1. Spirit Fanfics >
  2. Tudo por você, amor. - Sasusaku >
  3. Eu volto

História Tudo por você, amor. - Sasusaku - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Eu volto


Taka, Uma hora da manhã.

Eu me remexia de um lado para o outro, como estava Sasuke? Não me interessa agora. Peguei minha mochila e fui até a saída do novo local, eu estava sendo covarde de fugir de noite, mas era preciso. Naruto não me abandonou nos momentos de Solidão por conta de Sasuke, e eu não o abandonarei em momentos de Doença ou qualquer que seja o problema. Sem fazer muito barulho, atravessei a porta, chegando ao lado de fora. Era uma rocha ainda maior do que a outra.

- Continua Teimosa, Não é? - Ouvi uma voz me chamar. Gelei. Me virei lentamente para ele, que estava em cima de uma árvore. Sentei no chão, o olhando.

- Eu preciso ir, Sasuke.

- Você não escutou o que eu tinha dito? Vá amanha de manhã! Por que você é tão chata, Sakura? - Senti meu coração se apertar.

- Porque Naruto foi o único que me ajudou quando você foi em bora! Eu te dei motivos pra ficar, Sasuke. Faltava você no meu coração. Eu te amei, e te amo. - Gritei praticamente, ele desceu ate mim.

- Então pare de me amar! - Ele disse, se aproximando de mim. Meus olhos estavam cheios de lagrimas.

- Eu daria qualquer coisa por isso, para esquecer esse Sentimento tão profundo que eu sinto por você a muitos anos. E você não liga, não é? Mas um dia eu vou te esquecer, Sasuke. Um dia. - Me afastei dele, andando pelas árvores. Senti alguém me puxar pelo braço direito, bati direto com um Tórax. Nossos rostos estavam quase grudados novamente, me aproximei.

- Não o esqueça. - Ele falou, nossos lábios se juntaram. Dessa vez não foi um beijo calmo, foi cheio de fervor e Desejo. Ele me encostou em uma árvore. ele afasta meus cabelos pro lado e rapidamente beija meu pescoço Desnudo, senti minha pele ser sugada. Oh, aquilo era bom. Ele soltou-a e lambeu o local, Arfei Excitada. Uchiha botou minhas pernas sob a sua cintura, e assim eu fiquei. Ele pressionou as partes de seu corpo sobre o meu, soltei um gemido baixo. Nunca imaginei estar sentindo isso, quer dizer, eu já havia lido algumas páginas de Jardim dos Amassos e por isso sabia algumas coisinhas a parte. Logo nos separamos, ele me olhava. Eu devia estar muito vermelha, já que meu rosto estava quente. - Só passe a noite aqui, somente isso. - Concordei com a cabeça, ele segurou minha mão, me levando para dentro novamente. Ao olhar para ele eu me lembrava de Sasuke do passado, o time sete. Uma lagrima solitária caiu de meu rosto, ele pareceu perceber, já que a enxugou.

- O que Houve? - Ele perguntou

- Nada, não é nada. - Menti, ele sabia que não era verdade. Seguimos até um quarto desconhecido, provavelmente o dele. Entramos no quarto, a Janela ao alto da cama dava uma vista privilegiada à Lua. Deixei no já bolsa em algum local.

- Pode usar uma blusa minha. - Ele disse, pegando uma blusa preta. Concordei com a cabeça, pegando-a e indo ao banheiro. Retirei minha roupa e botei a dele. Seu cheiro impregnado na roupa, me fez querer cheira-la. Me olhei no espelho, a blusa estava gigante, mas servia.

Saí do banheiro, dando de cara com Sasuke Olhando a janela. A lua cheia estava perfeita, nada era mais lindo. Logo quando saí ele me olhou, novamente fiquei vermelha. Seu olhar direcionado a mim me fez querer cobrir as partes espostas. Sei que não tinha um corpo lindo, mas era Bonitinho. Deitei na cama, enquanto ele Olhava a Janela. Senti ele me abraçar, sorri.

- Sakura.- Ele me chamou, me virei para ele. Nossos rostos estavam próximos, mas não iríamos nos beijar. Pelo menos não agora. - Eu vou com você. - Arregalei os olhos.

- Não, Sasuke. Não. - Falei.

- Eu vou com você, mesmo querendo destruir cada pedacinho da aldeia da folha. - Meu corpo se arrepiou por completo, Senti sua mão em minha bochecha. Eu não entendia Sasuke Uchiha, uma hora era ruim outra hora era bom.

- E como você pretende entrar em Konoha, Sasuke-Kun? - Falei, confusa.

- Eu Faço um jutso de Transformação.

