História Um amor correspondido - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtanboys, Bts, Jikook, Namjin, Taeyoonseok, Vyoonseok
Visualizações 80
Palavras 1.818
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - 1


Fanfic / Fanfiction Um amor correspondido - Capítulo 1 - 1

— Yoonnie — Chamei o outro de uma forma manhosa — Eu não quero entrar, vamos embora logo, hyung — Puxei seu braço na intenção de sairmos da fila. Yoongi poderia ser mais baixo que eu e eu com certeza era mais forte que si, mas não consegui fazer com que ele saísse do lugar.

— Você me deve uma, cara — Segurou meu pulso e me olhou sério — Você prometeu que iria me ajudar com isso.

— Yoonnie, outro dia nós resolvemos — Remunguei olhando para os meus pés. Usava um tênis preto — Eu só quero me jogar na minha cama, comer chocolate até não aguentar mais, chorar assistindo um romance clichê e lembrar dele, enquanto eu tenho um leve ódio daquele idiota.

— Jimin, não! — Falou um pouco alto, fazendo os outros olharem para nós — Você vai entrar nessa balada e não irá discutir, entendeu? — Confirmei com a cabeça.

— Hyung...Mas eu ainda não estou pronto pra ficar com alguém — Ele me olhou e beijou minha bochecha.

— Não precisa ficar com ele, está tudo bem — Sorriu para mim — Só espero que não estrague o meu dia, certo?

— Hyung — O chamei.

— Fala Jimin — Falou calmamente.

— Mas eu não quero ficar de vela — Remunguei puxando sua cintura e colocando minha cabeça em seu ombro.

— Não precisa ficar perto — Concordei — Só não quero que vá embora antes de mim, se não você vai ver só — Me encarou com um olhar mortal. Eu não iria de forma nenhuma sair daquele lugar sem ele, até porque não sabia nem como voltar para casa. 

— Seus nomes — O homem alto perguntou, assim que chegamos na frente da fila.

— Min Yoongi e Park Jimin — Yoongi respondeu, fazendo o outro procurar os nomes e sorrir, enquanto procurava.

— Podem entrar — Deu um espaço e nós entramos.

— Ele ficou sorrindo estranho, você viu? — Yoongi concordou, com um sorriso bobo olhando para algum canto — Hyung — Ele me encarou e eu sorri para si — Aquele que é Kim Taehyung?

— Não — Ajeitou sua postura, me puxando para algum lugar — Aquele é Jung Hoseok — Se sentou em uma das cadeiras que ficam na frente do bar — Eu quero a bebida mais fraca para ele e para mim, pode trazer a mais forte que tiver — O homem sorriu, indo fazer os pedidos.

— Ele é o garoto que você tem um relacionamento, junto com Taehyung? — Ele concordou — Não sou tão fraco para bebidas, hyung — Remunguei, pegando a bebida.

— Eu sei, mas quero que não fique tão bêbado no final da festa, não gostaria nem um pouco de ter que pegar você no colo — Bebeu o líquido que estava no seu copo — Eu adorei isso — Bebeu tudo de uma vez — Eu quero outro desse aqui.

Me sentei ao seu lado, bebendo a minha bebida aos poucos, enquanto observava o local com cautela.




Autora





— Não acredito que vai me colocar em mais uma roubada, Tae — Jungkook reclamou, encarando o amigo.

— Não é uma roubada — Falou bebendo uma bebida qualquer — E outra, eu não posso beijar o garoto que estou ficando e deixar o amigo dele olhando tudo, é constrangedor.

— Isso é problema seu e do seu ficante, porra — Sorriu para alguém que havia falado um "oi" para si.

— Ele disse que o amigo dele é bonito — O outro lhe encarou.

— Você não conhece ele? — Ele negou — Porra, Taehyung — Passou à mão nos cabelos, deixando o copo vazio em uma mesa qualquer.

— Você me deve essa — Sorriu para o amigo — Vamos, não vai ser tão ruim assim.




Jimin





— Vem, Hyung — Puxei o garoto pelo pulso, levando-o até a pista — Vamos dançar — Ele riu puxando minha cintura. 

Mexiamos o quadril, conforme o ritmo da música. Ele me soltou apenas para colocar suas mãos no joelho e rebolar mais e eu fiz o mesmo, logo estávamos descendo até o chão, mexendo a bunda sem nos importar se estávamos dançando bem ou não. 

— Não sabia que dançava, amor — Nós paramos de dançar para ver quem havia falado a frase — Desculpa, não ter vindo falar com você — Yoongi sorriu. Aquele não era Hoseok — Não vai vim me dá um beijo não? — Perguntou sorrindo. Yoongi andou até ele e puxou o garoto pela nuca deixando um selar em seus lábios — Desculpa, não em apresentei — Segurou Yoongi pela cintura me olhando — Eu sou Kim Taehyung — Sorri para si.

— Eu sou Park Jimin — Falei, percebendo um outro garoto se aproximar.

— Eu estava procurando vocês — Deixou um beijo na bochecha do tal Taehyung e Yoongi o puxou para um beijo, colocando às suas mãos na bunda do mesmo, apertando com força. Aquele com certeza era Hoseok — Yoongi — Empurrou um pouco o outro que apenas riu, enquanto Hosoek corava — Eu sou Jung Hoseok.

— Park Jimin — Retribui o abraço do mais alto.

— Jimin, esse aí é meu irmão — Hoseok falou, apontando para o meu lado — Ele é Jeon Jungkook.

