1. Spirit Fanfics >
  2. Um Amor de páscoa - Izurumi >
  3. Uma páscoa um pouco fora do normal

História Um Amor de páscoa - Izurumi - Capítulo 1


Escrita por: Gustavin_Yaoyorozu

Notas do Autor


E aí galera, como hoje é dia de páscoa, eu resolvi trazer uma One-Shot pra vocês, e que é melhor de trazer de personagem em uma One-Shot de páscoa do que a própria heroína coelho?

Capítulo 1 - Uma páscoa um pouco fora do normal


Dia de Páscoa, um dia em que todas as famílias comemoram essa data, sendo orando e indo para igreja, trocando ovos de páscoa e chocolates, ou enchendo o saco nas redes sociais sobre como comprar uma barra de chocolate é mais viável que um ovo. De qualquer forma o dia de alguém segue um padrão diferente quando se é um dia de Páscoa.

Um garoto de sardas e cabelos verdes estava em sua casa sem nada para fazer, esse garoto era chamado de Izuku Midoriya, um aluno do tão conhecido colégio U.A. Esse mesmo garoto estava em seu quarto entediado, pelo simples motivo de que sua mãe não pode passar a Páscoa com ele por conta do trabalho de médica, e isso fez com que ele desanimasse muito, afinal, o colégio U.A tinha adequado um sistema de internato, e por isso todos os alunos tinham que sair em vésperas comemorativas obrigatoriamente, por conta dos professores também terem que visitar suas famílias e não estarem a disposição da proteção dos alunos

Izuku: Que chatice. – Disse o esverdeado para si mesmo olhando o teto de sua casa – Mas que saco, nem a páscoa eu posso passar com minha própria mãe. – O garoto entendia que sua mãe tinha ocupações e não poderia passar, e ele não a culpava, mas também essas situações o deixavam muito frustrado – Tomara que esse dia acabe logo, pelo menos lá pra meia noite a minha mãe chega, não é a mesma coisa por não ser mais a páscoa e si, mas já é alguma coisa. – O garoto então solta um suspiro – Quem eu quero enganar, quando ela chegar nem vai ter forças pra ficar em pé. – O garoto fica mais alguns segundos olhando para o teto e refletindo suas amarguras até que ouve algumas batidas na porta da sua casa – Já vai!!! – Disse o garoto indo pegar as chaves de seu apartamento – “Quem poderia ser logo em um dia desses? Talvez seja só a Tia Mitsuki pedindo alguma coisa. Deve ser isso.” – Izuku destranca a porta e logo que abre ele é empurrado no chão por uma mulher albina, de pele morena, olhos vermelhos, pernas musculosas e orelhas de coelho – Hã? Rumi o que você veio fazer aqui.. – Foi interrompido pela albina que deu um beijo voraz que fez com que Izuku arregalasse os olhos de surpresa mas logo começa a correspondê-lo

Mirko: Oi Izukinho, sentiu minha falta? – Disse a heroína coelho enquanto rebolava no colo do esverdeado

Izuku: Fecha a porta, alguém pode ver. – Disse Izuku muito corado e Rumi logo em seguida fecha a porta e a tranca – Como você soube que minha mãe não estava aqui?

Mirko: Não vai me dar nem um oi pra sua amiguinha de sexo? – Mirko era a famosa heroína coelho, top 5 no ranking do Japão, e ela e Izuku tinham o mesmo estilo de luta que se baseava principalmente em usar as pernas, por isso quando chegou a época de estágios dos alunos da sala 1-A, All Might implorou para que Mirko estagiasse o seu discípulo, o que foi bem difícil pela personalidade explosiva de Mirko que fazia com que ela odiasse ajuda e nunca na vida tivesse estagiado alguém, mas com muita persistência tanto de All Might quanto de Nezu, Mirko aceitou ele em seu estágio. E para encurtar, nos treinamentos de Izuku, ele acabava ficando muito soado e ofegante, fora o fato de que seus músculos ficarem aparecendo por conta do suor, Mirko uma noite, não aguentou seus instintos e deu um jeito de roubar a virgindade de Izuku, fazendo com que eles alternassem seu estágio entre sexo e treinos

Izuku: Oi, mulher que transa com um garoto nove anos mais novo que você, como você soube que minha mãe não estaria aqui em casa hoje? – Respondeu Izuku em um tom de zombaria que assustaria a maioria das pessoas desse mundo, falar nesse tom com uma heroína que está no top 10 no ranking, inda mais alguém com um temperamento que nem de Mirko, mas Izuku era um caso diferente, ele já tinha muita intimidade com Mirko, uma intimidade que talvez ele não tinha com a própria mãe

Mirko: Não vai dizer que você não gosta nem um pouco que seja da nossa diferença de idade. – Disse Mirko rebolando um pouco no colo de Izuku

Izuku: Ta-talvez eu goste. Mas essa não é a pergunta! me diz como você sabia que minha mãe não estaria aqui hoje?

