História Um amor além do tempo - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias NOW UNITED
Personagens Personagens Originais
Tags Medieval, Now United, Romance, Viagem No Tempo
Visualizações 14
Palavras 967
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Ficção, Literatura Feminina, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


boa leiturinhaaaa, desculpa a sumida

Capítulo 3 - O outro lado da história


~Pov Josh {parece que o jogo virou, n é msm?}

 

Acordo com uma das criadas entrando no meu quarto pra me servir o café da manhã, mas mesmo assim não me levanto, então ela abre as janelas deixando toda a luz entrar no quarto e quase me cegar.

 

-Josh: está maluca?!

-xxx: sinto muito, príncipe, mas foi o rei mandou você levantar imediatamente e eu teria que usar todas as medidas para isso. Ele quer falar com você

-Josh: hum, então saia, vou me arrumar

-xxx: ele está em seus aposentos (diz saindo)

-Josh: certo certo (diz se levantando)

 

Tomo um banho, tomo um gole de água e vou ao encontro com meu pai, já imaginando o quanto ele vai falar dessa aliança com a Rússia pra mim. Quando o encontro, ele já começa...

 

-Rei: Joshua, meu filho, como o tempo está passando, não acha? ontem você era apenas um brotinho, e agora vai...(interrompido)

-Josh: nem pense em terminar essa frase com o que eu acho que vai dizer. Eu não posso fazer isso, e o senhor sabe que nem sempre as coisas tem que ser resolvidas assim, eu nem conheço essa família

-Rei: mas eu conheço, e isso basta! você não quer nos trazer menos conflitos e uma maior fortificação pro nosso reino, além de riqueza? os dois irão ganhar, e você vai aceitar esse acordo, querendo ou não, está entendido?!

-Josh: eu tenho escolha? (sai bufando do quarto)

-Rei: eu já não sei mais o que fazer com ele, Meredith... (diz sentando na beirada da cama)

-Meredith: (sai do banheiro) ele poderia fazer isso por si só, mas demoraria mais tempo, certo? você está fazendo o mesmo trabalho, só que por ele e mais cedo, ele entenderá com o tempo.

 

Saio bravo dos aposentos de meu pai e decido ir dar uma volta pela cidade. Preparo meu cavalo, visto algo menos formal, e saio galopando com ele por ai. Quando estou no centro da cidade, vejo uma multidão em volta de algumas pessoas tocando uma música familiar. Desco do meu cavalo e vou me aproximando e assisto um mini-show de uma mulher e uma garota mais jovem que ela, no meio da praça. Todos aparentam estar adorando, alguns até dançam, mas é o que realmente deveria estar acontecendo, as duas vozes se combinam de uma forma que eu nunca vi. Mas o que me chama atenção é a garota, cabelos cacheados, pele morena, olhos castanhos e com uma magnífica voz. Aquilo tudo parece natural pra ela, e o seu jeito é de encantar qualquer um. Nunca fui muito melancólico e muito menos tão detalhista como agora, mas eu realmente não sei o que houve comigo. Quando elas param, todos começam a aplaudir e alguns gritam com euforia. Eu sorrio, e saio quando vejo que elas estão indo pra uma casa ao lado. E então, eu tenho a melhor idéia. Encontro um dos guardas fazendo ronda, e entrego um pergaminho à ele, mandando levar àquela moça. E volto para o castelo fazer esse pedido ao meu pai.

 

{Algumas horas depois}

 

-Rei: está na hora de entrarmos, e eu espero que você se comporte hoje, Joshua, temos convidados um tanto importantes para você conhecer

-Josh: (bufa)

-Rei: lembre-se do que eu fiz por você hoje. Você fez um dos meus guardas convidar alguém parar cantar em nosso evento sem

me contatar

 

Entramos, mas como eu estava estressado, nem fiz muita cena como o resto da minha família. Nos sentamos nos tronos e enfim, algo me dá uma faísca de esperança, o anúncio de que a mulher que cantou mais cedo, iria começar, mas então, desanimo, involuntariamente, pois só havia ela no palco, e fico de cara fechada denovo. Não que eu esteja desvorizando o trabalho dela, mas eu esperava a dupla. Ela ficou ali por 1 horas mais ou menos, e então, pede uma pausa e apresenta sua sobrinha, a garota que estava com ela mais cedo. Ela veio para fazer reverência, e meus ouvidos já pediam para ouvir aquela incrível voz denovo, e antes de se apresentar, nossos olhares se encontram, e por ali, eu deixo ficar. Noto que ela estava tímida, o que me fez ganhar um leve sorriso de canto, e, de forma natural, me faz retribuir. Quando ela termina, todos aplaudem, incluindo eu, que faz o queixo de Joalin, minha irmã, cair.

-Joalin: Joshua?! gostando de música? achei que odiava

-Josh: a diferença entre gostar de música e não gostar de você cantando que nem uma gralha, está bem clara

-Joalin: engraçadinho...a menina até que é bem bonita (olha desconfiado para ele)

-Josh: é mesmo (fala sem pensar e logo em seguida a encara, arrependido pela sinceridade)

-Joalin: eu sabia que não era só sobre a música! você está interessado na cantoraa

(sussura)

-Josh: não estou, só me encantei pelo seu potencial, assim como muitos aqui (sussura)

-Joalin: hum, sei (sussura)

 

Após isso, decido ignorar qualquer outro comentário ou gracinha que Joalin faz em relação a mim, e noto que perco a garota de vista, o que me faz levantar, discretamente, e sair pelo salão a sua...procura? e depois de um breve tempo, a encontro indo em direção à varanda, e assim que vou tentar ir junto, o rei aparece na minha frente.

 

-Rei: aonde vai?

-Josh: estava só dando uma volta

-Rei: então, já que não está ocupado, conheça a princesa Sofya e seus pais, do reino russo (diz apontando para atrás de mim)

-Josh: oh, boa noite, vossa realeza (reverencio em forma de respeito)

 

Sofya foi a primeira a retribuir a reverência, rapidamente até, e seus pais fazem depois. Nossos pais acabaram conversando por ali. Enquanto eu contia aquela agonia em encontrar a garota que insistia em ficar na minha mente, enquanto havia outra princesa na minha frente.


Notas Finais


nesse cap eu fiz o mesmo dia, só que na visão do Josh, espero que tenham gostado da ídeia, e desculpem não ter evoluído muito na história, mas é que eu seja totalmente especial💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...