História Um Alfa Em Minha Vida - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lay, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Suho
Tags Jungkook, Namjin, Sulay, Vhope, Vkook, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 271
Palavras 2.321
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voooooolteeeeeiiiiiiii
Demorei seis dias pra att!
SEIS DIAS

SEEEEEEIIIIIIIISSSSSS DIIIIIAAAAAAS

vocês ainda estão aí???

Bom eu ia demorar mais, porém resolvi dividir o cap e deixar ele assim mesmo

Sem mais delongas.... Boa leitura

Capítulo 24 - Ciúmes?


POV/Jimin

Já era fevereiro. Para ser mais exato, dia 21 de fevereiro, uma quinta-feira, 3:29pm.

Suga e eu estávamos na sala assistindo televisão, minha cabeça estava nas suas pernas e sua mão fazia carinho na minha barriga. Ultimamente ele têm feito muito isso, toda vez que estamos juntos ele faz carinho na minha barriga e sempre quando vamos dormir ele conversa com o bebê.

Amo toda essa demonstração de afeto, isso me faz tão bem, mostra que Yoongi realmente ama o bebê, e também me ama.

"Estava pensando..." Suga disse. "Que tal marcamos uma visita ao médico?"

"Já poderíamos marcar o dia da ultrassom."

"Sério?!"

"Sim." Sorri. "O que acha?"

"E-eu acho ótimo." Ele ficou em silêncio. "Podemos ir agora?"

Concordei com a cabeça. Então nos arrumamos e logo estávamos na estrada prontos para irmos ao médico. Quando chegamos no hospital fomos até a recepção, era a nossa primeira vez e não sabíamos como ou onde marcar uma ultrassom.

"Huh, Jimin?" Ouvi alguém me chamando. Olhei para trás e encontrei Chanyeol, o alfa mais fofo e de orelhas grandes. "Oh, é você mesmo!"

"Chany!" Corri para abraçar o alfa.

"Yah! Você está... Está... Está grávido?" Chanyeol arregalou os olhos. "Jiminnie está grávido!"

"Sim. Não é ótimo?"

"É fantástico. Mas o que está fazendo aqui?"

"Eu é que pergunto. Pensei que trabalhava em uma sorveteria."

"E trabalho, mas também faço faculdade de medicina."

"Woah! Isso é tão legal. Mas por que medicina?"

"Huh, é que... Baek gosta de alfas com jaleco de médico."

"Aigoo! Tudo que você faz é para agradar o Baek?"

"Sim." Chany respondeu com um sorriso. "Você está com quantos meses? Está tão bonito."

"Oi, prazer sou o pai do filhote." Suga disse se colocando entre eu e Chanyeol. "Automaticamente, alfa do Jimin. Sobre sua pergunta, o nosso filhote está com quatro meses de gestação. Agora, quem é você?"

"Ah, sou Chanyeol... Amigo do Jimin."

"Amigo? Que ótimo. Você é médico?"

"Sim, ou melhor, quase médico."

"Conhece o Namjoon?"

"Kim Namjoon? Sim. Ele fica no PS."

"Será que está ocupado?" Perguntei.

"Deve estar."

"Com quem agendamos uma ultrassom?"

"Huh, comigo. Venham, vamos marcar para semana que vem."

Chanyeol começou a andar comigo e Suga atrás de si. Yoongi fuzilava Chanyeol com um olhar, além disso ele segurava minha mão com possessividade.

"Kyungsoo também trabalha aqui." Chanyeol falou.

"Sério?" Perguntei impressionado. Quem diria que o baixinho com olhos de coruja trabalharia como médico. "Faz tanto tempo que não vejo vocês."

"Verdade. O Baek quer te matar, e quando descobrir que você está grávido ele vai te matar de verdade." Chany sorriu. "E chegamos."

Chanyeol abriu a porta de uma sala e esperou a gente entrar.

"Essa é sua sala?" Perguntei.

"Sim. Bem legal, né?"

"É muito bacana."

"Pra mim é só uma sala normal." Suga disse. "Anda, vamos marcar logo essa ultrassom."

Marcamos a ultrassom para sexta que vem. Estava animado, nervoso, empolgado, na verdade, não sabia exatamente como deveria me sentir, mas na maior parte do tempo sentia medo.

Não sei se Suga também se sente assim, mas até agora ele não demonstrou medo. Pelo contrário, desde que chegamos do médico ele parece bem... Distante.

"Yoonie..." Chamei-o.

O alfa estava sentado na outra ponta do sofá, não falava comigo e nem me olhava. Mas, o mais estranho era que ele não estava fazendo carinho na minha barriga.

