História Tudo por Amor. - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Emily Fields, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh
Visualizações 15
Palavras 1.723
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 7 - A viagem


Por Alison,

Na manhã seguinte acordei com a minha mãe parada no pé da cama e o Sr. Fields parado de braços cruzado balançando a cabeça.

- O que aconteceu aqui? Perguntou minha mãe apontando para as roupas no chão do quarto

- Parece meio obvio né mãe – respondi enquanto Emily tentava se esconder debaixo do lençol da cama

- Emily Fields, coloque uma roupa e vá direto para minha sala – disse o Sr. Fields saindo do quarto.

-Mãe pode me dar licença para que possamos colocar a roupa – disse me ajeitando na cama

Quando minha mãe saiu Emily deu um pulo da cama e começou a colocar a roupa correndo.

- Meu pai vai me matar – dizia ela repetindo baixinho

- Calma- respondi me levantando

- Não, você não conhece meu pai, ele tem essa cara de paisagem, mais ele vai arrancar meu coro fora- disse ela colocando os tênis.

- Se arrependeu? Perguntei colocando minha roupa

- Nunca – disse ela me abraçando e me beijando – Vou lá depois te ligo para te contar como foi – disse ela

Quando Emily saiu, minha mãe entrou com o celular na mão  e com caras de poucos amigos.

- Você veio para esta clinica para se tratar, não para transar com a filha do dono – disse ela parada perto da porta do banheiro de braços cruzados.

-Não foi planejado, aconteceu – disse sentada no sofá.

- Você sabe o quanto isso foi infantil da parte de vocês, poderiam ao menos ter esperado você ter alta ou talvez ter colocado o despertador do celular? Perguntou ela se sentando do meu lado no sofá.

- Mãe! Não foi planeja, estávamos vendo filme, ai começamos a nos beijar, o clima esquentou e aconteceu e não deu tempo de tirar o soneca do celular – disse virada de frente para ela e sorrindo.

- Vamos para casa – disse ela sorrindo e balançando a cabeça – Isso pelo menos significa que você esta melhor.

Por Emily,

Quando entrei na sala do meu pai ele estava de pé apoiado na janela.

- Senta – disse ele sem olhar para trás – O que tem a dizer em sua defesa?

- Não foi planejado pai, simplesmente rolou – disse com as mãos entre as pernas e de cabeça baixa.

- Rolou?  Simples assim? Perguntou ele se virando de braços cruzados e apoiado na janela.

-Sim – respondi

 - Emily, você além de funcionaria da clinica é minha filha e tem que zelar pelo nosso patrimônio– disse ele se sentando e apoiando os braços sobre a mesa – Se algum dos funcionários descobre essa historia

- Sei disso pai, isso não vai vazar eu prometo– disse levantando a cabeça.

- Ok – disse ele ficando de pé do lado da minha cadeira – Então vamos fazer um trato, não quero mais ver a cena que vi mais cedo aqui na clinica.

- Ta bom, e obrigada pai – disse abraçando ele.

Quando sai do escritório do meu pai, Alison já tinha ido embora então fui para faculdade, no caminho liguei para ela e contei da conversa que tive com ele, ela riu do outro lado do telefone, ela também me contou à conversa que teve com a mãe dela, e avisei que a noite passaria na casa dela para ver como ela estava.

Há noite quando passei na casa da Alison, os pais dela me receberam super bem, tirando o fato que a Sra. D. tinha visto algumas partes do meu corpo pela manhã (risos). Alison estava no quarto arrumando as malas e me falou que ia viajar com os pais para Toronto, antes que eu perguntasse o motivo da viagem, ela me explicou que era para resolver assuntos de família e ela ia aproveitar para pegar o diploma da faculdade dela.

- Quando você volta? Perguntei de pé atrás dela

- Bom, vou fazer minha quimio lá, mais acho que volto antes do meu aniversário - respondeu ela – Vai ter bastante tempo para você aproveitar – disse ela rindo e ficando de frente para mim.

- Não curti isso que você falou não ta – respondi abraçando ela.

- Desculpa tava brincando – respondeu ela sorrindo e apertando minhas bochechas

- Hum – resmunguei enquanto ela me beijava.

-Ficou braba? Perguntou ela tirando a mala de cima da cama

- Um pouquinho – disse me deitando na cama dela

-E você vai me esperar – disse ela se deitando do meu lado na cama.

- Vou – respondi acariciando o rosto dela e lhe dando um beijo.

Na manhã seguinte acordei mais cedo, pois tinha aula bem cedo e também queria evitar um novo incidente como de ontem pela manhã.

- Aonde você vai? Perguntou ela sentando na cama e segurando o lençol

- Tenho aula agora cedo – respondi sentando na cama

- Ia ir embora sem se despedir – disse ela

- Nunca – respondi lhe dando um beijo – Tenha uma boa viajem e quando chegar me avisa, vou te ligar todos os dias, até você voltar – disse lhe beijando novamente – Agora tenho que ir.

08. O presente.

Já tinham se passado quinze dias desde Alison foi viajar, como disse ligo todos os dias liguei para ela. Toby estava bolando alguma coisa para o aniversário da Alison, enquanto eu já tinha comprado o presente dela.

