História Tudo sempre pode mudar - Capítulo 48


Escrita por:

Postado
Categorias Arrow, The Flash
Personagens Barry Allen (Flash), Felicity Smoak, Helena Bertinelli, Moira Queen, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Sara Lance (Canário Branco)
Tags Arrow, Flash, Olicity
Visualizações 201
Palavras 1.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ok...ok ...sei que sou um ser humano horrível por estar demorando tanto pra postar...mas em minha defesa conciliar...casa, filho, marido, faculdade e trabalho, não está tão fácil😬😬
Mais juro que tenho feito o máximo pra demorar o mínimo possível...
Dito isso...vamos de capítulo novo😅😅

Boa leitura 😘

Capítulo 48 - Revelações - Parte 1


POV Felicity

Alívio. Esse era o sentimento que pairava sobre mim assim que Oliver disse que estava tudo bem com nossa filha. Sei que deveria me sentir culpada por ter colocado ela em risco quando fui pra cima da Laurel, mas saber que ela estava bem me fazia sentir menos culpa e ter Oliver segurando minhas mãos quando acordei me trouxe uma paz sem tamanho. 

Depois de dormir por mais algumas horas, sob efeito dos medicamentos, novamente acordei sentindo as mãos grandes e quentes de Oliver nas minhas. Quando abri meus olhos encontrei ele com a cabeça deitada na minha cama, dormindo todo torto. Passei minha mão livre em seus cabelos fazendo um leve carinho, até que ele despertou.

- Oi...está se sentindo bem?- pergunta ainda sonolento.

- Sim..- respondi com um sorriso. Realmente estava me sentindo melhor.

- Será que agora você consegue me explicar o que aconteceu Fel? O que Laurel e Helena estavam fazendo no café?- ele estava confuso, mas eu também estava. Suspirei.

- Pra ser sincera também não sei direito o que aconteceu lá. Depois que Sara foi embora Laurel chegou, a levei pro escritório, não queria mais confusão ou que ela chamasse mais ainda a atenção dos clientes que estavam no café.- falei relembrando as coisas que ela me disse.

- Ok.....e porque dessa ruguinha aqui? - apertou o dedo na minha testa.

- Laurel me disse que mesmo que você esteja comigo agora...cedo ou tarde vai correr de volta pra ela.- desviei os olhos dos dele.

- Hei...amor...olha pra mim...- puxou meu rosto de forma que meu olhar prendesse no dele novamente. - Felicity...eu te amo...amo o que temos...amo nossa família..- colocou as mãos na minha barriga. - Não importa o que ela tenha dito... não quero que coloque coisas na sua cabecinha.- concordei com a cabeça.

- Eu sei que me ama Oliver...mas não vou negar que mexeu comigo o que ela disse...e então eu perdi o controle.... não pensei em mais nada...me esqueci até da nossa filha...- nessa altura já estava chorando. - Fui pra cima dela, e por isso quase perdi nossa filha Oliver!-

- Calma amor.... ela está bem... você foi imprudente sim...mas agora está tudo bem.- tentava me acalmar como sempre. - Mas eu não entendi uma coisa...onde Helena entra nisso tudo?- 

- Também não sei quando ela chegou...mas foi ela que me tirou de cima da Laurel e a ameaçou...disse algo sobre ter descoberto algo que faria ela ir pra prisão... não sei direito. E depois que ela saiu tinha o sangue...e eu não vi mais nada...só sei que acordei aqui.- termino dando de ombros.

POV Oliver

- Você disse prisão Fel?- eu estava mais confuso ainda, o que será que Helena sabia? Fel assentiu.

- Só queria ter um jeito de falar com Helena e descobrir também...e principalmente saber o que ela foi fazer no café.- Felicity estava pensativa.

- Na verdade há..- tirei o cartão que Helena havia deixado com Dig do bolso e entreguei pra ela.

- Tudo bem que se eu entrar em contato?- pergunta receosa, afinal da última vez tivemos uma briga feia por isso.

- Claro amor... também quero saber o que aconteceu lá.- ela assentiu.

Ainda estava com o terno de ontem, tinha passado a noite naquela cadeira, precisava de um banho, me trocar e comer algo, mas não a deixaria sozinha. Então liguei pra Sara vir ficar com ela enquanto ia em casa. Assim que Sara chegou, me despedi e pedi que ligasse pra Helena pra ela nos encontrar no hospital quando eu voltasse. Iríamos tirar essa história a limpo.

[....]

Quando voltei ao hospital depois de um rápido banho e de ter parado pra comer algo no caminho, encontrei Fel e Sara em uma conversa animada sobre o bebê, algo a ver com a decoração do quarto.

- Oi..- a cumprimentei com um beijo na testa e depois a Sara igualmente. 

- Oliie...eu e a Fel estávamos falando de você agora a pouco...- Sara fala olhando cúmplice pra Felicity que responde com uma gargalhada.

- De mim?- pergunto me sentando na cama junto com Fel e a aconchegando no meus braços.

- Sim...de como você está todo babão com o bebê..- diz Felicity.

- Com A bebê.- Rebato. E as duas riem.

- Não disse.... babão...- ri Sara. - Gente adoro ficar aqui com meu casal favorito... não contém pro WestAllen( sussurrou essa parte, rindo)....mas preciso voltar pro café..- se despediu de nós dois e foi embora.

