História Tvd 2.0 - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Youngjae, Yugyeom
Visualizações 53
Palavras 1.987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus xuxu 💜

Gente cá estou eu criando mais uma fic porque esse serumaninho aqui (vulgo eu mesma rs) não consegue se contentar só com uma, os nomes dessas personagens serão os mesmos de CTA (Conspiracy The Angels) porém com personalidades diferentes, estou cheia de ideias pra ela fic e quero que ela seja longa ~*

Deem muito amor e carinho pra minha mais nova bebê uhu 🦄

Boa leitura -'

Capítulo 1 - I


Estava frio apesar do sol que fazia lá fora, talvez pela chuva de ontem às ruas ficaram um pouco melancólicas ao meu olhar, o sol passava boa parte do tempo escondido entre as nuvens nubladas que pairavam ali. Eu estava com mil e um pensamentos sobre oque podia estar causando tantas mortes assim tão de repente, não está entendendo, certo? Pois bem, irei lhe explicar, a algumas semanas vem ocorrendo diversos casos de mortes entre elas um estudante da faculdade onde estudo, a gente já chegou a conversar mais só sobre assuntos de provas ou algo do tipo, o Erick como era o seu nome, foi encontrado morto na sua própria casa, marcas de cordas nas mãos e nos pés, Daegu vem tendo essas mortes que na verdade é um mistério já que ninguém acha digitais ou qualquer tipo de pista pra chegar em algum suspeito, oque causa medo em muitas pessoas por aqui.

Nam — S/N ? Outra vez perdida nos próprios pensamentos ? – Meu irmão disse se sentando ao meu lado com uma xícara de chocolate quente, eu assenti olhando pra ele — Deixa eu adivinhar... Sobre os assassinatos não é ? – disse com a sobrancelha arqueada e eu assenti mais uma vez desviando o olhar dele. — Não se preocupe com isso meu bem, os polícias já deram o caso pra investigadores, eles logo logo irão descobrir quem estar por trás dessa matança toda. – disse bebericando sua bebida e eu suspirei olhando pra grande janela que estava na minha frente.

S/N — Não é por estar preucupada, isso só é... Intrigante, e confuso, principalmente confuso. – disse me perdendo outra vez em meus pensamentos, pensando em minha mãe, que havia falecido a três anos atrás, por essa mesma onda de assassinatos, na época eu tinha ficado desolada, meu mundo tinha caído em apenas alguns segundos, os segundos que eu soube pelo meu tio que minha mãe tinha morrido, não tinha direção, estava perdida, me afundei na depressão durante meses da minha vida, eu teria me perdido de vez se não fosse pelo meu irmão Namjoon, ele foi meu guia, meu anjo, a minha única família naquele momento.

Nam — S/N!? – Disse passando a mão na frente do meu rosto com um olhar preucupado, aí eu percebi que estava chorando, e pelo visto eu chorei muito porque o Nam estava bastante preucupado — Não se preucupe, estou aqui com você. – Ele me abraçou, eu amava isso nele, não era preciso que eu dissesse palavra alguma ele saberia oque tinha acontecido apenas com um olhar, como se conseguisse ler meus pensamentos, me dispus a chorar baixinho abraçada ao seu corpo, mesmo tendo ocorrido a anos atrás lembro-me como se fosse hoje que ela disse que me amava e que cuidaria de mim mesmo longe, ela disse isso antes de partir, como se soubesse oque iria acontecer.

Passei alguns minutos abraçada a ele e chorava feito uma criancinha, eu controlei meu choro e meus pensamentos ruins me soltando do seu corpo e enxugando as minhas lágrimas, Nam mexia em uma mecha de meu cabelo e eu suspirei olhando pra ele.

S/N — Eu já disse o quanto você é incrível ? – Disse sorrindo fraquinho e ele me abraçou outra vez — Obrigada Namie, te amo. – disse abraçada a ele escorando minha testa em seu ombro.

Nam — Não agradeça, eu só estou fazendo meu papel de irmão mais velho, eu também te amo, amo muito. – Disse me soltando e eu sorri, ele era meu anjo da guarda tenho certeza absoluta disso.

