1. Spirit Fanfics >
  2. Tudo por você, amor. - Sasusaku >
  3. Que merda eu tinha feito?

História Tudo por você, amor. - Sasusaku - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpe não ter postado antes, meus anjinhos! Eu estava vendo Jardim de Meteoros e esqueci! Mas esse capítulo está uma gracinha/triste.

Espero que gostem!
Aguardem os outros envios de minhas outras Fanfic's que serão atualizadas em breve!
Beijinhos

Capítulo 10 - Que merda eu tinha feito?


Fanfic / Fanfiction Tudo por você, amor. - Sasusaku - Capítulo 10 - Que merda eu tinha feito?

A volta para a base foi normal, Sasuke e eu trocavamos carícias apaixonadas. Demorou um pouco até que chegamos a 'Casa'.

- Sakura, sobre hoje... - Ele diz, o olho abruptamente.

- Não precisa falar nada, deixa isso para lá. - Falo, olhando em seus olhos. Sasuke sempre mantinha o seu olhar Frio, não demonstrava um pingo de carinho pelos demais; porém em um movimento rápido ele segurou meus cabelos da nuca e depositou um beijo em meus lábios. Meus cabelos não estavam mais espetados nas pontas como antigamente. Agora eles estavam lisos e para baixo, e eu os preferia assim.

Assim que o beijo terminou, nossos olhares se encontraram. Seus olhos negros como a escuridão pareciam me atrair ainda mais para o pecado. Um sorriso malicioso se fez presente em seus lábios.

- Essa Sua Pose de inocente me deixa louco, Sakura. - Sorri maliciosamente para ele. Que merda estava acontecendo comigo? Sasuke Uchiha estava me corrompendo, e eu amava isso. Passei meus braços por sua nuca, aproximando nossos rostos.

- Oh, sério? Eu não havia percebido. - Me fiz de desentendida. Fiz uma cara de inocente mesmo que em alguns momentos eu não seja, pelo menos não mais

- Você está brincando com o perigo, Garota. - Sorri ainda mais. Nossas bocas estavam quase unidas, e eu sabia que ele queria muito mais que isso.

- Estou? - Sorri pervertidamente. Eu estava sendo argilosa, mas queria o ver implorar.

- Eu vou te beijar. - Os risinhos pararam e somente o barulho de nossas respirações eram ouidas por nós. Era como se o mundo parasse.

- Não há nada que eu queira mais. - Dito isso o beijo começou. Era um beijo cheio de desejo, e talvez no fundo Amor. As línguas brigavam por espaço. Diversas passadas de mão vindo de Uchiha me deixavam louca de desejo. Ouvimos um pigarro e logo olhamos para frente.

- Uou! Tem como fazerem isso em outro lugar? - Suigetsu diz, como sempre intrometido. Karin estava ao seu lado, ela tinha um sorrisinho nos lábios por conta disso tudo.

Sasuke parece querer matar o colega,mas se controla.

- Por que você não dá o Fora daqui, Suigetsu? - Olho Sasuke com os olhos arregalados. Ele foi muito rude, não gostei disso.

- Sasuke! Se acalme. - Olho para ele, e dois olho de novo para os dois a minha frente. - Desculpe, Suigetsu. E Olá, Karin! - Sorrio amigavelmente a Ruiva que corresponde o sorriso.

- Pelo menos alguém aqui tem educação, não é? - Uchiha revira os olhos ao ouvir.

- Ela é educada demais pra dizer pra você ir em bora, então eu farei isso. - Isso está hilário, tanto pra mim quanto pra Uzumaki.

- Ok, ok! Adeus para vocês. - Sui beija meu rosto antes de ir. Eu tinha certeza que Sasuke não teria ciúmes, porém quando eu virei para encara-lo o mesmo possuía um olhar raivoso sobre mim. Não entendi a princípio. O garoto começou a andar na frente, e eu tentei acompanhar seu ritmo.

- O que houve, Sasu? - Pergunto o chamando pelo novo apelido que eu havia Criado. Ele para no mesmo lugar, me olhando pelos ombros com um sorriso De canto. Toco seu braço e me encosto sobre ele.

- Gosto dos nomes que dá pra mim.

- Isso foi só um Apelido. - Digo, ficando de frente para o mesmo.

- Tanto faz, só continue me chamando de 'Sasuke-Kun' e de 'Sasu'. Vindo de você é bonitinho. - Sasuke escolheu a última palavra com cuidado. Ele era um cara durão, não mostrava fraqueza de modo algum.

- Ok, Vou passar a te chamar assim. - Beijo seus lábios em um beijo doce e sem nenhuma maldade. Nós dois queríamos curtir o momento de agora, pois algo me dizia que algo ruim estava por vir.

Após finalmente depois de muito tempo chegamos na base, já estava quase escurecendo. Eu não podia esquecer do plano de Uchiha Itachi.

Sui e Karin havia voltado depois de algum tempo. Estava na hora do jantar, então depois de termos todos tomado banho e arrumados fomos até a sala de jantar. Jugo havia feito a comida e ele realmente fazia pratos bons. Ao chegarmos lá vejo todos a mesa e a comida posta.

- Vejo que o Casal chegou. - Suigetsu diz, irritante como sempre.

