1. Spirit Fanfics >
  2. .u look good tonight >
  3. .blazer

História .u look good tonight - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


eae gente espero q vc gostem

Capítulo 1 - .blazer


O dia tão esperado da formatura da faculdade havia chegado, aqueles cansativos quatro anos finalmente acabaram e também valeram a pena.


Desde o primeiro dia de aula na faculdade Hongjoong e Seonghwa se tornaram grandes amigos, tinham diversos gostos em comum e uma sintonia inexplicável. Não escondiam nada um do outro e sempre se apoiavam nas desilusões amorosas, só que dos últimos tempos pra cá, Hongjoong havia notado que não olhava mais pro melhor amigo do mesmo jeito, era como se toda vez tivesse que se segurar ao máximo para não beijar os lábios inchadinhos de Seonghwa.


Kim já se encontrava na porta do grande salão esperando o amigo que dizia já estar a caminho, batia o pé impaciente, só queria poder descer e tomar umas belas doses de tequila para poder esquecer da frustração que passava perto do melhor amigo.


Seus pensamentos foram totalmente invadidos com a imagem de Seonghwa com o terno preto fosco e o peitoral exposto por baixo, Hongjoong engoliu em seco sem desviar o olhar nem por um segundo do amigo que se encontrava mais atraente do que antes, se isso era possível.


— O gato comeu sua língua foi? Você ‘tá me encarando já faz uns três minutos. - riu vendo o mais baixo chacoalhar a cabeça e lhe cumprimentar do jeito certo.


— Eu acabei me distraindo, mas, vamos entrar logo, não aguento mais te esperar pra poder encher a minha cara. - disse rápido como sempre fazia quando estava nervoso, puxando Park pelo braço, descendo as escadas que os levavam ao grande salão iluminado.


Algumas horas se passaram e ambos já se encontravam deveras bêbados, e por nenhuma surpresa, não eram os únicos já que pelos cantos do salão se encontrava pessoas chorando, desabafando com estranhos ou quase transando.


Hongjoong se encontrava sentado na mesa com seu drink observando Park de longe, deixando sua mente se encher de pensamentos nada castos com o mais velho. Como alguém poderia ser tão bonito e fodidamente gostoso como Seonghwa? Não havia nenhuma explicação plausível.


Antes que pudesse viajar mais em seus pensamentos, viu Seonghwa vir em sua direção, se apoiando na cadeira ao seu lado fazendo uma pose engraçada.


— Você não vai ficar parado ai, né? Isso custou caro pra você ficar sentado se lastimando por sei la o que. - disse meio enrolado por conta do efeito que a bebida o causou, segurando em seu braço na intenção de puxar-lo.


— Eu já vou! ‘To recuperando minhas forças ainda. - deu um riso fraco vendo um bico se formar nos lábios carnudos do mais alto, se derretendo.


— Então vem no banheiro comigo, preciso checar meu visual. - dessa vez puxou o mais baixo com força, fazendo este se levantar contra sua vontade, guiando-o até o banheiro.


Hongjoong acompamhou o amigo que cambaleava para os lados no caminho, abriu a porta do banheiro seguindo Park até os espelhos, vendo que este encarava seu reflexo insatisfeito.


— Relaxa, você tá muito bonito, não tem com que se preocupar. - virou o corpo do moreno ficando de frente pro mesmo, arrumando a gola de seu terno.


— Você acha? - disse com um bico novamente nos lábios, vendo Hongjoong rir.


— Óbvio que eu acho! Aliás, você sempre está muito bonito, Hwa. - sorriu pequeno, sentindo as mãos ágeis do amigo o puxarem pela cintura, arregalando os olhos.


— Você nem faz questão de esconder mais, não é? - sorriu ladino mordendo o canto do lábios enquanto afrouxava a gravata no pescoço de Kim, vendo a reação assutada deste. - Não me olha com essa carinha, bebê. Você sabe muito bem do que eu ‘to falando.


— Na verdade, eu não sei, se você me contasse seria ótimo. - disse quase suando frio pelo nervosismo, sentindo as mãos deste apertarem cada vez mais sua cintura mantendo a proximidade arriscada dos corpos.


— Ah Hongjoong... Eu venho reparando no jeito que você me olha ultimamente, você não tem sido nada discreto, meu amor. - riu anasalado enquanto trilhava beijos molhados por todo o pescoço de Hongjoong, sentindo as mãos deste apertarem com força seus braços. - E pode acreditar, eu estive mais sedento do que você. 


Kim se arrepiava a cada toque da boca macia em sua derme, sentindo como se pudesse explodir a qualquer momento. 

Levou a mão até o peitoral exposto do mais velho, arranhando-o com as unhas curtinhas, mordendo o lábio contendo qualquer som que poderia emitir.


Andavam em passos desajeitados até as costas de Seonghwa serem prensadas contra a parede, Hongjoong o afastou de seu pescoço levando uma das mãos até o único botão que prendia o blazer de Park, desabotoou vendo o mais velho o encarar com aquele maldito sorriso convencido.


— Eu te odeio por tirar toda a sanidade que ainda residia em mim. 


Praticamente rosnou para Seonghwa segurando a nuca deste e o puxando para o tão esperado beijo, as línguas se entrelaçavam em certa sincronia, era um ósculo necessitado e um pouco desajeitado.


As mãos de Seonghwa pousaram nas nádegas redondinhas de Kim, apertando-as com possessão e vontade, fazendo com que Hongjoong deixasse um gemido abafado escapar em meio ao beijo. 

