1. Spirit Fanfics >
  2. Two Ghosts. >
  3. A mensagem.

História Two Ghosts. - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!!!

Capítulo 4 - A mensagem.


Fanfic / Fanfiction Two Ghosts. - Capítulo 4 - A mensagem.

⇛ H A R R Y⇚

Tentei com todas as minhas forças ignorar a presença da bela mulher que estava a poucos centímetros de mim, porém está sendo impossível. Como que eu irei conseguir manter a calma e fingir que ela não está ali, sendo que a pessoa que eu mais amo nessa vida está realmente muito próxima a mim? Eu sinceramente não sei.

Não demorou muito e o Zayn já percebeu o que estava acontecendo. Rapidamente o meu amigo chamou Gigi, e ela foi até Taylor, dar um pequeno abraço. O que eu não estava esperando era que a loura viria até a nossa mesa. De repente eu percebo que estou soando frio. Céus.

— Olá Zayn! Como você está? — ela pergunta sorrindo.

— Tay Tay, estou bem e você? — ele devolve a pergunta.

— Estou ótima, obrigada por perguntar. — assim que ela o responde, ela me olha por breves segundos. Eu estou prestes a ter um colapso nervoso.

E nesse exato momento os nossos olhos se encontram, finalmente. Aquela imensidão azul se conecta a minha imensidão esverdeada. Nem mil palavras conseguiriam descrever o que esses olhares estão querendo dizer. Parece que um imã imaginário está tentando a todo custo conectar os nossos olhos.

— Harry. — assim que ela pronuncia o meu nome, eu congelo. — Está tudo bem? 

Por essa eu não esperava. Ela diz o meu nome, e ainda pergunta se eu estou bem? Sério isso?

— Estou bem, por qual motivo não estaria? — respondo tentando ao máximo não soar grosso.

— Por nada, foi apenas uma pergunta. Você parece um pouco nervoso. — ela suspira sorrindo minimamente. — Foi bom rever vocês, mas eu preciso ir falar com o aniversariante. Gigi, deseja ir comigo? 

"Foi bom rever vocês." Essa frase não para de escoar por todos os cantos da minha mente.

A namorada de Zayn não responde nada, apenas levanta e caminha junto com a minha ex-namorada até o irmão da mesma. Deixando apenas eu e o meu melhor amigo sozinhos. Ele me encara sorridente.

— "Foi bom rever vocês", como está se sentindo depois disso? — ele zomba.

— Totalmente em choque. — comento. — Ela não respondeu a mensagem que eu mandei, acredita? Isso está tão estranho. 

— Às vezes ela estava sem tempo, você sabe como é, né? O álbum dela praticamente acabou de lançar, é normal que ela esteja bastante ocupada. — Zayn murmura.

— É...pode ser. — concordo.

— Mais tarde você tenta falar com ela, vou pedir pra Gigi ajeitar isso pra ti. Fique tranquilo. — ele me garante, e eu sorrio aliviado. Eu realmente preciso falar com ela.

Essa festa está totalmente desanimada, no meu ponto de vista. Eu não queria estar aqui, porém infelizmente estou. Taylor não para de tagarelar com Gigi, e eu queria ser uma mera mosca pra saber o que elas estão tanto conversando.

O que me deixa mais intrigado é que Taylor olha descaradamente para o local no qual eu e Zayn estamos sentados. Ela nem tenta disfarçar, e nem eu. Cansei disso. Eu preciso entender o que diabos está acontecendo.

— Harry, é agora. — o de olhos castanhos me alerta. — Taylor irá até o trocador que existe ao lado do banheiro feminino, Gigi disse que precisa contar algo muito sério a ela, então vá agora. É a hora. Espero que tudo se ajeite. Boa sorte, patrão! — Zayn diz e eu agradeço rapidamente.

Caminho em passos rápidos até o tal trocador que Zayn disse. De longe avisto a bela mulher que está ali, olhando de um lado para o outro, certamente procurando a sua melhor amiga.

Somente agora que eu parei rapidamente para analisá-la melhor. Taylor está trajando uma pequena blusa preta, está de shorts, e com enorme salto azul bebê. Ela está esplêndida. Perfeita em todos os sentidos possíveis.

— Que diabos você está fazendo aqui, Harry? — ela me olha espantada.

— Precisamos conversar. — digo.

— Agora? — ela nega com a cabeça. — Depois iremos conversar. 

Me aproximo dela, e ela se recusa dando pequenos passos para trás, e acaba se encostando na enorme parede que existe ali. Com essa deixa, eu aproveito e fico bastante próximo dela.

— Saia daqui, Harry. — ela pede.

— Precisamos conversar, Taylor. E é urgente, não tente escapar disso, por favor. Eu preciso de respostas. — digo desesperadamente, e ela solta uma risada.

— Você ouviu o álbum? — ela pergunta e eu confirmo com a cabeça. — Pois bem, lá eu disse tudo. Então se você não entendeu, ouça novamente. E se não entender, continue ouvindo. Isso vai me ajudar. 

— Eu ouvi duas vezes, Taylor. E devo dizer que esse álbum é muito bom. — coloco uma mesa de cabelo, atrás de sua orelha. — Realmente bom. 

