História Um adolescente em minha casa! - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags 2ª Temporada, Amém Otp, Bae Sumi, Bts!au, Chanbaek, Comedia, Crossover, Exo, Exo!au, Exo!daddy's, Jinjing_, Kaisoo, Mpreg, Muita Comédia!, Originais, Ot12, Otp Supremo, Quase Crackfic, Romance, Será Isto Crackfic, Um Bebê Em Minha Casa!, Yaoi
Visualizações 259
Palavras 1.284
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLHA QUEM APARECEU❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤
Sinto muito pela semana passada, sinto muito mesmo❤
Mas agora o capítulo está aqui, boa leitura❤

Capítulo 9 - 09. Tira casaco, bota casaco


– Taehyung, eu já falei que é feio bater nos amiguinhos. –Repeti agaichado na mesma altura que o garoto emburrado.

– Mas o Jeongguk não é meu amiguinho. –Retrucou emburrado.

– Mesmo assim é feio bater em alguém que tem tendência a gostar de Lady Gaga ao invés de Bruno Mars. Se for pra bater em alguém, bata no filho da puta que tentar te transformar em hétero, ok? –Afaguei seus cabelos e lhe dei um beijo na bochecha quando o vi concordar com a cabeça.– Ótimo, agora, abrace o Jeongguk e peça desculpas por ter batido nele.

– NEM MORTO! –Saiu correndo para o seu quarto, batendo a porta com força em seguida. Suspirei cansado e olhei para LuHan, que tinha Jeongguk nos braços.

– Eu tentei. –Ergui os ombros e fui para a cozinha ajudar Chanyeol com o jantar.

LuHan e SeHun já haviam se mudado faz duas semanas para uma casa em frente a nossa, e lógico que Jeongguk e Taehyung brigavam toda vez que se viam, e sempre sobrava para nós os fazê-los fazerem as pases. Nem consigo imaginar uma coisa que os faça se unirem pelo menos uma vez na vida. Tao e YiFan também se mudaram para nosso bairro, só que para a casa ao lado da de LuHan e SeHun. Baekyeol parou de ler e assistir hentai – eu ouvi um amém, irmãos? –, agora se focou mais no yuri – ele diz que é porque Krysber é o seu otpzão da porra –, e brevemente será yaoi porque Baekjing também é um otpzão da porra. Falo mesmo.

Entro na cozinha e me deparo com Chanyeol cortando legumes, vou até ele e o abraço por trás, depositando um beijo em suas costas.

– Taehyung e Jeongguk brigaram de novo. –Fiz muxoxo ao receber um beijo na testa de sua parte.

– Seria isto um sinal de que no futuro Jeongguk virá a ser nosso genro? –Brincou sorrindo e mostrando suas covinhas maravilhosas.

Ouvimos a porta da entrada ser aberta, e logo vimos Baekyeol indo para o seu quarto acompanhado de mais dois garotos. Eita, suruba debaixo do meu teto, adoro!

– Yeol, não vai apresentar os seus amigos? –Questionei ao cruzar os craços.

– Ah, estes são Johnny e Taeyong, amigos da escola. –Os apresentou, e ambos fizeram reverências.

– E desde quando você tem amigos além do Kwangsik e do Bojing? –Franzi a testa.

– Desde que eu entrei para o time de basquete da escola. Eles são do time de basquete, também. E tem mais, o Bojing nem pode ser considerado meu amigo, sendo que ele me drogou duas vezes para conseguir se dar bem. –Deu de ombros, seguindo para o seu quarto sem dar mais explicações.

‘Tô besta. Nunca imaginei que o Baekyeol teria outra vida além da que ele vivia no celular e nos mangás hentai – falando nisso, nunca mais o vi chegar perto de um, Deus é pai afinal. Me pergunto se Bojing obteve sucesso na tentativa de fazê-lo virar gay.

– Baekyeol está mudado, não é? –Chan indagou surpreso ao se sentar do meu lado e passar o braço esquerdo por trás do meu pescoço.

– Sim. Está falando como um gay. –Comentei olhando para o nada.

– Acha que ele finalmente mudou de time? –Aos poucos olhei para o seu rosto, que era tão assustado quanto o meu.

– Tenho suspeitas. Eu queria que ele virasse gay, e agora que ele parece ser fantasticamente gay, eu estou assustado, com medo. –Suspirei antes de engolir em seco.

– Com medo? Medo do quê?

– Do meu filho ser ativo e nunca engravidar. –Levei a mão até a boca, pensando nessa trágica possibilidade.