Mirko: Tá bom, tá bom, eu só vi aonde ela trabalhava na fixa dela e descobri os turnos que ela fazia, minha influência como top 5 no ranking me dá esse tipo de acesso. – Respondeu a heroína coelho com um tom um pouco humorístico – Mas como eu sou uma boa amiguinha para o meu Izukinho, eu me senti na obrigação de não deixar ele sozinho nessa páscoa, por isso eu vim fazer uma costinha pra animar ele, e parece que eu já consegui. – Disse Mirko em um tom malicioso e pevertido olhando para baixo

Izuku: Sua safada, usando seus privilégios como heroína para me stakear, você, não tem vergonha não? – Falou Izuku se levantando e pegando Mirko pela cintura e a mesma apensa enrolou suas pernas entre o esverdeado

Mirko: Nossa Izu-kun, pelo visto eu fui muito malvada esse ano, mas eu também não quero ficar essa páscoa sem ganhar chocolate do coelhinho, será que tem alguma coisa que eu possa fazer para ser mais obediente e ganhar o que eu quero? – Disse Mirko em um falso tom arrependido enquanto mordia o seu dedo em sinal de excitação

Izuku: Tem sim, mas você vai ter que comprar direitinho o que eu mandar, ouviu? – Izuku então aproximou seus lábios dos de Mirko e sensualmente ambos se beijaram, foi um beijo doce em que Mirko puxou o cabelo de Izuku para aprofundar mais anda esse beijo, mas o ar foi necessário e ambos separaram aquele incrível beijo fazendo um fio de saliva se formar

Mirko: Pelo visto a páscoa desse ano vai ser só com leitinho e mel hehehe. – Mirko então beijou Izuku novamente enquanto roçava no membro de Izuku e o mesmo a levou em direção ao seu quarto enquanto apertava sua bunda causando alguns leves gemidos que eram abafados pelos beijos – Me joga na cama e faz o que quiser comigo, seu safado.

Izuku: Como quiser. – Izuku então jogou Mirko em sua cama e começou a tirar a roupa da mesma só sobrando sua calcinha e sutiã, ambos sendo da cor preta

Mirko: Pode me provar a vontade. – Disse a heroína coelho lambendo os lábios

Izuku não perdeu tempo e logo tirou a calcinha e sutiã de Mirko, deixando ela completamente nua, assim que termino de fazer isso, Izuku olhou para a buceta de Mirko e se aproximou dela e sem fazer cerimônia, começou a lambe-la

Mirko: Haa~ assim mesmo Izuku, me chupa do jeito que só você sabe fazer. – Falou Mirko em meio aos gemidos de prazer enquanto ofegava. Ela não aguentou e puxou Izuku para mais próximo dela com suas mão e trancou com suas pernas para ter certeza que ele não se afastaria - Haa~ Izuku, eu vou. – Mirko não conseguiu terminar de falar pois acabou tendo um orgasmo na cara de Izuku, o mesmo não perdeu tempo e já lambeu tudo

Izuku: Quem diria que a heroína coelho seria a pessoa que implora na cama pra sentir mais prazer. – Falou Izuku com um sorriso sacana e logo em seguida ele começou a chupar seus dedos que estavam com um pouco do “melzinho” de Mirko – Mais um pouco e eu fico diabético, tomando isso todo dia.

Mirko: Agora é minha vez. – Falou Mirko em meio aos ofegos que tinha e pulou em cima de Izuku e rasgou suas roupas, o deixando completamente nú – Vamos ver quem que vai implorar por prazer agora. – Izuku estava sentado na beira de sua cama e com seu membro totalmente ereto que batia na cara de Mirko – Ficou maior do que da última vez. – Disse Mirko babado vendo o que ela queria receber – Vamos provar pra ver se isso ainda está como era antes. – Mirko então abocanhou o pau de Izuku e começou a chupa-lo sem muitas dificuldades, ela já estava muito experiente nisso e sabia exatamente o que dava mais prazer para Izuku, ela usava o famoso ahegao enquanto chupava o membro de Izuku enquanto olhava em seu rosto pra ter certeza que ele estava curtindo ao máximo

