1. Spirit Fanfics >
  2. Tudo pode acontecer (imagine Katsuki Bakugou) >
  3. Volta as aulas

História Tudo pode acontecer (imagine Katsuki Bakugou) - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Olá leitores!
Olha só quem voltou ✧◝(⁰▿⁰)◜✧

Mil desculpas por ficar tanto tempo sem nem dar sinal de vida
Minha criatividade saiu de mim e não voltou mais, fui juntando o máximo de ideias que consegui nesse tempo e juntei tudo
(Acho que o capítulo ficou horrível, mas né? Se não postar isso eu n vou postar mais nada (〒﹏〒) )

Por enquanto é só (desculpe pelo drama acima) (づ。◕‿‿◕。)づ

Tenham uma ótima leitura (◠ᴥ◕ʋ)

Dicionário do capítulo:

(S/n): Seu nome
(S/a): Seu apelido

Capítulo 16 - Volta as aulas


Nossa viagem foi só uma visitinha na praia, passamos o final de semana e voltamos para os dormitórios da U.A. 

O resto das férias foram dias comuns de inverno, com neve tão branca quanto o lado direito do cabelo do Todoroki. Foram dias perfeitos ao lado de Katsuki, junto com chocolate quente e algumas séries que nós dois gostamos, passamos o máximo de tempo juntos. 

Agora a neve começa a derreter e o campus todo branco tomou uma coloração bem verde com algumas flores diferentes desabrochando. É primavera finalmente, um tom mais alegre toma conta do clima frio de inverno. Está na hora de dizer adeus ao Natal e ao ano passado, agora podemos dizer “olá” para o novo ano e voltar para a escola. 

Primeiro dia de aula e eu já estou atrasada. Correndo pelos corredores e vestindo o casaco do uniforme eu me recordo de sempre esbarrar em Katsuki e ouvi-lo reclamar e me xingar... Passando pelo portão enorme escrito “U.A”, eu confiro o horário e vejo que não estou atrasada  (a correria de mais cedo ajudou), mas continuo a correr pra garantir que irei chegar a tempo na sala de aula. 

—Ai! — Eu recuo. Esbarrei em alguém de novo...

Katsuo: Cuidado fofinha, vai acabar se machucando se continuar correndo assim. — Ele sorri. 

—K-Katsuo...?

Katsuo: Eu mesmo! — Ele sorri mais ainda com o entusiasmo de me ver brilhando em seus olhos verde lima, seu sorriso estampado no rosto revela seus caninos afiados me fazendo querer sorrir junto com ele. 

—Onde caralhos você tava?! Eu fiquei o semestre inteiro sem te ver! — Eu pulo nele o abraçando enquanto dou uma pequena bronca nele por ele ter sumido por 6 meses e não ter dado sinal de vida. 

Katsuo: Desculpa fofinha, — Ele coloca a mão na minha cabeça enquanto desfaz o abraço. — eu tive que ir pros EUA pra cuidar do meu vô.  

—Poderia ter avisado pelo menos...

Katsuo: Meu celular não pega fora do Japão, então tive que comprar outro lá e acabei perdendo o seu número.

—Bem, pelo menos você está de volta!

Katsuo: Sim, sim. 

—Como tá o seu vô?

Katsuo: Bem melhor! Agora posso ficar aqui sem me preocupar com ele!

—Ótimo! Quer me acompanhar até a sala?

Katsuo: Claro! Como nos bons e velhos tempos. — Ele estende a mão erguendo seu dedinho mindinho e eu faço o mesmo, nós entrelaçamos nossos dedinhos e vamos saltitando pelos corredores da U.A como duas crianças brincando num campo ou num parque. Chegando em frente a porta da sala 1-A nós dois nos deparamos com um abacaxi atômico parado na frente da porta com uma expressão furiosa estampada no rosto enquanto seus braços se encontram cruzados sobre seu peito. Nós paramos imediatamente e o encaramos com o mesmo pensamento “ele vai matar a gente?”

Katsuki: Posso saber onde a senhorita estava e o que está fazendo com essa cópia barata de mim? — Ok, ok, tudo bem que o Katsuo se assemelha muito com a aparência do Katsuki, mas a personalidade é totalmente diferente, enquanto um é completamente explosivo o outro é extremamente calmo e tranquilo.

—É... O Katsuo voltou pra escola depois de 6 meses longe, e agora a gente tá matando a saudade andando pelos corredores da U.A como fazíamos antes. — Eu sorrio. 

