História Ultraviolence - Jikook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 156
Palavras 1.410
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIII GENTE LINDA
Entom
Essa é minha primeira fanfic
Perdão qualquer erro kandken
Espero q vcs gostem ;u;

Capítulo 1 - Primeiro


POV JUNGKOOK

Acordei com o despertador, eram 9:30 da manhã. -"quem foi que mexeu nessa merda?"- eu perguntei pra mim mesmo, já que ele só toca as 11:00.

Levantei cansado e desliguei ele, reajustei pro horário normal. Fui no banheiro fazer minhas necessidades e depois saí do meu quarto descendo as escadas. Fui na cozinha e vi na mesa umas panquecas com uma nota.

—"Filho, eu e seu pai saímos para uma reunião, não sei que horas iremos voltar, então não se perca na hora para ir pra escola e não esqueça nada antes de ir, seu lanche dentro do armário, seus livros de hoje e se comporte no colégio.
Ah, e fui eu que ajustei seu despertador, porque você sempre se atrasa para a escola
Com amor, Omma ♡"

É sério isso? Me senti uma criança agora com ela falando o que devo fazer antes de ir para aquele inferno. Bem... Pelo menos vou ficar sozinho em casa até de noite provavelmente.

Tomei meu café da manhã, coloquei o prato e talher dentro da pia e fiquei um tempo mexendo no celular, já que ainda eram 9:45. 

Algumas horas se passaram e quando deu 11:00 eu fui tomar um banho, subi as escadas, entrei no banheiro, tirei minha roupa e liguei o chuveiro na água morna.
Assim que acabei meu banho, fiz um penteado aleatório no meu cabelo e coloquei minha roupa. Já que não tinha comida pronta, e eu estava com preguiça de fazer, fiz um miojo pra comer.

Esperei dar 12:30 e fui pro colégio com nosso motorista, disseram que vai ter um aluno novo na nossa sala, estou tão animado que quero morrer, aquela sala já não tem demônios o suficiente não??

             {...}

Depois de alguns minutos chegamos. Saí do carro e atravessei o portão da escola entrando na mesma.
Em um canto, ouvi umas garotas fofocando, era sobre o garoto novo. Elas disseram que ele era lindo, que era a pessoa mais magnífica que já viram. E eu? Cadê os meus elogios de sempre?
Do outro lado, os garotos também estavam sussurrando sobre o aluno novo. Qual é, ele não deve ser tão incrível assim pra todo mundo ficar falando dele.

O sinal para a primeira aula tocou e todos foram pra sala. Depois de alguns minutos de aula a porta se abriu.

— Com Licença... — disse o moreno — essa é a sala 18?

— Sim, você é o aluno novo, certo? Pode se sentar ali — perguntou o professor apontando para a primeira cadeira vazia que viu, logo a do meu lado.

— Sim sou eu... Me chamo Park Jimin — assim que acabou de falar, se sentou na mesa ao meu lado. 

Agora eu entendi o porquê de todos ficarem falando dele. A aparência desse garoto é incrível! Os cabelos dele... A pele... Os olhos... Os músculos não muito definidos e... Uma boca de matar... Assim que eu olhei pra boca dele, me senti nervoso, quase excitado. Aquele garoto parecia de outro mundo com tanta perfeição, eu não conseguia tirar os olhos dele, até o momento que ele olhou para mim.

— O que foi? Algum problema? — perguntou meio sério, isso me deixou meio sem graça e o máximo que eu consegui fazer naquela hora foi olhar pra frente com a cabeça meio abaixada.

— n-não, não é nada, só... Estava vendo algo, mas deixa pra lá — senti meu rosto formigar um pouco, eu estava mesmo ficando corado por causa dele?! 

Ele ficou me fitando por um tempo e depois olhou pra frente quando percebeu o professor colocar a matéria no quadro.

O tempo passou e o sinal do intervalo tocou, eu guardei minhas coisas e saí da sala. Ouvi várias garotas falando atrás de mim e quando olhei era Park com várias garotas tentando puxar assunto com ele. Ele apenas ignorava elas e continuava andando pra cantina. 

Eu fui me sentar com os outros garotos, tentei puxar assunto com eles, mas adivinha?? Eles só queriam falar sobre o novato. Falavam coisas como "nossa, tenho que admitir, ele é realmente lindo", "viu como as garotas ficam em cima dele? Eu queria muito ter a beleza daquele cara" e vários outros tipos de elogios. Sinceramente, é a primeira vez que eu vejo esses caras elogiando outro homem.
Revirei meus olhos e saí daquela mesa, fui sentar numa mesa mais afastada enquanto ouvia música no meu celular. Quando menos percebi, Jimin estava sentado na minha frente.
Tirei um dos meus fones.

