História Two Ghosts. - Capítulo 8


Escrita por:

Visualizações 83
Palavras 2.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpa a demoraaaaa.
Boa leitura.
xx

Capítulo 8 - Having Sex.


- Eu estou atrapalhando algo? - Levantei minha cabeça e vi Niall de pé nos olhando e sorrindo.
- Não, estamos conversando... - Harry falou. Saí da piscina logo em seguida, me sequei e sentei ao lado de Niall na espreguiçadeira. Styles continuou na piscina nos olhando.
Conversamos por mais uma hora ali, rimos horrores e zoamos um ao outro. São meus irmãos. Me levantei para tomar banho e os deixei conversando, Niall disse que já iria embora então dei apenas um beijo em seu rosto, já que ainda estava molhada e fui até meu antigo quarto. Me despi dentro do box, lavei meu biquíni e me coloquei embaixo do chuveiro. Deixei a água caindo em meus cabelos e escorrendo em meu corpo. Sorri ao sentir a temperatura quente da água em meu corpo. Já havia passado o shampoo em meus cabelos e enxaguado quando ouvi a porta abrindo. Eu já sabia quem era. Me virei para a parede e continuei tirando o resto do shampoo do cabelo. O vento gelado de fora do box atingiu meu corpo e logo em seguida eu senti seu corpo frio junto ao meu. Harry me beijou com desejo. Coloquei minhas mãos em seu pescoço e ele me encostou na parede fazendo com que a água quente do chuveiro caísse sobre sua cabeça e escorresse em suas costas. Passei minha mão em seu corpo, fazendo com que Harry sorrisse.
- Eu não ia me aguentar por muito tempo, desculpa - Ele disse entre o beijo.
- Não se preocupa, eu estava enlouquecendo por isso - Sorri.
Harry tirou suas mãos da minha cintura e retirou sua bermuda, voltando logo a me beijar. Ele passava suas mãos por todo meu corpo e descia seus beijos por meu pescoço. Colocou sua mão em meu peito e sua boca em outro. Nesse momento eu sentia um calor no meio das minhas pernas. Estava mais quente do que a água daquele chuveiro. Apertei o ombro do Harry e sorria enquanto ele brincava com meus peitos. Styles me virou para parede em um movimento tão rápido e logo se ajoelhou. Separou minhas pernas com as mãos e logo colocou sua boca em mim. Sua língua em sincronia com seus dedos me fazia morder os lábios, me contendo para não gemer alto, levando em conta que há pessoas em casa. Harry mantém uma de suas mãos me masturbando enquanto aperta minha bunda com a outra.
-Harry... - Gemi baixinho e sorri.
Ele se levantou e me virou novamente, me beijando e mantendo suas mãos onde estavam. Peguei em seu pênis o masturbando e sua respiração ficou mais acelerada do que já estava, sorri. O afastei e, assim como ele tinha feito comigo minutos atrás, o encostei na parede, me ajoelhando em sua frente. Coloquei minha boca ali e o olhei, Harry estava com o cabelo bagunçado e molhado, a água escorria pelo seu corpo e seu rosto estava diferente. Sua feição não era mais do Harry de sempre e sim de um Harry com fome de sexo, não havia nada parecido com aquilo no mundo e pode haver milhões de razões para aquilo. Harry levantava sua cabeça e fechava os olhos conforme eu o chupava. Mordia seus lábios segurando os gemidos altos pelo mesmo motivo que eu há alguns minutos. Eu o masturbava, chupava e olhava para ele, enquanto Harry segurava meu cabelo com força e empurrava minha cabeça contra ele. Ficamos ali, minutos à fio até Harry gozar a primeira vez. Me levantei sorrindo enquanto ele me agarrava pela cintura e me beijava novamente. Fechei o chuveiro, abri a porta do box e saí, pegando uma toalha e me secando. Styles olhava para mim analisando cada parte do meu corpo e meus movimentos. Peguei outra toalha e joguei para ele. Quando terminei, Harry passava a toalha por seus cabelos. Eu estava muito excitada.
- Você fechou a porta do quarto quando entrou?
- Fechei - Ele sorriu de lado.
