até eu achei que ele realmente tivesse um amigo que morava nesse condomínio.

Jackson: Vamos Jimin. Pare de perder tempo com esses perdedores.

Jimin: Eles vão entrar no condomínio também. Eu quero ver quem é esse amigo deles.

Tae: Agora nem quero mais não, vou avisar que não vou. Se Eu e soubesse que você e Jackson moravam aqui nem teria pisado nesse lugar.

Jimin apenas passou as mãos pelos cabelos, colocou a mão na cintura e foi até Jackson que agarrou a mão dele logo em seguida. Eles simplesmente saíram de lá e foram em direção a casa deles.

Hoseok: Você tem certeza que ele realmente está precisando de ajuda? Ele está um nojo.

Tae: Tenho sim Hobi, ele só é um bom ator!

Hoseok: Ou talvez seja apenas um bom mentiroso que enganou a todos nós desde o começo!

Eu entendia que Hoseok estava bolado, eu também estava, mas, eu sabia o que eu tinha ouvido e sabia o que estava acontecendo com Jimin, ou seja, não posso deixar ele passar por tudo isso sem fazer nada.

Tae: Hoseok o que você acha de invadirmos uma casa?

Hoseok: Uma loucura!

Tae: Legal, vamos fazer uma loucura!

Hoseok: Do que você está falando?

Tae: Vamos invadir a casa do Jackson!

Hoseok: Tá maluco?

Tae: Eu sou maluco!

Hoseok: Tá bom então senhor maluco, como você pretende invadir um condomínio de luxo?

Tae: Condomínio de gente rica sempre tem uma segurança top né? Não tinha lembrado disso.

Hoseok: Você não reparou nos carinhas com arma ali não?

Tae: Não. Eu estava mais preocupado em ver o que Jimin e Jackson estavam fazendo.

Hoseok: Depois o lerdo sou eu.

Tae: Pelo menos não fui eu quem fez eles nos verem.

Hoseok: Isso não é hora de brigar. Vamos voltar pra faculdade e resolver o que vamos fazer.

Tae: Mas como vamos fazer isso longe do Jungkook?

Hoseok: Vamos ter que dar um jeito.

Voltamos para a Universidade e fomos direto para o nosso quarto e como já era de se esperar Jungkook estava lá. Eu não tive como expulsa-lo de lá então apenas fiquei dando apoio moral pra ele.

Hoseok: Quando ele dormir nós resolvemos tudo.

Tae: Tudo bem.

Jungkook: Estão falando sobre o que?

Tae e Hobi: Nada.



POV Jimin

Eu queria muito ter pedido ajuda para Taehyung e Hoseok, mas, eu não poderia fazer isso com eles, não posso colocar a vida deles em risco para salvar a minha. 

Fiquei olhando para a parede lembrando daquele sonho pela octogésima quarta vez e isso me dava arrepios. Sai dos meus devaneios quando ouvi a voz do capeta ser dirigida a mim.


Jackson: Parabéns!

Jimin: Por que está me parabenizando?

Jackson: Por hoje, por ter agido daquela forma com aqueles seus amiguinhos babacas. Aprendeu muito bem.

Eu não tinha o que dizer então apenas sai em direção ao quarto de hóspedes mas eu senti a mão de Jackson no meu pulso. Ele me puxou para perto dele e colou os nossos corpos me deixando paralisado. Queria correr, fugir, gritar mas eu não consegui fazer nada. Ele encostou a boca no meu ouvido me dando arrepios que não eram do tipo bom.

Jackson: Estava esperando por isso a muito tempo.

Eu entendi muito bem o que ele queria dizer com aquilo e me dava ânsia de vomito só de pensar em transar com esse cara então respondi a única coisa que conseguiu sair da minha boca.

Jimin: Eu não quero.

Jackson: Pena que você não tem escolha!


Quando eu percebi já estava pelado, deitado no sofá da sala enquanto Jackson distribuía beijos por todo o meu corpo. Ele retirou a cueca, passou seu membro que já estava ereto pela minha entrada e enfiou tudo de uma só vez. Não tive nenhuma reação, não gritei, não gemi, não fiz nada, apenas fiquei ali.

Eu não estava sentindo minha entrada doer, a dor que eu estava sentido era dentro do meu coração. 


Alguém por favor me tire daqui

Eu preciso de ajuda 















Notas Finais


Espero que vocês tenham gostado desse capítulo.
O próximo capítulo não vai ser tão triste, ou talvez vá.


Bjoooos e até a próxima ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...