1. Spirit Fanfics >
  2. Tudo por você >
  3. Coisas imprevisíveis

História Tudo por você - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Coisas imprevisíveis


 No fim do dia  eu e Matt vamos para casa , eu estou sentada em minha cama lendo meu livro preferido quando  ouço  alguém  bater  na porta  do meu quarto .

-  Oi - diz Kristin  -  Tenho uma novidade para te contar , eu não  sei oque  fazer .

-  Ah pois me conte  -  ela vêm  até  mim e se senta  ao meu lado .

- Eu .....estou grávida  - eu arrega - ló  meus olhos  sem saber oque dizer - E tenho certeza  que o Clay é  o pai mais não  sei oque dizer a ele , e se ele não  quiser assumir a criança  ? 

-  Olha  você  tem que  contar  ele , afinal ele é no pai  não  é  mesmo ? - ela acena positivamente com a cabeça  - Por que  você  não  chama ele para jantar e conversa com ele ?

- É  que eu tenho  medo do que ele  vai dizer- diz  ela suspirando.

-  Kristin  .... é melhor você  falar para ele .

- Eu não  tenho escolha mesmo - diz .

- Mais a quanto  tempo você  está  ?

-  Duas semanas .... eu estou preucupada. 

- Vai dar tudo certo , apenas  converse com ele e explique  a situação  - eu sorrio ternamente para ela .

-  Vou fazer isso , espero  que  dê  tudo certo  - ela sorri e me abraça - Obrigado por tudo.

- Não  tem de quê  - ela se afasta e se levanta e sai do meu quarto.  

 Derepente meu celular vibra e eu o pego  , e vejo que é  uma mensagem  de Matt .

" Será que a minha linda namorada aceitaria passar a noite comigo ? "

Eu rio e dígito  uma resposta. 

" Claro  que sim  ;) "

 Eu sorrio e me levanto da minha cama ,  eu saio do meu quarto e atravesso a sala , eu abro a porta com cuidado para não  fazer barulho. Eu ando até  a porta do apartamento de Matt e quando estou prestes a bater na porta ele  a abre , ele me puxa para frente.

- Que isso  -  digo rindo ele ri junto  comigo , antes  de me arrastar para  o sofá. 

-  Eu precisava conversar  com você. 

- Pode falar - digo  me virando para ele.

- É  sobre  o Ethan ...- eu  suspiro -  Ele foi preso ontem a noite .

- Pelo oque ? - digo assustada .

-   Por envolvimento  com o tráfico  de drogas , o julgamento  dele vai ser semana que vêm  , ele pode ficar 20 anos preso .

-  Nossa  , eu nem sei oque dizer  ,  como o Clay  está  ? Por que  ele é o melhor amigo do Ethan  , ele deve estar tão  chocado quanto  a gente. 

- Sim está  , ele nunca pode imaginar que  seu amigo pode - se fazer isso , mesmo sabendo que  o Ethan não  para quieto .

- Eu intendo  , bom ele tem que pegar  pelos seus erros , ele que escolheu  esse caminho , não temos nada haver com isso .

- Exatamente  , mais não  foi só  por isso que te chamei aqui - eu franzo a testa intrigada  .

- Oque houve ? - pergunto. 

-  Eu recebi um aumento , agora vou trabalhar  como gerente  na empresa   agora que o Simon saiu .

 - Isso é  incrível  Matt ! Eu nem sei oque dizer ! - eu o abraço  e ele sorri me abraçando  de volta. 

- E ainda tem mais  , para comemorarmos isso   eu planejei  uma viagem para Portugal,  e você  vai ir comigo .

- É  sério  ? - eu sorrio para ele  que acena positivamente com a cabeça  -  Eu estou  tão orgulhosa  de você  , você  merece tudo de bom - eu seguro  seu rosto  entre minhas mãos  e o beijo - Eu teamo.

-  Eu também  teamo  - ele acaricia minha bochecha , ele me beija apaixonadamente enquanto  e eu retribuo  .

  Ele me puxa para  o seu colo  e eu entrelaço meus dedos em seus cabelos e suas mãos  acariciam minhas costas enquanto .  Eu o empurro para trás  e beijo seu pescoço  e mordisco o lóbulo  da sua orelha e o sinto estremecer. 

   Eu então  tiro sua camisa e sorrio ao ver seu lindo corpo exposto ,  suas mãos  me precionam  contra ele me permitindo  sentir  sua ereção  já  rígida  por de baixo da calça.  Eu o beijo intensamente enquanto minha mãos  descem  em direção  a o zíper  de sua calça  quando  ele me para.

- Oque  foi ? - minha voz soua ofegante.

-  Quero poder aprecisar a vista  também  - ele segura a minha  blusa  lentamente - Você  tem um corpo lindo Tracy - ele beija   a cavidade do meu pescoço  me fazendo gemer .

 Suas mãos  deslizam para o fecho  do meu sutiã  e o soltam  , ele o joga para longe antes de beijar meus seios com lentidão,  eu  agarro seus cabelos o incentivando a continuar ,  ele então  derepente  se levanta  e me deita no sofá  e fica sobre mim , ele beija meu umbigo enquanto  desce e faz movimentos circulares em minha coxa , ele então  tira o meu short me deixando  apenas  de calcinha .

 Ele então me dá  um chupão na virilha me fazendo gemer alto , ele sorri contra minha pele enquanto continua seu caminho. Ele então  desliza  minha calcinha  por  minhas pernas  me deixando nua , ele então dá  um beijo lânguido  em minha intimidade  me fazendo estremecer , sua língua  explora toda parte  me fazendo esquecer de tudo .

 Ele aperta  as minhas coxas com as   mãos e eu agarro  seus  cabelos  o puxando mais para perto  . Eu sinto  que vou explodir a qualquer instante , derepente  ele para e se afasta me fazendo  resmungar. 

- Calma meu anjo , ainda não  acabei com você, agora é  sua vez - ele sorri maliciosamente e   se senta  no sofá.

- Como quiser - eu me levanto  e me ajoelho na sua frente  , eu abro o zíper  de sua calça  e a tiro ele não  precisa  mais disso mesmo , eu  deslizo  minhas mãos por sua coxas e então tiro sua última  peça  de roupa.   

Eu  seguro  seu membro  ereto  e o acaricio sutilmente  , eu então  aproximo  minha boca e deslizo  minha língua  por sua cabeça ,  eu o tomo sem pressa  apenas apreciando  seu gosto , Matt segura minha cabeça  e empurra  seu membro para  dentro da minha boca metendo  se um lado para o outro  , eu abro ainda mais ela para poder recebe - lo enquanto  eu olho para ele que  está  ofegante  .

  Eu brinco com a língua  entorno  dele e acho  que o ouço gemer ,  ele então  tira seu pênis  da minha boca  e me puxa para cima e me beija.  Ele me  puxa para o seu colo me fazendo  sentar  de frente  para ele , suas mãos  seguram minha cintura  e me levantam e posso sentir  ele me envadir.  

    Suas estocadas  são  firmes me fazendo  me aproximar cada vez mais do meu limite,  eu me apoio em seus ombros enquanto começo  a vir e ir encima dele , ele me beija intensamente  enquanto  ele  se afunda em mim  ,  eu não  sei explicar oque  estou sentindo  é  surreal  , em mais um impulso  eu acabo  chegando  ao meu clímax  alguns segundos  antes do Matt.

 Eu o abraço  minha respiração  irregular , ele beija  minha está  e me abraça  de volta .

- Eu teamo - diz ele acariciando  meus cabelos agora bagunçandos .




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...