"Yoonie..." Chamei novamente.

"Sim, Jimin?"

"Huh... Pode pegar um copo d'água pra mim?"

"Claro." O alfa se levantou, foi até a cozinha e voltou alguns segundos depois com um copo d'água pra mim. "Aqui." Ele disse ao me entregar o copo.

"Obrigado." Murmurei.

Yoongi voltou a se sentar longe de mim, deixei o copo na mesa de centro, me levantei e sentei no colo do alfa, com as pernas ao redor do seu quadril.

"O que está fazendo?" Ele perguntou.

"O que você está fazendo? Está me evitando?"

"Não."

"Então por que está tão frio comigo?"

"Não estou frio, Jiminnie."

"Está sim." Fiz bico.

"Aigoo! Parece uma criança." O alfa disse colocando as mãos no meu quadril. "Me desculpe, fiquei com ciúme de você com o Chanyeol."

"O quê?!"

"Eu fiquei com ciúme."

"Como pôde ficar com ciúmes? Chany é meu amigo."

"Mas você é meu." Suga falou como uma criança. "E eu não gostei da forma como ele te olhou. Te chamava de Jiminnie, mas eu não gosto quando outras pessoas te chamam assim. Principalmente quando é um alfa que não conheço."

"Mas o Chany é só um amigo. Ele ama o Baek e nunca trairia ele." Encostei minha testa na testa do alfa deixando nossos rostos bem pertos um do outro. "E eu nunca trairia você."

"Está bem, eu fui um idiota. Me perdoe."

"Eu perdoo você."

"Ótimo, agora sai do meu colo que você tá me deixando excitado."

"Huh? Mas eu nem estou fazendo nada."

"Já faz um bom tempo que a gente não faz sexo. Até dormir ao seu lado, ou te observar fazendo a comida me deixa excitado."

"Aigoo! Você é um tarado, isso sim." Sorri travesso. "O que acontece se eu fizer..." Comecei a rebolar no colo do alfa e espalhar beijos por todo seu pescoço. "Isso?"

"Jimin... Isso é mal criação. Vou te devolver para os seus pais, hein."

"Ah, Yoonie... Vai dizer que não sente saudades disso?" Rebolei ainda mais, esfregando minha bunda no membro do alfa. "Vai dizer que não gostava de quando podia me fazer sentar em você... Você sente saudade disso, não sente? De me ouvir gemendo seu nome?"

"Jiminnie..." Suga jogou a cabeça para trás e aproveitei para deixar uma marca no seu pescoço.

"Te amo." Sussurrei no seu ouvido antes de sair do seu colo.

"O quê?! Espera... Pra onde você vai?"

"Está tarde e eu estou com sono, então vou dormir."

"M-mas... E eu?"

"O que tem você?"

"O que eu faço com isso?" Suga perguntou apontando para a sua ereção.

"Espera." Subi as escadas bem rápido e voltei. Joguei um pote de lubrificante para Suga e sorri. "Agora você pode se divertir a noite toda."

"Não acredito que você vai fazer isso comigo." O alfa murmurou. "Sou seu futuro marido! O pai do seu filhote! Você não pode fazer isso comigo."

"Já fiz." Falei voltando a subir as escadas.

Me deitei e esperei que Suga viesse também. Mas ele não veio, passaram-se vários minutos até que finalmente senti o colchão afundar do meu lado.

"Você demorou."

"Tive que... Resolver um problema."

"Você realmente se masturbou?"

"Hã... Sim. Você não me deixou outra escolha."

Não pude evitar e comecei a sorrir, sorri muito, gargalhei até minha barriga doer, na verdade.

"Yah! O que foi? Por que está sorrindo tanto?"

"P-porque você... V-você é uma f-figura mesmo." Respirei fundo. "Vamos dormir antes que eu fique com fome de novo."

"Então, tá. Boa noite, Jiminnie." Suga disse, então me abraçou e logo pegamos no sono.

>>>

"Mas e se ele não chegar à tempo?" Perguntei aflito.

"Vai chegar." Namjoon disse.

"E se não chegar?"

"Vai chegar."

"M-mas e se..."

"Jimin..." Namjoon me segurou pelos ombros e me encarou. "Ele vai chegar. Agora termine de se arrumar que nós precisamos ir."

Bufei. "Está bem."

Subi as escadas e fui até meu quarto. Era o dia da ultrassom, o dia que finalmente veria meu bebê.

