1. Spirit Fanfics >
  2. Um acaso perfeito >
  3. Capítulo 3

História Um acaso perfeito - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 3


Vladmir POV’s

-Amor, o que tá acontecendo, porque está chorando? -Perguntei ainda preocupado, eu não sei o que pode estar acontecendo com ela.

-Olha isso Vlad, o casal vai ter um filho, que coisa mais linda, eu não tenho estruturas com a felicidade deles. -Ela disse chorando ainda mais, olhando para a televisão, e o mais estranho de tudo, é que ela não era muito de chorar com essas cenas de filmes, eu realmente não estava conseguindo processar essas informações. Mas eu fiquei feliz em vê-la se emocionando com aquela cena, ela tem esse ponto materno bem exposto, mas eu acho que um dos maiores causadores disso, foi a vontade dela ter o quarto filho, tenho certeza que a frustação dela, é essa. Já sabia como animá-la, vou preparar um brigadeiro para assistirmos o final do filme, e provavelmente começaremos um outro, e depois peço uma pizza, que eu sei que ela ficaria muito satisfeita.

-Vou na cozinha preparar uma coisa para comermos, pode ser? Fica aí quietinha, e me espera para terminar o filme, sua apressadinha. -Eu sabia bem como mimar minha esposa, sai da sala logo após dar um selinho naqueles lábios, que sempre são as minhas perdições. Voltei logo depois de 10 minutos, ela sorria vendo alguma coisa no meu celular, sentei ao seu lado, e vi que ela estava vendo fotos de quando o Vicente era pequeno, realmente o lado maternal dela estava atiçado, quando ela percebeu a minha presença bloqueou o celular, e sentou-se, começando a comer o brigadeiro, percebi que os olhinhos dela estavam brilhando, eu realmente fiz a coisa certa, e olha que ela amou, que devorou aquele prato ainda morno, sem ao menos terminar o filme. Vi que a boca dela estava um pouco suja, e não perdi a oportunidade de beijá-la, a puxei pra perto de mim, como se ela fosse fugir, adentrei minha língua em sua boca, e comecei um beijo calmo, que logo foi pegando intensidade, era notável o tanto que estávamos gostando daquele momento, ela colocou a perna envoltas das minha cintura, sentando em meu colo, acho que ela sentiu que eu estava bem animado para a ocasião, mas nem nos importamos, seguimos naquele clima gostoso, que eu sei como vamos parar, mas ainda está cedo, e é melhor parar antes que os meninos apareçam, e vejam essa cena, que pode ser constrangedora, mas era mais forte que eu, ela já estava praticamente tirando a minha blusa, quando nos assustamos com um barulho.

-Desculpa, eu não queria atrapalhar, só estava indo pegar água. -Era Flávia, que estava vermelha de vergonha, minha esposa que estava em meu colo, em questão de segundos estava sentada do meu lado, quase se afundando no sofá.

-É nós estávamos, enfim... Vou tomar um banho. -Adriana saiu praticamente correndo, ela realmente ficou constrangida, eu a entendo perfeitamente. Ela saiu, Flávia também voltou para o quarto, e acabei pegando o celular e pedi duas pizzas para o nosso jantar, com certeza mimaria ainda mais o meu amor. Pedi dois sabores diferentes, e logo elas chegaram, chamei todo mundo, já que eu estava sozinho, todos descerem e ficaram naqueles assuntos agradáveis.

-Felipe lembra daquele dia que estávamos indo ao teatro ver a mamãe e você simplesmente caiu no meio da rua? Eu não posso lembrar que eu não aguento de tanto rir. -Agnes ficou rindo do irmão, e todo mundo ali caiu na risada junto dela.

-Claro que lembro, você que me empurrou. -Ele disse rindo baixo, mas eu tinha certeza que estava querendo gargalhar.

-Lógico que não, eu não seria capaz disso. -Ela riu, e eu sabia que ela não tinha feito isso, certeza que o Felipe tropeçou e tentou colocar a culpa na irmã, que clima agradável, eu amo conviver com meus filhos.

-Eu estou é lembrando do dia que ele colocou gema de ovo na minha boca, ele ainda me paga por isso. -Disse Vicente, todo bravinho, fazendo todo mundo rir, menos Adriana que estava com uma cara de nojo.

-Aí gente, fala de ovo perto de mim não, que só de pensar quero vomitar, ainda mais gema. -Disse praticamente fazendo ânsia, logo tomou sua água e melhorou sua feição, logo em seguida bocejando.

Adriana POV’S

Depois que a Flavia nos pegou quase naquele momento íntimo, fui tomar meu banho e logo jantei, mas aquele tanto de brigadeiro que eu comi, não estava me fazendo muito bem, acho que hoje não era o meu dia. Estava seguindo para o meu quarto depois de organizar tudo, os meninos já tinham ido para os respectivos quartos, Vladmir me agarrou por trás, e quer saber eu precisava dele em mim urgentemente, aquele momento na sala, só me fez ficar ainda com mais vontade, e não iria mais me segurar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...