1. Spirit Fanfics >
  2. Tudo é possível se o desejares >
  3. Capitulo ix

História Tudo é possível se o desejares - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Olá tudo bem com voces?

Desculpem a demora por atualizar, mas finalmente voltei com a historia.

Obrigado pelo vosso apoio até agora e boa leitura.

Capítulo 9 - Capitulo ix


Rin tinha sido humilhada em frente de todos os seus colegas, todas aquelas palavras que Sesshoumaru tinha dito tinha lhe causado dano, não era só por ele lhe ter chamado fraca e inútil, mas sim pelo simples facto que ela se sentia derrotada naquele exato momento. 

 

 — Senhorita Rin, por favor se acalme ficar nesse estado não lhe ajuda. — Disse Inuyasha preocupado. 

 

 — Por favor, arrume suas coisas e vá embora, eu não quero mais trabalhar com você! Está despedida.  —  Sesshoumaru virou as costas. 

 

 — Mas..

 

 — Não existe mas, quero ela fora da empresa já!

 

Sesshoumaru não estava sendo impulsivo, ele tinha ouvido toda a conversa de Rin com Inuyasha,  não gostou nada do que tinha ouvido e com a indecisão de rin só o irritou mais. 

 

 — Precisa que lhe ajude com alguma coisa? 

 

 — Não...Obrigado senhor.

 

Inuyasha não conseguia evitar sentir culpa por a Rin estar naquela posição, ele sabia do feitio do Sesshoumaru, mas aquilo agora foi longe demais, não só pela humilhação que ela passou mas também por ela ter sido despedida. 

 

Depois de Rin ter arrumado tudo o que lhe pertencia, se dirigiu aos recursos Humanos para assim dessa forma reformular a sua demissão.

 

 — Olha, olha quem foi despedida, a ceguinha- Riu.

 

 — Tem graça, eu acho mais preferível ser demitida do que ser rebaixada a uma simples mulher de limpeza. 

 

Depois disso, Rin dirigiu-se à saída.  

 

 — Ora sua-!! 

 

Sesshoumaru: O que se passa aqui?

 

 — S-Senhor Sesshoumaru….

 

Sesshoumaru: O que foi? vai ficar aí especada a olhar para mim, ou vai continuar seu trabalho?

 

 — S-Sim 

 

Na entrada da empresa: 

 

 — Quero falar com o Sesshoumaru!

 

 — Desculpe, senhorita, mas tem alguma coisa agendada com o Senhor Sesshoumaru? 

 

 — Eu sou a namorada dele, desde quando preciso agendar alguma coisa?

 

 — Desculpe Senhorita mas sem ordens prévias eu não lhe posso deixar passar.

 

Eram 9:45 quando Sesshoumaru ia sair da empresa acabando por esbarrar em Sara.

 

 — Sesshy!

 

Sesshoumaru mesmo ouvindo Sara não parou ele odiava aquele apelido e já estava cansado de avisar Sara sobre isso.

 

 — Hei!! Sesshoumaru!

 

Finalmente Sesshoumaru tinha parado.

 

 — O que foi Sara? 

 

 — Eu já te tinha chamado, mal que te tinha visto descer…

 

 — Não ouvi,  se era só isso adeus, Sara.

 

 — Hee...espera posso ir contigo? 

 

 — Faz o que quiseres — Disse já sem paciência. 

 

 Toda aquela discussão com Rin o tinha irritado, ele odiava alguém que desistisse tão facilmente das coisas, ela parecia alguém que não desistiria tão fácil mas tudo o que ela aparentava era mentira. 

 

O dia tinha se passado lentamente para Rin, ela naquele dia só desejava poder se deitar na sua cama e poder adormecer até ao dia seguinte, mas isso era fingir que nada tinha acontecido e Rin não queria se deixar ir abaixo. 

 

Na casa de Sesshoumaru:

 

—  Então como foi na empresa hoje? — Disse Inu-taicho lendo o jornal. 

 

—  Foi bem —  Disse Sesshoumaru sentando-se no sofá.   

 

—  Foi bem uma ova! —  Inuyasha entrou. 

 

—  Lá tinha que vir o cachorro defender a sua dona —  Sesshoumaru revirou os olhos.

 

—  Primeiro eu não sou nenhum cachorro, segundo tu despediu a Rin sem justificação!

 

Inu- Taicho até ao momento ignorava a conversa entre os irmãos, finalmente se pronunciou.

 

—  O Sesshoumaru fez o que?! — Disse quase irritando. 

 

—  Eu despedi a Rin—  Disse levianamente. 

 

—  Sesshoumaru eu nunca pensei que você fosse tão imaturo!! 

 

—  Imaturo eu? Ela se recusou a entrar às sete horas, e eu sou imaturo? Aquela mulher protege o irmão demais. 

 

— Sesshoumaru vem no meu escritório, AGORA!! — Disse o mais velho se levantando. 

 

Sesshoumaru até aquele momento não sabia o motivo do seu pai proteger tanto uma funcionária, ele desde que se aposentou da empresa nunca tinha interferido na gestão dos funcionários, isso sempre era da conta de Inuyasha ou do Sesshoumaru. 


 

—  Quero que voltes a por a Rin na empresa, no antigo cargo dela — Disse o mais velho sem olhar para Sesshoumaru. 

 

—  Pai, eu não volto com a minha palavra atrás! Eu a despedi e não vou mudar isso! 

 

—  Preferes perder o orgulho? ou a herança? 

 

—  Você não era capaz de me deserdar! 

 

—  Experimenta—  Finalmente olhou para o seu filho. 

 

—  Sesshoumaru, eu não sei o que tens contra a senhorita Rin, ela é cega tu como médico não a devias menosprezar desse jeito.

 

—   Eu na empresa não estou como médico e sim como chef! 

 

—  Então sai da empresa. 

 

—  Afinal o que o pai tem com a senhorita Rin?  porque a protege tanto. 

 

—  Isso não é da sua conta, quero a senhorita Rin amanhã na empresa a trabalhar, se isso não acontecer não vais ter direito a mais nada. 

 

Sesshoumaru estava em choque pois seu pai estava disposto a deserdar  seu próprio  filho só por uma mera funcionária. 


Notas Finais


Não esqueçam que dia 5 de Março vai sair fanfic especial.

Fiquem bem e se cuidem direito ❤❤

instagram: https://www.instagram.com/nuriko1324/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...