— o que é? — eu perguntei

— você é o garoto que senta do meu lado, certo?

— sim, e daí?

— bem... Queria saber se podemos ser amigos. É mais fácil fazer amizade com alguém que senta próximo de você antes de fazer com outra pessoa. E aliás, qual seu nome? — explicou o de cabelos negros

Park Jimin realmente quer minha amizade? Isso não me deixa tão surpreso, aliás, quem não iria querer a amizade de Jeon Jungkook? O garoto mais rico e perfeito dessa escola? Até eu iria querer a minha amizade.

— Meu nome é Jeon Jungkook, e pra ser meu amigo, terá que seguir algumas regras... — claro que eu não ia ser amigo dele assim do nada.

— regras? Como assim?

— como eu sou bonzinho, vou mudar um pouco elas... A primeira regra é o seguinte: você deverá de me obedecer por uma semana. A segunda, é: nunca me desobedecer até o prazo acabar, ou terá algumas consequências, e a terceira, que eu não posso mudar, é: sempre me respeitar, não importa o que aconteça.

Jimin ficou me observando por uns segundos, quando eu abri a boca pra perguntar o porquê da cara de idiota, ele me interrompeu.

— tá, eu topo, até porque não parece ter algo perigoso ou humilhante nesse tempo de obedecer — falou com um ar de confiança

Ele realmente não me conhece. Tenho até dó dele por querer amizade comigo primeiro.

O sinal do intervalo tocou e todos voltaram pra suas salas, não demorou muito para as aulas acabarem, já que um dos professores faltou. Quando liberado pra ir, liguei para meu motorista e disse que ia a pé. Por que? Oras, tenho o novato na minha mão por uma semana, vou começar a abusar hoje é claro.

Fiquei no portão esperando Jimin aparecer, e quando o mesmo estava caminhando até aqui, acenei chamando ele.

— fala Jungkook — disse ele se aproximando

— então Jimin, já que nós somos novos amigos... — coloquei um braço em volta dele — que tal irmos lá na minha casa um pouco? Podemos nos conhecer melhor e ter uma amizade mais forte, não acha?

— seria legal, mas meus pais são frescos demais, e eu não posso demorar pra ir pra casa — disse ele com um bico. Essa boca me deixa muito desnorteado, meu Deus.

— ah vamos! Não vai demorar, e você pode falar com eles pelo celular quando chegarmos lá! Por favor Jimiin~ — falei a última frase com um tom meio infantil e um pouco manhoso. Ele vai na minha casa custe o que custar.

Jimin me encarou pensativo por uns segundos, e depois deu um sorrisinho.

— ok, então vamos! — abri um sorriso quando escutei isso.

Nós fomos caminhando até minha casa, chegando lá ele falou com os pais dele no celular, que aparentemente deixaram ele ficar aqui até a hora que quiser.
Ele se sentou no sofá, e eu me sentei ao seu lado.

— então Jungkook, o que vamos fa--- — interrompi ele colocando ele deitado no sofá e sentando em cima dele.

Ele corou rapidamente e ficou congelado de vergonha me olhando com cara de desentendido, mas sabia exatamente o que eu ia fazer.

Comecei a me mexer um pouco por cima dele, e acariciei a boca dele fazendo ele segurar meu braço.

— o que foi, Jimin? — perguntei com um pequeno sorriso malicioso — você não gosta disso?

— e-está louco?? N-não podemos fazer isso! Muito menos aqui! — ele estava muito corado

— não se preocupe... — me curvei chegando até seu ouvido e sussurrei — você não vai se arrepender... — terminei dando uma leve mordidinha no seu pescoço

Já podia sentir Jimin duro. Ele realmente é tão fraco assim? Brincar com ele vai ser muito muito divertido.

Depois de alguns chupões e mordidas, fui finalmente para o alvo principal: sua boca, aquela boca que estava me atentando desde que coloquei meus olhos em Jimin. Comecei a beija-lo, um beijo calmo que começou a ficar mais rápido e agressivo em segundos.

Tudo ainda estava calmo, até Jimin colocar a mão dentro da minha calça por cima da cueca e apertar minha bunda.


Notas Finais


Então, como foi a fanfic?
Vcs gostaram?
Espero q sim ;w;
N sei se eu continuo
Mas se tiver alguns comentários positivos sobre a fanfic eu continuo ela ;u;
Beiju pissoas <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...