História Um amor confuso - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 14
Palavras 709
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que cês gostem, essa história tá enchendo mt minha cabeça QwQ

Capítulo 4 - O passeio


Jogo meu celular no tapete.

Eu: Quem eu devo chamar... Talvez os dois? Mas Vítor e muito anti-social, com certeza ele não vai, mas já que eles estão na mesa de jantar, ja chamo os dois.

Me levanto da cama, pego meu celular e boto no carregador, pego uma toalha no guarda roupa, umas roupas e vou pra sala de jantar.

Eu: Er... Vocês querem sair? Umas amigas vão sair, e me chamaram, e deixaram eu chamar alguém, então, querem ir?

Gabriel: Eu topo, já o Vítor eu não sei...

Vítor: Eu... Não sei...

Gabriel: Por favor, boraaa, faz tempo que você não sai de casa.

Vítor: Eu saio todo dia... Pra o trabalho.

Gabriel: Grande merda, casa trabalho, trabalho casa.

Vítor: Taaaa, eu vou. - Ele fala estressado.

Gabriel: Aeeeeeee, vou me arrumar já que já tomei banho.

Eu: Vou tomar banho.

Vou pro banheiro e começo a tomar banho, quando to quase acabando, me esqueci a toalha, droga, mas não deve ter ninguém na sala, eles devem ta trocando de roupa. Pego a toalha de enxugar mãos e uso, mas não cabe a sintura toda... Ainda mais com essa elevação... Saiu do banheiro sem fazer barulho, e quando passo pela porta de Vítor, ele a abre me vendo praticamente, nú.

Eu:... - Corado

Ele:...

Eu: Vai fazer o que? Continuar me vendo quase pelado?

Ele: Er... Não sei... - Ele fecha a porta - Que corpo... - Ele sussurra.

Vou pro meu quarto, pego minha toalha e me enxugo, e visto minha roupa. Agora sim estou pronto. Saiu do meu quarto e espero eles na sala, e Vítor sai primeiro. Fico corado.

Eu: Esqueça que viu o que você viu okay?

Vítor: Não precisa...

Eu: Continua safado hehehe...

Vítor: Eu não mudei nada... - Ele se aproxima.

Eu: Mudou sim - Botou o dedo na testa dele e empurro ele pra trás. - Você ficou mais arrogantemente.

Vítor: Eu não queria adimitir, desculpa.

Eu: Mas também não precisava ser grosso...

Logo após, Gabriel chega na sala.

Gabriel: Eae, vamos?

Eu: Bora - Me levanto.

Saimos de casa e vamos indo pra praça principal, quando chegamos lá ta Helô, Júlia e Camila. Nos abraçamos, já que faz muito tempo que não nos vemos. Vamos pra uma sorveteria. Peço um sandey de chocolate com morango, uma ótima mistura. Mas do nada, o povo sai e deixa eu e Vítor só... Eu fico mexendo no sorvete e não conseguimos dar nem um piu, até que...

Vítor: Tu me perdoa?

Eu: Não creio que você va fazer a mesma coisa de ates - Rimos - Eu te perdoou, eu acho...

Vítor: Que bom - Ele sorri e voltamos a tomar o sorvete.

Acabamos de tomar o sorvete e vamos encontrar o resto do povo, e quando chegamos ta todo mundo se pegando.

Eu: Nooossaaaa, então quer dizer que vamos ficar de vela?

Vítor: Acho que sim, ou podemos fazer outra coisa - Eu fico corado - Passear por ai, Gabriel tava certo, faz muito tempo que não saiu, com certeza você conhece todos os lugares

Eu: Okay.

E vamos andando pelas praças.

Vítor: Nossa, fazia tanto tempo que não vinha aqui que nem sabia que o parque tava por aqui.

Eu: Bora ir na chicara maluca?

Vítor: Se eu vomitar a culpa e sua - Rimos

Compramos ingressos e vamos, e começa a rodar devagar.

Vítor: Só isso? Pensei que era mais rápido.

E começa a ir mais rápido, muito mais rápido.

Vítor: PUTA QUE PARIIIIIUUUU!!!

Eu: MANOOO, FAZ MUITO TEMPO QUE NÃO VENHO AQUI, AAAAAAH!!!

Me agarro aos braços de Vítor. Quando acaba a gente fica tonto, e saimos um agarrado no outro, e Camila e Gabriel encontra a gente.

Gabriel: Aah, então quer dizer que o casal tá junto?

Eu: Claro que não bobo, só estamos tontos... Mas bem que eu queria - Digo baixo.

Vítor: E melhor voltarmos, já to com sono.

Eu: Já não estou mais tonto, então... - Agarro ele pelo ombro - Eu te levo - Sorrio.

Vítor: Valeu.

E eu vou levando-o até em casa.

Vítor: Eu ainda tô muito tonto... Pode trocar minha roupa?

Eu: Ainda? Oloco, posso sim - Fico corado.

Tiro a roupa dele e vejo a elevação em sua cueca, logo em seguida fico corado. Pego um short dele, e visto nele, mas quando subo o short, minha mão passa pelo seu pau, e eu fico parecendo uma pimenta.

Vítor: Valeu - Logo em seguida ele pega no sono.

Eu: Que barriga linda...

Vou pro meu quarto dormir também, já que agora so tem isso a fazer.


Notas Finais


Yooo, espero que tenham gostado, valeu szzz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...