Mas o appa do meu bebê não estava aqui. Suga havia recebido uma ligação bem cedo e logo depois saiu para uma "reunião", não disse do que se tratava, apenas saiu e disse que voltaria à tempo. Mas ainda não havia voltado e já estávamos atrasados para a consulta.

Suga havia saído com o carro, então tive que pedir para Jin vir me buscar, infelizmente ele estava ocupado no restaurante, então iria direto para o hospital, mas enviou Namjoon para me buscar e cuidar de mim.

"JIMIN NÓS PRECISAMOS IR!" Namjoon gritou.

Bufei, peguei um casaco e desci as escadas. "Estou pronto." Falei fazendo bico.

"Aigoo! Você precisa sorrir. É a sua primeira ultrassom."

"E Suga não está aqui."

"Jimin, ele vai chegar."

"Que seja, vamos logo."

Durante o caminho não falamos nada. Jin ligou pra Namjoon perguntando por nós dois, disse que estava preocupado e que iria me matar quando chegasse lá.

O caminho parecia mais longo, mais chato, além disso me sentia enjoado, queria Yoongi por perto.

"Por quê que sempre que eu preciso ele nunca está por perto?" Perguntei.

"O trabalho dele é difícil, Chim." Namjoon respondeu. "Ele têm essas reuniões com comandantes, aliados, às vezes até com o presidente."

"Huh? Ele tem reuniões com o presidente?"

"Sim, já teve algumas."

"Aigoo! E o presidente tinha que precisar dele justo hoje?" Bufei.

"Tenho certeza que o presidente nem pensou se o Suga teria algum compromisso hoje." Namjoon sorriu. "Chegamos."

Desci do carro e caminhei até a recepção do hospital, todos já estavam lá, me esperando. E quando digo todos, eram todos mesmo. Jin, Tae, Hope, minha omma e meu appa, só faltou o Kookie.

Afastei esse pensamento pois sempre que pensava no Jungkook me sentia triste, e não queria ficar triste. Ou mais triste.

"Pronto?" Minha omma perguntou animada.

"Sim."

"Cadê o Nammie?" Jin perguntou.

"Abandonei ele na rua." Respondi.

"Cheguei." Namjoon disse enquanto puxava Jin pela cintura.

"Pensei que tinha sido abandonado." Jin falou.

"O quê?"

"Olá!" Chanyeol disse enquanto se aproximava. "Estão todos aqui?"

"Na verdade não." Falei.

"Huh, o Suga, certo?" Confirmei com a cabeça. "Vão indo para a sala e quando ele chegar eu aviso onde vocês estão."

"Obrigado, Chany." Falei e logo nós sete estávamos caminhando para a sala.

Passamos por alguns corredores até chegarmos na sala onde deveria ser feita a ultrassom.

"Oh, olá." O médico disse quando entrei. "Você deve ser o sr. Park, certo?"

"Certo." Falei ao apertar a mão do médico.

"São sua família?" O médico perguntou olhando para a galera atrás de mim.

"Sim." Sorri.

"Então, podemos começar?"

"A-acho que sim."

"O quê? Falta alguém?"

"Na verdade, falta o pai do bebê."

"Huh..." O médico pensou um pouco. "Que tal eu fazer algumas perguntas enquanto esperamos ele?"

"Adoraria."

O médico fez várias perguntas sobre minha alimentação, minhas horas de sono, perguntou se eu ainda me sentia enjoado com frequência, se tinha desejos, se sentia o bebê se mexendo ou chutando.

"Bom... Precisamos começar agora." Ele disse ao acabar o interrogatório.

"Certo." Falei meio triste.

Ele nos guiou para outra sala, onde havia uma maca e uma máquina de ultrassom. Pediu para que me deitasse na maca, que até que era bastante confortável, e levantasse minha camisa. Fiz o que ele pediu e esperei. O médico passou algo na minha barriga, era gelado, parecia um gel que havia ficado no congelador durante uma noite inteira.

"Agora, olhe para essa tela." O médico apontou para uma pequena televisão do lado. "O seu bebê irá aparecer aqui."

Ele pressionou um objeto sob minha barriga e vi um lindo borrão na tela.

"Aqui está o seu bebê." O médico disse. "Ele parece bem, mas não consigo ver o sexo dele."

"Aigoo! Eu preciso saber qual é o sexo do bebê." Jin falou. "Vamos lá bebê, abra as perninhas sim?"

"Não deu certo." Namjoon disse.

"Ele está agitado." O médico falou. "Muito agitado. Sr. Park você está nervoso?"

"Não." Respondi.

"Comeu algo apimentado antes de vir?"

"Também não."

"Então o que...?"