Faltando dois dias para Alison voltar, estava tão focada nos estudos que realmente nem via semana passar e nem vi que já estava na hora de ir para faculdade. Quando cheguei vi Spencer parada junto ao corrimão que tem na entrada do prédio onde estudamos.

- Liguei para sua casa para saber se rolava carona, mas não estava em casa – disse Spencer assim que me viu.

- Desculpe – disse colocando o capacete sobre o corrimão – Estava estudando .

- Super aplicada, como esta a Alison? Perguntou ela

- Não ta com o humor muito bom, o cabelo começou a cair bastante – respondi pegando meu celular.

Enquanto conversávamos mostrei uma foto dela para Spencer. Maya e Shana passaram por nós e Spencer teceu um pequeno comentário sobre elas.

- Detesto essas duas – disse Spencer depois que elas passaram – Você vai à festa da fraternidade hoje?

- Você vai? Perguntei

- To afim de ir e levar o Toby, mas e você? Disse ela

- Não sei, meio que prometi para Alison que não iria a festas – respondi pegando o capacete, pois já estava no horário de entrar.

- As coisas estão ficando sérias entre vocês duas – disse Spencer enquanto subíamos as escadas e entravamos na aula.

Quando nos sentamos, Spencer e eu continuamos conversando sobre meu envolvimento com Alison até sermos novamente interrompidas.

- Quem é a nova vitima Emily? Perguntou Maya enviando a cabeça entre Spencer e eu

- Não tem vitima, e não te devo satisfações – respondi.

- Eu acho que deve sim, pois você ainda estava comigo, quando começou a me ignorar – disse ela.

- Ahh, por favor, não vai ter um ataque de ciúmes agora – disse atendendo meu telefone que estava vibrando.

Atendi ao telefone, era Alison, eu tinha ligado antes de sair e ela não tinha atendido. Maya observou toda a nossa conversa, inclusive viu a foto da Alison no meu celular quando tocou. Quando terminou a aula Maya veio novamente encher a paciência.

- Tá tão vagaba assim, que ta seduzindo menininhas doentinhas – disse ela soltando uma gargalhada parando na minha frente – Quando ela voltar vou fazer uma visita para ela.

- Não se atreva a chegar perto dela – disse apertando o braço dela.

- Emily, solta ela – disse Spencer.

- Deixa ela Spencer, ta apaixonadinha pela doentinha né – disse ela puxando o braço para se soltar – Aproveita o momento, pois pode ser por pouco tempo- disse ela se soltando e indo embora.

- Cara – disse Spencer ficando na minha frente impedindo que eu fosse atrás dela – Que garota má.

- Mal amada isso sim – respondi.

Depois desse pequeno desentendimento com Maya, evitei ao máximo todos os lugares que ela poderia estar, inclusive não fui na festa da fraternidade a noite com Toby e Spencer, fiquei em casa. Na manhã seguinte passei na veterinária para pegar o presente da Alison, um cãozinho de olhos azuis iguais aos dela, depois liguei para a Sra. D para conversar sobre o presente, e ela me deu o aval dela.

Quando Alison retornou não pude ir pela ir durante o dia lhe levar o presente, pois tinha uma prova importante então fui no à noite. Ao chegar na casa da Alison, a Sra. D atendeu a porta, mostrei para ela o presente, ela adorou o cachorrinho de olhos azuis.

- Como ela está? Perguntei

-Ela esta de péssimo humor, e talvez não queira que você entre lá – disse a Sra. D sentando no sofá

- Porque – disse

- Ela rapou a cabeça, por causa das falhas no cabelo – respondeu ela se ajeitando no sofá .

- Ok, mesmo assim vou tentar – disse colocando o cachorro dentro do casaco.

- Boa sorte – disse ela

Parei em frente da porta do quarto dela e bati, de dentro do quarto ouvi ela resmungar alguma coisa como vá embora.

-Oi -  disse abrindo a porta

- Tu é surda- disse ela tampando a cabeça com o lençol – Vai embora!

- Nossa hoje você ta com o capeta – disse mexendo nos pés dela

-Para – disse ela puxando os pés e atirando o travesseiro em mim.

- Eu vim aqui toda cheia de saudade, te trouxe um presente e é assim que você me trata – disse juntando o travesseiro do chão.

- Presente – disse ela se sentando na cama com uma touca na cabeça

- Só te dou se me der um beijo – disse ficando bem próxima dela

- Chantagista- respondeu ela me puxando e me dando um beijo, mas logo se assustou com o movimento do cachorro dentro do meu casaco – O que você tem ai?

- Tcharam – disse abrindo o casado – Tem olhos azuis iguais ao seus e é seu – disse

- Que lindo! – disse ela sorrindo e pagando o cachorrinho – Obrigada – respondeu me beijando

- Agora deixa ver como ficou o novo corte de cabelo? Perguntei

- Estou horrível, pareço um ET – disse ela tirando a touca com uma mão enquanto segurava o filhote no outro braço.

- Não achei nada parecido com ET – disse lhe beijando o rosto – Ficou linda

- Você diz isso só para me agradar – disse ela sorrindo e colocando o cachorro no chão



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...