História Two Faces For One. (Sally Face) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Sally Face
Personagens Ashley "Ash" Campbell, Larry Johnson, Personagens Originais, Sal Fisher (Sally face), Todd Morrison
Tags Sally Face Sally Fisher
Visualizações 70
Palavras 2.792
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Queriam um capítulo grande? Tá aí o capítulo grande! >:V

Espero que gostem do capítulo, sofri para fazer ele. TwT

Capítulo 21 - Nightmares Party.


Fanfic / Fanfiction Two Faces For One. (Sally Face) - Capítulo 21 - Nightmares Party.

Se passaram em torno de três semanas em que eu sai com o Travis e disse a Larry que gostava dele, devem estar se perguntando, "e então, estão namorando agora?". Bom, para dizer a verdade, não. Larry e eu decidimos esperar um pouco, pois o mesmo sabia que eu estava muito confusa quanto a tudo isso, nada de mais aconteceu nessas três semanas, Larry e Travis estão sendo muito carinhosos comigo, contei a Sally o que havia acontecido no encontro...até mesmo a parte do beijo...de início ele ficou extremamente irritado, mas logo entendeu que eu estava muito confusa, era algo novo para mim, então ele me perdoou por conta disso, porém, mesmo com Travis mudando seu comportamento conosco, sendo mais gentil, Sally ainda o odeia com todas as suas forças, e eu não o culpo, é difícil gostar de uma pessoa que já foi um completo babaca com ele por tanto tempo, acho que sou muito boazinha com essas coisas de perdoar ou não.

Estava lá eu, no apartamento de Larry, não apenas só eu, e sim o grupo inteiro! Ou seja: Sal, Ashley, Larry, Chug, Todd, Niel, Maple e pelo incrível que pareça, Travis também estava presente, e por qual razão? Bom, Ashley notou que o mesmo está mesmo se esforçando para ser amigável conosco, então ela tomou a iniciativa de o chamar para a nossa festa ao ar livre! Com direito a barracas e tudo. Estávamos conversando sobre o que faríamos primeiro, todos estavam dando suas próprias ideias sobre o que fazer.

-- Que tal comermos primeiro? Estou com fome! - Chug diz.

-- Você sempre está com fome Chug! - digo logo dando algumas risadas abafadas, por conta da prótese.

-- Poderíamos pensar em um jogo para jogarmos, o que acham? - Travis se manifestar.

Pude escutar um pequeno resmungo vindo da parte de Sally, o mesmo não estava de acordo com a presença de Travis em uma das festas de reunião entre amigos que tínhamos, imagino que ele nunca vá se acostumar com isso.

-- Eu acho melhor irmos já montar as barracas lá fora. - Maple diz já saindo.

-- Sim, eu concordo! Vamos Ash! - digo com minhas coisas já nos ombros, puxando Ashley comigo para fora.

Todos os garotos se entreolharam e deram algumas risadas da situação.

-- Garotas, sempre empoderadas. - Todd diz cruzando os braços, sorrindo.

-- Isso faz com que elas fiquem mais atraente. - Travis apenas da um pequeno suspiro, já saberíamos de quem ele estava querendo dizer.

Sal logo pegará suas coisas e se dirigi até Travis, logo o encarando friamente, dava para se notar pelo seu olhar, mas logo o mesmo se vira e vai para o lado de fora, todos que permaneceram se entreolharam, notaram que Sal estava sem dúvidas, o ameaçando apenas com o olhar, logo todos que restaram saíram também para fora.

Após montarmos nossas barracas e ajeitamos o local onde tudo ia acontecer, decidimos seguir a ideia de Chug primeiro, comemos alguns salgadinhos e tomamos refrigerante, a conversa e piadas ecoavam e todos estavam se divertindo e se sentindo mais unidos, ao olhar Travis, percebo que ele não consegue tirar um sorriso do rosto, o mesmo estava vendo o quão bom era ter amigos, acho que eu mudei um bruta montes para um possível pássaro em liberdade, porém ao olhar para Sal, o mesmo estava sério por debaixo de sua prótese, realmente, a presença de Travis o incomodava muito.

Após terminarmos de comer, Ashley pegou a pequena caixa de som e ligou em uma música pop, logo a colocando no chão e começando a dançar, a mesma me puxa para dançar com ela, eu não recuso. Começamos a dançar de maneira atrativa, a batida da música e a inevitável de não se soltar, Maple dança um pouco conosco, porém logo volta a se sentar, a mesma sempre foi a mais fechada do grupo. O olhar dos garotos se voltava totalmente para nós, percebo que Larry, Sal e Travis ficaram vermelhos aos nos ver dançando daquele jeito, Chug ficava avermelhado ao ver ela tentando dançar, acho que temos um casal aqui, trabalho para a cúpido S/n aqui!