- Você tem certeza? Quer se arriscar? - Ele acenou com a cabeça. Passei a mão por seu rosto, o acariciando. Aproximei nossos lábios lentamente. Eu já podia sentir a sua respiração sobre mim, seu olhar estava fixo em meus lábios. Logo ele deu o primeiro passo, juntando nossas bocas. Ambas as línguas dançavam em movimentos sensuais, ele pôs a mão em minha nuca. - Sasuke... - Sussurrei em seu ouvido, o que pareceu ter surtido um efeito em suas partes mais baixas. Precionei meu corpo sobre o dele, na verdade era algo que ele fazia quando estávamos nos beijando, e eu sempre sentia algo bom. Então imaginei que ele sentiria a mesma coisa. Acho que funcionou, já que ele pareceu Arfar satisfeito e colar ainda mais ambos os corpos. Logo após terminarmos o beijo, ele me encarou.

- Por que está me olhando assim? - Perguntei, confusa.

- Eu senti sua falta. - Ele confessou, enquanto acariciava um lado de minha bochecha com o polegar. Sorri envergonhada.

- Eu também senti a sua - ele também abriu um sorriso, o que era completamente raro.

- Descanse, Sakura. À manhã você tem que ir a Konoha, e eu também. - Ele disse, concordei com a cabeça. Me aconcheguei a ele, pondo minha cabeça em seu peito.

*Dia seguinte, Oito e Nove da manhã*

- Sakura,acorde -instantaneamente eu me levantei, vendo ele em pé em outra forma. Me assustei, mas logo lembrei que era Sasuke. Fui ate o banheiro, fazer minha higiene e tomar meu banho. Após fazer tudo isso e já estar arrumada, saímos do local.

- Acha que isso vai funcionar? - Perguntei, enquanto Pulavamos nas árvores.

- Tem que funcionar. - Ele disse, concordei. Logo a entrada de Konoha apareceu, paramos e entramos normalmente. Alguns guardas acenaram para mim. Entramos no Hospital, procurando por Naruto.

- Está na sala 201, e quem é o seu amigo? - A enfermeira que era minha amiga perguntou perguntou, parecendo interressada.

- Meu amigo, namorado de uma outra amiga. - Falei, dando ênfase na palavra "Namorado".

- Seu namorado? - Ela perguntou.

- Anh..é....hum.. - Não sabia o que dizer, então saiu isso.

- Já esqueceu O Sasuke? -Minha pele se arrepiou ao ouvir isso, ela pareceu perceber. - Parece que não. - ela soltou uma risada risada nasal, o nome dela era Sakine, ela sabia o quanto eu amava Sasuke, nós éramos amigas. O caminho até o quarto foi em um silêncio desconfortável, então apressei o passo. Ao chegar, vi Naruto acordado com um machucado no braço grande. Corri até ele, Sasuke chegou perto.

- Sakura. - Ele sorriu, meus olhos cheios de lagrimas indicavam minha tristeza. Ele as enxugou rapidamente, ele falava normalmente. - Que bom que está aqui, senti sua falta.

- Eu também senti a sua, Naruto. O que houve com você? - Ele coçou a nuca.

- Treinei um Jutso novo. 

- Você está se arriscando demais, sabe que tem que ter calma. 

- Eu sei, mas...Sinto que estamos tão perto de achar o Sasuke. - Meu corpo tremeu, Olhei pra Sasuke que permanecia calado. 

- Naruto, não se arrisque tanto. Por favor. - Pedi, mas ele ignorou.

- Já pensou que Sasuke não quer ser achado? Por que não o deixa em paz? - Sasuke disse, Naruto se enfureceu.

- E o que você sabe sobre Sasuke?! Por que você não cala a boca? Você não sabe de nada! - Uchiha riu debochadamente, eu estava ficando nervosa.

- Eu sei mais sobre ele que você imagina, então pare de procura-lo por todo lugar. Tenho certeza que ele não quer ser achado. 

- Vai deixar ele falar do Sasuke, Sakura? Vai deixar ele falar essas coisas do Garoto que você infelizmente  gosta? - Eu estava em duas posições difíceis, o que eu faria? Eu não poderia dizer que ele conhece o Sasuke, já que ele era o próprio.

- Você não conhece ele, não fale isso. - Mesmo sem nenhuma lógica eu falei, ele me olhou surpreso e riu.

- Eu não o conheço, Sakura? Você tem certeza? - abaixei a cabeça, Naruto me olhou indignado.

- Quem é esse cara, Sakura?

- Um amigo meu. Mas deixa eu curar seu braço logo - falei mudando de assunto rapidamente, toquei em seu braço e logo meu Chakra de cura apareceu. Demorou mais ou menos dez minutos para que estivesse tudo bem. - Eu tenho que ir em bora, vou viajar. 

- O que? Pra onde?

- Eu não sei , mas eu volto. Adeus, Naruto. - Falei, beijando sua testa e saindo Dalí, sem ao menos esperar uma resposta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...