História Twins! - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Infinite, SHINee
Personagens Minho Choi, Myungsoo (L)
Tags Aventura, Comedia, Escolar, Romance
Visualizações 7
Palavras 1.207
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - O primeiro encontro


--------------------------------------------Yoon In-------------------------------------------------

-Vamos ensaiar! –A professora se sentou enquanto o pessoal corria para lá e para cá. Era a cena em que os dois se encontram pela primeira vez.

- Empregada! –Han Soo grita.

-Ne. –Venho correndo em sua direção

- Quero que traga mais lenha. –Ele se senta na poltrona.

- Ne. –Abro a porta e vou para o cenário do jardim. Enquanto pegava as lenhas pesadas.

- Deixe-me te ajudar. –Han Gyul aparece do meu lado, e quando ele toca em minhas mãos que estavam segurando as lenhas, ele deu um sorriso encantador, e eu fingi estar envergonhada. Aquele música The heirs- LOVE IS THE MOMENT~~~~~~~~

Mas como estava no script , finjo ter voltado o normal, e acabo soltando as lenhas com tudo e elas caem no pé do Han Gyul, ele se abaixa e gritando de dor.

-Ah desculpe!- Me abaixo, e nossos rostos estavam bem próximos.

- Quem é você?-Ele segura a dor, enquanto tenta dar mais um sorriso.

-Eu sou a Soo Hyun.

- Prazer Soo Hyun, eu sou Park Jung. –Ele se reverencia rapidamente. E faço isso também, estávamos nos olhando fixamente, até as luzes apagarem. A professora sempre adorava nossas encenações.

-Esplêndido. –Ela nos abraça com muita força. –Que magnifico. –Ela fica nas nuvens, eu e Han Gyul achamos isso engraçado.

-Hey está ocupada esse final de semana? –Han Gyul puxa assunto.

-Não por que?

- Você pode me cobrir na lanchonete do meu pai?

-Ah por que?-Fico de bico.

-Eu vou ter uma audiência ...

-Ah sério? –Fico feliz por ele.

-Sim. –Nos abraçamos felizes.

- Eu te cubro então.

-Obrigado Yoon In-nah. –Saímos da sala do teatro enquanto conversamos sobre a audiência dele.

 No final de semana...

 Fui para lanchonete cobrir o Han Gyul, foi bem legal, até que me dei bem, no meio do expediente.

-Bem vindo. –Quando fui virar para ver o cliente, enquanto entregava sucos. Era Min Seok.

- Chae Young?-Ele me olha confuso.

- Min Seok. –Fecho a cara. Me aproximo dele. – Posso lhe dizer que errou de pessoa.

- Ah, a irmã gêmea. –Ele saca .

- Sim, agora, o que você quer?- Cruzo os braços.

- Nada que seja da sua conta. –Ele procura uma mesa para se sentar. Fico uma fera, mas me sinto muito melhor que posso ser eu mesma. Vou até a mesa.

- O que você vai pedir? –Pego o caderninho. O meu companheiro de trabalho me lança um olhar bravo, entendi o sinal, dou um sorriso forçado. Min Seok observa.

- Não precisa forçar, não quero pessoas falsas perto de mim. –Ele pega o cardápio.

- Ok. –Me seguro para não soltar poucas e boas. – O que você vai pedir?

-Eu vou querer um suco de laranja por enquanto, estou esperando um amigo.

-Ok. –Saio de lá em segundos.

-------------------------------------------------CHae Young --------------------------------------------------------------------------

No final de semana...

A mãe me pediu para comprar algumas coisas no Mercado, enquanto estava caminhando levemente. Tropeço com alguém.

-Oh me desculpe. –E quando percebo era Han Gyul.

- Chae Young?-Ele sorri.

- Han Gyul? –Solto um sorriso timidamente.

- Quanto tempo. –Ele se aproxima.

-Pois é... Você vai para audiência?-Ele demora um pouco para entender.

-Ah sim. A Yoon In te contou?

-Sim. –Coloco uma mecha do cabelo atrás da orelha.

- Bem, estou sim. Quer vir junto?

- Claro. –Fico animada com o convite.