Katsuki: Hm.  

Katsuo: Bem, eu já vou indo. A gente se encontra no intervalo, (s/n)?

—Com certeza!

Katsuo: Hora da despedida?

—Hai hai. 

Katsuo: Patinha! — O loiro usa sua individualidade fazendo suas duas mãos virarem patas de gato. 

—Patinha! — Nós encostamos nossas mãos/patas e assim eu ativo minha individualidade fazendo Katsuo flutuar, então, eu o controlo até que ele estivesse na frente de sua sala, seus olhos verde lima brilham intensamente enquanto ele da um tchauzinho antes de entrar na sua sala. 

Eu me direciono para o meu lugar onde todo o baku squad está. 

Kaminari: Quem era aquele, (s/a)?

Katsuki: Era o idiota do amigo dela.

—Não fala assim do Katsuo. 

Katsuki: Tsc. Tanto faz. Eu não gosto nem confio naquele cara. 

Kirishima: Parece que alguém tá com ciúmes...

Katsuki: CALA A BOCA CABELO DE MERDA!!! — Enquanto Katsuki grita com o Kiri a Ochako me chama para sentar numa carteira vazia ao lado da sua, eu pego minhas coisas e vou para o lado da minha melhor amiga. 

As aulas foram correndo normalmente, eu e Ochako não prestamos muita atenção, nós ficamos conversando sobre as coisas que fizemos quando não estavamos nos dormitórios da U.A durante as férias, por sorte os professores não se incomodaram. 

Na hora do intervalo eu corri para o refeitório para me encontrar com Katsuo. 

Lá está o loiro sentado numa mesa mais afastada da multidão e se matando para abrir uma caixinha de leite com baunilha. 

—Deixa que eu te ajudo. — Eu pego a caixinha das mãos dele e a abro sem nenhuma dificuldade. 

Katsuo: Valeu! — Ele sorri. 

—De nada. 

Nós conversamos sobre diversos assuntos, antes mesmo que percebessemos o sinal já havia tocado e já estava na hora de voltarmos para as salas de aula. 

Nossa aula prática foi cancelada pois começou a chover (e muito). 

Como All Might é um professor muito legal ele só nos obrigou a contar sobre como passamos o feriado de final de ano, e assim ficamos até que finalmente fomos liberados para ir para os dormitórios. Eu arrumei minhas coisas o mais rápido possível e saí de lá correndo junto de Ochako, nós duas estamos morrendo de fome e queremos um lanchinho, imediatamente. 

(Algumas horinhas depois)

Depois de tomar um lanchinho com Ochako nós duas fomos para nossos dormitórios. 

Eu coloquei meu celular para carregar e fui assistir alguma coisa na TV. 

Katsuki: Ei, idiota, abre essa merda. — Ele dá dois socos consideravelmente forte na porta. 

—Pra que tanta agressividade? — Eu vou até a porta e a destranco. — Já tá tarde...o que você tá fazendo aqui?...

Katsuki: Você tá me evitando?

—H-hein?

Katsuki: Não se faça de idiota. Você nem olhou pra mim direito hoje, ficou o tempo inteiro com aquele tal de Katsuo ou com a cara de lua. Você não gosta mais de mim? Porque se não gostar é só falar na minha cara, me evitar não vai resolver as coisas... 

—Katsuki... — Eu sorrio — Eu não tô te evitando, só fiquei um tempo com meus amigos, eu passei 6 meses sem falar com o Katsuo e nem falei com a Ochako durante os feriados. Eu não tô te evitando, bobo — Eu o abraço. 

Katsuki: Ah... Eu... Me....d-desculpa.... — Eu desfaço o abraço e sorrio para ele — P-para de sorrir pra mim assim! — Ele cora e desvia o olhar, eu não consigo parar de sorrir vendo a reação dele. — Idiota. — Ele olha para mim. 

—Não sou!

Katsuki: É claro que é. — Ele se aproxima de mim e me beija. 

(Por favor, leiam as notas final, obrigada)


Notas Finais


Olá leitores
Espero que tenham gostado do capítulo


Leitores
Estamos quase chegando a 100 favoritos
Gostaria de contar com todos vocês para darem uma sujestão para um especial
Acho que por enquanto é só...

Desculpe se o capítulo tiver algum erro
Tenham uma ótima semana
Até a próxima, leitores (ᵔᴥᵔ)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...