1. Spirit Fanfics >
  2. Um Amor Entre O Ódio - Yoonseok ABO >
  3. Passeio

História Um Amor Entre O Ódio - Yoonseok ABO - Capítulo 5


Escrita por: e Gira_Sol134


Capítulo 5 - Passeio


Jung Hoseok 

Após o Yoongi se arrumar saímos de casa em completo silêncio, eu não citava uma frase e ele também não. 

Em questão do assunto que envolve a Sye dando em cima de mim, isso foi desnecessário da parte dela. A verdade é que ela fica se doando a mim desde que o Yoongi veio morar aqui. Isso veio ficando cada vez pior. Ela vem trabalhar com roupas extravagantes, sendo uma neta e que trabalha comigo a um bom tempo. Confesso que adorei o que o Yoongi fez, ele fez o que eu esperava. 

Ao chegarmos no restaurante descemos do carro e eu logo o tranquei. Ele andou do meu lado, sem dizer uma palavra.

- Boa Noite, têm reserva? - perguntou uma alfa na entrado do restaurante. 

- Sim, no nome de Jung Hoseok. - disse e ela saiu de trás do balcão 

- Siga- me. - disse e saiu de trás do móvel entrando no estabelecimento. 

A mesa era perto de uma parede de vidro, dando visão a vista do lado de fora.

- Você quer beber algo? - perguntei 

- Apenas um suco de laranja. - disse olhando para fora

- Me ver um vinho branco e um suco de laranja, por favor. - disse para o garçom 

- Sim, senhor.  - disse e saiu.

Após um tempo, eu tentei puxar assunto com ele.

- É...Você está bem? - perguntei 

- Poderia estar melhor.. - disse me olhando. FINALMENTE

- Por que? - perguntei 

- Se aquele projeto de Alien falsificado não tivesse feito aquilo, a noite estaria muito gratificante. - disse suspirando. - Será que eu não posso ser feliz? Sempre que eu fico feliz com algo, ou alguém acontece sempre a mesma merda de alguém atrapalhar. Quando não é o meu pai é alguma pessoa estranha.. - choramingou irritado - Eu só queria ser feliz...

- Ei não fique assim... - disse tentando amenizar as coisas. 

- Tem como não ficar? - perguntou irônico 

- Essa noite iremos esquecer todos os problemas. Quanto a Sye, não liga para o que ela dizer. Sabemos que tudo que ela dizer ou dizer é uma mentira.. - disse com as nossas mãos juntas.

- Você tem razão. - sorriu mínimo.

- Licença... - colocou o suco e o vinho na mesa. - Vão querer o que?

- Para mim, traga um Kimbap*. - disse para o garçom - E você? - perguntei ao Yoon

- Para mim um Jjajjangmyun* . - disse normalmente. 

- Já já eu trago.. - disse e saiu

Ficamos em silêncio. 

- É... Tem algo sobre você que eu ainda não sei? - perguntei. Vi ela ficar tenso. 

- N-não.. - disse olhando em volta. 

- Tem certeza? - perguntei novamente.

- S-sim.. - disse olhando em volta.

- O que está acontecendo? - perguntei sério 

- V-você... E-eu... - ele tencionou 

- Confia em mim? - tornei a perguntar.

- Eu estou com medo. - disse olhando em volta.

- Medo de que? - perguntei 

- Do meu cio.. 

- Por que alguém teria medo de um cio? 

- Eu nunca tive um. - disse baixo.

Agora quem tencionou foi eu. Como assim um garoto de dezenove anos nunca teve um cio.

- Como isso é possível? 

- Minha mãe me dava remédios para não ter nenhum, e parecer que sou um Beta. - olhou para a mesa.

- Tudo isso por... - fui interrompido 

- Por causa da posição social da minha família. - vociferou 

- Que família é essa? - disse enraivecido 

- A minha. - disse triste.

- O que você acha de passarmos uns dias na casa dos meus amigos? Eles vão adorar você. - sorri confortável. 

- Eu não sei... 

- Vou ligar para eles. - disse - Eu estou fazendo isso para aumentar sua auto estima. 

- Eu tenho uma? 

- Aqui está os pedidos - disse o garçom antes que eu o respondesse.

- Obrigado. - disse e ele saiu.

Após comermos, fomos até o parque que havia no centro da cidade. O Dalseong Park

- Obrigado... - disse caminhando ao meu lado.

- Por que? - perguntei 

- Por ter conseguido me fazer rir. - gargalhei - Sério. - disse rindo. 

- Obrigado por descongelar aquele homem que eu era. Eu era infeliz sem você e não sabia. - sorri 

- Uma mão lava a outra.. - disse Yoon

- Que hora seria essa? - perguntei me aproximando. 

- Acho que a que você me... - o interrompi o beijando. 

Ambas as mãos em torno do meu rosto, e as minhas em sua cintura a acariciando. 

Tão baixinho.

Aprofundei o beijo, o aproximando do meu corpo. Nos separamos por falta de ar.

- P-poderia fazer isso de novo? - perguntou 

- Com todo o meu prazer. - disse e o beijei novamente. 

Nos beijamos com todo amor que havia em nós. Sentei em um banco que havia perto da gente, e ele sentou no meu colo. Sem cortar o contato. Algum tempo depois nos separamos.

- Vamos para casa? - perguntou 

- Sim.. - ele saiu da onde estava e fomos até aonde o carro estava estacionado e partimos. 

Ao chegar em casa seguimos diretamente para o quarto, local onde trocamos de roupa e adormecemos. Não antes de trocarmos mais beijinhos.


Hs   Estou ficando mal acostumado. 

Yg.   Era o de se esperar. 







Notas Finais


1¹ O Jjajjangmyun é um prato de macarrão chinês de inspiração, mas que coreanos de todas as idades gostam de comer. O saboroso molho é feito com carne picada e feijão preto. 

2² O Kimbap é a versão do sushi japonês da Coreia. É feito de arroz, normalmente recheado com espinafre, rabanete em conserva, bolo de peixe, e omelete cortado. 


Se não ficou bom, desculpa. Eu não sei fazer essa coisas de química entre casal.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...