1. Spirit Fanfics >
  2. Um Amor em Londres >
  3. Rendição

História Um Amor em Londres - Capítulo 2


Escrita por: e Gaby_ahs


Notas do Autor


AAA, depois se milianos eu voltei kkkkk, não me ninguém pfv ,fiz um cap grande pra recompensar, prometo fazer outro amanhã mesmo , dessa vez vai kkk,não tenho desculpa já que estamos em quarentena ne? Enfim boa leitura ❤

Capítulo 2 - Rendição


Fanfic / Fanfiction Um Amor em Londres - Capítulo 2 - Rendição

5 de março em East Sussex passado 


- Kanao !aguente firme! vai dar tudo certo !_ os sons estrondantes da sirene tomavam conta do ambiente, junto com os choros abafados de Makomo em desespero.

Em todas as recaídas da menor essa tinha sido a  pior , chegou a ficar inconsciente o que fez eu morrer de preocupação.
  Chegando finalmente ao hospital os enfermeiros desceram a maca com Kanao em cima  e levaram para a emergência.
- Senhoras vocês não podem entrar!_O enfermeiro diz segurando nossos ombros em recuada.

- como assim eu preciso ficar com ela ! Por favor deixe eu ficar com ela_ Makomo cai em choro e eu tento acalma-la trazendo-a para recepção.

Depois de muitas horas de espera finalmente o doutor Shino sai para dar o veredito.

A maior pula em cima do Mesmo perguntando incontrolavelmente como kanao estava.

- calma , ela está inconsciente mas está bem_ estava pronta pra falar mas ele me corta diretamente .

- como vocês sabem , Kanao tem  Leucemia Linfoide Crônica, ela não é mortal,e muitas vezes não precisa de tratamento, porém nesse hospital não poderemos dar esse diagnóstico, infelizmente. _O doutor explica seriamente a gravidade do problema , o que nos deixa magoadas por não saber o que fazer.
- ela acordará quando o efeito da anestesia passar , descansem , ela acordara bem.
O doutor se retira nos deixando sem palavras . Decidimos que ficaríamos no hospital até Kanao acordar , Makomo pegaria roupas limpas para a menor enquanto eu ficaria esperando.

Fico pensando o momento em que fomos para o fundo do poço, a morte da minha irmã foi um baque para nós, principalmente para sua filha  , achávamos que Kanao estava mal pois sua mãe ter morrido mas na verdade ela sentia uma dor diferente de sofrimento então descobrimos sua leucemia... Foi só ela partir que tudo piorou, ela era a luz de nossas vidas , Makomo nunca esquecerá o que ela fez por si, quando  foi expulsa de casa por estar grávida  , minha irmã a acolheu e a trouxe felicidade novamente porém Makomo perdeu o bebê por passar fome antes de ela aparecer, nunca seria como a irmã e sempre se perguntava porque ela , e não eu?

  A garganta seca me incomoda , então eu vou a procura  de um bebedouro Me deparando  novamente com o doutor .

- Shinobu... , eu sei como não deve está fácil ,não gosto de ver kanao sofrer  , Me apeguei a ela de tanto ela vir ao hospital , não quero isso pra vocês,muito menos pra ela.

- Me desculpa , é tudo culpa minha,se eu fosse mais esforçada _ caiu em Lágrimas - Eu... Conseguiria ajudar ela.

- Você ainda pode ser! , voce faria qualquer coisa por ela não é mesmo  ?_ Shino segura meus dois ombros fazendo o olhar em seus olhos .

- É claro que faria , você sabe!_  grito em sua direção.

- Então vocês vão para Londres,vao arranjar um lugar e um emprego ,  ter uma vida lá e curar minha menina! _ ele puxa violentamente um envelope de seu jaleco.

-O que é isso ?_ pergunto sem entender .

-tem o bastante pra passagem de trem, e pra pagar um apartamento simples! _ Começo a chorar dizendo que não posso aceitar o que ele está fazendo, o maior insistiu, disse que ia ajudar não importa o que eu falasse.

No fim acabei aceitando e contando para Makomo ,o que fez a mesma pular de alegria e intusiamo  Kanao acordou mas ficamos um tempo no hospital até que ela se recuperasse.

08 de março, presente.


-O QUE  VOCÊ ESTA FAZENDO?_ pergunto indignada para o homem e ele pareceu não entender.

- Você não quer do jeito fácil ? Estou com dor de cabeça pra entrevistas, voce ganha o emprego e ainda o prazer que de foder comigo. _ ele tenta se aproximar lentamente.