– Pelo menos sabemos que ele já teve a sua primeira experiência como passivo. Basta saber se ele vai querer repetir a dose. –Brincou dando um beijo na minha bochecha.

Eu prometi ao Chanyeol que iria me controlar para forçar Baekyeol a ser passivo e não ativo, porque eu quero netinhos nascidos do ventre maravilhoso do meu filho. Mas mal sabia Chanyeol que eu, mesmo não tendo cruzado os dedos da mão, cruzei os dedos dos pés.

~❁·.·.·.·.·.·❁~

– Baekyeol? O que vocês estão fazendo? –Pus apenas a cabeça para dentro do quarto dele e perguntei como quem não quer nada.

– Conversando sobre táticas de jogo, appa. –Ele sorriu amarelo com o travesseiro em suas pernas.

Estranho.

– E por que vocês estão ofegantes? –Olhei para os outros dois.

– E-estávamos fazendo abdominais. –O tal Johnny explicou sorrindo nervoso.

Estranho, muito estranho.

– E que volume é esse na sua bermuda, Taeyong? –Olhei pasmo para a bermuda branca do Lee, onde continha um volume enorme, e se auto-denunciava como uma semi-ereção.

Ah, agora eu entendi.

Olhei pasmo para Baekyeol, que estava mais vermelho que absorvente usado e à todo tempo engolindo em seco. O chamei com os dedos e ele veio todo acanhado, escondendo sua ereção com as mãos. Ele saiu do quarto e parou na minha frente ao lado da porta.

– Pode explicar o que vocês estavam fazendo? –Pedi com as mãos na cintura. Ele umedeceu os lábios antes de começar a falar.

– Taeyong me perguntou se eu sabia o que era beijo triplo, e eu falei que não, então o Johnny disse que eles iriam me ensinar. E os dois me beijaram a mesmo tempo. –Explicou acanhado, enquanto eu estava mais pálido que o namoradinho do Hoseok.

– V-você gostou? –Indaguei gaguejando. Ele concordou sem olhar para mim. O puxei para um abraço emocionado. O meu filho não é hétero, porra.– Você é o orgulho do appa, Baekyeol. Esse é o dia mais feliz da minha vida. –Confessei com lágrimas nos olhos.

– Não é para tanto, appa… –Disse ele, passando as mãos pelas minhas costas.

– Mas e os mangás hentai? Você não lê mais?

– Não. Eu queimei metade e o resto dei pro Deoksu comer. Agora sou fã de carteirinha de lemon level hard. –Sorriu amarelo me mostrando um mangá lemon hard. Minhas bochechas ficaram rubras.

– Se agora você é gay, quer dizer que você vai dar uma chance ao Bojing? –Questionei esperançoso. Meu sonho é ter o Bojing como genro, gosto dele e eu seria cliente vip no sexshop do Tao.

– Não misture as coisas, eu não deixei de gostar de mulheres. Digamos que eu estou tendo uma experiência homo, para ver se gosto ou não. –Explicou de braços cruzados.

– Mas até foder com macho tu já fodeu, garoto! O que mais você quer pra assumir de vez que tu nasceu viado, é viado e vai morrer viado?! –O segurei pelos ombros e comecei a sacudí-lo.

– Eu fui forçado, não foi por livre e espontânea vontade, então não valeu. –Defendeu-se me fazendo tirar as mãos de si.– E também, eu não vejo o Bojing como algo mais que amigo. E por quê eu iria querer tomar no cu de dia, de tarde e de noite? O meu cu não é de titâneo, não. –Levei a mão até o peito fingindo estar magoado.

– Você ofende os passivos com esse tipo de pensamento, Yeollie. Posso não ter te parido, mas eu dei o meu sangue, suor e lágrimas pra te criar. E eu te criei pra ser a bicha mais purpurinada da sua escola, e não a bicha mais gótica suave das trevas que bebe vinho no cemitério ao som de Avril Lavigne e assiste pornô hétero às escondidas. –Cruzei os braços batendo pé no chão.

– Eu posso muito bem ser gótico suave das trevas pela manhã e a bicha purpurinada à noite. Agora deixa eu voltar pro meu threesome safadinho do bom. –Mandou um beijinho no ar e voltou pro quarto, enquanto isso eu bufei.

De frustração por perder esse threesome maravilhoso e pelo meu filho não se decidir entre xoxota e peru. Quem disse que criar filhos adolescentes é fácil só podia estar bêbado — ou talvez o infeliz não tenha filhos.


Notas Finais


Baekyeol assumiu a Nani People que existe dentro dele kkkkkkkkkk
Vejo vcs nos comentários💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...