Sem muita demora, os meninos decidem dançar conosco, a dança peculiar muda para uma bem aleatória e divertida! Creio que esta noite está sendo uma das melhores que já tive.

Cansamos de dançar depois de um tempo, logo decidimos jogar algum tipo de jogo, e Niel havia dado a ideia do "jogo da garrafa", todos aceitamos a ideia.

-- Bom, vocês sabem as regras desse jogo? - Niel disse, logo olhando para todos, que apenas concordaram com a cabeça.

-- Então vamos começar! - diz Larry colocando uma garrafa recém esvaziada por ele no chão, logo se preparando para poder girar e poder começar o jogo.

O moreno alto logo gira a garrafa, a mesma da voltas e voltas até por fim começar a parar, o clima estava tenso, quem seria o primeiro a ser escolhido pela sorte ou azar? E a garrafa parou em.....MIM?!

-- Está certo, verdade ou desafio? S/n. - diz Larry, logo encarando Ash, que estava usando um aplicativo para escolher as verdades e desafios.

Após pensar um pouco sobre qual escolher, acabo começando escolhendo a tão simples "verdade".

"Nos diga algumas qualidades ruins do seu namorado/namorada."

Neste instante, todos se entreolharam, curiosos para saber o que eu iria responder.

-- Bom, creio que nada, pois eu nem namoro! Haha!

Todos caíram na risada, acho que era esperado que eu acabasse fazendo alguma piada sobre isso.

-- Bom, vamos seguir com esse jogo! - pegaria a garrafa, logo a girando.

E novamente a mesma da várias voltas, logo quando começa a parar lentamente, vimos que o próximo seria....o Sal!!!

-- Verdade ou desafio, meu querido Sally? - olharia para o mesmo com um sorriso debochado por detrás da prótese.

-- Desafio! Não serei fraco com essas coisas. - o mesmo cruza os braços, logo olhando para Ash, esperando por seu desafios.

"Faça uma cena dramática de morte."

-- Vai desistir? Sally Face. - Travis desfruta da oportunidade para provocar Sal, ele também não ajuda!

Nesse mesmo instante, Sal se levanta e vai para um lugar um pouco afastado, para assim começar a interpretação de sua possível "morte".

Sal começa a interpretar, o mesmo decide interpretar como se tivesse levado uma facada no peito, colocando as mãos no no possível lugar onde teria sido a facada, o mesmo daria alguns gritos de gemidos de dor falsos, logo se ajoelha dramaticamente no chão e levanta uma das mãos para o céu estrelado.

-- Oh! V-Vida! E-Eu não posso morrer agora, não... não antes....de dar um soco na cara do Travis. Blah! - o mesmo se joga no chão, como se tivesse morrido, todos bateram palmas para a bela cena de morte dele, o mesmo se levanta e agradece em reverência.

Todos acharam a atuação do azulado incrível, ainda mais com a brincadeira que o mesmo fez em relação ao loiro, o mesmo estava de braços cruzados, não teria gostado da brincadeira, bom, ninguém mandou provocar Sal, em primeiro lugar.

-- Está certo, vamos ver quem será o próximo! - Sal gira a garrafa.

E novamente, ela da voltas e voltas, e agora acaba caindo...na Ashley!

-- Verdade ou desafio, Campbell? - Sal estaria com um sorriso debochado no rosto, apenas eu posso perceber isso haha!

-- Desfio! Agora vamos ver qual desafio me será escolhido... - a mesma escolhe o desafio no aplicativo.

"Beije apaixonadamente um travesseiro."

-- A qual é?! - pelo visto ela estaria indignada sobre o desafio que lhe foi escolhido.

-- Vai desistir agora Ash? - Todd olhará para a mesma sorrindo maneira desafiadora.

-- O que?! Claro que não! - a morena apenas se levanta e vai até a sua barraca, pegando seu travesseiro e voltando a se sentar em seu lugar na roda.

Todos já estavam esperando que ela cumpra seu desafio, logo pego meu celular para tirar uma foto ou gravar a cena, e pelo que parece, Travis e Larry tiveram a mesma ideia.

-- Garotos, é assim que se beija! - Ash logo cumpre seu desafio, beijando o travesseiro.

