1. Spirit Fanfics >
  2. Turma do Ray >
  3. Fadas;

História Turma do Ray - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, tudo bem? Aqui está minha tentativa de comédia falha, não deu certo. E sim eu amo turma da Mônica, Ray me representa um pouco, enfim uma boa leitura, espero que gostem ♡

Capítulo 1 - Fadas;


Novamente aquela mesma sacanagem acontecendo diante de seus olhos, aquele deboche misturado com a cara de nojo era irritante. Aquelas malditas piadinhas deixavam Ray com uma raiva inimaginável, e se ele já pensou em outra função para o controle remoto, com certeza era como objeto que usaria para bater em seus amigos. 

— Por que chamam ela de gorda? Ela nem é gorda!

Emma, doce e linda Emma, garota dos cabelos alaranjados e voltinhas arrepiadas que foram dadas por anjos. Ela era a melhor amiga de Ray sem sombra de duvidas, mas aquela mesma pergunta se repetindo tantas vezes estava ficando um pouco demais.

— Por que eles não compram outro coelho e trocam?

Também havia Norman em tudo isso, o melhor amigo de Ray. O mais esperto de todos, ou talvez não. Já que o mesmo não conseguia entender um desenho tão simples e complexo como turma da Mônica.

— Norman! —Ray colocou a mão sobre os ombros do amigo —Cada vez que você fala, uma fada morre!

— Isso é ridículo, fadas nem existem!

— Exatamente, você fala muito!

Norman abriu a boca e levantou o dedo para se defender, mas decidiu que não valia a pena discutir. Argumento nenhum seria valido contra os métodos de Ray, ou como Emma chamava, repetir tudo com voz irritante até a outra pessoa desistir. Na verdade não era tão grande assim, mas sinceramente? Norman não se lembrava muito bem.

— Ray, eu não entendo todo esse seu fascínio com turma da Mônica!

Emma se levantou do sofá parecendo entediada, os outros dois fizeram o mesmo, estalando suas colunas de uma tarde jogada no sofá vendo televisão.

— Isso é como perguntar qual sentido da vida...

— O que é uma pergunta válida! —Norman interrompeu o outro.

— O que disse genocida de fadas? —Ray o tacou uma almofada na cabeça, fazendo o menino cair sobre o sofá —Como dizia, é uma arte renomada!

A verdade era que os amigos até gostavam do desenho, mas Ray realmente gostava. Tanto que sempre assistiam os mesmos episódios, e em todas as piadas já decoradas, o emo ria. Emma já estava farta daquilo assim como Norman, eles até tentaram outros desenhos, mas nenhum parecia ter o mesmo efeito.

— E você é o artista que aprecia ela?

Antes que pudesse se dar conta, Norman estava sendo sufocado com o peso de Ray encima de si, que tentava fazer o albino calar a boca com a almofada.

— Vocês estão com fome? —Emma perguntou indo rumo a cozinha.

Depois de uma briga de tapinhas que nem faziam vento, os dois meninos se juntaram a amiga na cozinha, Norman se sentou encima do balcão ao lado de Emma que fazia alguns sanduíches, já Ray encostou no batente da porta e cruzou os braços na pose típica.

— Sério gente, por que vocês não gostam de turma da Mônica?

— Não é que eu não goste! —Emma se virou para Ray —Eu só não amo!

— Jeito meigo de dizer que odeia! —Norman debochou recebendo uma almofada na cabeça novamente —Agora sério, de onde veio a almofada?

— A última fada me deu antes de morrer!

— Dá pra parar os dois! —A menina disse cansada da discussão —Ray, podemos assistir algo diferente?

— Tanto faz! —Dando de ombros o de cabelos negro saiu da sala.

Quando todos retornaram, colocaram os sanduíches na mesa de centro e passaram os canais até acharem alguma coisa que prestasse. Na opinião de Norman qualquer coisa era melhor, mas ele não ousaria dizer isso em voz alta.

— Olha, ta passando Scooby doo!

Emma parou no canal e todos se focaram no desenho. O tempo passou e ao menos vinte episódios foram assistidos, Ray até que achou legal, mas ao mesmo tempo bem tosco, tanto que resolveu ler um gibi de seu amado desenho.

