1. Spirit Fanfics >
  2. Um amor de infância (Jimin BTS) >
  3. Bala de mel

História Um amor de infância (Jimin BTS) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!!!
Espero que gostem <3

Capítulo 2 - Bala de mel


Fanfic / Fanfiction Um amor de infância (Jimin BTS) - Capítulo 2 - Bala de mel

Jimin

Já era de manhã eu estava na casa da minha avó, tinha dormido lá, me levantei cambaleando de sono a procura da minha avó que estava no telefone conversando com um certo alguém.

- Ele é só uma criança vcs não podem ser tão rigorosos ~a pessoa do de trás da linha telefônica diz alguma coisa~

- Ok, então assim será feito ~minha avó encerra a ligação ~

- Vovó? ~falo entrando na cozinha onde ela estava ~

- Oi querido, dormiu bem?

- Sim

- Venha vou fazer seu café da manhã ~ disse a mesma indo preparar algo para mim comer. Alguns minutos depois aparece com um bolo e leite quente~

- Obrigada vovó

- De nada, Jimin eu e seu pai decidimos que vc irá morar comigo apartir de hoje, tudo bem pra vc querido?

-Sério vó? Claro que sim, isso era oq eu mais queria ~ disse de forma super animada~

- Que bom amor, hoje irei na casa deles buscar suas coisas, porém, tenho que ir no médico então depois da aula vá direto pra ferroviária me esperar ok? Não aceite nada de ninguém estranho, muito menos saia com alguém tá bom?

- Tá bom vovó. Quando eu ficar famoso e ganhar muito dinheiro irei pagar os melhores médicos pra senhora ficar boa logo.

- Vc vai ser muito famoso, vc pode fazer oq quiser amor, nunca duvide de si mesmo e eu sempre estarei com vc ok?

- Ok ~ meu coração se encheu de amor com as palavras da minha avó oq me fez ficar mais calmo~

- Bem, ainda é muito cedo, coma e vá ver televisão que eu irei buscar suas coisas na casa dos seus pais. Me promete ficar quietinho? ~ estica o mindinho para que eu faça uma promessa ~

- Prometo ~ prometi com o mindinho ~

Algumas horas se passaram, minha avó já tinha voltado pra casa e eu já tinha ido pra escola, estava a caminho da ferrovia, minha avó avia dito que eu iria ter que esperar algumas poucas horas mas caso sentisse fome ou frio era só dizer para um moço de uma lanchonete que depois ela se acertava com ele. Cheguei na ferroviária e me sentei no mesmo canto de ontem, fiquei olhando os vagões, as pessoas, até que vi sair de um vagão específico a mesma menininha de ontem, dessa vez com um vestido rosa tbm florido, a mãe dela (eu acho) para e fica conversando com uma outra moça, a menininha me vê e vem correndo em minha direção em seguida parando na minha frente.

- Oi! ~dou um sorriso ~

- Oi... ~a mesma responde com a voz baixa~

- Vc sabe falar ~faço uma cara de surpresa~

- Sei ué

- Pq não disse nada ontem então?

- Eu tava com vergonha ~deu um sorrisinho mostrando os dentes e em seguida tampou o rosto~

- Menina boba. Aquela ali é sua mãe? ~ disse enquanto apontava para a moça que avia vindo com ela~

- É sim, todo dia ela conversa com a amiga dela aí eu tenho que ficar esperando ~falou revirando os olhos ~

- Ah entendi.

- Vc tá com fome hj tbm?

- Só um pouquinho

- Huum ~ fez bico casando alguma coisa em seus bolsos~ Eu não tenho biscou hoje mas tenho duas balinhas pode escolher uma ~ disse esticando a mãozinha pra mim com duas balas, uma de mel e a outra de maracujá ~

- Posso pegar a de mel?

- Pode

- Obrigada ~disse enquanto pegava a bala, depois tirei o plástico e comi, a menininha fez a mesma coisa~

- De nada, que bom que vc escolheu a bala de mel.

- Pq?

- Pq eu não gosto de bala de mel

- Ata ~ dei um sorriso ~

- Vc mora aqui?

- Não ~ falei dando uma risada ~

- Então pq fica aqui?

- Eu fico esperando minha vó voltar do médico

- Ela tá dodói?

- Não, ela só tem que fazer alguns exames de vez em quando

- Oq é isso?

- Exame e quando a pessoa vai não médico pra conferir se não tá dodói

- Ata

- Como vc se chama?

- Park Sn e vc?

- Park Jimin

- Olha nosso sobrenome é igual ~faz uma cara de surpresa ~

- Verdade ~a mãe dela a chama de longe~

- Tchau tenho que ir embora

- Tchau ~acenei com a não, a mesma sai correndo em direção a sua mãe~

Se passaram uma hora e finalmente minha avó tinha chegado. Fui até ela para juda-la com a bolsa que carregava e em seguida fomos para casa.


...




Notas Finais


Continua?
Sorry pelo cap pequeno.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...