1. Spirit Fanfics >
  2. Two souls >
  3. 1.2.1 Deita aqui comigo

História Two souls - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo extra, então ele está bem curtinho

Capítulo 10 - 1.2.1 Deita aqui comigo


Lentamente, ele abriu os olhos, estava com a cabeça no travesseiro mais confortável de sua vida, quando levantou a cabeça, ele viu um ser peculiar – Chara?! Ela está dormindo? Calma, ela está com a cabeça dela encostada no sofá. Isso significa que eu estou no... Colo dela – O rosto dele cora imensamente com os próprios pensamento

Ele se levanta. E sente uma dor no corpo tão imensa, que quase o faz voltar ao sofá. – Puta merda. – Ele coloca a mão na própria testa, ele estava morrendo de febre – Merda – Seu sistema imunológico era tão ruim, que ele já estava acostumado a ficar doente

Ele olhou para ela – Você é tão fofa e linda – Ele cora de leve – Você se parece, com Frisk, vocês se dariam bem... Ela era tão teimosa quanto você. Chara, acorda – Ela abre os olhos de leve – Bom dia

- Eu quero dormir! – Ela diz de forma manhosa, parecendo uma criança

- Tudo bem, só vai para o seu quarto. – Ele olhava aos olhos delicados dela, se abrindo.

- Está bom. – Ela se levantou e de maneira um pouco desengonçada foi ao seu quarto

Ele a seguiu, apenas para ver se ela estava bem. Ela havia deitado em direção a porta. Ele se aproximou e sentou na bordinha da cama. E acariciou um pouco o cabelo dela. – Hay... – Ela chamou atenção dele – Deita aqui comigo – Ele sorriu, mas, negou. – Por favor...

 Ela o segurou e o jogou na cama, ao seu lado. Ela estava abraçada nele

- Ch-Chara! – Ele estava extremamente envergonhado com a atitude dela

- Você é quentinho – Ela dormiu, ela havia dormido no pior momento

- Puta merda – Sem opções, ele apenas fechou os olhos e voltou a dormir

Era um abraço tão gostoso, talvez seja uma compensação de todo esse tempo que Chara o tratou mal.

 

 

 

 

 

 

 

 

Duas horas depois

Ela abriu os olhos de leve e viu ele abraçado com a própria, quase que gritou quando viu isso, mas, ao invés disso, suas bochechas se avermelharam tanto quanto seus olhos – Bom dia – Ela disse apenas por costume e se levantou da cama de maneira supercuidadosa para não acorda-lo. Ela percebeu que ele não tinha uma feição boa, ele parecia estar sentindo dor, ela colocou a mão na testa dele – Ele está queimando de febre – Ela pegou três cobertas e o cobriu, imaginando que isso iria amenizar o frio que ele provavelmente estava sentindo

Ela passou cerca de meia hora mexendo em seu notebook, em uma escrivaninha que ficava ao lado de sua cama (onde Hayfen estava deitado)

- Bom dia – Ele disse, abrindo seus grandes olhos roxos em direção ao olhar da garota

- Bom dia, Hay... – Ela percebeu algo estranho – Aquelas pontas pretas do seu cabelo sumiram – Ele sorriu

- Legal... – Quando tentou se levantar, ele foi impedido por ela – Já deve ser tarde, preciso levantar.

- Não, fique na cama, se quiser eu fico aqui com você, mas, não levante. Inclusive são sete e meia da manhã, se quiser durma mais, mas, antes do meio dia, você não levanta – Ele riu um pouco – O que foi?! – Ela disse irritada

- Por quê, está preocupada comigo? – Ela corou com a pergunta extremamente inconveniente

- Não pergunte essas coisas! Hayfen... falando sério, como você sabe o que o seu pai fez. – A pergunta desanimou ele um pouco

- Naquele dia... Eu ouvi você dizendo para sua mãe – Ela se impressionou com ele - Meus sentidos são incrivelmente bons... Então evite dizer coisas que não é para eu saber, como me xingar, não é?! – Ela abaixou a sua cabeça em forma de vergonha – Estou brincando, idiota – Ela riu mais de nervoso de que achou engraçado. – Eu acho que eu vou voltar a dormir, se quiser que eu saio do seu quarto apenas fale, inclusive, lave esse lençol depois, ele vai ficar com meu cheiro. – Ele riu um pouco e se virou para a parede

Esse travesseiro... Tem o cheiro dela



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...