1. Spirit Fanfics >
  2. Tudo mudou na vida de Peter Kavinsky >
  3. Uma conversa estranha

História Tudo mudou na vida de Peter Kavinsky - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite amores! Capitulo novinho para vocês!!!

Capítulo 4 - Uma conversa estranha


Chego na escola, como sempre atrasado, vou direto para minha primeira aula. Estou muito animado porque minha ultima aula é Educação Física com a Lara Jean.

Assim que o sinal toca vou para educação física, o treinador White nos deixou livres para aproveitarmos os últimos dias de sol, estou jogando frisbee com os rapazes quando vejo a Lara Jean na pista de corrida com a Christine, minha oportunidade de ir falar com ela sobre a carta.

 

Lara Jean e Chris continuam dando voltas na pista de corrida. Espero elas passarem por mim e vou correndo até elas.

 

— Posso falar com você um minuto? — Falo olhando diretamente para Lara Jean. Elas se olham, não é tão estranho assim eu querer falar com elas.

— Comigo ou com ela? — Chris pergunta.

— Com Lara Jean. — Respondo. Me pareceu meio óbvio que eu queira falar com ela, já que ela me enviou uma carta de amor.

 

Chris passa os braços em volta dos ombros da Lara Jean, querendo dizer que não vai a lugar algum.

 

— Vai em frente. Estamos ouvindo. — Chris responde. Eu reviro os olhos, como ela pode achar que vou fazer algum mal para a Lara Jean.

— Quero falar com ela em particular.

— Que seja. — Chris responde e sai andando.

 

Não sei muito bem como tocar no assunto, porque não quero ofender a Lara Jean, afinal eu realmente gostei de receber a carta. Decido começar pela parte mais importante, pelo menos para mim.

 

— Só para você saber, eu não tenho herpes. — Falo baixinho para que ninguém escute.

— Eu nunca disse que você tinha herpes. — Ela me olha com cara de surpresa, e vejo sinceridade em seu olhar. Mas mesmo assim fico furioso, porque negar se ela escreveu na carta?

— Também não pego sempre o ultimo pedaço de pizza. — Continuo falando baixo.

— Do que você está falando? — Ela me pergunta. Como ela pode não se lembrar do que escreveu na carta?

— Foi o que você disse. Na sua carta. Que eu sou um cara egoísta que anda por ai passando doenças para as garotas.

— Que carta? Eu não escrevi carta nenhuma! — Ela está mentindo, está nítido no rosto dela.

— Escreveu sim. Esta endereçada a mim e assinada por você? — Ela de repente fecha os olhos e não responde nada. Ela está envergonhada?

— Lara Jean. — Eu chamo o nome dela, preciso de uma resposta.

 

Ela abre os olhos e encara a carta na minha mão, ela parece apavorada.

 

— Onde... Onde você conseguiu isso?

— Chegou pelo correio ontem. — Solto um suspiro. — Olha, não é nada de mais. Só não saia por ai dizendo as pessoas... — Minto, fingindo que não me importo com a carta.

— Chegou pelo correio? Na sua casa? — Ela me interrompe no meio da frase. Não entendo porque ela está tão confusa.  Apenas respondo. — É.

 

Ela começa a ficar pálida, ela está passando mal? Ela certamente está passando mal, porque ela está suando. E se ela desmaiar? O que eu faço?

 

— Você precisa entender que escrevi essa carta há muito tempo atrás.

— Tudo bem. — Respondo isso porque estou com medo que ela desmaie na minha frente.

— Tipo, anos atrás. Muitos anos atrás. Eu nem me lembro o que escrevi. Sério, essa carta é do fundamental. Eu nem sei quem pode ter mandado. Posso ver?

 

Ela realmente parece dizer a verdade. Mas eu não vou devolver a carta, quero guardar ela comigo, talvez seja a única carta de amor que eu receba na vida. Sorrio para ela e respondo.

 

— Não, eu quero ficar com ela. Nunca recebi uma carta assim. — Ela é muito rápida e tira a carta da minha mão, fico surpreso, não esperava essa atitude dela. Levanto as mãos em sinal de rendição.

— Tudo bem, vai, pode ficar com ela. Caramba.

— Obrigada. — Ela me responde e começa a se afastar. Nesse momento me lembro sobre o que ela disse do nosso primeiro beijo.