"Eu sou o pai dele e vou entrar nesta maldita sala!"

"Deixem-no entrar." Chanyeol falou.

Logo uma enfermeira abriu a porta da sala e Suga apareceu.

"Yoonie!" Sorri ao vê-lo.

"Ah, Jiminnie... Me perdoe por me atrasar." Ele se colocou ao meu lado. "Cadê meu bebê, huh?"

"Está aqui, dando trabalho." O médico falou.

"Ah, bebê... Não dê trabalho ao médico. Seu appa já está aqui." Suga disse.

"Oh, ele está quieto novamente." O doutor disse. "Impressionante. Já havia visto bebês que tem ligações fortes com outros bebês, é bem raro na verdade, mas bem mais comum do que um bebê ter tanta ligação com seu appa."

"Bebês têm ligações com outros bebês?" Tae perguntou.

"Sim. Já vi um alfa chorar por ter que ficar longe do seu ômega, isso com dois meses de vida." O médico sorriu. "Será que o appa do bebê poderia falar com ele de novo? Talvez a gente consiga ver o sexo dele."

"Está bem." Suga disse. "Bebê... Será que... Você p-poderia... Huh, abrir as perninhas? Não precisa ter medo, seu appa está aqui, então vai ficar tudo bem."

"Olhem só..." O médico apontou para a tela. "É um menino."

"O MEU BEBÊ É UM MENINO!" Suga gritou.

"Senhor, por favor não grite." O médico pediu.

"Desculpa." Suga disse, então segurou minha mão e me deu um selinho. "Obrigado por me dar uma família."

"Obrigado por me dar um filho." Sussurrei.

Jurei para mim mesmo que não iria chorar, mas assim que vi uma lágrima saindo do olho de Suga, não aguentei. E acabei chorando de alegria.

>>>

"Deveríamos pintar aquele quarto do lado do nosso." Falei.

Já fazia duas semanas que havíamos feito a primeira ultrassom. Minha barriga estava um pouco maior, mas ainda não havia sentido o beber se mexendo. Estávamos preocupados, mas tentávamos pensar positivamente.

"Deveríamos." Suga disse. "Quer ir comprar as tintas amanhã?"

"Quero." Respondi.

"Está com fome?" Suga perguntou tocando minha barriga.

"Acho que sim."

"Então vem, vamos alimentar nosso bebê." Yoongi se levantou e de mãos dadas fomos até a cozinha.

Me sentei em uma das cadeiras no balcão enquanto Suga fazia a comida. Era bom estar com o alfa, ele cuidava tanto de mim que nem mesmo meus pais se preocupavam.

"Quer morango?" O alfa perguntou. Confirmei com a cabeça e observei enquanto ele colocava um pote com morangos na minha frente.

Suga começou a cantarolar algo e senti alguma coisa estranha em mim. Coloquei a mão na barriga e não pude evitar o pequeno grito que saiu dos meus lábios.

"Está tudo bem, Jiminnie?" Suga perguntou.

"Ele chutou!"

"Quem?"

"O bebê... O bebê chutou."

Yoongi se aproximou e colocou sua mão na minha barriga. Mas o bebê ficou quieto.

"Eu juro que senti ele chutar." Falei.

"Huh..." Suga voltou a cantarolar e novamente o bebê se mexeu. O alfa colocou o rosto na minha barriga e acabou levando um chute na bochecha. "Ele chutou." Suga disse com lágrimas nos olhos. "Meu bebê está vivo e bem."

Sorri enquanto Suga enchia meu rosto de beijinhos.

"Eu amo você."

"Eu também te amo." Yoongi voltou a preparar minha comida, mas dessa vez com um sorriso enorme no rosto. "Meu bebê é muito forte. Acho que está comendo demais."

"Acho que ele precisa de mais comida."

Suga sorriu e o bebê voltou a chutar.

Me sentia mais do que feliz. Suga e esse bebê eram as melhores coisas que poderiam ter acontecido.

>>>

"Acha que vai ficar bom?" Perguntei me referindo às tintas que havíamos acabado de comprar.

"Vai ficar ótimo."

Caminhamos até o carro do alfa e esperei enquanto ele guardava tudo.

"Não pode ser." Ouvi alguém falar atrás de mim. "Jimin?"

Me virei, era um alfa alto, de cabelo preto bem cortado, aquele olhar doce e o sorriso que me conquistou à tanto tempo.

"Lay?"


Notas Finais


Algum diabético ainda está vivo?

Kkkkk
Foi gay, eu sei

Espero que tenham gostado
Bjs

Prometo que vou tentar att logo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...