— Porque vocês têm sobrenomes diferentes? — Encarei o outro confuso.

— É uma longa história — Taehyung respondeu pelos os garotos — E Hoseok não poderá contar agora, né amor? — O mesmo concordou — Foi bom ter te conhecido finalmente, Jimin — Sorriu se virando.

— Jimin, não vai embora — Yoongi falou, puxando Hoseok para seguir Taehyung.

— Tchau, Jimin — Hoseok gritou, enquanto era puxado por Yoongi.

— Eu deveria ter acreditado quando Taehyung falou que seu namorado disse que você era bonito — Comentou e eu o encarei. Ele era muito bonito.

— Você é o garoto que meu hyung estava falando? — Ele concordou — Você também é bonito — Comentei.

— Vem, vamos tomar alguma coisa e nos conhecer melhor — Segurou minha mão, puxando para um canto.

— Jungkook que saudades — O garoto falou, puxando sua nuca, mas o mesmo o empurrou de leve, sem tirar sua mão da minha.

— Não — Falou simples, voltando a me puxar para algum lugar.

Nos sentamos em um lugar bastante distante dos outros daquela balada e ele fez dois pedidos de bebidas, alegando para o homem que um deles deria ser um pouco fraco. Eu estava bem achando que aquela era a área V.I.P.

— Quem era aquele? — Perguntei curioso e ele apenas sorriu, agradecendo pela bebida e pegando uma delas.

— Meu ex — Colocou o outro copo na minha frente — Essa é sua.

— Porque terminaram?

— Eu cheguei em sua casa e vi ele com um dos meus melhores amigos na cama — O encarei assustado — Não precisa se incomodar, isso já passou.

— Não é isso... — Abaixei minha cabeça, brincando com meus dedos na mesa — Hoje mais cedo, eu recebi uma mensagem dizendo que meu namorado estava em um Hotel. Então eu fui até lá e quando cheguei, ele estava de mãos dadas com o garoto que mais me odiava na faculdade, enquanto beijava ele. Esse garoto era um dos meus melhores amigos, mas assim que comecei a namorar, ele começou à me perseguir — Sorri triste bebendo o líquido devagar — Para você deve ter sido pior, pois eu não peguei os dois na cama.

— Eu sinto muito — Passou a mão no meu rosto suavemente — Como você está com isso?

— Arrasado, mas feliz — Me encarou confuso — Nosso relacionamento estava ficando cada vez pior e eu sempre escutei que ele me traía, só nunca acreditei, mas hoje eu vi com meus próprios olhos. E estou feliz pelo o fato de que não estou mais preso à ele — Ele concordou — Ele era muito possessivo, hyung não gostava muito dele.

— E você ficava irritado com Yoongi por isso, né? — Concordei — Eu também passei por isso.

— Não deveria estar falando uma coisa triste dessa em uma balada — Ele riu se levantando.

— Então vamos dançar, Jimin — Entendeu a mão — Percebi que gosta bastante de dançar — Ri, começando a dançar com ele.




🖤 - 💜 - 💙





— Jimin — Me chamou. Eu estava dançando e ele havia parado, alegando estar cansado, ele estava sentado rindo ao me ver dançar — Taehyung me mandou mensagem pedindo para eu te levar para casa. 

— Entendi — Ri me sentando no chão, encarando seu rosto.

— Quando quiser ir, eu te levo.

— Quero ir agora — Respondi rápido, fazendo o mesmo rir.

— Então, vem cá — Se levantou puxando minha mão e eu senti as coisas começarem a girar fracamente.

— Acho que bebi um pouco demais — Ele riu segurando minha cintura.

— Eu te avisei para não ficar bebendo às minhas bebidas, criança — O encarei com raiva.

— Eu não sou criança — Respondi me soltando de si.

— Certo, você não é — Me puxou pela cintura — Do jeito que não consegue ficar em pé, sem ficar parado, acho melhor eu te levar no colo.

— Eu também acho — Ele riu, puxando minha cintura para cima, me fazendo entrelaçar minhas pernas na sua cintura.

Andou comigo até fora da balada, fazendo o homem que perguntou o eu nome me olhar sorrindo.

— Senhor, Jeon — Falou me fazendo encara-lo — Seu carro já está sendo trago. 

— Obrigado — Falou puxando meu corpo um pouco para cima, por eu estar caindo.

— Jungkook, vamos levá-lo pra sua casa? — Perguntou um homem mais velho, ao lado de Jungkook.

— Não, iremos deixa-lo em casa e depois iremos para minha — O outro concordou. O mais velho abriu a porta do carro e Jungkook me colocou no banco de trás — O endereço é esse — Mostrou o celular.

— Como sabe aonde eu moro? — Perguntei vendo o mesmo entrar no carro e se sentar do meu lado.

— Meu irmão me mandou mensagem, falando que Yoongi disse que você provavelmente não saberia aonde morava.

— O Hyung, acha que eu bebo muito — Reclamei, ouvindo o outro rir.

— Então hoje, você não bebeu muito? — Concordei — Adoraria ver você bêbado.

— Pra me beijar? 

— Também — Sorriu me encarando — Mas acho que estaria ocupado demais rindo de você.

— Aish. 




🖤 - 💙 - 💜




— Pronto — Falou, cobrindo o meu corpo — Eu já vou indo. Avisei para meu irmão falar para seu amigo que já deixei você em casa.

— Boa noite — Sussurrei, sentindo um selar na minha testa.

— Boa noite, criança — Antes que eu pudesse protestar, ele saiu do quarto desligando a luz.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...