Ficamos conversando sobre coisas aleatórias pra me destrair, eu ria quando ele falava sobre algumas histórias que já aconteceram na delegacia aonde ele trabalha, é fantástico como ele consegue me animar tão depressa, deu a hora dele ir trabalhar e então eu fiquei sozinha naquele apartamento escuro por estar chovendo, ele se despediu com um beijo na minha testa, eu decidi chamar a Eun pra me fazer companhia, precisava de alguém eufórica e louca pra cuidar de mim e ninguém melhor que ela.

Eun — CHEGEIII!! – disse entrando e correndo pra me abraçar, faz tempo que não a vejo tão animada

S/N — Qual o motivo pra toda essa agitação posso saber ? – disse encarando a mesma que tinha um sorriso de orelha a orelha.

Eun — Hoje é a festa de calouros

 – disse dando pulinhos eufóricos e eu nem me lembrava mais dessa bendita festa.

S/N — Ah –Disse com tédio — É mesmo já tinha até me esquecido – Me sentei do sofá e ela foi pra minha frente cruzando os braços e me olhando fixamente — Oque que foi ? – disse arqueando uma sobrancelha.

Eun — Você acha mesmo que eu vou pra lá sozinha ? A senhorita vem também, e não ouse negar – disse me olhando séria.

S/N — Primeiro, você não vai estar lá sozinha você conhece meio mundo de pessoas – falei e ela ainda me olhava séria — Segundo eu não vou pra lugar nenhum, porque eu iria ? Pra ver um bando de adultos com personalidades de adolescentes, irresponsáveis, bebendo e se comendo pelos cantos ? Me poupe Eun – disse ligando a TV em um canal aleatório, Eun suspirou se sentando do meu lado.

Eun — Poxa S/N, eu já fiz tanta coisa por você, até naquela vez que você pediu pra eu ir com você pra uma reunião dos carinhas lá com os livro – disse fazendo um gesto estranho com as mãos e eu não pude não rir

S/N - Aquilo era um clube de livros Eun - eu disse rindo e a mesma revirou os olhos

Eun - Tanto faz oque aquele lugar era - disse levantando - Por favor S/N vamos comigo, pela nossa amizade - disse fazendo beiçinho e eu ri

S/N - Me dê três convincentes motivos pra eu ir pra essa festa - disse e mesma pareceu pensar

Eun - Primeiro motivo, você tem que ir pra ficar lá comigo, Segundo motivo, Nam disse que você tem que ir se divertir, terceiro motivo você tem que tirar sua cara desses livros sua nerdzinha - Disse colocando a mão na cintura e eu ri, ela tinha razão na parte de que eu precisava me divertir, eu nem me lembro da última festa que eu fui com a Eun, precisava sair e beber nem que só por alguns instantes.

S/N - Tudo bem - disse com tédio - Mais eu não sou nerd, apenas gosto de ler - disse dando de ombros e me levantando, Eun dava pulinhos e ria animada

Eun - OBRIGADA AMOR TE AMO - Pulou em mim quase me derrubando e eu rindo por ve-la tão feliz

Ela me emprestou um vestido longo vinho, me disse pra usar um salto gigante - no meu ponto de vista é - me maquiou e colou uma gargantilha Prata no meu pescoço, posso falar que me surpreendi, eu estava quase igual porém arrumada.

Eun - Ai que orgulho - disse batendo palminhas e eu ri mais - Minha lagartinha vai sair do casulo e virar uma linda borboleta, amém - disse fingindo emoção

S/N - Não seja boba Eun, até parece que nunca me viu arrumada antes - dei de ombros saindo do quarto, ela estava com os longos cabelos castanhos soltos e um vestido longo verde água junto com um salto branco, ela era linda até sem maquiagem oque fazia com que todos os meninos caissem ao seus pés, éramos parecidas em alguns traços mais não muitos.

