História Two hearts and one history - Jungkook - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Jeon Jungkook, Min Yoongi
Visualizações 52
Palavras 1.326
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Desculpa a demora, é que eu estou sem internet então só consigo atualizar quando estou na casa da minha avó...
Espero que gostem desse capítulo!

Boa leitura!

Capítulo 7 - Capítulo VI



{Antes}

_ Eu sempre vou ser seu, e você sempre vai ser minha... Eu te amo, meu amor - diz e me puxa para um beijo calmo e carinhoso.

_ Eu te amo demais, Jungkook...

"O que Deus uniu homem nenhum pode separar. Mesmo que eles não sejam casados, suas almas já pertencem um ao outro"

{Agora}


Jungkook e eu fomos para o apartamento dele, eu ainda estava alterada pela bebida, o caminho foi calmo, trocamos carícias, palavras românticas, nos declaramos e nos beijamos vez ou outra, até chegarmos no apartamento.


_ Venha, vou te dar banho para te deixar mais sóbria. - diz me guiando até o banheiro com delicadeza.

_ Toma comigo? Quero matar a saudade de passar esses momentos com você. - peço.

_ Você tem certeza? Não quero que se sinta violada. - diz.

_ É o que eu mais quero, sentir você perto de mim novamente. Do mesmo jeito que ficávamos a meses atrás.


Ele se despi assim como eu e entra na banheira de água morna com espuma e se senta atrás de mim, me puxando contra seu peito me fazendo repousar ali.

Jungkook me abraça por trás e passa o nariz pelo meu pescoço me causando arrepios, sua respiração estava um pouco mais ofegante que o normal, mais ainda era considerável calma. Ele acaricia meus braços, massageia meus ombros e da leves selares em meu pescoço e em minha nuca, solta meu cabelo e começa a lava-lo, massageando o meu couro cabeludo, puxando levemente os fios para trás me fazendo tombar a cabeça para trás e ele da leves "chupões" e beijos em meu pescoço esposto, me fazendo soltar alguns leves arfares. Ele enxagua meu cabelo logo passando o creme e repetindo o processo de massagem e enxagua de novo.

Eu me viro para ele, me sentando sobre seu quadril com uma perna de cada lado, sentindo seu membro semi-ereto em meu íntimo, tento me concentrar em lavar seu cabelo, mesmo com nossas intimidades levemente sensíveis se tocando. Passo shampoo em seu cabelo fazendo massagem assim como ele fez em mim e depois enxáguo, faço o mesmo processo com o creme e fico apenas o olhando, suas mãos acariciam minhas costas levemente, ele pega a buchinha com sabonete e começa a me lavar, ele passa a buchinha em meu corpo com delicadeza, como se eu pudesse quebrar facilmente. Seus olhos percorrem meu corpo conforme a buchinha me lava, após lavar minhas costas ele passa a lavar minha frente, ensaboa minha barriga com calma e meu colo superior, e acaba dando atenção a meus seios, ele passa a buchinha de leve no meu seio esquerdo rodeando o meu mamilo me fazendo gemer baixinho e minha intimidade pulsar, ele leva sua outra mão para meu seio direito e o aperta com firmeza sem machucar e então leva sua boca até ele chupando, beijando e mordendo o mamilo, eu arfo com o contato de sua língua quente, áspera e úmida em meu seio. Jungkook larga a bucha na água e puxa meu quadril contra o dele, e ambos gemêmos com o contato.


_ Ah... S/n, vamos sair daqui? Hum? Não quero terminar isso aqui, quero que esteja confortável. - diz no meu ouvido.

_ Vamos... Por favor, não posso mais esperar... Preciso de você. - digo sôfrega.

_ Vamos então.


Ele levanta, sai da banheira e se seca rapidamente, eu faço o mesmo e então ele me pega no colo no estilo noiva e me leva até seu quarto, me deitando em sua cama. Ele sobe encima de mim e me beija com desejo e carinho, acariciando minha cintura. Ao se posicionar entre minhas pernas, as rodeando em sua cintura, ele me olha como quem pede permissão e diz.


_ Posso? - pergunta, eu apenas confirmo com a cabeça, e ele penetra lentamente, arrancando gemidos arrastados de nós dois.


