1. Spirit Fanfics >
  2. Um Amor de Viagem. Parte 2 >
  3. Todas as complicações

História Um Amor de Viagem. Parte 2 - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Todas as complicações


Fanfic / Fanfiction Um Amor de Viagem. Parte 2 - Capítulo 6 - Todas as complicações

Três longas semanas se passaram e tem sido tudo muito estressante, agitado e bastante novo. Quer dizer, tiveram algumas noites boas entre o Kino e eu, mas, quando o dia amanhece vem todas as complicações. 

Pra minha sorte a mãe dele viajou e eu tive uma coisa a menos pra me preocupar. As tarefas de casa é o que mais me aborrecem, quase nunca tem fim. Ou melhor, não tem fim. Tô tentando aprender a cozinhar e tenho feito o almoço pro Kino já que a mãe dele não está, outro dia o pai dele também comeu aqui e isso me deixou ainda mais nervosa. Os dois riram da aparência da minha comida, mas, disseram que o sabor estava bom.

Passei alguns dias bastante enjoada e não conseguia nem chegar perto do Kino que logo ficava aborrecida, depois disso eu chorava e ele tentava me consolar, mas, novamente eu me irritava com ele.

- Oi amor. Tá se sentindo melhor? (Ele entrou em casa, eu via tv do sofá.)

- O enjoo passou.

- Ainda tá irritada comigo?

- Não. Não Kino, me desculpa. Você sabe que não é por querer. Eu só, eu só...

- Não precisa chorar, amor eu entendo. Vou tomar um banho e venho me sentar aí com você.

- Tá bem.

- E aí ligaram de algum dos lugares que você procurou emprego? (Ele foi seguindo pro banheiro, levantei e fui até a geladeira.)

- Ainda não. Já tô perdendo as esperanças de que vou conseguir. Kino eu posso comer seu iogurte?

- Pode sim...

Ele ligou o chuveiro enquanto eu comia aquele iogurte de morango sabendo que logo irei colocar tudo pra fora. Além é claro de sentir câimbras e azia. Isso me deixa de mal humor e tudo volta de novo, a rotina tá acabando comigo.

Ficar em casa sozinha o dia todo tá me deixando louca. As vezes vou pra oficina e fico olhando o Kino trabalhar. A Minnie anda bem ocupada com o trabalho e nas últimas semanas a gente quase não se viu.

- Ainda tem água quente?

- Acabou, essa droga de chuveiro. Vou tentar consertar amanhã já que é minha folga.

- Eu fiz mingau de arroz e também carne grelhada.

- Sério? Que linda, minha mulher cozinhando pra mim. (Ele me deu um beijo e foi se vestir.)

- Tá colocando essa roupa porquê? Vai sair? 

- Vou me encontrar com os caras lá na casa do Hongseok. 

- Achei que ia ver tv comigo.

- Desculpa amor, mas, eu tinha combinado desde semana passada com eles. Se eu não for eles vão ficar me enchendo o saco de que eu me "casei" e tô sendo domando por minha mulher. Hahahahah, sabe como os caras podem ser idiotas.

- É eu sei. (Já fechei minha cara.)

- Que foi? Ficou com raiva? 

- Não precisa fingir que se importa Kino. Eu passo o dia inteiro sozinha dentro dessa casa esperando que você de noite fique comigo, converse comigo e não, vai sair pra curtir com seus amigos. Vai lá. Imagina se eu tô com raiva.

- Pelo amor de Deus! Você é impressionante Sooyeon. Eu faço de tudo pra agradar você, trabalho dia e noite naquela oficina pra ter dinheiro pra comprar coisas aqui pra casa e ainda sim você reclama porque eu vou sair pra tomar uma cerveja com meus amigos. 

- Acha que só quero isso de você? Seu dinheiro? 

- Ahhh por favor, olha só para tá. Quer ir comigo? Quer sair, o Yuto ficou de ir posso mandar uma mensagem pra ele levar a sua amiga.

