1. Spirit Fanfics >
  2. Two in a million >
  3. Capítulo 15

História Two in a million - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii aqui está o capítulo como prometido, espero que possa pagar pelo pequeno erro💞

Capítulo 15 - Capítulo 15


Fanfic / Fanfiction Two in a million - Capítulo 15 - Capítulo 15

Pov Laura


Acordo sentindo as luzes do sol refletir na minha janela e me arrependi profundamente de não ter pedido o Ross fechar ela. Olhei pro meu lado e encontrei meu loiro dormindo serenamente como um anjo. Passei minhas mãos levemente em seus cabelos sedosos e com a mesma mão peguei seu queixo fazendo carinho em sua barba que estava um pouco mais crescida do que no dia que o encontrei na primeira vez.


Se passaram exatamente 1 semana desde que soube que estava grávida do loiro. Durante a semana os enjôos ficaram frequentes e não sentia apetite pra nada. Ross á maioria das vezes ficava preocupado comigo mas sempre dizia que era sintomas da gravidez.



Eu marquei uma consulta com a ginecologista e vamos consultar com ela amanhã. Mal posso esperar pra ver se meu menino ou menina está bem, estou bastante ansiosa.



Agora que todos sabem que vou ter um bebê, as coisas aqui em casa está sendo uma bagunça. Todos os irmãos ficam conversando com a sementinha e eu só ria das bobiças deles. Eu e a dona Stormie tivemos "aquela conversa" sobre filho, já que ela é bastante experiente. Ela me explicou que é normal me sentir assim nas primeiras semanas, mas logo depois você se acostuma.. mas do jeito que eu sou vai ser um longo 9 meses pela frente.

Ela também me chamou pra fazer umas comprinhas pro bebê, mas eu disse que gostaria de fazer isso com o pai da criança. Assim podemos escolher o que gostamos e carregar a loja inteira. Eu estou falando sério, o loiro é extremamente exagerado, duvidam de mim? Esperem só pra ver o tanto que ele vai ficar empolgado e comprar a loja inteira.



Sobre a melhora da minha perna e costela... Eu estou melhorando, aos poucos mas estou. Minha vida está sendo difícil por ficar na cadeira o tempo todo mas logo eu vou acostumando. eu só espero poder andar logo, por que quero desfrutar cada momento da gravidez com as pessoas que considero minha família.

_o que está pensando tanto morena?- ouço uma voz rouca e sonolenta vindo do meu lado e o observei esfregar os olhos bocejando.

_a quanto tempo estava acordado?- perguntei um pouco fora de órbita, não o lembrava de ter acordado ele.

_você estava pegando no meu queixo e acordei. E te encontrei pouco.. quer dizer, muito pensativa- ele respondeu

_ah, só estava pensando no aue aconteceu nessa semana. Ainda não caiu a ficha que tenho um filho dentro de mim- respondi voltando a realidade e ele só concordou se endireitando na cama

_e ainda não caiu a ficha de que sou pai- ele responde me fazendo sorrir.

_parece que estamos sentindo a mesma coisa Lynch

_é o que parece Marano- respondeu sorrindo e retribuí na mesma moeda. Ele fica encarando meu rosto por um tempinho logo pega no meu queixo da mesma maneira que havia feito e eu comecei a rir

_você é muito bobo- respondi rindo

_e você é muito linda- fala ele me fazendo corar e pega agr minha bochechas apertando um pouco- e ainda mais coradinha

_para Ross- falei rindo

Ele coloca seus dedos em meus lábios e me cala com um selinho me surpreeendendo. Coloquei minha mão em sua nuca e fiz um pequeno carinho em seu cabelo do jeito que é eu sei fazer. Ele me pediu permissão com a língua e cedi, dando inicio a uma batalha de línguas que eu tanto amo. Sua língua explorava minha toda a boca com experiência enquanto eu fazia o mesmo. Ele pega em minha coxa e aperta un pouco me fazendo ficar nas nuvens. Ele mordeu meu lábio inferior me fazendo delirar e suga todo o ar que eu tinha em meus pulmões. Suspirei e parei o beijo colocando minha cabeça em seu peito ouvindo o som da sua respiração pesada.

