História Tudo pelo marketing - Fillie - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Chefe Jim Hopper, Eleven (Onze), Joyce Byers, Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Mike Wheeler, Personagens Originais
Tags Fillie
Visualizações 119
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii mores, como vcs tão?

Obg pelo 26 favoritos ❤

Boa leitura ❤

(Perdoem, o Cap pequeno)

Capítulo 3 - Capítulo 3


Acordo, com um barulho irritante de guitarra ecoando pela casa inteira. Enterro minha cabeça no travesseiro, para tentar abafar o som, oque resolveu 0% do meu problema.

- Qual o problema desse garoto? - Digo me levantando e colocando minha pantufa(Desta vez de sereia)

Então caminho até seu quarto, o som vai ficando cada vez mais forte, me causando uma dor de cabeça maior.

Perco uns 10 minutos da minha vida apenas batendo na porta, até ele abrir.

- Você tem demência? Nessa casa temos uma sala aprova de som, justamente para você tocar essa merda, sem me incomodar.

- Bom dia, para você também.

- Bom dia é o Caralho, estou com a agenda cheia para hoje, tenho entrevistas, reuniões, e você atrapalhando o meu sono.

- Para sua felicidade, minha querida namorada - Diz debochando - A Sophia e o David marcaram, uma entrevista para nós dois juntos, hoje no Jimmy Fallon as 19:00, então seus compromissos foram demarcados, princesa.

- Porque ninguém, me avisa nada?

- Porque você surta.

- Eu não surtava até vim morar com você.

Então ele ri.

- Sabe qual é o seu problema? Você só pensa em você, você realmente acha que eu estou bem com essa situação? Caralho mano, eu vou perder 2 anos da minha vida, do lado de uma pessoa que eu nem gosto, muito menos amo, acorda gata, se você não me suporta quem dirá eu.

Não, não e não, você nao vai chorar, não vai mostrar que ficou chateada com essas palavras, vamos lá 1 2 3...

- QUER SABER? VAI SE FUDER, ENTENDEU? VOCÊ QUASE ESTRAGOU MINHA VIDA, VOCÊ QUASE ME FEZ PERDER TUDO- Digo apontando o dedo na cara dele, e sim eu ja estava chorando - FORAM MÊSES, MÊSES DA MINHA VIDA, TENTANDO PROVAR MINHA INOCÊNCIA, HOLLYWOOD INTEIRA, INTEIRA VIROU AS COSTAS PARA MIM, TUDO POR CONTA DE UMA MENTIRA QUE SUA, NAMORADINHA FEZ, E OLHA SÓ QUE IRONIA VOCÊ SABIA DA VERDADE, E NÃO FEZ NADA, LITERALMENTE N-A-D-A.

- SABE PORQUE EU NÃO FIZ NADA? PORQUE EU A AMAVA, E TALVEZ EU AINDA A AME, MAS TERMINAMOS POR SUA CULPA, ELA ACHOU QUE EU A TINHA ENTEGRADO, SE NÃO FOSSE VOCÊ, EU ESTARIA COM A MULHER QUE EU AMO, NESTE EXATO MOMENTO.

Então com uma força maior, eu bati na cara dele, sim bati com tanta força que minha mão ardeu.

- EU SÓ QUERO QUE VOCÊ SAIBA, QUE EU TE ODEIO - então finalmente minhas lagrimas pararam de rolar, e eu me virei para ir embora.

- PODE TER CERTEZA, QUE EU TE ODEIO MAIS.

Então, apenas escuto sua porta batendo.

Sim eu estava morrendo de raiva, mas ao mesmo tempo estava triste, ele realmente a amava, ou melhor, ele realmente a ama?

Apenas deito na cama e tento voltar a dormir.

                            ~~~

-Amiga vamos, acorda Millie - Diz Sadie me sacudindo. - Millie já são 17:30, você tem se arrumar para entrevista.

- Eu não vou, nessa entrevista Sadie.

- Ah mas você vai - Diz tirando o cobertor de mim - Sophia está lá embaixo te esperando, com a roupa e os maquiadores.

Então sem dizer nada, Sadie me puxa pelos braços, me fazendo ficar em pé.

- Desde quando ficou tão forte assim?

- Desde que começei, a academia, olha minha bunda como está linda.

- Só você Sadie, tô tão confusa.

- Confusa com oque amiga?

Então olho em seus olhos, e começo a contar, desde a primeira palavra até a última.

- Sabe, talvez você ainda gosta dele, se oque ele te disse, machucou tanto com você, talvez ainda tenha algum sentimento.

- Não viaja Sadie,eu era uma tola por me apaixonar por ele, ainda mais por apenas um beijo, que tenho certeza que não significou nada para ele.

- Como você pode ter tanta certeza?

- Porque ele disse que me odeia.

- Porque você disse primeiro.

- Que seja Sadie, vamos descer tenho me arrumar.

 Então descemos para sala, aonde estava Sophia com a roupa e o sapato, e alguns maquiadores e cabeleireiros.

Depois de alguns minutos terminaram, eu estava com um vestido preto colado, um salto preto tambem, uma bolsa da Chanel, o cabelo solto com ondas, e uma maquiagem simples Nude, porem com um batom vermelho.

Já era 18:27, se não fossemos para entrevista agora, chegaríamos atrasados, Sophia e David já estavam estressados com a demora de Finn.

- Aonde esse garoto se meteu? - Pergunta David impassiente.

- Estou aqui, desculpa a demora tinha que estar arrumado, para minha linda namorada - Diz descendo as escadas.

Então meu olhar foi até o dele, era duro admitir mas ele estava lindo de terno, seus cachos estavam um pouco mais ajeitados, porém continuavam com um caimento incrivel.

Só fui perceber que ele já estava, na minha frente quando falou comigo.

- Vamos amor - Então se aproxima do meu ouvido - Antes de surtar não se esqueça que temos, visita em casa, como sua amiga, seus maquiadores e cabeleireiros, então incorpore, a "melhor atriz de Hollywood" e não surte.

Então sem tempo de responder, ele apenas pega minha mão, e me leva para a porta.

O caminho até lá, foi extremamente desconfortável, nem olhavamos um na cara do outro, enquanto ele mexia no celular eu apreciava a vista.

A entrevista foi tranquila, fingimos muito bem por sinal, e contra nossa vontade acabamos dando um selinho, por pressão do Jimmy e do público.

A volta para casa foi no mesmo clima, nenhum falou nada, apenas trocamos alguns olhares, nada mais.

Quando entramos em casa, não aguentei, tinha que falar alguma coisa.

- Você não vai falar nada?

- Falar oque Brow? - Diz afrouxando a gravata para poder tira-lá.

- Olha só, eu não tenho culpa de nada, eu não assinei nada, eu não queria nada disso - Digo em um tom de sussurro - Eu estou passando por cima do meu orgulho, por cima do meu rancor para falar com você.

Então o silêncio prevalece.

- Você não vai falar nada? 

Então ele apenas olha para mim.

- Boa noite, Brow- Diz se virando e indo em direção a area externa da casa.

- Boa noite, Wolfhard - Digo me virando e subindo as escadas, em direção ao meu quarto.

Após sair do banho, e colocar meu pijama.

Não pude evitar chorar, até cair no sono.




Notas Finais


Com o decorrer da história, vcs iram entender melhor a história do Finn da Millie é da Íris.

Boa noite, amo vcs ❤

(Comentem oque estão achando e se querem que eu continue ❤)

Até amanhã ❤

Perdoem os erros de Ortografia ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...