Podemos dizer que foi muito engraçado a gravar, logo ela nos fez apagar tudo, mas foi divertido enquanto durou.

O jogo durou por mais um tempo, fazendo desafios bobos e respondendo verdades bobas também, nada de mais, até que um desafio veio para Travis, um desafio nada bobinho como os outros.

"Tire uma peça de roupa sua "

Nós entreolhamos novamente, achávamos que Travis iria desistir por conta desse desafio, mas acho que estávamos errados.

-- Sem problemas. - o loiro retira seu moletom rosado, logo mostrando o seu abdômen, que de certa forma, era bem definido, o mesmo olha para mim com um olhar de desejo.

Ficaria vermelha imediatamente, apenas vejo Larry revirando os olhos e Sal cerrando os punhos, imagino que eles estejam irritados pelo olhar que Travis me mandou.

-- Certo, vamos ver quem será o próximo. - diz Travis, ainda olhando para mim, parecia que ele estava querendo que eu fosse escolhida, logo ele gira a garrafa.

Estava ficando nervosa quando comecei a ver a garrafa parando, pelo visto os desafios estavam começando a ficar mais...quentes, temo que irei me ferrar completamente com isso, logo a garrafa para em Larry.

-- Verdade ou Desafio, Larry? - o Loiro olharia para Larry, se acomodando, estaria claramente querendo que eu ficasse o olhando, por qual razão é tão difícil NÃO olhar?!

-- Desafio. - diz Larry, já com um olhar de que cumpriria o desafio, mão importasse qual.

"Fique 10 minutos a sós com o terceiro jogar a sua esquerda em um armário."

Só pode estar de brincadeira!!! Justo eu?!? Sinto que minhas bochechas ficaram ainda mais avermelhadas do que antes, logo fico torcendo mentalmente para que Larry recusasse.

-- Está bem, eu cumpro o desafio. - o Moreno alto se levanta e vai até mim, sorrindo docemente.

Mas que merda hem!!!! Eu sei que gosto dele e tals, mas não esperava que as coisas rolassem logo agora, estou de certa maneira nervosa com o que possa acontecer. Larry estende a mão até mim, demoro um pouco para segurar na mão do mesmo, acabo escutando um barulho e quando todos olham, Sal havia quebrado um lápis que estava com ele, alguns deram risadas da situação, já Larry ficou um pouco nervoso de cumprir mesmo o desafio.

-- Já que não temos um armário no momento, podem ir para uma barraca, vamos vamos! Enquanto vocês estão lá vamos continuar o jogo. - diz Ash, já me empurrando para que eu levantasse, céus essa garota é mais pirada que a Amanda!!!

Com muita vergonha, fomos para a barraca do Larry, o mesmo fechou a barraca e se sentou na minha frente, eu estava feito um pimentão por debaixo daquela prótese, e de certa forma, parecia que ele estava com um certo medo de fazer qualquer coisa. Dando um longos suspiro, retiro a minha prótese e a coloco de lado, estava um pouco escuro, então Larry não conseguia ver o quão vermelha eu estava, muito menos minhas deformações que em outro momento, já havia visto.

-- O que está fazendo? Pequena. - pergunta Larry meio confuso, não duvido que ele esteja meio avermelhado.

-- Eles vão o chamar de fraco se não fizer nada, então eu te permito, permito que...você lá sabe. - olho para o lado bastante envergonhada.

Larry pensou um pouco antes de fazer qualquer coisa, logo o mesmo apenas me aproxima mais dele, me fazendo ficar sentada em seu colo, pude sentir suas mãos deslizarem pelas minhas curvas, as sentindo e estudando com o toque cada uma. Colocaria as mãos no rosto de Larry, logo aproximando nossos rostos e sem muita demora, nossas lábios se encontraram e começaram a se entrelaçar, assim formando um beijo calmo e sereno. Aquele beijo era magnífico, estava me sentindo nas nuvens ao sentir os toques de Larry, ao sentir seus lábios com os meus, mas aquele beijo se cessa após alguns pequenos minutos, sinto minha respiração ofegante e levo arrepios quando sinto o moreno me dando beijos estalados no pescoço, pensando que era apenas isso, foi um engano, o mesmo sem avisos daria um chupão em meu pescoço, acabei dando um pequeno gemido fraco, nunca achei que iria fazer tal coisa, ainda mais agora, mas não posso evitar em dizer que tudo aquilo estava sendo interessante, acabei mordendo seu pescoço, o deixando com uma pequena marca, pela cara de Larry, ele não esperava de mim tal iniciativa, apenas dou algumas risadas e nossos lábios se tocam novamente, ambos de nós estávamos amando aquele momento.

