1. Spirit Fanfics >
  2. Tutor - Jikook >
  3. Anatomia humana

História Tutor - Jikook - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Leiam com calma ;]

Capítulo 3 - Anatomia humana


Fanfic / Fanfiction Tutor - Jikook - Capítulo 3 - Anatomia humana

Meu rosto esquentou enquanto tentava me soltar. Queria fazer-me de difícil, e meu professor parecia perceber pois não tirava o sorriso safado do rosto. Por um momento ele deve ter esquecido que está quase agarrando um aluno seu.

E quer saber, isso me dá uma puta tesão. 

— Eu não preciso da sua ajuda com esse problema. — Sorri. — Vou ir atrás do Yoongi. Sim, aquele garoto que você conheceu aqui em casa. — Mordi o lábio. — Ele fode muito bem.

Senti seus dedos puxando meus cabelos para trás enquanto seu quadril encostava no meu. Soltei uma risadinha, mas logo parei ao ver sua feição nada boa enquanto me encarava. 

— Ele fode bem, é? — Puxou meu cabelo. — Então, eu vou te foder ainda melhor, meu bem.

— Você deve ter um pau bem pequeno. Não é capaz de me dar prazer.

Jungkook soltou uma gargalhada inacreditado do que eu acabara de dizer. Tirou às mãos de meu cabelo e levou-as até meu pescoço o apertando.

— Você vai se arrepender de ter dito essas palavras direcionadas a mim. — Tentei tirar suas mãos, mas ele apertou mais. — Vou revelar algo que nunca contei a ninguém. 

Virou-me de costas e segurou minhas mãos para trás. Minha respiração estava rápida e o aperto de suas mãos doía em meu pulso, todavia, eu estava gostando e por incrível que pareça, estava também excitado. 

— Q-Qual é o segredo? 

— Além de professor. — Beijou meu pescoço. — Sou dominador há cinco anos, meu bem. 

Naquele momento minhas pernas ficaram bambas. Eu poderia cair ali no chão no mesmo instante. Tenho fetiche por tudo que envolve BDSM e saber que o cara que gosto, é dominador, vai me deixar louco. Jungkook é o culpado por isso. Por tudo isso. Por me ter em suas mãos e saber usar-me. 

— Você é um dominador? — Virei-me para ele. — Jeon, isso é-

— Cale a boca, Jimin! — Tapou minha boca e sorriu. — Só abra a boca para gemer e me responder na hora certa, está bem? — Concordei tentando parecer espantado, mas estava adorando. — Me responda quando eu lhe fizer uma pergunta!

— Sim, Senhor. 

— Assim que eu gosto, meu bem. — Beijou meu rosto. — Onde estava com a cabeça para me receber apenas de moletom deixando suas pernas nuas, hum? — Apertou minha coxa e eu fechei os olhos. — Estava querendo me provocar, sim?

— Estava, Senhor. — Segurei a respiração. — Queria que você gostasse...

— E eu gostei. — Puxou meus cabelos e cheirou meu pescoço. — Colocou o perfume que eu gosto. Então quer dizer que já estava pensando em me conquistar, não? — Sorriu. — Você realmente achou que eu o evitasse por não gostar? — Concordei abaixando a cabeça. — Eu estava apenas te respeitando como aluno meu. Mas, acho que falhei. 

— Parece que você não resistiu aos meus encantos. — Sorri. — Ninguém resiste.

Meu corpo fora empurrado no sofá o qual estávamos antes. Soltei um suspiro ao sentir suas mãos adentrando meu moletom para tocar minha pele. Seus dedos percorriam cada cantinho com cuidado, abri os olhos e sorri ao ver que ele estava encarando-me.

— Você é o homem mais bonito que eu já vi.

Eu definitivamente não sei como reagir quando recebo um elogio, ainda mais de uma pessoa especial. Normalmente meu rosto fica vermelho e isso estava acontecendo agora. Jungkook sorriu e passou a apalpar minhas coxas. Suas mãos ágeis foram até a minha nuca e ele me puxou para perto de seus lábios. 

Segurei seu rosto e uni nossas bocas com urgência. Suas mãos foram até minhas nádegas às afastando enquanto nossas línguas brigavam por espaço. O som de nossas respirações, salivas se misturando, a noite mostrando às caras de vagar... Estava tudo perfeito e gostoso.

— Vou tirar a merda desse short e quero ver você me chupando. — Deixou um selinho em meus lábios. — Faça meu sonho se tornar realidade, meu bem.

O empurrei para trás e desci minhas mãos até o cinto. Ele riu e eu segurei seu rosto para cima.

— Então, ter minha boca no seu pênis é o seu sonho? — Sorri. — Como eu não desconfiava?

— Talvez eu seja um bom ator, meu bem. 

Soltei uma risadinha e tirei o cinto jogando-o no chão. Sem tirar o meu olhar dos seus, puxei o short para baixo deixando amostra sua boxer branca e o pré-gozo marcado. Levei minhas mãos até seu membro coberto e comecei a acariciá-lo ouvindo gemidos baixos de Jeon.

— Não me torture mais, Jimin. — Fechou os olhos. — Faça logo o boquete ou e-eu irei enlouquecer. 

— É claro, professor. 

Desci devagar a boxer branca sentindo minha boca começando a salivar ao ver o tamanho. Era enorme, disso eu não tinha dúvidas. Olhei de relance para ele o vendo sorri já imaginando o que eu estava pesando.