_eu te amo Laura- ele fala e eu o olhei

_eu também te amo Ross.


E assim, iniciamos mais um beijo de tirar o folego até de quem lê enquanto ele subia e descia suas mãos por todo o meu corpo, desde minhas nádegas até meu cabelo me fazendo arrepiar. 


[...]

Pov Ross



_Rocky, eu preciso que você ligue pro chefe da gravadora, avisando que iremos voltar.

_já tem certeza disso?

_já tenho sim- respondi colocando minha jaqueta preta, arrumando minhas mangas

_aonde meu filho vai?- pergunta minha mãe ao me ver arrumado.

_eu vou até a polícia, preciso resolver conversar com ele sobre o anônimo de uma vez por todas.- respondi colocando meu óculos de sol.

_não não, isso é um assunto pra eu e todos seus irmãos resolverem também- diz ela me contrariando

_mãe, vai ficar tudo bem. Eu só vou lá e já volto. Pode pedir a Delly pra avisar a Laura?

_é claro meu amor, mas toma cuidado

_pode deixar mãe- dou um beijo na bochecha dela e saí com as chaves do carro em mãos. Entrei, coloquei o cinto, coloquei uma música qualquer no rádio, que pir coincidência passava  a Kiss- The Driver Era e saí cantando durante a viagem.


[...]


_olá, seu nome?

_Ross Lynch

_posso saber por que está aqui na delegacia Ross?

_eu queria fazer uma denuncia. Um anônimo invadiu minha casa e dos meus irmãos, e queimou deixando apenas ruínas.

_não tem nem idéia de quem seja?

_eu considero Jacob Picels como suspeito- respondi convincente.

Ele digita algo no computador e aproveitei pra tirar meus óculos e o pendurar na blusa. 

_eu não ouvi falar sobre esse caso, tem certeza que aconteceu?

_minha casa está em ruínas e havia cinzas de fogo no chão. Acha mesmo que estou mentindo?- perguntei sério- eu sei que não houve nenhuma reportagem ou notícia no jornal sobre isso, mas minha casa agora está em pedaços.

_entendi- ele responde só isso voltando a digitar e suspirei frustrado - não encontrei nenhuma evidência, e nenhuma denúncia sobre esse tal de Jacob Picels. Acho que está enganado.

_eu tenho certeza que foi ele policial!

_Têm provas?

_ele deixou minha.. - calei a boca. 

_minha?..- ele me incentiva a falar. Eu sei que eu menti pro paramédico que era minha namorada mas mentir ao policial é muito mais grave. Eu não sei o que eu e Laura somos, portanto é melhor deixar quieto

_minha amiga.- respondi- ele deixou minha amiga em coma e quase a matou. Têm provas sobre isso no hospital de Los Angeles

_e sobre o acidente?

_minha amiga foi correr atrás do Jacob, mas ele pediu um dos seus capangas para atropelá-la. Isso já foi em Los Angeles

_estamos em Miami senhor..

_o acidente foi antes de virmos pra cá policial- falei de cara fechada.

_eu e os outros funcionários daqui vamos avisa-lo quando formos fazer a busca. Enquanto isso pode ficar com o número do meu celular para ligar a mim quando tiver mais alguma coisa que podem nos ajudar.- ele fala me entregando um pequeno cartão com seu número e do lugar que trabalhava, e o peguei colocando no bolso da jaqueta.

_está bem. Até logo policial- digo me levantando e apertando sua mão de saída

_até logo Ross.


Saí da delegacia com o cartão em mãos colocando meu óculos de sol de novo  e saí até minha casa.


[...]


_onde você tava?- dou um beijo na morena

_oi pra você também- ri tirando os óculos e pondo de volta na camisa.

_oi, onde você estava?- ela repete a pergunta

_eu estava na delegacia conversando com o policial sobre a casa.

