História Tudo esta entrelaçado , mais que você imagina - Capítulo 36


Escrita por:

Visualizações 18
Palavras 681
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Mistério, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 36 - Bebes, dúvidas ...


P.O.V Fred

Fiquei surpreso, primeiro meu irmão gêmeo tá namorando, segundo meu irmão mais novo também está namorando e terceiro meu irmão mais velho vai se casar. 

Quando entramos e a pequena começou a chorar e o Percy a retirar. Todos olharam para o Cara desconhecido.

- Bem vou ver como Percy e a Molly estão, colicença - disse ele.

- Bem vou colocar a mesa - disse minha mãe se levantando e saindo.

- A comida já tá pronta ? - perguntou Rony. 

- Sim - disse ela.

- Ah, Jorge chegou isso mais cedo - disse ela entregando uma carta.

E ele a pegou e leu a carta, e sorriu e respirou fundo e disse:

- Podemos ir ao êxtase ? - perguntou ele.

- Al te convidou ? - perguntou Rony e Jorge mostrou os ingressos que davam para quase todo mundo.

- Mas não tem para o Percy e para o Miguel - disse eu.

- Não tem problema - disse Percy descendo com Miguel.

- Por que ? - perguntou Rony.

- Eu tenho um bebê para cuidar Rony e bebes nesta faixa etária dão trabalho, vão se divertir - disse ele.

- O almoço já está na mesa - disse a mamae. 

Todos se sentaram e começaram a comer e quando terminamos nos sentamos na sala e um choro soou alto e Miguel que estava até então abraçado ao Percy que tava quase caindo no sono, se levantou e foi até tá. 

- Percy, você está bem? - perguntei.

- Só cansaso - disse ele.

Miguel desceu com a pequena nos braços, muito acordada é com o polvo amarelo em suas pequenas mãozinhas, ele colocou a pequena no tapete da sala, ela ficou olhando para cada um e deu um gritinho e sorriu.

- Que fofa - disse Rony e se aproximou e ela pegou em um de seus dedos.

- Ela é linda - disse Jorge.

P.O.V Harry

Quando cheguei em casa, tava tudo muito Quito, Quito demais, quando eu subo e vejo a cena que provavelmente me marcaria pelo resto da minha vida. 

Lá estava a pessoa que mais confiei, Draco, com a pessoa mais desprezível que eu poderia imaginar, Hermione.

- AHHHHH... - disse eu com lagrimas.

- Harry, não é o que está pensando - disse Draco.

Eu o olhei e sai correndo e peguei um pouco de pó de flú e sai pela lareira, cheguei na casa do meu pai e chorei em seu colo. 

- Meu filho, isso acontece - disse ele.

- Você já foi traído? - perguntei.

- Não, mas eu sei como é perder alguém, por mais que tenhamos fazido tudo corretamente, talvez a(o) parceira(o) não seja o que pensamos - disse ele e sorriu e eu retribui.

- Pai, você que me gerou? - perguntei.

- Isso é história para outro dia - disse ele se levantando e se retirando.

P.O.V Raphael

Fui chamado para o instituto, que ótimo, não posso curtir mais meu esposo que me chamam e eu entrei e me deparei com minha mãe e minha irmã e olhei para Izzy que estava sentada ao lado delas.

- Raphael, que bom que chegou, fiquei sabendo que Simon terminou a faculdade mande felicidades para ele - disse ela me puxando e forçando a sentar e dei um suspiro.

- Por que me tirou de casa, Izzy? - perguntei.

- Bem, sua mãe e sua irmã vieram para cá e disseram que ainda não conheciam o genro delas e elas gostariam de conhecer - disse ela.

- Izzy, isso não vai funcionar, Simon está em um momento delicado - disse eu.

- Eu sei, mas o casamento de vocês foi tão lindo - disse ela é a olhei, não sei se deveria e mandei uma mensagem para Simon e ele respondeu.

- Tudo bem, mas nada de estressado - disse eu.

- Ok, faremos uma festa noturna para que os dois possam vir - disse ela animada.

- O que é dessa caixinha mágica ? - perguntou minha mãe.

- É um celular - disse eu explicando.

P.O.V Apolo

Eu estava caído no meio do salão principal com uma perna quebrada e a outra com uma lança na coxa da outra perna e Zeus olhava para mim com o seu raio mestre e...

Continua... 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...