- Vamos então. –Ele começa a puxar assunto sobre a sua atuação que ele pretende fazer na audiência.

Após a audiência , Han Gyul ficou em segundo, a atuação dele foi muito boa. Ele tinha passado para a próxima etapa. Quando saímos do local. Han GYul estava bem feliz.

- AH ! Nem acredito. –Ele pulava de felicidades. E eu dava sorrisos para anima-lo cada vez mais. Mas lembro que tinha que ainda fazer as compras.

-Ah Han Gyul, eu tenho que ... fazer algumas compras. –Eu vejo o relógio.

-Eu vou contigo. –Ele oferece o braço. Mas fico com receio. –Vamos, você veio até a audiência comigo, podemos dizer que ficaremos quites.

-Ok. – Fomos sair para comprar, e foi bem legal, ele empurrando o carrinho, enquanto eu  olhava a lista, senti que estava num encontro, bem estranho para o primeiro encontro, mas fiquei feliz. Ele foi bem atencioso, e me ajudava a escolher as frutas.

No final, paramos para tomar um sorvete.

- Espere. –Han Gyul limpa o canto da minha boca. –Está sujo. –Ele sorriu, fiquei um pouco sem graça.  E sentamos num banco de praça, enquanto uma brisa nos refrescava.

- Está tudo bem?-Ele repara que eu estava um pouco nervosa.

- Ah nada não.

- Deve ser meio estranho né.

- O quê?

-Sair com um amigo da sua irmã, sem saber uma coisa sobre ele.

- Ah... –Dou um pequeno sorriso. –Pois é.

- Um- eu gosto de atuar, dois- adoro sorvete, três- gostei de passar a tarde contigo. –Meu coração ficou batendo bem rápido, mas numa maneira boa. Passar um tempo com Han Gyul me fez bem. – Peço desculpas pelo jeito que nos conhecemos, na escola.

- Está tudo bem. Você estava apenas curioso.

- É mas, não quero que você fique com uma impressão ruim de mim.

- Não vai ficar.

- Ah é?

- Sim, essa tarde, eu percebi que você é bem diferente.

- Oh, fico feliz então que nos encontramos. –Ele sorri.

- Também acho. – Um grupo de meninos e meninas ligaram um som na praça e chamaram um pessoal para dançar.

- Vamos?-Ele se levanta.

-Mas eu não...-Ele mal deixa terminar e me puxa para perto do pessoal, eles nos ensinaram alguns passos, mas como sou estabanada acabo errando, mas Han GYul não se importou, foi bem engraçado e divertido. Mas eles começaram a acelerar o ritmo e me descuidei, e ainda bem que Han Gyul me segurou para não cair, mas nossos rostos ficaram bem próximos. Fico vermelha, e ele também, mas ele logo se recompôs.

-Me desculpe. –Ele passa a mão no cabelo um pouco sem graça.

- Está tudo bem. –Meu rosto ainda estava queimando de vergonha, no caminho para casa.

- Qual é o seu sonho?

- Ficar em primeiro no ranking. –Digo na hora, ele fica surpreso.

-Sério? –Ele dá um pouco de risada.

- Sim, por que?

- Quando te perguntei o sonho, digo sobre a vida... trabalho.

- Ah... –Fico um pouco envergonhada. – Para falar a verdade nunca pensei sobre isso.

- Sério? –Ele sobe em um dos bancos de rua, enquanto seguimos o caminho. – Nunca pensou o que você quer ser?

- Ah... Já pensei sim. –Fico com medo em contar.

- E o que seria? –Ele me olha curioso.

- Aeromoça.

-Serio?

- Sim, seria um modo de conhecer o mundo... Sempre que passava propagandas dos lugares na TV , ficava boba, querendo conhecer, e como meus pais não tem tanto dinheiro para ficar viajando, pensei que seria um jeito.

- AH sim .É muito legal. –Ele para na minha frente. –Espero que você concretize.

- Eu também. –Dou um sorriso. Parei em frente da porta, e Han GYul me passa as compras.

-Obrigada. –Pego as sacolas.

-Não tem de quê. –Ele sorri. –Chae Young.

-Sim.

- Venha me ver apresentar com sua irmã.

- Claro. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...