— Obrigada.

— Por que tudo tem que ser assim? Tão difícil? A gente complica tanto. Não deveria ser assim. — olho fixamente em seus olhos, e a loura faz o mesmo.

— Harry, você sabe muito bem. Não se finja de bobo. Por culpa sua tudo acabou, e não minha. Então lide com a consequência dos seus atos, apenas seus atos! Por favor, me deixe em paz. Volte e fique com aquela mulher novamente, ela com certeza é muito melhor que eu. Me deixe em paz. — ela decreta, e se afasta bruscamente de mim.

— Eu não tive nada com ela, Taylor. Acredite em mim. Eu juro por tudo que é mais sagrado. Você acha mesmo que eu teria coragem de te trair, e ainda por cima com ela? — debocho.

— Sim? Até porque foi isso que eu vi. — vejo uma lágrima insistindo em descer sobre seus belos olhos.

— Eu não te traí. E nunca faria isso. Eu te amava demais pra fazer um absurdo desse...e ainda amo, você sabe. — digo sincero. — Você pode não acreditar, mas eu não deixei de pensar em você por nenhum maldito dia, nesses longos dois anis. E a cada dia eu me amaldiçoava por isso. Por não conseguir tirar você da merda do meu coração.

— Harry, não diga tais palavras banais. — ela suspira com os olhos marejados. — Está nas imagens, está relatado. Você colocando uma aliança nos dedos dela. Uma aliança. Não adianta ficar mentindo assim. Me poupe e se poupe, por favor. — ela murmura e se afasta.

— Taylor, espere.

— Me deixe em paz, eu já disse. — ela me olha por uma última vez. 

— Irei te dizer só mais uma coisa, e reflita sobre. Você já pensou na hipótese sobre esse anel ser pra você? — digo e ela me olha pensativa. — Eu já tentei contar inúmeras vezes o que aconteceu naquele maldito dia, mas você nunca me ouve. Por favor, me escute. Lhe peço somente isso, depois você pode me ignorar pelo resto da sua vida. — suplico sentindo uma lágrima escorrer sobre o meu rosto.

— Eu não me importo. — Taylor proferiu tais palavras, e desapareceu da minha visão embaçada.

Nunca pensei que um simples "não me importo" me machucaria tanto assim. Creio que algumas facadas  em minhas costas doeriam menos que essas palavras.

Ignoro as milhares pessoas que estavam a minha frente, e ligo para um táxi. Eu preciso ir pra casa. Eu só quero a minha casa. Apenas isso. Graças aos céus não demora muito e o veículo já chega, e daqui alguns minutos eu já estarei na minha residência. 

Pago a corrida ao taxista e não demora muito e eu já chego consigo destrancar a minha porta. Finalmente estou em casa, ou melhor, no meu paraíso particular.

Procuro o meu bom e velho vinho no armário, eu só quero realmente encher a cara e esquecer de tudo. Entretanto, antes que eu consiga fazer essa proeza, decido me sentar no enorme sofá preto que está a minha frente e procurar o número da Taylor, eu preciso dizer algo a ela.

"Olá querida Taylor, é o Harry, novamente. Incialmente já peço perdão por isso. Eu sei que provavelmente você irá ignorar essa maldita mensagem, mas eu preciso dizer. Honestamente eu não me importo se você irá ler ou não, mas eu irei falar. Naquele dia eu estava conversando com a minha mãe e minha irmã, sobre você. Eu estava pedindo alguns conselhos as duas. A minha irmã, Gemma, havia acabado de chegar de uma enorme viagem que ela fez, creio que você nunca ouviu falar dela. Até porquê eu nunca comentei sobre ela contigo. Naquela maldita cafeteria, eu estava com a minha irmã, mostrando a ela um pequeno anel que eu havia comprado para você. Eu iria te pedir em namoro, depois de muita demora. Então, eu coloquei no dedo de minha irmã, um pequeno anel cravejado de diamantes que eu tinha acabo de comprar. Eu literalmente havia acabado de tirá-lo da joalheria. E Gemma sorriu ineditamente, e me disse que o anel era perfeito e que você com certeza iria amar. Nesse momento alguma pessoa desconhecida por mim, tirou aquela foto. Na qual eu segurei a mão de Gemma e fiquei admirando o anel dela, eu prometi que daria a ela um semelhante de presente, já que ela tinha adorado a jóia. Não espero que acredite nisso, mas foi o que realmente aconteceu. Eu disse tudo que eu queria ter dito a dois anos atrás. Tirei um enorme peso das minhas costas. Enfim, foi isso. Obrigado ou talvez não, pela sua atenção. Tenha bons sonhos, Taylor Alison Swift. H"

Digito tudo e clico em enviar, em seguida desligo o meu celular e coloco ele em algum canto da pequena mesa que estava em minha frente. Provavelmente eu irei me arrepender de ter enviado esse texto gigantesco amanhã, porém se nada ocorrer, eu finjo que nunca aconteceu. Logo após isso, encho o meu copo com vinho até o topo, e permaneço assim por longas horas.


Notas Finais


Comentem o que estão achando! Para quem quiser ler, estou postando no wattpad também. É o mesmo user daqui, @heswift. Vejo vocês em breve! 💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...