História Tudo Mudou - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Happy, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags Fetiche, Lucy Confiante, Lucy Dominante, Lucy Poderosa, Lucy Sadica, Nalu, Natsu Timido
Visualizações 170
Palavras 1.907
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem, mais uma vez estou de volta com mais um capitulo para vocês, e eu espero que vocês gostem., e mais uma vez obrigado por lerem, favoritarem e comentarem, vocês são quem me motivam a continuar.

Nos vemos nas notas finais.

Capítulo 8 - Juntos


Lucy, Natsu e Happy estavam agora subindo o monte Hakobe para a próxima parte do treinamento de Lucy, eles tinham passado três meses treinando no intenso calor do vulcão, e agora era hora de climas mais gelados. Natsu não parecia nem um pouco incomodado pelo frio, Happy estava se escondendo dentro de sua jaqueta, e Lucy só mostrava um ligeiro desconforto, ela parecia ter mais resistência ao frio do que antes, quando veio aqui pela primeira vez.

Natsu: Por quanto tempo nós vamos ficar aqui? – ele perguntou em sua voz baixa habitual.

Lucy: Eu não sei ao certo, nós vamos ver com o tempo – ela disse dando de ombros.

Happy: Você parece estar muito bem nesse frio, isso é um contraste gritante com a ultima vez que estivemos aqui – ele disse a olhando curiosamente, que deu de ombros em resposta.

Lucy: Eu tinha baixa resistência antes.

......

Eles subiram até a parte mais alta da montanha, onde com toda a certeza o frio era bem mais forte, eles então encontraram uma caverna onde iriam acampar por um tempo, Natsu então acendeu uma fogueira com lenha que ele trouxe, que na verdade era mais para Happy do que ele.

A caverna era a mesma onde o Vulcan trouxe Lucy quando ele a seqüestrou, nas primeira vez quando ela esteve no monte Hakobe. Natsu viu como Lucy após descer suas coisas se espreguiçou.

Natsu: Você já vai treinar? – ele perguntou, mas na verdade já sabia a resposta.

Lucy: Sim...... – ela disse simplesmente e começou a retirar sua roupa, para o choque de Natsu e Happy.

Natsu: O que você está fazendo? – ele perguntou em uma voz chocada e ao mesmo tempo constrangida.

Happy: Você vai congelar – ele disse com descrença.

Lucy: Gray me disse uma vez, que quando ele estava aprendendo magia de gelo, ele treinava quase sem roupas no frio, então pensei em fazer o mesmo, assim eu vou ter um maior crescimento – ela disse agora ficando somente em suas roupas intimas, que como sempre ela insistia em usar alguns números menores.

Lucy viu como Natsu estava tentando não olhar para seu corpo esculpido através de treinamento, e sorriu maliciosamente. Ela então caminhou até ele, ficou a sua frente com suas mãos em seus quadris e disse.

Lucy: Gostou do que vê baby? – ela perguntou maliciosamente, e Natsu parecia que iria explodir, enquanto Happy gargalhava.

Natsu: Eu...eu....eu... – ele simplesmente não conseguia falar, e ficava com sua boca se mexendo sem saber o que fazer. Lucy então riu de diversão e se inclinando fechou seus lábios com seu dedo indicador.

Lucy: Não precisa babar, eu sei que sou irresistível – e com uma piscadinha sexy Lucy saiu andando balançando seus quadris mais do que o necessário.

Happy: Oh Natsu, ver Lucy lhe provocar assim é hilário – ele disse entre seus risos, e Natsu respirou fundo para tentar se acalmar.

Natsu: Por que Lucy-san, é tão insistente em me provocar? – ele perguntou confusamente, e Happy o olhou como se Natsu tivesse crescido uma segunda cabeça.

Happy: Espere, você realmente não sabe? – ele perguntou em descrença e Natsu assentiu, só para Happy dar um tapa em sua testa – e eu pensando que você era tímido demais para fazer algo......

Ele balançou sua cabeça negativamente.

Natsu: O que está acontecendo? – ele perguntou com confusão.

Happy: Natsu, pelo bem dos seus e os sentimentos de Lucy, eu tenho que lhe dizer algo, eu não deveria me meter nisso, mas sua densidade está me obrigando – ele disse em um tom sério nada característico para o gato provocativo.

Natsu: O que você quer dizer? – ele perguntou inclinando sua cabeça de lado.

