História Two - Imagine Sehun e Kai (EXO) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Kim Jong-in (Kai), Oh Se-hun (Sehun), Personagens Originais
Tags Exo, Hot07, Kai, Sehun, Você
Visualizações 107
Palavras 1.346
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Hentai, Literatura Feminina, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu chegando com mais uma ine PWP, essa thressome, caso não goste, não leia é simples.

Espero que gostem.
Boa
Leitura
♡◇♡

Capítulo 1 - -Quero vocês... Dentro de mim;;


Pov’s S/n

 Entrei em casa e tirei meus sapatos, estava simplesmente exausta e nem era a primeira semana de trabalho ainda. A casa estava escura, como sempre, meu pai havia ficado na delegacia e meu irmão tinha ido pras noitadas dele.

 Subi as escadas calma, porém antes de ficar oficialmente no segundo andar, gemidos altos entram por meus ouvidos.

 Meu corpo trava e eu não sei o que fazer, mas em questão apenas sigo em direção ao som. A porta entreaberta do quarto de hospedes me da a visão de uma mulher loira e nua pulando no colo de um rapaz bronzeado.

 Me afastei e minha cabeça rodou 260, o que diabos Jongin está fazendo aqui?

 Mesmo não querendo, meu corpo reagiu com aquele pornô indecente, me afastei e bati contra algo, não precisei me virar para o perfume daquele individuo me inebritar.

 Sua respiração ficou rente ao meu pescoço e meu coração disparou.

 — Está gostando da cena que vê? – sussurrou.

 — Onde está meu irmão Sehun? – me viro para ele e noto seu corpo nu apenas coberto por uma toalha na cintura.

 Deus que homem é esse?

 — Saiu com umas garotas. – dá de ombros.

 — Então você, o seu amiguinho e a puta dele dêem o fora daqui! – digo ficando frente a frente a ele.

 Me viro para sair, porém sou puxada e jogada na parede, o ar de mente que Sehun tinha estava bem próximo a mim e meu corpo começou a esquentar.

 Sehun aproximou seu rosto de mim porém virei, sorriu de lado e sentir um beijo molhado deixado em meu pescoço exposto me deixou arrepiada, mas ele não parou por ali.

 Com aquele caminho liberado começou trajetos por toda área, marcando-a bem. Minhas pernas bambearam e ele segurou minha cintura, fechei os olhos mordendo o lábio com minha respiração fora do controle.

 Segurou o meu queixo delicadamente me virando para encarar suas orbes escuras, passou os dedos por meus lábios fazendo-me umidece-los.

 Seus lábios roçaram nos meus de forma lenta e então completamente desesperada, puxei seus cabelos para finalmente selar aquele beijo. Sehun segurou minha cintura com mais força e aprofundou aquele delicioso osculo.

 Arranhei sua nuca o arrepiando enquanto ele segurava uma de minhas coxas, me suspendeu no ar e fiquei em seu colo.

 Joguei a cabeça para trás assim que acabamos o beijo e ele beijou meu pescoço, às vezes descendo mais abaixo por causa do decote de minha blusa.

 O barulho da porta principal se abrindo e fechando-nos fez acordar para a realidade. Desci do seu colo e com as forças que ainda tinha em minhas pernas, caminhava para o meu quarto.

 — Daqui uns 20 minutos, vá para o quarto de hospede. – Sehun passou seus dentes por minha nuca.

 Corri para o quarto e escorreguei pela porta.


 Sai do banho com a toalha ao redor de meu corpo, olhei-me no espelho imaginando e sentindo o calor do corpo do Sehun em mim, passei meus dedos por meu pescoço e desci mais abaixo.

 — Isso é uma delicia de se ver. – olhei para trás, vendo Jongin sentado de forma a vontade em minha cama.

 Estava apenas com uma cueca Box e então acordo pra realidade.

 — Descobri que estava me espiando. – se levantou – Não sabe que fazer isso é errado?

 Parou atrás de mim e eu olhava cada ponto daquele quarto, ser encarar o espelho. Jongin segurou meu queixo e me fez o encarar do espelho. Seus olhos vidrados em mim enquanto mordiscava minha orelha.

 — Se quisesse ter alguma transa comigo, oh querida, era só ter me falado. – disse desfazendo o amarro da toalha – Iria adorar te foder, porém agora preciso te punir. 

 A toalha caiu ao chão e me virei para Jongin. O mais velho me puxou para um beijo de forma desesperada, eu não estava diferente. Caminhamos a passos cegos até a cama.

 Quando menos percebi, sentei nas pernas de alguém, Sehun beijou meu ombro e segurou um de meus seios.