- Vai me levar contra a vontade. Não quero ir só porque eu reclamei...

- Sooyeon deixa de besteira. Vai se trocar enquanto eu como o que você preparou. 

Levantei do sofá e fui trocar de roupa. Não falei mais nada, ele terminou de comer e logo saímos. 

- Eu ia sozinho a pé, mas, vou pegar a Kombi já que você vai também.

- Se quiser eu fico em casa Kino.

- Para de pirraça Sooyeon. Deixa de besteira, e por favor, não fica com essa cara quando a gente chegar na casa do Hongseok não.

- É a única cara que tenho.

- Tá certo. Você tá mesmo afim de brigar.

Não falamos mais nada, tanto ele quanto eu ficamos emburrados e seguimos caminho. A casa do Hongseok é perto e dava pra gente ir caminhando numa boa. Mas, como ele acha que eu não posso fazer nada acabou querendo ir de carro. Até que não vou reclamar sobre isso...

Chegamos e já na frente da casa notamos dois carros estacionados. Havia um barulho de música, não alta, ainda sim dava pra se ouvir lá de fora.

- Droga, esqueci meu celular. (Eu reclamei pra mim mesma enquanto descia do carro.)

- Vem Sooyeon.

Ele tentou segurar minha mão, mas, eu não deixei. Caminhamos até a porta, Kino tocou a campainha e ficamos esperando alguém atender. Fiquei um pouco mais atrás...

- KINO! Meu camarada... Namoradinha do Kino, oi. ( Ele meio que deu uma morgada quando me viu.)

- Fala Hongseok. E aí? (Os dois apertaram as mãos e deram um breve abraço.)

- Eu tenho nome. (Falei.)

- Claro. Claro. Agora é mulherzinha grávida do Kino. Entrem, entrem. (Esse garoto não deixa de ser idiota.)

- Vem Sooyeon.

Entramos na casa, bem grande e muito bonita por sinal. Na sala havia mais pessoas do que o Kino falou que haveria, pessoas essas incluindo algumas mulheres. Mulheres que nunca vi na minha vida, 4 delas. Também estavam por ali o Yeo One, o Jinho, o Hui e outros garotos que não conheço.

- Fiquem a vontade. Podem se servir, tem salgadinhos, tortas, pizzas em cima da mesa e bebida na geladeira.

- Valeu cara. Boa noite pessoal. 

Kino falou, ele estava um tanto desconfortável. Talvez por eu ter vindo, talvez não, certeza que é por causa disso. Mas, provavelmente ele não sabia das garotas jamais ele iria me trazer se soubesse que teria mulher na jogada.

- Boa noite papai do ano, mamãe do ano. (Respondeu o Hui em tom de riso.)

- Oi Hui, oi todo mundo. Boa noite. (Tentei parecer normal.)

- Pra quem não conhece essa daqui é minha namorada Sooyeon.

- Bem vinda querida.

- Oi...

As pessoas falavam ali e eu tentava interagir numa boa. Não vou descontar a raiva que eu tô do Kino nos outros que não tem nada a ver.

- Quer comer alguma coisa Sooyeon?

- Quero. Vou me sentar ali na varanda enquanto você vai pegar comida pra mim.

- Não quer ficar ali com o pessoal?

- Não. Vou ficar bem ali. (Ele me seguiu até a varanda.)

- Por favor, não fica fazendo cena de ciúmes na frente dos outros. Eu nem sabia que essas pessoas todas estariam aqui.

- Tá bom Kino. Eu só quero me sentar e comer da torta em paz, depois eu vou lá bancar a namorada grávida e feliz pra todo mundo.

- Você é impressionante.

- Sooyeon! 

- Grandão. Oi, quanto tempo. 

- Oi Kino.

- Como vai Wooseok?

- Melhor agora.

Wooseok apareceu ali perto de nós e de alguma forma meu humor mudou. Ele me deixou alegre só de vê-lo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...