Saímos de casa e ficamos esperando a Hye sair do quarto, fazia quase meia hora que estávamos sentadas no sofá da casa dela, eu estava com tédio mexendo no celular e Eun andava de um lado pro outro oque já estava me incomodando

Eun - HYE VAMOS EMBORA SEM VOCÊ SUA VACA - eu ri com o xingamento da Eun, ela tinha uma carinha angelical mais só a cara mesmo, a gente costuma se xingar sempre na zueira, Hye resmungou algumas coisas e desceu as escadas, seu cabelo platinado tinha um belo contraste com sua pele parda e seus olhos castanhos escuros, ela usava um vestido florido e uma jaqueta jeans por cima, ela nunca foi de se produzir pra sair ao menos que fosse algo realmente especial, eu também não gostava muito mais usava as vezes.

Hye - Pronto desesperada - disse fazendo um rabo de cavalo deixando sua franja soltinha e a ajeitando com os dedos - Vamos então, tenho que passar na casa da minha tia pra deixar a Kaka lá - Kaka era a irmã mais nova de Hye, ela tinha um irmão também mais ele estava em um intercâmbio no Canadá a alguns meses.

Entramos no carro da Hye e partimos pra onde seria a tal festa depois de deixarmos a Kaka na sua tia, Eun estava animada e deu pra perceber pois a mesma ria pro nada, já estou sentindo o cheiro da vela que eu e a Hye vamos segurar.

Chegando lá estava do jeito que eu imaginava, adultos correndo pelo lugar, gente bêbada, o cheiro de drogas misturado com bebidas álcolicas, pessoas quase nuas se pegando, exatamente como deveria ser. Entramos juntas no lugar e como já era de se esperar Eun sumiu de nossas vistas, Hye e eu ficamos no barzinho e decidimos beber um pouco, eu pedi uma dose de tequila pra começar, eu não bebo na semana mais hoje é uma excessão.

Eu observava o lugar e era grande até, tinha um palco, um barzinho e uma pista de dança enorme onde várias pessoas dançavam loucamente, eu ri vendo uma mulher completamente bêbada dançando, eu ri mais com respeito, Hye estava se pegando com um cara que nem me importei de saber quem era ou ao menos ver seu rosto, depois de algumas doses amais fiquei com um pouco de sono. Já se passavam das duas da manhã quando disse pras meninas que iria embora, Hye estava lúcida mais Eun estava completamente bêbada, estava saindo da festa quando senti esbarrar com alguém

S/N - Descul... - disse e quando olhei pro alguém que tinha esbarrado vi que era um homem, o mesmo tinha olhos violetas e me olhava sério, era o efeito da bebida ou eu realmente vi que os seus olhos eram violetas, de estou drogada ou oque ?

[...]

??? - Olhe por onde anda! Destraida - disse com uma expressão irritada, isso foi oque o moreno disse antes de sumir pela multidão de pessoas que haviam ali, não deu pra ver seu rosto com clareza, sai pisando forte

S/N - Grosso, eu já tinha pedido desculpas - Resmunguei baixo saindo dali e segundo o caminho pra minha casa, a rua estava escura, deserta e o tempo se fechava, estava parecendo filmes de terror pelo ambiente escuro, passando por uma parte da rua que não tinha iluminação começou a respingar

S/N - Droga - disse entrando em um beco que era entre um mercado, lá estava protegido da chuva que ficava mais forte a cada minuto que passava.

Passava um grupinho de garotos bêbados ali e eu rezei pra não me verem ali, tarde demais, droga.

Tentei sair correndo mais um dele foi mais rápido e me pegou pelo braço

??? - Oque foi gata ? Ta com medo da gente ? - Disse sorrindo e os outros riram

S/N - Me larguem - tentei me soltar dos seus braços mais não dava pois ele era mais forte que eu, ele me deu um soco no estômago me fazendo quase cair pra frente

??? - Vamos só conversar gatinha - outro cara disse sorrindo malicioso

Pronto ali estava eu, caída no chão, na chuva e com um grupo de idiotas bêbados que me batiam e com certeza não iriam parar por aí.

??? - Soltem ela - uma voz soou no lugar aonde estávamos e eu não pude ver o rosto da pessoa que salvara minha vida, vi um dos caras se aproximar do homem que falava antes mais o mesmo o jogou longe, mão vi mais nada depois daquilo, eu desmaiei antes.


Notas Finais


Opaaa, gente me digam o que acharam desse começo °v°

Eu tentei fazer grandinho esse começo e tive que cortar em duas partes rs

Love you bayb 🦄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...