-Pra trás! O que pensa quê eu sou? Não vou fazer isso com você, seu pervertido! _ falo apontando meu guarda chuva em sua direção.

- Então você é daquelas "difíceis"? _ fala com ironia . - ta bem vamos do jeito difícil então , pode me dar seu currículo?_ ele parece soar profissional agora.

Tiro a pasta da minha bolsa e a abro retirando o papel desejado. -aqui .

Ele solta uma gargalhada debochada. - Você acha que vai conseguir com um currículo desses ? Senhorita Shinobu Kocho._ ele debocha olhando os dados do meu currículo.  - não conseguirá nem vaga de garçonete garota._ ele continua.

- Está bem , eu posso não conseguir,mas mantenho minha dignidade, antes garçonete do que ficar perto de você! Homem repugnante _ solto impulsivamente, o que faz o Moreno me olhar com um semblante sério.

- quem acha que eu sou? Como ousa falar assim comigo pirralha? Posso fazer com que nao consiga nem emprego de catador de lixo._ parece que o deixei bastante raivoso,seu ego foi ferido,as ameaças me deixaram com medo, porém  não voltarei atrás.

- Só ia provar o quão infantil  você é_ puxo o meu currículo de suas mãos.- não preciso disso obrigada pela atenção e até nunca mais .

Me retiro de seu escritório furiosa ao mesmo tempo triste  ,como pude ser tão ruim em um dia só, " não! , ainda tem mais dias está tudo bem !"

Me dirijo até o elevador e respiro fundo tentando pensar positivo , pela kanao

- ei, ei! Segura aí _ um garoto de cabelos rosados berra correndo em minha direção  o que me faz assustar e esticar meu braço rapidamente .

- aaa, obrigado, nossa estou com tanta fome ._ ele fala extrovertidamente O que me faz apenas rir amarelo e olhar para os lados.

- isso é um currículo? _não ! É um mangá.  - Você por acaso teve uma entrevista com o Tomioka-kun? _ o Rosado pergunta curiosamente o que me chama atenção.

- se aquilo se chama entrevista _digo ironicamente,porém ele pareceu entender.

- Tomioka tem um jeito estranho de administrar pessoas , principalmente mulheres bonitas como você.  _ o maior começa a rir e eu coro. -mas no fundo ele é uma boa pessoa , desculpa qualquer coisa que ele tenha feito _ se curva em minha direção.

-n-não tem que se desculpar por ele , tudo bem, já passou, tenho coisas maiores para me preocupar._ falo apertando meu currículo, e o Rosado observou atenciosamente.


Enfim chegamos no térreo, e ele se despediu gentilmente.

Voltando ao hotel recebo um abraço apertado da minha menininha , o que me faz recarregar todas minhas energias.

-Oi tia , como foi seu dia?_ perguntou melancolicamente o que faz eu querer mentir para não magoa-la

- foi bom garotinha , quando me chamarem e eu receber meu primeiro  salário vamos comer pizza está bem? _ seus olhinhos brilharam e ela sorriu alegremente , sabia que pizza era a comida preferida da menor.

- ah você chegou, que bom, pode fazer o almoço maninha? _ Makomo aparece colocando brincos quase pronta pra sair em busca de serviço.

- claro, ainda tem enlatados que trouxemos de East, vou preparar pra nós três._ digo indo direto para a cozinha .

- não se procura, vou sair agora, tô levando uma maçã_deu um beijo em Kanao _ até mais tarde.

- Mas..._ ela fecha a porta e Vai embora . Makomo está sendo forte.. tenho que ser forte também!

O resto do dia passa tranquilamente, depois de comermos procurei canais onde passavam desenhos e assisti o dia todo com Kanao, sempre vendo meus e-mails se haviam alguma resposta das entrevistas,infelizmente não tinha nenhuma o que me deixou cabisbaixa por um tempo.

- Volteiii_ Makomo chega pulando em nossas  costas por trás do sofá.

- manaaa_ Kanao sorri para a mesma.

- me diga como foi seu dia _ perguntei amigavelmente a chamando para sentar ao meu lado.

- miga, foi demais eu tenho certeza que vão me chamar , o entrevistador gostou muito de mim! Talvez amanha vocês tenham uma garçonete linda morando com vocês_ A morena faz poses super animada e nos deixa alegres também.

- que bom como não vão gostar de você maninha ? Você é demais _ Kanao abraça a maior em comemoração,e eu também me junto ao abração.

-mas e  você Shinobu? Como foi sua entrevista, estava apressada e nem me teve tempo de perguntar _ A morena pergunta curiosamente .

- ah , acho que eu fui bem_ fiz menção de " te conto depois" e ela e entendeu.

