História TWM - Fire of the Dragon - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 3
Palavras 874
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ola pessoas, como estão? Como sempre, espero que bem, ou melhor do que eu.
Indo direto ao ponto, aqui esta mais um cap feito com muito amor e carinho.
Esperoque goste e se possivel digam sua opinião.
Deixem um feedback se possível.
Mas é isso aí.
Até depois.

Capítulo 2 - Nightmare


— Vem com tudo dragãozinho. – Dito isso minha raiva aumenta e fica mais em tona.

Avanço contra ela, que novamente, não reage. Salto por cima de sua cabeça e tento ataca-la por trás

Quando a ataco, estranho “tentáculos” negros surgem de suas costas bloqueando meu ataque.

Uma kagune?!.

Tento me esquivar, mas algo agarra meu pé me fazendo ir ao chão.

— Vamos, quero ver do que é capaz. – Ela solta meu pé e me levanto rapidamente.

Me afasto dela ficando em sua frente.

Um dos kagune se enrola em seu braço direito ficando rígido na ponta, formando uma grande lâmina.

Em um piscar de olhos Meia noite estava perto o suficiente para desferir um poderoso e mortal ataque, mas invés disso coloca sua mão espalmada em meu peito.

— Um dia lutaremos serio. – ela diz perto de meu ouvido. – você luta bem. – ela lambe minha bochecha me fazendo estremecer. – e tem gosto bom.

— Parem, os dois. – mestre nós adverte lançando dissipação, uma poderosa magia que desfazia qualquer magia. – como eu disse antes, ela é do seu esquadrão.

— Não, me recuso a ter um demônio no time. – minha raiva era vista tanto no olhar quanto na fala. – demônios são seres desprezíveis, arrogantes, matam....

— Chega Logan!! Deixe seu passado e preconceito de lado. Não importa o que você diga, Meia Noite É do seu esquadrão.

Não digo mais nada, apenas dou as costas para ele e vou para um outro lugar.

_______ ___ _______

Após a discussão com o mestre e o começo de uma luta com Meia Noite, vou para uma antiga fabrica abandonada para acabar com toda a raiva que estava em mim.

Quando volto para o Campos já estava para escurecer e grande parte dos alunos já estão em seus respectivos quartos ou indo para seus quartos.

Durante todo o trajeto da entrada do Campos até meu quarto alguns alunos ficam me encarnando e cochichando entre si, como se eu fosse a mais nova estrela do momento.

Ignoro cada olhar e vou direto para meu quarto. Ao chegar lá, vejo que Michelly está sentada em minha cama olhando algo que acontecia fora do cômodo.

O Sol estava para se pôr, mas a pouca luz que estava a entrar no quarto batia bem de frente com seu rosto.

O Sol deixava seus lisos cabelos prateados ainda mais bonitos, sua pele pálida fica ainda mais bonita, seus olhos, deuses mas que olhos, a luz do Sol sempre aumenta a beleza de suas olhos azuis.

Apesar dela estar ali, vou direto para banheiro e tomo um banho rápido.

O espelho esta todo embaçado, mas continuo a observar meu reflexo.

Meu cabelo preto todo molhado, minha musculatura húmida.

Mas meus olhos estão diferente do normal, eles normalmente são preto mas nesse exato momento estão vermelhos, como o daquele homem que trouxe tanta infelicidade para minha mãe.

Por puro instinto e raiva, dou um poderoso soco no espelho, que se trinca por inteiro.

Porquê?

Quando saio do banheiro o Sol já avia sumido, dando espaço para a Lua e Michelly já não estava no quarto.

— Acha mesmo que pode se livrar desse seu lado? – uma voz grossa e familiar surge atrás de mim – está tão enganado.

Quando viro meu corpo totalmente para ele, ele agarra meu pescoço e me levanta até a cima de sua cabeça.

Não era possível ver seu rosto, a única coisa que via são seus cabelos, que são ralos e negros.

Ele começa a apertar cada vez mais meu pescoço assim me sufocando.

— Quem....é....você? – pergunto com a pouca força que ainda me resta.

— seu pesadelo.

Quando termina de dizer ele me lança contra a janela a quebrando e fazendo eu cair no jardim do Campos.

Me levanto com um pouco de dificuldade. Quando me levanto ele já estava em minha frente, me fazendo ficar sem reação.

Tento puxar minha espada, mas ela não aparece.

— Procura por isso? – ele tira minha espada de suas costa e a golpeia contra mim.

Fecho meus olhos e tento me defender. Um som de choque de metais percorre meus ouvidos e quando abro os olhos uma pessoa com um sobretudo de cor roxa esta defendo seu ataque.

— Reage Logan. – ela diz com um pouco de dificuldade.

Antes que pudesse fazer alguma coisa, ele a golpeia fazendo com que seu corpo se choque com a grande cerejeira que ficava no meio do jardim.

Deixo com que minha fúria me consuma e parto para cima dele, desferido poderosos golpes, do qual ele não defende. Até o momento em que ele cai no chão sem reação.

— é isso que eu queria. – ele diz com voz fraca.

Quando acordo vejo que estou em meu quarto, Chelly e Meia Noite estão sentadas em minha cama enquanto Jerry fica andando pelo quarto.

— Foi um sonho? – digo sem muito folego.

— Achei que fosse morrer – Michelly pula em meu pescoço, fazendo eu perder ainda mais fôlego. – eu estava tentando, mas não consegui. – Michelly esta ao pranto, a única coisa que penso em fazer é acariciar seus cabelos para acalma-la.

— Obrigado Meia Noite – digo olhando para ela, que também parecia estar para chorar. – e me desculpa, por antes.

— Não se preocupe com isso Logan.


Notas Finais


Oq acharam??
Digam nos comentários, se quiser, ninguém é obrigado a nada.
Até o próximo cap.
Tenham um bom, uma boa tarde ou uma boa noite S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...