História U n e x p e c t e d - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Park Ji-min (Jamie Park)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags (unexpected), Bangtan Boys (BTS), Fanfic, Inesperado, Jimin, Parkjimin, Seulgi-shi
Visualizações 1
Palavras 1.185
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá Baby,s viciadas. Uma fanfic quentinha do delicioso Park Fucking Gostoso Jimin para vcs chorarem. Espero que gostem.

- Já escrevi muitas histórias mas minha conta foi banida então fiz outra pra recomeçar de novo no mundo de fanfic +18 pq nós é dessas -

Boa Leitura ;; ♡♡

Capítulo 1 - Jeju


Fanfic / Fanfiction U n e x p e c t e d - Capítulo 1 - Jeju

Minha mãe me levou ao aeroporto com as janelas do carro abertas. Fazia 29 graus em São Paulo, o céu de um azul perfeito sem nuvens. Eu estava com a roupa que seria inadequada para uma viagem internacional se eu me importasse com a minha imagem - uma camiseta preta simples sem detalhes e uma calça jeans que tinha comprado a dois anos atrás : Me vestir para ir na padaria da esquina. Minha bagagem era apenas uma mala não muito grande que estava no porta malas e uma bolsa de mão carregando só documentos e passaporte.

Na península coreana, no Sul da Coreia do Sul, há uma cidade chamada Jeju, a menor província da Coreia do Sul, e a maior ilha do país. Foi desse lugar e de suas sombras melancólicas e onipresentes que minha mãe fugiu comigo quanto tinha apenas alguns meses de idade. Nessa cidade eu fui obrigada a passar um mês de cada ano até ter 14 anos. Foi então que finalmente bati o pé. Nos últimos quatro anos meu pai, Dong, passou um mês comigo aqui no Brasil quando tinha 15 e uma férias quando já tinha 17 anos.

Era em jeju que agora eu me exilava - atitude que assumir com muito pavor. Eu não gostava da Coréia.

Eu adorava o Brasil, adorava o sol e o calor intenso. Adorava a cidade vigorosa e esparramada.

- S/n ? - disse minha mãe, pela centésima vez, antes de eu entrar no avião - Você não precisa fazer isso.

Minha mãe é parecida comigo, a não ser pelo cabelo longo e as rugas de expressão. Senti um espasmo de pânico ao fitar seus olhos arregalados e infantis. Como eu podia deixar que minha mãe amorosa, instável e descuidada se virasse sozinha? É claro que agora ela tinha o Paul, seu namorado, então as contas provavelmente seriam pagas, haveria comida na geladeira, gasolina no carro e alguém pra chamar quando ela se perdesse, mas mesmo assim...

S/n - Eu quero ir - Menti. Sempre menti mal, mas ultimamente ando contando essa mentira com tanta frequência que agora parecia quase convincente.

- Diga ao dong que mandei lembranças. - citou

S/n - Vou dizer - afirmei

- Verei você em breve - insistiu ela - Pode vir pra casa quando quiser... Que eu volto assim que você precisa de mim.

Mas eu podia ver nos olhos dela o sacrifício por trás da promessa.

S/n - Não se preocupe comigo - insisti - Vai ser ótimo e se cuida mãe. Eu te amo.

- Eu também te amo minha filha, se cuide - Ela me abraçou com força por um minuto e depois entrei no avião, e ela se foi.

Do Brasil a Coréia do Sul foram 23 hras e alguns minutos de vôo, outra hora em um pequeno avião até Jeju, do aeroporto era mais uma hora de carro até em casa. Voar não me incomodava ; A hora no carro com Dong, porém, era meio preocupante.

Dong foi realmente gentil com tudo aquilo. Parecia realmente satisfeito com que eu, pela primeira vez, fosse morar com ele por um período mais longo. Já me matriculara na escola e ia me ajudar a comprar um carro.

Mas sem dúvida seria estranho com Dong. Não éramos oque chamaria de falantes, e eu não sabia se havia alguma coisa para dizer. Sabia que ele estava bastante confuso com a minha decisão - com minha mãe antes de mim eu não escondia o fato de não gostar da Coreia, tanto pelo clima quanto pela cultura e regras que jamais me acostumaria.