Assim que Sara saiu, ligamos pra Helena novamente, já que Felicity não tinha conseguido falar com ela ainda, que garantiu que logo estaria aqui. E realmente não levou nem uma hora até que ela finalmente chegasse. Quando chegou estava meio retraída, acho que também se lembrava da última vez, de como foi grosso com ela e com Felicity.

- Oi Helena..- falei pra quebrar o silêncio.

- Olá Oliver.....como você está Felicity?- se dirigiu a minha noiva.

- Bem... graças a você...- Fel sorriu.

- Fico feliz que depois de tudo de ruim que já fiz...pude ajudar com algo.- Podia ver que suas palavras eram sinceras.

- Helena acho que sabe porque te ligamos não é?- perguntei.

- Sim. - Suspirou - Querem saber o que eu estava fazendo no café.-

- E também o que você sabe sobre a Laurel.- falei logo em seguida. Ela assentiu e se sentou na poltrona ao lado da cama.

- Bom...vamos do começo. Eu fui ao café pra tentar terminar a conversa que eu e Felicity começamos no outro dia...sei que não deveria ter demorado tanto pra terminar aquela conversa....mais depois de ver como você reagiu Oliver e como Felicity ficou, achei melhor dar um tempo pra vocês.- Ela ficou em silêncio enquanto assentimos e tomando uma longa respiração continuou. - Quando vi no jornal sobre o noivado e o bebê, achei que já era a melhor hora...afinal vocês estavam bem, tinham resolvido o problema daquele dia.- 

Helena se levantou da poltrona e passou a andar de um lado pro outro dentro do quarto, parecia inquieta.

- Mas quando cheguei lá ouvi os gritos vindos do escritório e corri pra lá, foi quando encontrei Felicity e Laurel rolando no chão. Tenho que dizer que fiquei muito impressionada com o que vi...nunca pensei que Felicity fosse capaz de algo assim. Mas então tudo o que me lembrei na hora foi do bebê.- 

Ela nos olhou com os olhos cheios de lágrimas, e aquilo me desnorteou um pouco, era como se ela se sentisse no lugar da Fel, como se fosse nela o que ela viu.

- Helena...porque tenho a impressão que você se colocou no meu lugar?- pergunta Felicity dando voz aos meus pensamentos. Helena suspirou.

- Porque me coloquei. Lembra que te disse que conheci alguém enquanto me tratava?- Pergunta a Felicity que assentiu.- Depois que sai da clínica, nos envolvemos e estávamos tão felizes...- Seu olhar estava perdido em um ponto qualquer, como se estivesse perdida em lembranças. - Depois de alguns meses juntos, descobri que estava grávida e nunca me senti tão completa em toda a minha vida. Mas então...um dia... enquanto estávamos tomando um sorvete em uma pracinha perto de casa...- ela parou de falar, seus olhos agora incapazes de segurar as lágrimas. - Uma moça veio até ele....era uma ex namorada, e o beijou. E aquilo me enlouqueceu...senti tanta raiva que a tirei a força de perto dele, e começamos a discutir, e no meio de tudo isso...- Ela não conseguiu terminar, o choro novamente tomou conta dela.

- Você perdeu o bebê...- concluiu Felicity, que agora também chorava junto com Helena. Ela assentiu. 

Ficamos longos minutos em silêncio, apertei mais Fel em meu abraço, com minhas mãos possessivamente em seu ventre, cuidando do nosso pacotinho, e assimilando tudo o que estava ouvindo. Nesse momento não conseguia ter raiva de tudo que Helena fez, a única coisa que sentia era pena. Ninguém merecia passar por tudo isso, nem mesmo ela. E então ela voltou a falar.

- Por isso decide ir até vocês. Depois de perder tudo o que tinha de mais puro na minha vida, lembrei do amor que via em vocês dois. Adrian, ficou ao meu lado em todo tempo, não me culpou pelo o que aconteceu como eu mesma fazia, muito pelo contrário, foi ele que não me deixou desmoronar, que me manteve de pé. - Um sorriso enorme apareceu no seu rosto. - Mais sabia que enquanto não tivesse o perdão de vocês não ia ser totalmente feliz, perder meu filho me mostrou isso. Não se pode ter felicidade quando se tira isso de alguém. Eu estraguei a vida de vocês por anos. E Adrian que sabia toda história me disse que era o certo a fazer, que ele estaria sempre ao meu lado.-

- Helena....- Chamei sua atenção pra mim. - Eu te perdoo...por tudo.- Precisava dizer isso a ela porque era a verdade. Depois de ouvir sua história, ver o quanto ela sofreu, não era justo guardar rancor ou mágoa dela. Pode ter sido os dois piores anos da minha vida, mas hoje eu tinha tudo, era completo. Não podia negar essa mesma felicidade a ela.

Helena chorou, sorriu, agradeceu, e me abraçou. Tudo ao mesmo tempo. Podia ver o quanto isso a aliviava, o quanto esse perdão era importante pra ela. E depois de Felicity dizer e fazer o mesmo e também ser abraçada por Helena. Percebi que nós dois também precisávamos daquilo. Mais ainda tinha uma coisa rondando minha cabeça.

- Helena...ainda tem uma coisa que preciso saber..- falo depois de longos abraços e muito choro, por parte das duas.

- Laurel. - Ela fala e eu assinto.

 

 

 

Continua....

 


Notas Finais


Então gente o que acharam da história da Helena? Confesso que até eu senti pena enquanto escrevia...😫😫 E o que será que Laurel tanto esconde? Quero saber o que vocês estão achando da reta final da nossa história e se querem acrescentar algo...estou aberta a sugestões 😆😆😆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...