Entre puxões de cabelo, mordidas nos lábios e muito desespero, Seonghwa sem nem um pingo de paciência desabotoava a camisa social do platinado enquanto descia beijos estalados pelo peitoral deste.


Os ouvidos de Park foram abençoados com um gemido manhoso de Hongjoong que puxava com força os fios morenos enquanto este beijava seu tronco.

Assim que deu de encontro com a barra da calça social do mais novo a desabotoou com calma, adentrando a mão dentro da mesma libertando o membro duro deste de dentro da cueca.


— Ah Honggie... Tão necessitado... Seria uma pena se eu não te aliviasse agora, né? - disse com um sorriso cafajeste no rosto, vendo a reação incrédula no rosto do platinado.


Se levantou novamente prensando a mão contra o pescoço de Kim, vendo este fechar os olhos com força e um gemido sôfrego sair dos lábios maltratados. 


— Por que antes disso, você vai se ajoelhar ai mesmo, e me chupar como eu sei que você tanto gostaria, não? - puxou os fios platinados com força pra trás sem retirar a outra mão de seu pescoço, os gemidos sôfregos de Hongjoong eram como música pros seus ouvidos, poderia passar horas ali. - Você entendeu, meu amor? 



Hongjoong concordou freneticamente com a cabeça, era incrível a forma como Seonghwa fazia este em menos de alguns minutos estar naquela situação, gemendo que nem uma vadia necessitada quase implorando para ser tocado.


Sem demorar muito logo se ajoelhou na frente do moreno que retirava o cinto e levava até as mãos de Hongjoong, juntando-as e prendendo em seguida.


— Você não vai se tocar até eu achar que você mereça, ok? - riu sádico vendo Kim concordar com a cabeça. Não demorou muito até tirar o resto de suas vestimentas se masturbando lentamente na frente de Hongjoong, segurando com a mão livre o queixo deste. - Vamos ver o que esse boquinha pode me oferecer além de um beijo bom.


— Hwa... E se virem a gente aqui? - disse salivando enquanto encarava o mais velho de baixo.


— E você se importa? Que se danem, a única coisa que me interessa agora é ver você me chupando.


Passou a língua pelos lábios sem parar de se masturbar, observando o platinado que se encontrava no chão concordar com a cabeça e colocar a língua para fora, aquilo foi a gota d’água.


Sem avisar, segurou os fios macios e direcionou toda sua extensão para a boca macia, sentiu o menor se engasgar sorrindo satisfeito, começou a estocar a boquinha inchada com força vendo as pequenas lágrimas se formarem no canto dos olhos de Hongjoong.


Seonghwa soltou seus cabelos dando liberdade pra fazer o trabalho por conta própria, levou uma das mãos até os testículos inchadinhos apertando-os sem força, e com a outra mão masturbava com dificuldade aonde a cavidade bucal não alcançava, os gemidos roucos de Seonghwa ecoavam pelo banheiro escuro, pendia a cabeça para trás aproveitando a sensação gostosa que lhe era proporcionada.


Park voltou a segurar nos fios platinados estocando a boca deste novamente, encarava o menor fazendo questão de manter o contato visual com o mesmo.

Hongjoong fechava os olhos com força toda vez que o pau de Seonghwa batia com força contra sua garganta, sentia seu membro latejar entre as pernas encolhidas mas por hora focaria onde deveria.


— Eu poderia passar a noite todinha fodendo essa sua boquinha gostosa, meu amor. - disse em um grunhido enquanto ainda estocava com força a boca de Kim sentindo o orgasmo cada vez mais próximo.


Após algumas estocadas retirou rapidamente o pau teso de dentro da boca de Hongjoong vendo um biquinho se formar nos lábios do mais novo, e em um gemido alto e arrastado, Seonghwa se desmanchou sujando todo o rosto angelical de Kim, este que passava a lingua no canto dos lábios limpando onde conseguia, vendo Seonghwa se abaixar.


— Você foi muito bem meu amor, acho que eu devo te recompensar disso. - soltou o cinto das mãozinhas pequenas deste, levando-as para as costas, prendendo-as novamente . - Mas eu faço.


Sorriu de canto deixando Hongjoong sem reação, puxou o platinado para um beijo fervoroso que fora retribuído na mesma intensidade, levou a destra até o membro esquecido de Kim o masturbando lentamente ouvindo os gemidos abafafos contra o beijo.


— Eu quero te ouvir, meu amor. - disse ao pé do ouvido de Hongjoong sem parar de masturbar-lo.


Concordou com a cabeça deixando de comprimir os lábios e gemendo arrastado pela mão habilidosa de Park que aumentava cada vez mais a velocidade da masturbação e descia beijos molhados por toda sua derme, sentindo todo corpo se arrepiar.


— H-Hwa... E-eu não vou aguentar...


As palavras arrastadas só motivaram Seonghwa a aumentar cada vez mais a velocidade dos movimentos e marcar com mais força a pele alva.


Um gemido agudo e alto ecoou pelo banheiro e Hongjoong por fim sentiu todo corpo amolecer, sendo abraçado por Seonghwa, ambos que ficaram ali por alguns minutos sem conversarem.


Kim não podia acreditar que estava ali naquela situação com Seonghwa, não conseguia nem de longe imaginar que aquilo aconteceria [na real conseguia], mas não vinha ao caso, porque agora tinha finalmente acontecido.


— Você não vai deixar isso estragar nossa amizade, né? - Hongjoong finalmente se pronunciou, escutando a risada que tanto gostava vindo do “amigo”.


— Ah Hongjoong, e você ainda acredita que nós somos só amigos?


Notas Finais


deixa o favorito ai e segue nois ✌🏻🤪


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...