Emma achava fofo o cachorro falante, e parte de sua cabeça pensava em passar em um canil e procurar um que também falasse, mas isso era apenas uma idéia por enquanto. Norman estava meio entediado, sabia quem eram os monstros logo de cara, nenhum desenho parecia bom o suficiente.

O único que realmente conseguiu prender sua atenção havia sido Gravity Falls. Fala sério, ele estava apaixonado pelo Bill, mas já que os outros se recusavam a maratonar as duas temporadas pela décima vez, ele resolveu que zoar com a cara de Ray o tiraria daquele tédio. 

— Scooby doo pisa em Turma da Mônica!

— Pronto, agora ele quer matar os elfos também, me perdoe reino mágico, ele não sabe fechar a boca!

Em um drama, Ray foi escorregando do sofá até se sentar no chão. Emma ouvia tudo revirando os olhos, crianças.

— Calem a boca! Você gosta daquela porcaria e você esta apaixonado por um triângulo! —Emma surtou apontando para os amigos e falando o que pensava.

A sala se acalmou, se Emma falou estava falado, por mais que a menina gostasse de Pocoyo. Mas ela sempre foi a mais excêntrica dos três mesmo.

— Emma, pode me passar as batatinhas?

O de cabelos escuros pediu, a alaranjada fez o favor e deu ao amigo o potinho pequeno de batatas, que acertou perfeitamente a cabeça de Norman fazendo um satisfatório "tuim".

— Sério? De graça? —O albino disse massageando a local.

— Eu consigo ouvir seus pensamentos daqui, e eles me irritam!

— Certo, vocês me deixam com fome! —Emma aleatoriamente disse se levantando e indo até a cozinha, deixando a área livre para uma luta começar.

— Eu não vejo graça em turma da Mônica, muito menos os episódios do Chico Bento!

— Sabe o que eu faria se te levasse pra pescar igual o Chico?—Ray mudou o rumo do assunto.

— O que? Não sei!

— Te afogaria! —O silêncio fez presença na sala de estar —Mas só pra te fazer aprender a respirar embaixo d'água!

— Quer saber Ray? Corta aqui vai!

Norman juntou os dedos indicadores e se dirigiu a Ray, os colocando bem enfrente do mesmo. O que ele não esperava, era que Ray realmente fosse cortar a amizade deles representada naqueles dedinhos.

— Não me dirige a palavra!

Se virando para o outro lado, Norman fingiu decepção, Ray riu e correu, abraçando o amigo por trás. Deixando claro que tudo era uma brincadeira.

— SAÍ PRA LÁ PROJETO DE E-BOY!

— Eu sei que você me ama! —Ray beijou a bochecha de Norman —Quem cala consente!

— Fica shiu, sou mais seu amigo não!

Enquanto Ray abraçava o amigo com força, Norman tentava escapar de algum jeito, quase recorrendo a morder o amigo para se livrar das garras do mesmo.

Emma da cozinha ouvia tudo, assobiando a abertura de turma da Mônica e rindo da besteira dos amigos. Ela amava aqueles dias, por mais que tudo sempre terminasse em briga, a amizade deles era invejável. Logo a menina teve que gritar, pois ela ouviu o barulho de lata novamente.

— EI, PAROU OS DOIS!

Ao ouvir isso Norman soltou a perna de Ray que estava prestes a morder, o outro apenas riu e se voltou ao seu gibi novamente. 

Logo a tv começou a exibir que daqui a alguns minutos um novo episódio de Turma da Mônica começaria. Isso fez Emma da cozinha se xingar por ter deixado naquele canal.

— E lá vamos nós de novo! —Norman revirou os olhos quando o desenho começou.

— Não gostar de turma da Mônica deveria ser um crime! —Ray indagou.

— Eu adoraria ser preso por isso!

Norman riu enquanto se levantava para fugir de um Ray furioso que fez da almofada o seu Sansão, correndo atrás do outro como no clássico do desenho. 

Enquanto isso, Emma apareceu na porta vendo a cena se deliciando com um grande pedaço de melancia. Talvez eles estivessem se tornando aquilo que tanto assistiam.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...