Abri a porta do banheiro e saí, indo até a porta do quarto e a trancando. Harry veio até mim, logo em seguida me puxando pela cintura e me beijando. Harry me levou até a cama sem tirar seus lábios dos meus e me deitou na cama. Desceu seus beijos pelo meu corpo, mas eu já não me aguentava mais. Eu precisava dele. Puxei Harry pelos cabelos e o beijei, trocando nossas posições, beijei seu pescoço e olhei para seu pênis que já estava duro novamente. Sorri para ele e me encaixei em seu colo, fazendo com que Harry me penetrasse. Eu cavalgava nele de olhos fechados, segurando o gemido e tenho certeza de que Harry estava exatamente como eu. Ele mordia e chupava minha clavícula, enquanto apertava minha bunda. Não me aguentei por um momento e gemi. Meu gemido, tão alto, fez eco no quarto vazio. Batidas na porta.
- Letícia, você está bem? - Ouvi a voz de Joana que passava roupa no quarto ao lado. Olhei para Harry e ri, parando de cavalgar e passando a rebolar em seu colo.
- Estou, Jo! Eu bati meu dedo na cama.
- Então está bem. - Pude ouvir seus passos indo para longe e a porta fechando. Joana não era boba, ela sabia o que estava acontecendo.
Harry então me tirou de seu colo e me colocou na cama. Levantou-se e me virou, me colocando de quatro a sua frente. Deu um tapa na minha bunda, colocou dois dedos dentro de mim e puxou meu cabelo. Eu sorri. Harry esticou seu corpo para que eu rosto ficasse perto do meu e sussurrou em meu ouvido.
- Não geme alto, você já sabe o que pode acontecer. - E mordeu meu lóbulo.
Voltou para a sua posição de antes, me penetrando em um vai e vem maravilhoso. Eu mordia meu lábio, mas minha respiração ofegante e alta não havia controle. Harry acariciava minha bunda enquanto isso e se segurava para não gemer também. Eu sorria. Depois de vários minutos eu pude sentir. Eu gozaria em pouco tempo. Gemi de novo, escapou. Harry bateu em minha bunda um tanto forte demais. O suficiente para sua marca ficar ali. Harry mantém o vai e vem até que eu gozasse, tirou seu pênis de mim e gozou em minha bunda, exatamente onde estava a marca de sua mão. Me levantei da cama e olhei para ele que me beijou. Parece que Styles tem um beijo diferente para cada momento, e esse era indescritível e delicioso. Fomos para o banho novamente, mas dessa vez nós realmente tomamos banho. Alguns chamegos depois, Harry voltou para o quarto e eu fiquei no banheiro penteando o cabelo. Eu estava com a camisa dele e ele, consequentemente, sem. Era uma camisa de botões e ela estava aberta o suficiente para ver meu sutiã. Eu penteava meus cabelos e me olhava no espelho, rindo sozinha. Quando acabei, me virei de lado e levantei a camisa de Harry, olhando minha bunda. Eu estava apenas de calcinha ainda e podia ver claramente a mão de Harry ali. Estava dolorida ainda, mas eu já havia passado por isso e sabia que não demoraria a sair. Voltei para o quarto e Harry estava com os olhos presos em seu celular. Sentei na cama, de frente para ele e cutuquei sua perna. Styles me olhou e sorriu, se esticando para depositar um beijo rápido em meus lábios e logo voltou para o celular.
- O que tem de tão interessante aí? - Me estiquei para deitar minha cabeça em seu ombro e olhar o que rinha no celular. Harry colocou sua mão em meu cabelo e o acariciou.
- Nada, só respondendo umas mensagens. Vou gravar um clipe em algumas semanas e não tenho muitas ideias do que colocar no clipe.
- Qual o single?
- Kiwi.
- Kiwi é uma música difícil de se transformar em clipe, ainda mais se do uma música sua. - Me levantei, voltando a olhar para ele do jeito de antes.
- O que você quer dizer com isso? - Ele riu.
- Quero dizer que você é confuso e sempre foi o que deu ideias loucas para clipes que inclusive foram aceitas. Capaz de nesse você colocar crianças e filhotinhos, sendo que não tem nada a ver com a música! - Assim que terminei de falar Harry sorriu. - Harry, não!