Happy: Para ser curto e grosso, Lucy gosta de você – ele disse seriamente.

Natsu: Mas é claro que ela gosta, nós somos amigos afinal – ele disse com confusão, sobre o por que Happy achava que ele não sabia disso.

Happy suspirou em frustração e abrindo suas asas vôo para Natsu, e encostou seu rosto no dele nariz com nariz.

Happy: Não desse jeito idiota, eu quero dizer que ela gosta de você, como uma mulher gosta de um homem romanticamente, ela está caidinha por você, ela esta obcecada com seu a amor, ela está a ponto de lhe obrigar a namorar com ela, ELA AMA VOCÊ – ele disse tudo rapidamente e Natsu recuou em choque – agora escolha qualquer uma dessas coisas que você entenda e vá atrás dela cabeça oca – ele disse irritado e saiu voando suspirando e reclamando, sobre como alguém poderia ser tão denso.

Natsu ficou lá por alguns minutos em silencio, até que tudo o que Happy disse se registrou.

Natsu: Ela gosta de mim? – ele disse lentamente, e começou a corar furiosamente – mas e eu? Eu gosto dela? – ele se perguntou em confusão e corou.

......

Natsu saiu da caverna e seguiu o cheiro de Lucy, ela estava em uma parte plana da montanha lutando com um grande grupo de Vulcans que a olhavam pervertidamente. Natsu então se escondeu atrás de um monte de neve e ficou observando enquanto Lucy os derrotava sem usar sua magia.

Natsu: Ela gosta de mim...... – ele murmurou e corou.

Mas ele gosta dela?

Natsu ficou observando como Lucy derrotava os Vulcans com movimentos fluidos, e mantinha um olhar sério em seu rosto que ele achava......sexy? Mais uma vez ele corou. Natsu viu como Lucy saltava em todas as direções, e desferia golpes fazendo seus atrativos naturais saltarem em todas as direções o fazendo quase desmaiar.

Natsu então viu como a fraca iluminação solar caiu sobre a pele perfeita de Lucy a fazendo brilhar ligeiramente enquanto ela estava triunfante sobre seus inimigos, para Natsu Lucy mais parecia uma Deusa naquele momento, ela não poderia ser humana, pois ela era perfeita em todos os sentidos para.

E com esses pensamentos em mente, e vendo como ela não conseguia parar de reparar em tudo sobre Lucy Natsu percebeu......

Ele a amava também.

Quando começou ele não sabia, mas ele percebeu naquele momento que ele também a amava.

Natsu: Agora só falta coragem de me declarar...... – ele disse timidamente.

......

Lucy estava olhando os Vulcans pervertidos com um olhar feroz em seu rosto, ela queria derrotar o maior numero possível deles, enquanto não muito poderosos sozinhos, em grande numero eles faziam um grande aquecimento.

Vulcan 1: Mulher bonita, você vai ser minha mulher – e com isso ele correu para ela e tentou agarrar Lucy, que somente sorriu em resposta.

Mas não era um sorriso amigável.

O Vulcan estendeu sua mão tentando pegar Lucy, mas ela impediu que sua grande mão se fechasse em volta dela com seus braços, então para a surpresa do Vulcan segurou um dos dedos dele e ......

Levantou seu corpo inteiro do chão.

Lucy então o bateu violentamente no chão, depois o levantou o girou no ar e o jogou nos outros Vulcans derrubando muitos deles, muitos deles recuaram com medo e Lucy sorriu sadicamente.

Lucy: Hahahaha, vocês são divertidos de se brincar – ela disse sadicamente, com esse lado de sua personalidade saindo para a luz do dia.

Quando Lucy teve sua personalidade alterada, ela por si só se tornou sádica por natureza, mas aprender a magia da amazona piorou isso, a parte fera da magia tem esse efeito colateral nas pessoas.

Lucy: Agora......vamos continuar brincando, vamos? – ela disse sadicamente, com um olhar escuro em seus olhos chocolates que piscaram vermelho por um momento.

......

Lucy estava voltando para caverna depois de ter terminado com todos os Vulcans que ela estava lutando anteriormente, agora longe da luta ela voltou ao normal, e estava agindo como si mesma novamente. Às vezes Lucy pensava que ela tinha personalidades demais, perto de Natsu e Happy ela era amigável, bem pelo menos com eles, mas com outras pessoas ela era agressiva e mal educada, e com seus inimigos sádica.