_deu em alguma coisa Ross?- minha mãe pergunta dessa vez e pude observar que ela estava pondo os pratos na mesa, por já estar no horário de almoço. Tirei a minha jaqueta e suspirei

_não, não deu em nada. Até o policial entranhou de não ter passado a notícia em lugar algum- falei frustrado.

_eu não tinha percebido isso. E pensando bem é verdade, isso não passou na TV nem nada. Estranho- observa o Rocky

_e-eu falei isso com ele! Só que ainda não descobriu nenhum suspeito e ainda duvidou de mim!- exclamei desesperado e a Laura pega a minha mão em forma de compreensão. Sorri inseguro

_calma Ross. Isso é questão de tempo até acharem o culpado. Tenha paciência- fala minha mãe vindo até mim e me dando um beijo na testa me fazendo sentir melhor.

_está bem.- disse por fim e empurrei a cadeira da Laura até a mesa onde todos se sentavam para comer a deliciosa comida da minha mãe pra falar a verdade eu estava morrendo de fome.


[...]


Fiz um carinho na cabeça da Laura e a bjo. Aproveito e pego uma mão de pipoca. Todo mundo estavam ali, estamos assistindo minha mãe é uma peça 3, um filme brasileiro que lançou agora. Esse filme é muito engraçado.

Rocky e Ryland estavam em um sofá debruçado um ao outro. Vanessa estava deitada no colo Riker que estava quase dormindo sentado. Minha mãe e Rydel estavam sentadas em uma poltrona para duas pessoas, e eu e a Laura estávamos deitados no colchão, no chão da sala.


_E o Capron maninha? Ele não quis vir?- perguntei olhando pra cima onde minha irmã estava e ela deu e ombros.

_ele está trabalhando em Los Angeles. Ele disse que não podia vir por causa do trabalho.

_dá pra calarem a boca que estamos assistindo filme?- o Rocky reclama.

Ignorei e olhei pro Riker

_e Raini e Calum? Eu não vi eles desde aquele dia no hospital- digo

_eles voltaram a cidade natal. Iam participar de um casamento do tio da Raini.- responde o Ryland me fazendo entender.

_será que dá pra pararem de conversar e assistir o filme?!- pergunta de novo o Rocky e reviro os olhos

_Você está quase dormindo junto com o babão do Riker!!- eu disse

_ahn?? Q-quem ta dormindo?..- pergunta o sonolento Riker me fazendo rir 

_você babão- zombou o Ryland me fazendo rachar de rir.

_Ross, para- pediu minha mãe e eu a olho incrédulo

_mas é o Ry que ta zombando do Riker!!- digo e ouvi vários murmuros rindo- cala a boca

_meninos parem, eu to querendo assistir o filme.

Todo mundo se calou (afinal, era nossa mãe) e balancei minha princesa.

_morena, eu quero você bem linda hoje- eu disse sorrindo e ela me olhou

_eu não sou bonita?- desmancha meu sorriso

_você é linda, só quero te levar a um lugar hoje.

_está bem está bem. Eu me arrumo oxigenado- ela bagunça meu cabelo fazendo eu sorrir com minhas covinhas.

Ela me dá um selinho inesperado.

_vou no banheiro, já volto.

Digo subindo as escadas. Na realidade eu não ia no banheiro.. quer dizer, eu quero mas vou depois.


Entro no meu quarto e o da Laura, e peguei uma caixinha debaixo da cama. Abri a caixa, e dentro havia outra de veludo e vermelho, menor.

_eu te amo morena- disse sorrindo encarando a caixinha vermelha a minha frente.



Notas Finais


Oiiii eu particularmente amei esse capítulo, e aposto que vocês vão amar o próximo.

Quem me dera se eu acordasse como raura acordam!! Kk, eu não iria reclamar de mais nada♥️
Ross já disse que acha Jacob Picels e seus capangas suspeitos. Mas será mesmo que é ele?
E o que será q o loiro vai aprontar?
Beijinhosss♥️♥️♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...