1. Spirit Fanfics >
  2. Um Amor diferente >
  3. Encontro

História Um Amor diferente - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Essa é uma história com um romance Yaoi (Gay).
Me diz o que você achou desse capítulo e tenha uma Boa leitura!

Capítulo 1 - Encontro


<Antes de ler essa história, você precisa abrir sua mente e ficar sabendo onde nosso querido protagonista está, e o que ele é.>

 

Kainan é o nosso querido protagonista. Ele é um jovem aprendiz -das artes mágicas-, de vinte anos. Kainan mora em um pequeno vilarejo junto com sua mãe, uma camponesa e curandeira.

Nesse mundo, existem várias espécies de humanos: Bruxos, elfos, sereias e os guerreiros que são humanos treinados para batalhas, sem habilidades misticas.

 

Agora que você já tem uma base de conhecimento do que vai ler, Boa sorte nessa viajem.

 

 

 

Em uma grande floresta, estava Kainan deitado em um enorme galho, lendo um antigo livro sobre alguns guerreiros, da qual sua mãe temia em falar.

Os ventos cada vez mais tensos, batiam em seu cabelo escuro, Anunciando a chegada da noite. O jovem logo percebeu que deveria estar em casa, pois sua mãe já estaria preocupada.

Kainan saltou do galho, pondo o antigo livro em seu bolso.

-Está bem… vamos lá. -Kainan foi andando em direção a sua casa pensando em algo para dizer a sua mãe. -Érg… Mãe, eu estava indo colher algumas ervas… e…. um meteorito caiu… na minha frente? -O garoto bufou para si mesmo. -Voce pode fazer melhor.... Então, mãe… Eu estava indo colher algumas ervas e…. Eu bat-bati a cabeça. Isso! Perfeito… É só não gaguejar e vai dar tudo certo!

Logo o garoto parou, sentindo um cheiro de fumaça no ar. Kainan olhou para os dois lados tentando achar de onde vinha. Logo viu uma enorme luz, ali, perto de si. Curioso, resolveu ir mais afundo, pois já estava tarde para alguém sair do vilarejo. A medida que chegava mais perto, podia ouvir pessoas falando e rindo.

O jovem feiticeiro se escondeu atrás de uma árvore, observando um grupo de pessoas a qual nunca havia visto algo igual.

Vestiam roupas que mais se pareciam com pedras, possuíam objetos afiados em sua cintura e o que mais deixou curioso foi o fato daqueles homens se parecerem tanto com as pessoas na sua vila.

-O que vocês são…? -Kainan tirou o livro de seu bolso, passando as páginas até encontrar um desenho semelhante as pessoas a sua frente. -Vocês são esses guerreiros….? Ainda existem… Será mesmo...? Não pode ser. -Sussurrou para si mesmo. O jovem estava feliz, mas ao mesmo tempo estava com medo.

Todo esse sentimento confuso logo desapareceu ao sentir um objeto pontudo encostando nas suas costas.

-Você vai virar bem devagar…

Em um ato impensável, o feiticeiro tentou correr, mas o homem o puxou para si, cobrindo sua boca.

-Fica quieto. Você é idiota? -O homem o segurou contra seu corpo, a fim de não deixá-lo fugir. -Eu vou soltar sua boca… Está bem?

Kainan apenas fez um pequeno gesto com a cabeça, dizendo que sim.

Onde tinha se metido? O jovem se perguntava mentalmente.

Logo o homem atrás de si foi tirando sua mão bem devagar. O feiticeiro sentiu-se mais aliviado. Poderia lançar algum feitiço para fugir daquela situação, mas não queria.

-Qu-quem é você?! -O feiticeiro tem sua boca tampada de novo.

-Não grita… Se eles te ouvirem, não vou poder fazer nada a respeito. -O homem diz em um tom ameaçador. -Você é algum ser místico? Qual seu nome?

O homem vai tirando sua mão, mas ainda o mantendo colado ao seu corpo.

-K-Kainan… Eu sou… -O que dizia agora? Se dissesse que era um feiticeiro, seria morto? - Eu sou um… Humano n-normal.

-Essa parte da floresta é um ninho místico, sabe disso, garoto? -O homem diz em seu ouvido, percebendo a mentira que acabara de ouvir.

-O que você é…? -Kainan perguntou, com certo receio. -Você é algum tipo de guerreiro?

Um momento de silêncio se fez no ar. Apenas se podia ouvir o vento batendo nas folhas ao seu redor.

-Pode se dizer que sim… Eu sou um soldado do rei. -O homem logo soltou o feiticeiro.

Ao se virar, Kainan pôde ver de perto um dos guerreiros temíveis, que sua mãe evitava em falar. O cabelo loiro escuro ia até seu ombro, sua barba por fazer e suas vestes eram as mesmas do grupo que estava a sua frente.

Curioso, levou sua mão até as vestes do homem.

-É duro…? -Kainan se aproximou mais, abaixando sua guarda. -Isso é pedra…? Ou talvez, algum cristal?

O jovem parecia hipnotizado pelo guerreiro a sua frente. Nunca tinha visto nada igual, a não ser, pelos desenhos no livro.

-É uma armadura. -O homem resolveu explicar ao ver a confusão nos olhos do jovem. -Serve para nos proteger enquanto lutamos. É feita de ferro, para impedir algum ataque.

Kainan logo parou seus olhos em um objeto na mão do homem.

-O que… O que é isso? -Perguntou curioso.

Os dois logo se olharam por um longo tempo.

-Kainan, certo? -O homem pergunta entregando uma pequena adaga que tira do cinto de sua armadura. -Vá. Está ficando escuro.

-Ahm… C-certo! -Kainan já estava seguindo seu caminho, até que lembrou. -Espera, você não me disse seu nome.

O homem se virou, parecendo surpreso.

-Midgar… - O homem se curvou, fazendo uma pequena reverência.

Naquele momento, o garoto sabia que esse seria um momento a qual ele nunca mais esqueceria.

Kainan logo correu para sua casa, sentindo seu coração bater cada vez mais forte, esquecendo completamente de sua mãe e das desculpas que havia inventado.

-Midgar….



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...