Eram personalidades demais.

Estando quase na caverna, Lucy podia a luz da fogueira brilhando e sorriu pensando em Natsu, ela estava realmente apaixonada por ele, e gostava de pensar que estava conseguindo tornar esse sentimento recíproco.

Já era noite agora, e Lucy estava ansiosa para se aconchegar com Natsu, como ela sempre fazia todas as noites.

Quando Lucy entrou na caverna ela viu Natsu em frente a fogueira, e Happy estava enrolado em um grosso cobertor provavelmente já dormindo. Lucy então caminhou até Natsu e se sentou ao seu lado direito, mas Natsu não lhe olhou a deixando confusa.

Lucy: Algo está lhe incomodando? – ela perguntou com curiosidade, se algo estivesse errado com ele, ela iria resolver, e se alguém fez algo para magoar seus sentimentos e ela não sabia, ela iria matar essa pessoa......

Espera.....

Matar?

Ela iria tão longe assim?

Depois de examinar sua mente, suas emoções e o tanto que ela gostava dele, ela percebeu.

Ela realmente mataria por ele.

Isso seria fácil com sua personalidade atual, olhando para as interações que ela tinha com Natsu e Happy, era até fácil pensar que ela não mudou muito da antiga Lucy, mas quem pensa isso está mais do que redondamente errado, Lucy era muito diferente agora, sua personalidade era muito mais escura do que todos imaginavam.

E isso ficará visível com o tempo.

Natsu: Tem algo.....que eu preciso.....lhe dizer – ele disse em um fio de voz.

Lucy: E o que é isso?

Natsu se virou para ela com seu rosto extremamente corado, e Lucy levantou uma sobrancelha ao ver isso.

Natsu: Eu.....eu......eu – e seu rosto ia ficando cada vez mais vermelho com vergonha –‘’vamos coragem’’ – ele pensou tentando se encorajar.

Lucy: Você o que? – ela perguntou curiosamente.

O que Natsu poderia estar tentando lhe falar?

Natsu: Eu.....eu..... – Natsu balançou sua cabeça com sua falta de coragem, e respirando fundo ele fez algo que nem sabia ter coragem. Natsu se aproximou do rosto de Lucy e lhe beijou para sua surpresa.

No começo ambos só encostaram seus lábios, e Lucy estava surpresa demais para se mover, mas então se registrou em sua mente que Natsu estava lhe beijando, e Lucy começou a se aproximar mais dele, Lucy percebeu que Natsu era tímido demais para aprofundar o beijo, então tomou as rédeas da situação.

Lucy passou sua língua pelos lábios de Natsu, e ele inconscientemente abriu sua boca ligeiramente, então Lucy deslizou sua língua na boca dele, e começou a aprofundar o beijo, com o tempo Natsu foi se tornando um pouco mais confiante, e fez o mesmo que Lucy deslizando sua língua em sua boca.

Ambos exploravam as bocas uns dos outros, claro que com Lucy sendo mais ativa, afinal ela não tinha vergonha de nada.

Logo o ar se fez necessário infelizmente, e ambos tiveram que se separar, Lucy o olhou com grande sorriso, e Natsu estava extremamente corado.

Natsu: Eu.....te.....hpfhm – ele não conseguiu terminar, pois Lucy atacou seus lábios de novo.

Lucy: Não precisa dizer mais nada, eu entendi a mensagem, eu também ta amo, agora me beija de novo – ela disse após se separar uma segunda vez, só para voltar a beijá-lo de novo.

E Natsu estava feliz em retornar o beijo em sua maneira tímida.

Por dentro de Lucy era como se existisse uma queima de fogos de artifício, ela finalmente conseguiu o amor do homem que ama com todo o seu coração.

Tão focados no momento como estavam, nenhum deles notou Happy fazendo uma dança da vitória longe deles com uma bandeira branca em sua mão direita que dizia: eu sou incrível.

Happy: Eu sou o melhor – ele disse com orgulho enquanto dançava.

Continua.


Notas Finais


Ficou bom? vocês gostaram? não gostaram? o que vocês acharam de como eles ficaram juntos?

Eu peço, por favor, que vocês me digam suas opiniões, isso ira me ajudará muito.

Obrigado por terem lido.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...