Depois do jantar fomos colocar Kanao para dormir para conversarmos.

Sentei na berada da cama de Makomo e contei tudo sobre meu dia , ela se revoltou mas eu expliquei  que estava tudo bem e amanhã ia tentar novamente. 


13 de março presente


Se passaram 6 dias depois que chegamos a Londres , Makomo por esforço já estava trabalhando numa cafeteria famosa na cidade , já eu não tive sorte , cada vez mais eu me desesperava  , não chegavam e-mails de aprovação. 

Makomo já tinha pedido um adiantamento para pagar o aluguel, o chefe achou estranho mas ela conseguiu convencê-lo dizendo que faria horas extras.

Mesmo assim, meu desespero era incontrolável o que nao me fazia pensar direito .

Enquanto tomo banho escuto uma notificação então corro rapidamente só de toalha ate o celular.

"Hashira's company

Senhorita Shinobu Kocho , sua entrevista em nossa empresa foi aprovada , amanhã de manhã venha assinar os papéis do contrato. Assinado Sr Tomioka."

Fica paralisada pelo descaramento do homem,enviar um e-mail sem formalidade alguma.
Joga seu celular na cama em reprovação e volta
Ao banho sem tirar isso da cabeça.

- Shinobu ! Já almoçou? _ Makomo pergunta da cozinha quando me ver adentrar o quarto.

- Já sim, agora eu vou dormir, amanhã vou bem cedo procurar mais lugares para entrevistas. Beijos boa noite.  _ falo encorajada e A morena retribui com sorriso .

09 de março às 2:00 am



Ouço um barulho de respiração cansada em baixo do beliche , então pulo pra ver Kanao , ela estava em uma de suas crises, não era grave mas mesmo assim sabia que ela sofria com isso.
Tento não acordar Makomo , dou um comprimido pra dor , e fico com ela até dormir.

Ao amanhecer sinto a necessidade que não posso mais esperar ouço a voz do Doutor "Voce faria qualquer coisa por ela não é mesmo " qualquer coisa!


Coloco minha melhor roupa , uma camisa sem blazer , botas e calça comprida colada ,amarro me cabelo e coloco minha fivela de borboleta ,saio sem pensar duas vezes ,indo diretamente para a empresa mas conhecida  como ninho da cobra .


O céu estava nublado previsível para chuva , entro naquele Castelo espelhado com as mãos cerradas ,respiro fundo e vou conversar  com a recepcionista gentil.


- olá novamente ,estou com hora marcada pra assinar um contrato._ sorrio timidamente.

- Bom dia Sr Shinobu, então você vai ser nossa nova colega de trabalho  , bem vinda! _ fala gentilmente e eu aceno agradecendo . - Bom você vai ter que ir no sétimo andar sala 1-A,acho que você já sabe onde é.

- sala do chefe _ ela acena dizendo que sim.

Agradeço pela recepção e vou em direção ao elevador , cada vez que chegava mais perto meu coração palpitava , o orgulho já não existia mais , teria que aturar muitas coisas, não saberia se conseguiria .

 bato na porta e pude ouvir o relâmpago surpresa , o que me fez saltar de susto .

- entre _ A voz do mais esperado soa , fazendo -a estremecer

Entro relutante sem olhar para o maior , que  estava sentado de pernas cruzadas na cadeira .

- muito bem, sabia que não podia recusar uma proposta dessa não é mesmo_ele fala se levantando .

- nada me irrita mais do que eu falar com alguém e essa pessoa não me olhar no rosto._ele puxa levemente meu rosto pra cima dando assim a visão de seus olhos profundos e frios .

- Tudo bem ,senhor, vou dar meu melhor quando posso começar ? _ ele sorri em dando de costas.

- Você nem ao menos vai perguntar porque a chamei ?_ele fala ríspido  _ Mesmo assim vou te contar, nessa empresa está faltando pessoas sérias, você realmente poderia ter escolhido um caminho mais fácil mas não o fez , isso te faz diferentes das outras . _ anda em círculos em minha volta parando  atrás de mim e se curvando perto dos meu ouvidos.

- mas você me irritou bastante  , o que fez eu colocar umas cláusulas no contrato. - sussurra.

A chuva escorre pela janela enorme de vidro transparente, os trovões nao são mais escutados , seus pelos são arrepiados por conta do halito de menta  que o maior tinha.

Era ali , onde ela se humilhava,mas não sentia remorso, o que vinha pela sua cabeça era faria tudo por Kanao, ela vai ter sua saúde de volta não importa o que aconteça 

Continua 


Notas Finais


Continua mesmoooooo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...