Eu definitivamente estou fodido.

Agarrarei seu pênis e me abaixei colocando-o na boca. Jungkook soltou um gemido alto e eu quase gemi junto quando o vi morder os lábios. Respirei fundo chupando delicadamente cada extensão sentindo o gostinho salgado misturando-se com a minha saliva. Mordisquei levemente seus testículos e deslizei a 'cabecinha' avermelhada por meus lábios antes de passa-lo em minha boca como um batom. 

— Já está bom. — Segurou meus ombros. — Ou eu irei gozar na sua boca. 

— Não seria uma má ideia.

Jungkook soltou uma risadinha e tirou a camisa jogando-a para um canto qualquer da sala. Agradeci a minha mãe por ter me dado de presente um sofá enorme parecido com uma cama e gemi ao notar às mãos de Jungkook, novamente, por debaixo do moletom; agora em meus peitos. 

Ele fazia círculos envolta e aquilo estava me deixando mais ainda necessitado.

— Jungoo... — Me contorci tentanto, em vão, fazê-lo tocar-me. — Preciso de você.

Jeon passou a mão no rosto e levantou meus braços para tirar o moletom do meu corpo. Jogou-o para o chão e apertou minha cintura fazendo-me deleriar sentindo o tesão me consumir. Ele se aproximou e deixou beijos molhados no meu corpo. Estava tão bom.

Jungkook puxou minha boxer para cima revelando meu pênis com às veias saltando para fora e quando eu iria segurar para me masturbar, meu professor segurou meus pulsos, pegou o cinto que estava no chão e amarrou meus braços para trás. 

— Hum, você fica tão lindo desse jeito, meu bem. — Instalou um tapa em uma das minhas nádegas e eu gemi mordendo o lábio. — Vou te foder maravilhosamente bem. 

— Professor... Uh...

Jungkook selou nossos lábios e desceu os beijos até minha entrada onde colocou sua língua, mas, logo a tirou soltando uma risadinha.

— Eu não irei te preparar. — Sorriu. — Você já está perfeito para mim. 

— Mas Jeon, eu-

Senti seu pênis roçando a minha entrada e ele penetrou-me de uma vez me fazendo gritar de dor. Tentei me soltar dos cintos, mas Jeon colou nossas testas deixando um beijo casto em meus lábios ficando parado para eu me acostumar.

— Você é tudo pra mim. — Segurou meu quadril. — Tudo...

Eu te amo, Jungkook. — Sorri. — Demais.

Jeon sorriu e segurou minha cintura aumentando minhas estocadas. Me deixando completamente eufórico. Seu pênis foi retirado e ele me colocou de quatro com cuidado enquanto resmungava palavras desconexas. 

— V-Você é tão apertadinho. — Bateu em minha bunda. — Ainda acha que meu pau é pequeno, meu bem, huh?

— Professor, ah... — Fechei os olhos. — Eu retiro o que disse... Você é tão grande. — Ele riu. — M-Mas rápido, Jeon! Rápido! 

Suas mãos empurraram meus cabelos para trás e senti meu pênis esquecido pulsando. Jungkook o segurou e começou a masturbá-lo sem deixar de me estocar com força. 

— Você é uma delícia. — Murmurei com os olhos saltando de prazer. — Oh... Estou quase.

— Porra, Jimin! — Ao escutar meu nome saindo tão rouco e sedento de sua boca, fora o auge para mim. — E-Eu te amo, meu bem.

Está tudo bem, não estrague o clima. Não chore, por favor. 

Meu coração passou a palpitar mais rápido em meu peito. Eu sabia que meu orgasmo estava vindo. Soltei um gemido alto quando minhas pernas ficaram bambas e completamente graças ao ouvir o gemido agudo de Jeon em meu ouvido e sentir o gozo me preenchendo por inteiro. Jungkook tirou o cinto de minhas mãos e se abaixou para que eu derramasse minha porra em seu rosto e caramba... Foi a cena mais gostosa e pornográfica que eu já vi na vida. 

Caímos na cama exaustos olhando para o teto. Nunca imaginei um dia que faria sexo com um professor meu, mas cara... 

Ninguém consegue resistir a Jeon Jungkook. Simplesmente não dá. Mesmo que você não goste dele, ele vai conseguir de conquistar pouco a pouco, porque tudo nele é perfeito. Tudo.

Senti seus braços ao redor da minha cintura e um beijo em meu pescoço. Acaricei seus cabelos inalando seu cheirinho agradável.

— Você foi perfeito, meu bem. — Enterrou o rosto em meu peito. — Perfeito.

— Digo o mesmo de você, professor. — Sorri. — Além de ensinar super bem. Você também fode pra caramba.

Jungkook me puxou para sentar em seu peito e acariciou meu rosto enquanto eu sorria nem acreditando na pessoa que estava em minha frente. Era inacreditável.

— Posso deixar você me dominar agora. — Me empurrou para o lado e eu sorri. Jeon ficou de pé a abriu os braços deixando-me com total visão de seu corpo. — Seja meu professor e me ensine anatomia humana em meu corpo, meu bem. 


Notas Finais


Vocês gostaram? Hum? me digam. ❤
O próximo capítulo é o final > . < eu resolvi aumentar mais um pois não iria dar.

Até amanhã ;)))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...