Izuku: Você sabe mesmo como me dar um boquete, sua coelhinha safada. – Depois de uns 10 minutos de boquete, Mirko percebeu que os gemidos de Izuku ficando mais constantes e sua respiração mais acelerada soube que em pouco tempo ele chegaria em seu ápice e começou a fazer movimentos mais rápidos – Mirko eu vou.. – Izuku não terminou da falar pois teve um orgasmo profundo e gozou na boca de Mirko, que por causa de suas muitas experiências na cama com Izuku, conseguiu não deixar nada cair, mas que nem das outras vezes achou ficando com seus olhos lacrimejando

Mirko: Estava uma delícia, mestre. – Falou Mirko em um tom pevertido fazendo com que Izuku novamente tivesse outra ereção – Pelo visto meu trabalho ainda não acabou. – Mirko então subiu na cama e ficou de quatro – Vem Izuku, vamos foder que nem coelhos. – Disse Mirko balançando a bunda

Izuku: Como quiser, Rumi-chan. – Falou Izuku posicionando seu pênis na entrada de Mirko e enfiando sem nenhuma dó, fazendo um gemido bem alto por parte da heroína coelho

Mirko: Como que alguém vive sem ter isso? – Falou Mirko com a língua de fora – Vamos Izuku, eu não sou de porcelana, pode ir com tudo, me fode o mais forte que puder. – Izuku fez assim como Mirko pediu e começou a se movimentar em um ritmo alto enquanto Mirko gemia feito doida, e em poucos momentos fazendo com que a mesma tivesse um grande orgasmo no esverdeado

Izuku: Olá só, além de ser uma coelhinha safada, ainda é uma coelhinha egoísta, pelo visto eu vou ter que dar uma punição pra você. – Disse Izuku dando um forte tapa na bunda de Mirko

Mirko: Sim, eu sou uma coelhinha safada e egoísta, me ensine a ser mais obediente, Izuku-kun. – Falou Mirko levando outro tapa e em seguida soltando outro gemido de prazer sair. Izuku começou a penetra-la violentamente e mudou de posição, levando Mirko para fora da cama e levantando a perna da coelha no seu ombro para ficar mais confortável

Izuku: Pronto, com essa posição eu vou poder fazer isso. – Disse Izuku dando algumas mordidas no pescoço de Mirko e deixando algumas marcas de chupão nela

Mirko: Isso Izuku, me marca! Me faz sua mulher! – Falou Mirko em meio aos gemidos

Izuku: Rumi, eu acho que eu já estou no limite. – Izuku não aguentou e acabou gozando na buceta de Mirko, que assim que sentiu aquilo em sua buceta também teve um orgasmo – Você sabe que ainda não acabamos, não é? – Perguntou Izuku u no ouvido de Mirko, que apensa pode sentir um arrepio percorrer seu corpo

Mirko: É claro que não, e nem queria que já acabasse. – Mirko posicionou seus braços na parede e empinou sua bunda – Fode meu cuzinho como se não tivesse mais amanhã. – Falou Mirko balançando sua bunda para Izuku, que não perdeu tempo e a penetrou com tudo o cuzinho de Mirko, fazendo novamente ela soltar um gemido alto. Izuku aproveitou sua mão livre e colocou na buceta de Mirko e começou a masturba-lo enquanto ainda a penetrava por trás, fazendo Mirko perder totalmente sua cabeça por conta do prazer, eles ficaram assim por volta de 40 minutos até que não aguentaram mais e acabaram chegando ambos a um orgasmo intenso

Izuku: Melhor páscoa da minha vida. – Disse o esverdeado em meio aos seus ofegos

Mirko: Que bom que eu sou uma ótima amiga e sempre estou aqui para te ajudar no que você precisar. – Respondeu Mirko também ofegante e quase sem forças, ela então se aproximou do rosto de Izuku e o deu um último beijo para selar essa noite

Inko: Bonito, senhor Izuku, muito bonito. – Disse Inko na porta do quarto e com um bisturi na mão assustando Izuku e Mirko pela aparição repentina – Não vai me apresentar sua amiga não? Eu quero ter certeza o qual vai ser o nome da vadia que eu vou esfaquear por ter roubado a inocência do meu bebê. – Falou a esverdeado em um tom frio que assustou tanto Izuku, quanto Mirko

Izuku: CORRE, RUMI, CORRE!!! – Gritou Izuku logo vendo Inko partir para cima de Mirko com o seu bisturi... Realmente, esse é um dia de Páscoa que iria ficar na memória de Izuku...

 


Notas Finais


Comentem o que vocês acharam da One-Shot


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...