Ele mantém seus movimentos lentos e profundos, do mesmo jeito que fazíamos antes, suas mãos apertavam minhas coxas e seu rosto se escondia na curvatura de meu pescoço, ele depositava beijos estalados e passava a ponta da língua de leve, me causando arrepios. Ele começou a alternar a velocidade das estocadas, as vezes mais rápidas, as vezes mais devagar, a cama balançava conforme a intensidade dos movimentos, as vezes batendo na parede.

Ao sentir o nosso ápce chegando, ele passou a se movimentar mais rápido arrancando de mim, gemidos manhosos e mais altos que os anteriores e fazendo a cama bater na parede com mais violência. Passou ele a mordiscar, beijar, lamber e chupar meu pescoço com fervor, me estigando a gemer mais. E então veio o nosso limite, e eu sinto seu gozo me preencher.


_ A-ah... Jagi, eu ainda tô duro... - diz ainda dentro de mim se movendo lenta e mínimamente - Vira de bruços pra mim... - faço o que ele pede e empino minha bunda para ele.


Sinto ele separar minhas pernas e apertar minha bunda, eu não estava de quatro, mas também não estava totalmente deitada na cama. Ele posiciona seu pênis em minha vagina novamente e penetra de novo, dessa vez seus movimentos mais rápidos e fortes, fazendo a parede bater com força na parede e eu gemer alto.


_ Own, Jagiya... Que saudade que eu estava de você, dos seus toques, Own... - geme.


Ele aperta minha cintura e junta seu peito às minhas costas, e acelera as estocadas. Neste momento eu já me encontrava revirando os olhos de prazer, sentindo seu falo entrando e saindo de mim.


_ Own... Eu vou gozar... Me aperta gostoso... Own..


Ele acelera mais os movimentos fazendo minhas paredes internas o apertarem e eu gozar, mas ele não para os movimentos, continua me fazendo gemer ainda mais alto pela minha intimidade estar sensível e ele continuar estocando. Depois de um tempo ele geme alto e arrastado liberando sua ejaculação novamente em mim, e cessando os movimentos, saindo de dentro de mim. Ele se deita ao meu lado, respira fundo e logo me olha.


_ Eu posso te chupar? - pergunta e eu assinto.


Ele me deita de barriga pra cima e abre minhas pernas, tendo a visão de minha intimidade sensível e ainda excitada, e logo ele começa a beijá-la.


_ Sua buceta é tão linda, amor. É tão gostosa de chupar... - diz e da uma lambida maravilhosa no meu clitóris me fazendo dar um gemido/gritinho, tento eu que falar minha boca - Tão doce, macia... Ah... Só de senti-la assim me dá vontade de me enterrar nela de novo...


Ele continua me chupando por um tempo até que sem mais nem menos ele para, me fazendo olhá-lo indignada e ele sorri.


_ Por que parou Jungkookie? - pergunto indignada e manhosa.

_ Amor, eu quero que você goze no meu pau de novo... Ele tá tão necessitado de você... - diz enquanto se masturba em minha frente.

_ Então anda logo Jungkook-ah, eu preciso de você...! - digo e ele logo começa a suprir minhas necessidades.


Ele estocava com força, mas não tão rápido, era moderadamente rápido, em uma velocidade ótima. Eu sentia cada veia pulsando em seu pau, cada pedacinho dele entrando e saindo de mim, e isso era maravilhosamente gostoso, seu pau dentro de mim era a melhor coisa que já esperimentei, ele gemia rouco, dizia o quanto ele sentiu falta de mim, o quanto me ama... E eu retribuía tudo o que ele dizia com gemidos manhosos em seu ouvido, eu gemia seu nome e pedia por mais.


_ Oh! Jagiya... Eu vo-AH...! - ele não teve tempo nem de avisar, ele gozou junto a mim dando uma última estocada forte e profunda.


_ Eu... Te amo Jungkook-ah... Muito - digo com a respiração ofegante.

_ Eu te amo... Kim S/n... - diz e me puxa para seu peito onde pego no sono rapidamente.


"Uma alma-gêmia reconhece a outra, e não importa a dificuldade que elas passam, no fim, elas sempre vão ficar juntas"


Continua...



Notas Finais


Espero que tenham gostado... Infelizmente este já é o penúltimo capitulo... Logo estarei postando o último.

Até mais! Beijos!

♥️💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...