História Um amor de Hollywood - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Chris Evans, Comedia, Dramas, Emilia Clarker, Erótico, Romance, Suspense
Visualizações 512
Palavras 1.219
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 18 - Irresistivelmente


CHLOE MURPHY

 

sete meses já havia se passado, foi difícil, mas consegui até aqui fazer todas as filmagens de toda a saga do filme, até viajamos para outros países, para gravar algumas cenas. eu e Mike estávamos tão distantes e apesar de o desejo querer me vencer eu conseguia ser mais forte. Chegamos até aqui. Não precisarei ver mais Mike até o dia do premier do primeiro filme. Isso quer dizer, daqui a mais dois meses. Justamente quando aquela louca da Suzanna que fazia questão de ficar nos sets de filmagem exibindo sua barriga imensa, irá ganhar a filha deles. Sim ela está gravida de uma menina. Enquanto eu sofro por ficar distante do homem que tanto amo. Até agora não encontrei alguém para substitui-lo e Yan nunca faria esse papel. Tanto que já se rebelava arrumando algumas meninas e levando-as para casa quando seus pais não estavam. Ótimo para mim, ele desencanou finalmente que deveríamos ter nossa primeira relação juntos desde o dia que descobriu que me entreguei a Mike.

Chego ao set de filmagem e por hora hoje seria a ultima filmagem, a ultima transa do filme.

 

Então vamos. Um, dois, três... gravando!

 

“Você sabe como eu te amo Tiffany! Sabe que faria qualquer coisa por nós dois. É obvio que vou lutar para te ter de volta. Nosso casamento, nossa história não foi em vão e eu não assinarei nenhum divórcio!” — Merda... logo essa frase tocou meu íntimo. Por mais que fosse a fala do personagem, eu pude enxergar nos olhos de Mike toda a verdade transbordada.

“Você me feriu Ethan! Disse que me amava! Me fez entregar meu coração na bandeja por você, e no final me descartou como se eu fosse uma... qualquer porque sua família não me aceitou por não ser da mesma classe que vocês.” Mike se aproximou me abraçando e eu suspirei. Não fazia parte do script, mas toda vez que ele me abraçava eu precisava ser forte e encontrar coragem para apenas atuar.

“Volta pra mim meu amor. Vamos ser felizes juntos! Eu grito aos quatros cantos do mundo o quanto você é minha e o quanto eu sou seu, só por favor volte! E dane-se o que todos achem ou julguem. Quem pode dizer o que é bom ou ruim, certo ou errado, somos nós amor...” — Mike me olhou com os olhos carregados de promessa, eu pude sentir que apesar da coincidência da frase, Mike mais uma vez transpareceu verdade, como se ele dissesse isso a mim e não a personagem. Ele roçou seus lábios ao meu juntamente com o nariz roçando ao meu. Apesar do script dizer que o doutor Ethan que beijaria Tiffany, eu não me contive e agarrei seu rosto o puxando para um beijo carregado de desejo. Claro que não havia língua, mas acho que desde muito tempo esse seria o beijo, nossos lábios se enroscaram, puxei seu lábio inferior com o meu, e assim que abrimos a boca juntos eu coloquei minha língua dentro da boca de Mike, ele prontamente correspondeu e gemeu em minha boca, eu arfei. Meu desejo venceu infelizmente, Porra Chloe! Não seja fraca... uma voz gritou em minha consciência então bloqueei meus sentimentos beijando Mike coimo uma boa atriz profissional, ele parece ter entendido e apenas seguiu meu ritmo. Filmamos a cena de sexo eu estava louca e sedenta por ele, mesmo sabendo que era errado. Mesmo sabendo que determinei isso em nossa vida. Pude sentir Mike excitado esfregando sua ereção em mim, apesar do tapa-sexo era visível. Mike deslizou sua enorme mão em meus seios e colocando sua boca em meu seio esquerdo fechando seus lábios sobre meu seio e sugou com voracidade apesar de que era apenas para simular, mas eu acabei deixando passar, me fazendo gemer profundamente, fazia tempo que não filmávamos mais cenas como essa, e estranhamente me senti excitada, também pudera, já fazia mais de sete meses sem... o verdadeiro sexo. Das outras vezes apenas o nervosismo e o bloqueio de qualquer reação ou sentimento me consumia. Mike me ajeitou sobre a mesa do escritório no qual filmávamos eu estava de vestido, o vestido soltinho da personagem. Mike me beijava ansiosamente e algumas vezes nós enroscávamos nossa língua escondendo com os lábios, Mike tirou sua roupa ficando nu, apenas com o tapa-sexo. Mike enfiou a mão por debaixo do vestido e arrancou minha calcinha. Sim! Isso fazia parte do script, o que ele não imaginava é que eu estava sem a outra calcinha embaixo da calcinha que era para ele tirar. Mike rosnou em meus lábios, precisávamos ser rápido e fiquei de calcinha de proposito pra ele sentir falta do que perdeu. Bem, era esse o proposito, até seus dedos encontrarem meu ponto central de prazer, abri mais as pernas esquecendo completamente das três câmeras ao redor. Seus dedos circularam meu clitóris pressionando suavemente. Porra!!! Intensifiquei o gemido e deslizei minha mão sobre seu pau. Fazia parte do script simular um estimulo. Era pra simular e eu abusei da simulação tornando o estimulo real. Rapidamente Mike tirou sua mão de mim e tirou a minha do seu pau que já estava duro mesmo com aquela proteção ridícula. Mike segurou minhas pernas me impulsionando para frente e se encaixou no meio delas. Ah Mike... Como eu queria sentir ele pela última vez sem nenhum empecilho. Ele começou a se movimentar sobre mim fortemente como se pudesse rasgar aquele tapa-sexo e atravessar em mim. E foi exatamente o que aconteceu. Por causa do corpo suado o tapa sexo se desfez e sua ereção apontou para mim e esfregou em meu sexo. Mike me encarou como se me pedisse para deixar entrar e como se apenas nos entendêssemos pelo olhar eu assenti. Mike deslizou lentamente dentro de mim me fazendo gemer e ele gemeu deliciosamente. Como se ansiava por isso, aos poucos ele movimentava. Mais uma dessa loucura enquanto filmávamos. Não dava para saberem que ele estava enterrado em mim por causa do vestido que tirava a visão das câmeras. Mas nossos rostos extasiados, enquanto gemíamos... ah esses sim davam pista de qualquer coisa. Mike foi aumentando o ritmo e eu sentia seu pênis entrar e sair da minha carne quentes e completamente úmida... Ah Mike... que saudade eu estava disso... — Mike mordia o lábio enquanto eu o encarava por pura luxuria... Mais uma vez em um mundo só nosso.

 

— Corta! Perfeito! A cena ficou mega real. — Eu corei por três motivos, o primeiro que acabou tão rápido me fazendo sentir vontade de querer mais, o segundo pelo que Nancy disse, a cena ficou mega real, e o terceiro que porra meu desejo decidiu me vencer, me fazendo cometer essa loucura com Mike. Nancy lançou uma toalha para Mike, ela sempre fazia isso quando a cena terminava de uma forma exposta, no caso dele já que o vestido estava bem ali em mim ainda. Assim que me dei conta da loucura que acabara de acontecer, eu corri feito louca até o camarim e sentir alguém correr atrás de mim, tudo o que eu menos precisava era de perguntas do porquê da minha atitude tão veloz e arisca depois de uma cena como essa. Irresistivelmente eu pude conter meus desejos que afloraram subitamente e agora Mike deve estar se sentindo o máximo com isso. Parabéns pela sua merda Chloe!  

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...