- Oi pra você também, Idiota. - Digo, me sentando e olhando-o diretamente com um sorriso.O Uchiha parece ter ficado possesso de ciúmes e por isso encostou meu corpo ainda mais no seu. Ele pois a mão em minha coxa; provocando uma reação esquisita e prazerosa a baixo de meu ventre. Mordi os lábios ao sentir sua mão indo ainda mais para baixo. 

Karin, Suigetsu e Jugo não prestavam muito atenção, por isso Sasuke chegou perto do meu ouvido

- Quer sair daqui? - Acenei com a cabeça concordando, e logo eu e ele saímos sem nem ao menos dizer o por que. Chegamos no quarto e a primeira coisa que fazemos é nos beijar. Um beijo fervoroso. 

Nós não transariamos, pelo menos não agora. Mas o beijo estava tão delicioso que talvez eu me deixe levar um pouco mais.

Os beijos do maior foram para meu pescoço, me fazendo soltar um gemido. Ele me encostou na parede, precionando seu corpo ao meu.

- Eu sei que não quer transar agora, então vamos apenas para as preliminares. - Acenei com a cabeça em concordância. Já que ele queria brincar, nos iríamos brincar. Inverti as posições, o deixando na parede. - Hum, você quer brincar, Querida? - Um Sorriso malicioso se formou em ambos os rostos.

- Quero. - Ele me ponhe no colo, me encostando novamente na madeira da parede. - Me beija, Sasuke. - Disse, quase implorando. O Uchiha teimoso me beijou assim como eu havia pedido, porém seus dedos ágeis tiraram a minha calça. Eu não sabia o que ele faria, mas eu confiava nele. 

Eu estava de calcinha e de blusa nesse momento.

- Sakura... - E então novamente nossos lábios se encontraram. Enquanto ele me beijava, seus dedos começavam a circular por minha intimidade. Eu não sei o que era, mas era maravilhoso.

- Oh! Hm... Ah. - Ele intensificou os movimentos em minha intimidade, e com isso os gemidos também se intensificaram. 


Naquela noite eu havia descobrido o Prazer, e eu não tinha me arrependido nem um um pouco. Depois de alguns outros mais movimentos e eu finalmente despejar meu líquido sobre ele, nós deitamos um pouco e dalí adormecemos.


Acordei, ainda estava de noite. Olhei o relógio, eram uma da manhã. Itachi. Lembrei de seu nome e logo tomei um banho rápido e vesti minha roupa, indo ao seu encontro.

Corri pelas árvores, vendo uma figura preta parada a minha frente. 

- Finalmente. Vamos logo. - Ele correu na frente, e eu apenas o segui. Eu achava que nem Ele sabia aonde ele estava indo. - Sakura, eu preciso que você feche os olhos agora. - Assim eu fiz. - Não abra ele por nada. Agora sinta, aonde sua intuição irá te levar. Apenas confie nela, Ok?

- Ok. - Comecei a correr por lugares que nem eu ao menos sabia. Até parar do nada, eu senti que deveria parar. 

- Abra, Sakura. - Eu os abri, me deparando com um espaço amplo e uma caverna á frente. Sorri alargamente ao ver isso, Itachi também parecia feliz por dentro. Eu sabia que ele estava. Andei na frente, porém quando puis os pés na caverna, um barulho se fez presente.

- Sakura, O que porra você está fazendo aqui? - Meu corpo tremeu de uma maneira absurda ao ouvir aquela voz.

- Sasuke... - Digo, olhando em seus olhos. Logo o Mais novo encarava nós dois. 

- O que fez com ela? Aonde estava indo!?

- Eu não fiz nada, e essa caverna é a Caverna da profecia dos Uchiha. Sakura queria achar um jeito de você não destruir Konoha. - Os olhos dele brilharam Em vermelho vivo ao escutar as palavras do mais velho. Senti meu corpo ficar mole e logo ir de encontro ao chão.


Ao abrir os olhos, Notei estar dentro da Base. Uchiha Sasuke estava olhando a janela, pensativo.

- Sasuke... - Digo me levantando e chegando perto dele.

- Por que fez isso, Sakura? Por que me traiu dessa forma? - Sua voz exalava a dor de uma traição. Eu estava me sentindo muito mal por isso.

- Eu precisava te fazer recuar. Não posso te deixar fazer alguma besteira com a Vila! Entenda isso.

- EU FARIA TUDO POR VOCÊ, PORRA! - e então ele estorou. Lágrimas caiam de seus olhos. Essa era com certeza a primeira vez que eu o via Assim. - Você não entende, Garota. Você não entende o que eu faria por você. 

- Me perdoa, por favor. Me perdoa. - Caí no chão de joelho, chorando absurdamente. O que eu tinha feito? Por que eu não confiei na única pessoa que eu amava? Por que eu tinha que ser uma completa idiota? 

- Levante, Sakura. - Sua voz exalava ódio e raiva. Assim eu fiz como ele havia mandado. E em um movimento súbito ele Ponhe a mão em minha bochecha e me encosta um pouco na parede. Nós começamos a chorar novamente. O Garoto colou nossas testas

- Me desculpe, por favor. Eu não soube confiar em você direito. Me dê mais uma chance. - Olhei em seus olhos que obtiam o Sharingan. 

- Vá dormir, Sakura. Amanhã nós nós falamos. - E então ele saiu pela porta, me deixando sozinha em um quarto escuro e frio.  A noite nem estava tão fria, porém seu seu corpo e sua boca tudo fica gélido.


Que merda eu tinha feito?


Notas Finais


Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...