 — O que acha de foder essa princesa hein Kai? – olhou o amigo cúmplice – Olha como ela precisa de nos dois.

 — O que você quer bebe? – Kai perguntou beijando minhas coxas.

 — Quero vocês... Dentro de mim. – digo os encarando com desejo.

 Sehun me jogou na cama e começou a beijar meus seios de forma calma, gemi ao sentir a mão de Jongin em minha intimidade necessitada. Ele sorriu me beijando logo em seguida enquanto me masturbava.

 Minhas pernas estavam abertas e meu corpo convulsionou quando a mão de cada um começou os movimentos.

 Estavam me dividindo no meio, Sehun sugou o seio direito com força e Jongin mordeu meu mamilo esquerdo. Puxei ambos os cabelos. O dedo de Sehun adentrou o meu intimo fazendo movimentos bem relaxados.

 Rebolei em seu colo querendo mais, porém ele parecia querer me torturar daquela maneira.

 — Eu quero gozar. – falei de olhos fechados.

 Jongin trilhou seus beijos por minha barriga e sua língua quente entrou em contato com minha intimidade. Meu corpo convulsionou novamente e comecei a ter espasmos.

 Na mesma intensidade que Sehun me estocava com seus dedos, Jongin me chupava de maneira maravilhosa.

 Ondas fortes de espasmos me atingiram e logo tive meu orgasmo.

 — Que delicia bebe. – Sehun disse chupando seus dedos.

 Fiquei de joelhos na cama, enquanto cada um saia dela. Gatinhei até a beirada ficando diante de seus membros. Tirei a cueca Box de Kai e  segurei a base de seu membro.

 Beijei toda aquela extensão o vendo revirar os olhos. Meus cabelos são puxados por Sehun e vi que o mesmo já se encontrava sem cueca. Ele segurou a base de seu membro me fazendo abrir a boca.

 Começou a ditar os movimentos de seu pau dentro de minha boca, enquanto isso eu masturbava Jongin, Sehun acelerou enquanto fodia minha boquinha e quando senti suas veias engrossarem, ele retirou seu membro.

 — Vou gozar apenas dentro de você! – ditou rouco.

 Jongin estava parado em minha frente ele fez as mesmas coisas que Sehun, este se posicionou atrás de mim, aproveitando que eu estava de quatro.

 Um tapa é desferido em minha bunda o que me fez revirar os olhos, esses foram seguidos por outros. Sua mão começou a me masturbar de maneira viciante e quando menos vi, já estava rebolando em sua mão.

 Senti a língua do mais alto em meu buraquinho e fiquei livre das mãos de Jongin, quando retirou seu membro de minha boca estava completamente cheio de baba. Eu sorri e comecei a masturba-lo. 

 Gozei das chupadas de Sehun e Jongin também depois da minha punheta nele.

 — Agora, empina bem para mim. – Sehun ditou.

 Senti seu membro me invadindo na parte de trás fazendo-me gemer alto, rebolei em seu membro enquanto ele me fodia de forma rápida.

 — Que delicia bebê. – gemeu – Tão apertada!

 — Sehun.... Ah.... – gemi.

 O barulho dos nossos corpos se chocando era a única coisa se ouvida no corpo além de nossos gemidos. Chupei as bolas de Jongin tentando abafar meus gemidos.

Meu corpo foi atingindo por espasmo e logo gozei, Sehun saiu de trás de mim e me puxou para seu colo. Encaixou seu membro na minha entrada na frente e logo um corpo juntou se a nós, atrás de mim.

O pau de Jongin entrou em meu buraquinho e ambos começaram a me foder. Aquilo era mais que prazeroso encostei minha cabeça no ombro de Kai e ele começou a chupar meu pescoço.

 — Isso... AHHH... ME FAZ... GOZAR AHH... – Gemo alto enquanto era fodida pelos dois.

 Ambos desaceleram os movimentos ao mesmo tempo e meu intimo estava mais sensível que nunca. Jongin continuou me fodendo e logo senti seu liquido adentrar o meu buraquinho.

 Sehun me tirou de seu colo e trocou as posições com Jongin, ele começou a me foder por trás e novamente fui preenchida por seu gozo.

 Depois da foda, deitei na cama completamente exausta e fui surpreendida pelo beijo de luxuria que Sehun me deu, sendo seguido pro Jongin.

 Antes de saírem do quarto, falaram:

 — Logo voltaremos para mais uma onda de prazer.

 


Notas Finais


Eai, o que acharam?
Espero que tenham gostado!
Bjs
Fuii
◇♡◇


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...