Quando pousei em Jeju, estava chovendo. Não vi isso como um presságio - Era apenas inevitável. Eu já tinha dado adeus ao sol.

Dong me esperava na viatura policial. Eu também esperava por isso.

Dong é o chefe de polícia para o bom povo de Jeju. Minha principal motivação por comprar um carro era que eu me recusava a circular pela cidade em uma viatura policial. Nada deixa o trânsito mais lento do que um policial.

Dong me deu um abraço desajeitado com um só braço quando eu cambaleei para fora do avião.

- É Bom ver você, filha - disse ele, sorrindo enquanto automaticamente me segurava e me firmava - Você não mudou muito. Como está sua mãe ?

S/n - A mamãe está bem. É bom te ver também, pai - declarei. Eu não tinha permissão para chama-lo de Dong na frente dele.

Eu só tinha uma mala. A maioria das minhas roupas era leve de mais, somente para o calor. Separei com minha mãe apenas aquelas que mais gostava e decidi refazer meu guarda roupa aqui. Dong pôs a mala na viatura.

- Já comprei um bom carro para você - Anunciou ele quando estávamos afivelando o cinto.

S/n - Que tipo de carro ? - Fiquei desconfiada do modo com ele disse " Um bom carro para você " em vez de simplesmente "Um bom carro".

- Bom, sei que é igual sua mãe, não gosta de nada muito extravagante mas então comprei um carro que fosse bom e simples você. Um Mini cooper 2018. - Minha expresso apresentava arroubo 

■PhotoNoLink1■ 

S/n - Uau... Sempre achei a minha cara, é ótimo!! Muito muito obrigado - agradeci sorridente. -

- Meu presente de boas Vindas- declarou

S/n - Obrigado, Pai - Adicionei

- Não foi nada - murmurou ele, constrangido com a minha gratidão.

Depois disso, trocamos alguns comentários sobre o clima que estava úmido, e a maior parte da conversa não passou disso. Ficamos olhando pela janela em silêncio.

Por fim chegamos à casa de Dong. Ele ainda morava naquela enorme casa de muitos cômodos que comprará com minha mãe nos primeiros tempos de casamento. O portão automático foi aberto e na garagem aberta estava a minha linda e nova mini cooper, era de uma cor preta como todos sabem a minha favorita e como não é de se impressionar, eu adorei.

S/n - Caramba, pai, eu adorei !! - Agora meu pavoroso dia de amanhã seria menos terrível. Não teria que andar na viatura do Dong para ir a escola no primeiro dia.

- Que bom que acertei - disse Dong rudemente, de novo sem graça.

Apenas uma viagem foi necessária para levar minha única mala para cima. Fiquei com o quarto do lado oeste que tava para o jardim da frente. O quarto era familiar ; me pertencia desde que nasci. O piso de mármore, as paredes de cores pastéis, no teto um lustre simples, as cortinas brancas de renda. - Tudo fazia parte da minha infância. Dong apenas tinha deixado o quarto mais moderno e para um adulto, tiraram a caminha de solteiro e no lugar puseram um cama de casal exageradamente grande. Na porta ao lado do closet ficava o banheiro individual.

No closet não havia nada além de uns sapatos de minha mãe. Arrumei minhas roupas cada um no seu lugar para ficar perfeitamente arrumado - Odeio bagunça e isso veio da minha mãe.

Depois de terminar de arrumar o closet me joguei na cama. "Como será amanhã?"






Notas Finais


Link-1 : https://twitter.com/APinkSola/status/1201748490470203392?s=19

Esse foi um capítulo bem curtinho, maaas aparti do segundo serão maiores.
Serão postados 3 capítulos a cada semana baby's.

Tomorrow / Amanhã ;; S/n vai conhecer o Park Jimin e então estejam aqui pra lê.
Comentem oque quiserem que responderei todas, amo interagir com as minhas leitoras. É isso !!

2bjos _♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...