Os 10 minutos se passaram voando, pelo menos para nós, apenas escutamos a voz de Todd, dizendo que já poderíamos sair, para continuar o jogo, coloco minha prótese novamente e quando saiu da barraca, vejo uma cena que fez com que meu coração se apertasse de maneira que não sabia explicar...

Sal e Ashley estavam se beijando.

Todos do nosso grupo já haviam visto nossos rostos, então Sal não teve problemas em cumprir o desafio, não sei se caiu na Ashley ou nele, só sei que eles estavam o cumprindo. Assim que ambos terminam, Sal logo me olha, o mesmo notou a minha angustia, logo assim querendo vir até mim...eu não quero mais jogar esse jogo, vamos S/n, pense em um plano rápido!

-- B-Bom gente, eu estou meio que com sono e...eu vou dormir, podem continuar se quiserem! - digo já indo para a minha barraca.

-- Espera S/n! Eu vou com você! - Ash dizia me seguindo e entrando na mesma barraca que eu, iríamos dividir.

Acabou que ninguém mais jogou, todos já estavam cansados e foram todos para suas barracas dormirem, tive que aturar a Ashley dizendo sobre o beijo entre ela e o Sal por um bom tempinho, não queria ser uma desmancha prazeres para ela, só por conta do meu ciúmes pelo meu primo, mas ouvir ela falando sobre me incomodava tanto! Ela pediu para que eu falasse o que aconteceu entre mim e Larry naquela hora, apenas fiquei calada, creio que ela entendeu que não queria falar sobre.

....

Um som de madeira sendo arrastada pelo chão poderia ser ouvido, incluindo com pequenos passos lentos e uma risada peculiar, não consigo me mexer e muito menos ver nada, estava sentindo uma dor terrível em todo o meu corpo e sentia que sangue escorria pelo meu rosto como se fosse uma cachoeira. Meu cabelo foi puxado com brutalidade e acabei por conseguir abrir os olhos, vendo o inferno.

-- Olá, ratinha imunda. - a risada de Adelaide me dava calafrios.

Estava começando a tremer de medo, ao ver a mulher sorrir para mim de maneira psicopata enquanto segurava um bastão de Baseball cheio de pregos. Sua risada aumento e a mesma avança para cima de mim, logo começando a me agredir violentamente, pude sentir a mesma arrancando meu olho direito com uma faca enquanto afundava o bastão em meu abdômen, eu gritava e chorava muito com aquela dor, era horrível, não estava aguentando aquilo.

-- Eu ainda voltarei, seu projeto de verme~ - essas foram suas últimas palavras, antes de me acertar com o bastão no rosto.

Acordei gritando e chorando muito, estava implorando para aquilo parar e estava tremendo muito, Ashley acorda com meus gritos atordoantes e chama por Sal, o mesmo já sabia o que estaria acontecendo, sim, eu estava tendo um dos meus surtos psicológicos.

-- S/n! Beba o remédio! Agora!!! - Sal tentava me fazer engolir o remédio, algo que era quase que impossível.

Estava me debatendo, não deixando que ninguém chegasse perto de mim, os gritos atordoados continuavam e minhas lágrimas escorriam muito, até que Sal finalmente consegue me fazer engolir o remédio, não demora muito para que eu parasse de gritar. Sal me abraça, logo acariciando meus cabelos, me tranquilizando, porém minhas lágrimas não paravam de cair e não conseguia parar de tremer, estava sentindo a dor das torturas novamente e só de ter sonhado com Adelaide me deixará em pânico.

Acabou que trocamos de lugar, Niel que estava dormindo com Maple na barraca decide mudar de lugar com Sal, que estava com Larry, assim Ashley foi dormir com Maple e Sal ficou comigo, para tentar me acalmar.

Posso dizer que boa parte daquela noite, eu não queria mais dormir, estava com medo, muito medo, apenas agradeço muito por Sal estar lá comigo, me ajudando a ficar calma, porém o medo me consumia completamente...

Eu só não quero passar por aquele inferno novamente, quero viver em paz, viver bem, quero ter uma vida normal! A vida que está me sendo tirada por conta daquela sanguessuga desgraçada.... Adelaide.


Notas Finais


Qualquer erro eu arrumo depois


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...