- Sim! Você me deu uma ótima ideia, garota! - Harry sorriu e digitou mais um pouco em seu celular.
- Para que eu fui falar? - Revirei os olhos, deitando na cama e rindo.
- Porque você é um gênio! - Harry veio por cima de mim, sorrindo e me dando vários selinhos. Sorri e me levantei de novo junto dele.
Peguei meu celular e entrei no twitter. Não entrava lá havia alguns dias já. Eu sigo muitas fãs da one direction e tweets de dois dias atrás passaram a aparecer na minha timeline. Links de vários sites que afirmavam minha volta com Harry apareceram e eu dei risada.
- Hazz, olha isso. - Entreguei meu celular em suas mãos e ele leu os tweets, rindo junto comigo.
- Eles gostam de nós dois juntos, fazer o que... - Ele disse sem tirar os olhos do celular, subindo a timeline por todos os tweets de dois dias atrás. Até que um recente apareceu. - Mas parece que gostam de você com outra pessoa também.
- Como assim? - Peguei meu celular e minha foto com o Luke no mercado junto a uma fã apareceu. Várias pessoas falavam sobre isso e sobre não entender com quem eu estava. Harry ou Luke? Olhei para Harry e ri.
- Mal sabem essas pessoas que estão dizendo que vocês são fofos o que acabou de acontecer nesse quarto! - Harry sorriu sacana.
- Ninguém nunca saberá além de nós.
- E a Joana - Harry falou e eu gargalhei.
Me levantei e coloquei uma calça. Passei meu perfume, propositalmente naquele momento, para que ficasse além da minha pele, mas também na camisa em que eu vestia. Tirei a camisa de Harry e coloquei a minha que estava dentro da bolsa, logo em seguida a devolvi. Harry a vestiu logo em seguida.
- Precisamos ir embora, amor da minha vida, antes que a Joana venha aqui de novo.
- Quer sair para jantar?
- Claro. - Sorri para ele e ele me beijou novamente.
Abri a porta do quarto e olhei o corredor para ter certeza de que estava vazio. Descemos as escadas e fomos a cozinha dar tchau para Joana que nos olhou com uma cara engraçada de quem sabia de tudo.
Harry e eu fomos para meu prédio deixar meu carro lá e depois seguimos em seu carro para um restaurante árabe perto de sua casa. Nós conversávamos e riamos das mulheres dançando a nossa volta. Ficamos no chamego pós sexo por toda a noite. Harry alisava minhas pernas durante o jantar e eu brigava com ele para que ele parasse enquanto ria. Trocávamos beijos e carícias e por algumas horas me senti no passado e era confortavelmente bom. Depois de um tempo por lá ele me levou até minha casa.
- Quer subir?
- Quero, mas preciso ir para casa... - Harry fez biquinho e eu ri.
- Que pena... achei que pudéssemos ter um replayzinho - Sorri para ele e o beijei colocando minha mão em sua perna, acariciando.
- Não provoca, Letícia. - Ele sorriu. Entre o beijo.
- Por que não posso provocar? - Sorri.
- Não quero ter que deixar outra marca na sua bunda igual à que eu já deixei hoje - Ele me beijou apertando minha coxa.
- Mas e se eu quiser outra? - Cochichei depois do beijo.
- Aí eu vou ter que subir e te foder tanto que você não terá forças para andar amanhã de manhã. - Ele sorriu e eu ri o beijando. - Eu realmente tenho que ir, tenho photoshoot amanhã de manhã e show a noite para o i heart rádio.
- Sem problemas, Harold. - Sorri para ele - Sua mãe vai embora quando?
- Amanhã cedo, e depois disso só nos veremos no Natal.
- Ah, manda um beijo para ela então.
- Mando sim - Harry sorriu e eu o dei um selinho.
Desci do carro e fui até a porta do prédio. Harry abriu a janela e gritou:
- Essa conversa vai ter que se concretizar logo! - Ele sorriu sacana.
- Eu concordo! - Sorri e mandei um beijo para ele que logo foi embora.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...