História Último Beijo - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Itazura Na Kiss
Personagens Kotoko Aihara, Naoki Irie, Personagens Originais
Tags Drama, Itazura Na Kiss, Romance
Visualizações 131
Palavras 893
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá,

O cap. anterior me fez suspirar horrores rsrs

Nesse novo, tem uma linda música, onde coloquei uma estrofe no começo e outra no fim, ela fala como o amor ás vezes machuca, mas que ele cura também.

Capítulo 28 - Recomeço


Fanfic / Fanfiction Último Beijo - Capítulo 28 - Recomeço

Loving can hurt

Loving can hurt sometimes

But it's the only thing that I know

When it gets hard

You know it can get hard sometimes

It is the only thing that makes us feel alive

(Photograph - Ed Sheeran)

Os lábios dele eram quentes e macios nos meus, tudo que um dia senti por ele voltaram com força total, sentir o corpo dele colado ao meu daquela forma me fez ter a certeza que nunca realmente amei outra pessoa além dele. E que esse tempo todo o anseio que tanto me perturbava só poderiam ser satisfeitos nos braços dele. Mas o que eu deveria fazer? E se ele só estivesse brincando comigo? Nosso beijo era feroz, era como alguém que se perde no deserto e esta sedento por água, e quando enfim encontra simplesmente se entrega, essa com certeza era a melhor definição para o que eu sentia naquele momento. O único som na casa era nossa respiração ofegante.

            - Você é incrível... – Ainda sem ar ouvi a voz dele.

            - Em quê sou tão incrível? – Falei encostando minha cabeça em seu peito e o braço que estava bom me apertava contra ele.

            - O que estou sentindo agora, essa sensação de felicidade, parece que fiquei décadas sem respirar... – Ele beija o topo da minha cabeça.

            - Nem sei o que dizer... – Eu estava insegura.

            - Não é obvio Kotoko? O que sinto por você?

            - Não, não é obvio. – Falei me afastando dele. Precisava respirar.

            - Kotoko, não se afaste... Não vejo sentido ficar sem você... E-Eu... Acho que estou apaixonado por você...  – Ele afagava meu rosto delicadamente.

            - Você acha, não tem certeza.

            - Então, você quer que eu te prove o que sinto, certo?

            - Acho que você me deve isso né?

            - Sim, vou te dever pelo resto da vida. .... Então, posso entender isso como uma chance? - Não consegui esconder o meu sorriso. Ele aproveita para me beijar novamente, ainda hipnotizada, sou guiada até o quarto dele.

            - ... Você esta me seduzindo Naoki? – Senti meu coração bater forte, claro que não era a primeira vez com alguém dessa forma. Mas esta ali com ele era diferente de tudo.

            - Por quê? Você quer ser seduzida? – Ele tinha um olhar devorador, me senti derreter.

            - Uhh... Acho melhor arrumar a cozinha... – Fui silenciada por mais beijos, mas consegui me soltar dele. – É sério, você precisa descansar.

            - Tá... É melhor mesmo... Não demora muito pra ir dormir.

            - Pode deixar, se deite que te ajudo a puxar a coberta.

***

Tomei um banho demorado, pois as emoções dos momentos tinham me deixado anestesiada. Não acredito que esperei 10 anos para me apaixonar, e ainda por cima ser pelo mesmo homem. Ele estava ali no outro quarto, ao alcance das minhas mãos. Mas a insegura pairava sobre mim, isso era fato.

            - Kotoko? – Ouvi  Naoki me chamando.

            - Sim, você precisa de alguma coisa?

            - De você... – Sorri olhando para o espelho do banheiro.

            - Bobo, tô falando sério, esta sentindo alguma coisa?

            - Você quer dormi aqui comigo?

            - .......................

            - Kotoko? Você me ouviu?

            - Ohh sim... Mas você esta machucado...

            - Você esta com segundas intenções? – Ele parecia de bom humor.

            - Não, claro que não.... Já estou de saída, me espere no quarto.

            - Certo.

Respirei fundo, e sai vestida com meu pijama de panda, isso não era nada sexy tenho que admitir, mas é o que tenho para o momento. Quando entrei no quarto, e vi o olhar de espanto do Naoki, fiquei vermelha como um tomate, e ele gargalhar daquele jeito não melhorou a situação.

            - Pronto?? – Falei com os braços de panda cruzados, esperando ele se recuperar da crise de riso.

            - D-desculpe .... É que você esta muito engraçada com essa roupa... Eie, não fique brava, venha, deite aqui. – Me aconcheguei na cama ao lado dele e pelo jeito que estava exausta,  simplesmente desmaie.

***

Espreguicei-me sonolenta, tinha dormido como uma pedra. Abri os olhos assustada, meu Deus, eu tinha dormido na mesma cama que o Naoki então  ouvi sua voz rouca.

            - Oiê, você parece atordoada. – Ele estava com o cabelo molhado e estava com outra roupa.

            - Você tomou banho?

            - Sim, fiquei com um pouco de febre e suei demais de madrugada, mas estou melhor.

            - Porque você não me acordou?

            - Eu tentei, mas tive que ver se você estava respirando, pois você não nem se mexia.

            - Desculpe – Sorri sem graça.

            - Posso te pedir uma coisa?

            - Claro, o que é? – Tentei falar sem respirar muito perto dele, por causa do hálito matinal.

            - Você faz aquele café que eu sempre gostei?

            - Sim, mas parei de tomar café faz tempo. Vou ao banheiro e você pode me esperar na cozinha, ou melhor, me espere aqui, pois tenho que tocar seu curativo. – Sai tropeçando nas cobertas.

            - Sim senhora.

E esse foi o primeiro dia da promessa de dias melhores. Não sei o que o futuro nos reserva, mas estamos mais maduros e sabemos o que de fato vale a pena lutar.

 

Loving can heal

Loving can mend your soul

And is the only thing that I know

I swear it will get easier

Remember that with every piece of ya

And is the only thing we take with us when we die


Notas Finais


Espero que tenham gostado, agora será uma nova fase para esse casal lindo que merecem ser felizes né?

Obs.: Vou postar só na quinta ou sexta, então, bom feriados para todos.

Bjo e obrigada por acompanhar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...