— Espera. — hesito um pouco, não sei como continuar. — Olha, eu não queria roubar seu primeiro beijo nem nada disso. Quer dizer, não foi minha intenção...

— Pedido de desculpas aceito. É passado. — Ela solta uma risada muito nervosa e simplesmente sai correndo.

 

Não esperava essa reação dela, mas agora vejo que ela não queria que eu tivesse recebido aquela carta. Queria muito ter ficado com a carta, fazia com que eu me sentisse uma pessoa especial. Volto para o jogo de frisbee, antes que o treinador reclame. Após um tempo, vejo Lara Jean voltar para a pista de corrida, mas ela vai direto falar com o treinador. Depois de conversar com o treinador ela se vira e vai embora.

A aula de educação física acaba, mas ainda tenho treino de lacrosse hoje. Passo a tarde toda no treino, assim que termina vou direto para o vestiário, preciso muito de um banho. Termino de me trocar e Gabe me chama.

 

— Hei Kavisnky, a galera vai ao Mc Donald’s comer, borá? — Estou morrendo de fome, e quero me divertir um pouco com os caras.

— Claro Gabe, vamos devorar uns hamburguês.

 

Entro no meu carro e vou até o Mc. Os caras ficaram felizes quando descobriram que terminei com a Gen, porque ela não iria mais sair com a gente. Eles acham que ela é muito chata e não sabe se divertir.

Estamos sentados em uma mesa no fundo, rindo, conversando e comendo muito. Vou acabar falindo de tanto que gasto com comida. É nessa hora que vejo a Gen entrar com suas amigas e vir na nossa direção. Elas falam com todo mundo e se sentam na mesa do lado, não consigo negar que a Gen está ainda mais linda hoje. Tiro esse pensamento da cabeça na hora e volto a me concentrar na conversa com os caras.

 É claro que a Gen iria me provocar, ela começa a falar muito alto sobre como seu novo namorado é incrível e maduro, que não existe coisa melhor que namorar um cara mais velho. Não agüento ficar ouvindo seus comentários, me levanto e vou direto pro meu carro. Gabe me alcança no estacionamento e coloca a mão no meu ombro.

 

— Kavinsky, ignora o que ela diz. Tenho certeza que está sentindo sua falta. Só quer te provocar para você voltar com ela. — Não me viro para olhar Gabe, apenas respondo que estou bem e entro no carro.

Estou indo em direção a minha casa, tentando apagar os comentários da Gen da minha cabeça. Não consigo acreditar que depois de tudo que vivemos e do apoio que dei a ela, ela simplesmente quer me machucar dessa forma. Será que um dia ela realmente me amou, ou apenas gostava da atenção e do carinho que eu dava para ela? Me sinto um completo idiota.

Entro em casa, aviso minha mãe que não vou jantar e subo para meu quarto. Deito na cama e fico imaginando como teria sido minha vida se depois daquele beijo, eu e Lara Jean, tivéssemos namorado. Imagino que teria sido um namoro muito diferente do que eu tive com a Gen, porque a Lara Jean é exatamente o oposto da Gen.

Levanto para tomar um banho, quando retorno ao quarto vejo uma mensagem da Gen no meu celular. Dizendo que eu estava muito bonito no Mc. Não entendo o que a Gen quer de mim, ela esta feliz com o novo namorado, porque não me deixar em paz de uma vez?

Queria poder dizer que ignorei a mensagem dela, mas é mais forte do que eu, respondo a mensagem dizendo que ela estava muito gata.

Deito-me na cama e entro no insta, e vejo uma foto nova da Gen com seu novo namorado. Na mesma hora me arrependo da mensagem que mandei, eu sou um grande idiota. Entro no perfil da Lara Jean para tentar me distrair e começo a rir com suas fotos, elas são tão lindas e tão fofas. Fico olhando para uma foto dela sentada no jardim da sua casa, ela esta com um livro nas mãos. Lara Jean sempre amou ler, acho que mesmo que eu gostasse dela, ela jamais ficaria com um cara como eu, ela deve gostar de caras cultos e inteligentes.

Fico irritado, não deveria estar pensando nada disso sobre a Lara Jean. Deixo o celular na mesa de cabeceira e rolo na cama até dormir.


Notas Finais


Muito obrigada por continuarem acompanhando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...