História Um amor de Bruxa - (BTS) - Kim Taehyung (Short Fanfic) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V), Personagens Originais
Tags Bts, Kim Taehyung, Romance
Visualizações 29
Palavras 1.017
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eaii genteee Lindaaa trago aqui uma short fanfic inspirada num dorama chamado "Um amor de Bruxa" é um dorama lindo e isto é inspirado e tem muitas referências.
Não precisamos de ter visto o dorama para entender as histórias
So desculpa qualquer erro e boa leitura ❤️

Capítulo 1 - As bruxas andam entre nós! - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Um amor de Bruxa - (BTS) - Kim Taehyung (Short Fanfic) - Capítulo 1 - As bruxas andam entre nós! - Prólogo

Prólogo 


Você acredita em bruxas???


Elas existem, escondidas entre os humanos.

Elas não acreditam em destino e riem dos humanos que acreditam.

Elas não importam-se por objetos cheios valores de dinheiro, mas sim objectos com histórias e valor sentimental.


Mas esta história, é a história da bruxa que acreditou no amor e no destino.


A bruxa é nada mais nada menos do que Myung. A Bruxa destas história.



Myung corria pela a cidade fora atrasada. Atrasada para a sua aula. Embora já maior de idade, ela tinha aulas de psicologia. Um dia ela decidiu que queria entender a mente humana.


Entra na escola dentro e em seguida na sala sem bater e todos olham para ela.


Myung andou até ao lugar e olhou em volta vendo toda a turma olhando para ela incluindo o professor. Deu um sorriso sem graça.



–Outra vez Myung??? – falou o professor a olhando cruzando os braços.


–Não foi por mal! Eu acabei estudando mas juro que não volta acontecer professor!


Professor assente e suspira.


–Se sente logo! – falou se virando para o grande quadro branco e começando a explicar algo.


Myung se senta e suspira de alívio.



–Menina por onde andou?? – sussurrou para Myung sua colega de mesa.


Moon, era a sua amiga humanas,melhores amigas na verdade. Sabiam tudo sobre a outra menos do grande segredo da Myung.


–Eu já falei, eu me deixei dormir...


–Hmmm, tem a certeza que não é nada que anda a preocupar???


–Não Moon eu juro...


Myung para falar ouvindo uma tosse forçada e olha para o professor dando novamente o sorriso sem graça e o professor cruzou os braços.


[...]



Expulsa da aula, francamente... Eu só falei um pouco... E cheguei atrasada... Talvez ter me irritado e o ter chamado de chato não vou a melhor opção... Ai!!! Fazer tudo à forma dos humanos é chato!A tia que não quer que use os poderes...!


Myung de braços cruzados pega o cell e começa a andar distraída no mesmo. Não tirava os olhos do cell ainda assim não batia contra ninguém, apenas andava.



Enquanto andava mexendo no cell, uma mulher que também estava no cell, andava também distraída e entrou na passadeira sem mais nem menos. Ia ser atropelada. O carro vinha com toda a confiança quando viu a mulher tentou parar mas não estava a conseguir até que...


*som de estalo de dedos*


Myung enquanto andava estalou os dedos fazendo o tempo parar. Conforme o tempo voltava ao normal o carro acabou por passar a passadeira sem atropelar a mulher. A mulher andou em volta e confusa mas enfim suspirou aliviada e atravessou a passadeira em segurança.


Myung sorrio guardando o cell e entrando em casa.


–Cheguei!! – tirou os sapatos mas uma seta vinha em direção a ela. Myung se desvia e a seta acaba enterrada na parede. Olha para a frente vendo uma mulher de braços cruzados.


–Quantas vezes já te disse para não chegares atrasada. És maiores de idade sim mas com 19 anos ainda as vezes és uma criança Myung Yangon.


Essa mulher de cabelos finos, longos escuros. Lábios com um batom vermelho discreto e roupa simples chama-se Mi-chi. É a tia da Myung.


–Eu me deixei dormir, nada mais.


Mi suspira.


–Limpa a cozinha por favor, deixei comida no frigorífico para o teu almoço – falou andando até à sala.


–Porque eu???


–Porque às outras vezes sou eu!


Myung suspira e revira os olhos. Vai até à cozinha vendo montes de coisas para limpar.


Francamente... Ela faz de propósito...


Pensou Myung mas então sorri tendo uma ideia. Estala os dedos e a cozinha começa se a arrumar por si mesma.


Mi foi até à cozinha e viu as loiças no ar, pratos a serem lavados. Magia.


–Myung!


–Oh vá lá tia!


–Alguém ainda nos vai descobrir, Myung, os humanos põe se sempre na vida dos outros!!


–Ninguém vai ver. Além disso, qual é a piada de ter Magia se não a pode usar?


Falou Myung confiante quando alguém entra porta dentro gritando.


–Mana! Mana! – gritou uma voz distante.


Myung se assusta e os pratos caiem ao chão se partindo. Quando olha para trás vendo quem era que gritava, era a sua irmã mais nova de 14 anos.


–Lynn!!! Assustas-te me!!


–Desculpa... – falou a garota de olhos claros e cabelos castanhos escuros, não muito alta, roupas simples, lábios rosados e pele clara.


–Ok já chega. Lynn sai da cozinha. Myung vais limpar a cozinha e os caus que fizeste!


Myung se preparava para estalar os dedos quando a tia joga lhe uma faca contra o rosto.


Myung se defende com muita facilidade e a faca cai ao chão.


–Sem Magia minha menina! – falou Mi saindo da cozinha.


Myung revira os olhos e cruza os braços suspirando.


[...]


Myung já tinha terminado de arrumar a cozinha e agora estava sentada no sofá saltando e vendo o que dava nos canais.


Para o canal numa série de romance. Ela começa a ver o casal confessando os seus sentimentos um para o outros. Ela morde os lábios olhando o casal da TV.


Como será... Esse amor que os humanos tanto expressão?



Entretanto...


Uma limousine para um pouco mais à frente de um aeroporto. Um empregado abre a porta detrás da limousine saindo de lá um cara, olhos escuros, cabelos finos e brilhantes. Vestido de termo ageita a sua gravata. Um homem se dirige a ele e estende a mão.


–É um prazer tê-lo de volta a Coreia senhor Kim Tae-hyung, será um grande gosto o servir na sua empresa.Sou o Jeon Jung-kook. Por favor conte comigo.


Taehyung e apertou a mão dele sem qualquer expressão.


–Chame me apenas Taehyung. O gosto será meu de trabalhar consigo. Jungkook.


Jungkook sorrio e se separou do aperto de mão olhando algo na sua agenda. 


–Já tenho tudo pronto para a sua nova casa, devemos seguir até lá?


O empregado voltou a abrir a porta da limusine. Taehyung assente e os dois entraram na limusine.



De volta à casa das bruxas Yangon...


–Myung!


Myung sai do seus pensamentos enquanto olhava a televisão e olhou para a tia que se tinha sentado no sofá à frente dela.


–Sim, tia?


–Por favor nos próximos tempos seja mais discreta com a magia... Iremos ter um vizinho novo, um dono de uma das empresas no centro da cidade. Por favor não faças asneiras.


Myung assente.


Um novo vizinho...?


Continua... 




Notas Finais


Espero que tenham gostado!!! Digam se querem que eu continue ❤️❤️
Beijos e até ao próximo capítulo 💖🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...