História Um amor impossível (imagine jungkook) - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook)
Visualizações 78
Palavras 1.353
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem pela demora (TT)
Mas finalmente está aí, espero que gostem ❤

Capítulo 30 - Final, segunda temporada.


Fanfic / Fanfiction Um amor impossível (imagine jungkook) - Capítulo 30 - Final, segunda temporada.

Um amor impossível

Segunda Temporada

Capítulo 12

           {Final}

 

 

 

  { S/n Pov's On }

 Após nos desperdimos de Tae, me sentei no sofá brincando com Chan. 

Quem é o menino mais lindo da mamãe, hum? -falo com uma voz fofa o fazendo rir fraco. 

Que cena mais linda gente! -diz jungkook se sentando ao meu lado tentando pegar Chang-Bin dos meus braços.

Tá pode parando aí, não vou deixar você pegar ele agora. -digo fazendo o moreno a minha frente formar um biquinho em seus lábios vermelhos.

Ahh vai! Deixa eu ficar com ele um pouco?! -jungkook fala manhoso enquanto fazia uma carinha estremamente fofa, que não deu para resistir. 

Ya! Não faça essas caras para mim. Você fica tão lindo que não dá para resistir, não pode fazer isso comigo desgraça. 

Ah é? Sei como te convencer agora. Agora me dá ele um pouco vai... -entrego Chang-Bin a ele. 

Só porque tenho coisas para fazer embuste. -me levanto e vou em direção ao quarto. Entro e tranco a porta pro Jungkook não vir me incomodar. Coloco meus fones no volume máximo e começo a cantar enquanto arrumava o quarto. 

{ Quebra de tempo } 

Após uma hora e meia, termino de arrumar o quarto e abro a porta. 

Amor acho que você precisa trocar ele! -fala jungkook na porta do quarto. 

Aigoo garoto! Sabe trocar ele não é? Qual a dificuldade? Agora você troca, eu vou tomar banho. -falo já entrando no banheiro. Tiro minha roupa e logo ligo o chuveiro na água quente fazendo com meus músculos relaxassem. 

Ya! Chan fica quietinho! O Appa precisa lhe trocar. -escuto jungkook reclamar do outro lado. 

Kook! Pode deixar que eu troco ele. -desligo o chuveiro e coloco meu roupão. Abro a porta e vejo a cena mais engraçada da minha vida. Jungkook tentava limpar Chan enquanto o mesmo engatiava pela cama. 

Meu Deus Kookie-ah você não consegue nem trocar seu filho. -falo rindo da situação.

Aigoo, isso não é fácil ok? -o mesmo me olha indignado com a mão na cintura. 

Vai para lá que eu te mostro ok? Mas primeiro ele precisa de um banho -ele assinte e eu volto ao banheiro e dou banho rápido no bebê. - Prontinho Chan -falo após terminar de dar banho nele, pego uma roupinha quente e troco o mesmo. - Viu? É fácil amor. -abraço ele de lado.

Sim! Agora eu preciso tomar banho. -ele me olha e me dá um selar na testa logo indo ao banheiro. 

Certo, vou me trocar. -vou ao guarda-roupa e pego apenas uma calça moletom preta e uma regata branca. 

Vem com a Omma, vem. -chamo Chan que vem até mim engatinhando pela cama. - Vamos esperar o Appa lá embaixo, hum. 

Vou para sala com o pequeno em meu colo e me sento no sofá colocando algum desenho para Chan assistir. 

Voltei. -Jungkook senta ao meu lado passando seus braços por cima de meus ombros. 

Aish kook! -falo o encarando. 

O que foi? Fiz algo errado?. -fala ele arregalando levemente os olhos. 

Não! Você não fez nada, sua mãe fez. Porque ela teve um filho lindo assim?! -o encaro observando cada detalhe de seu rosto. 

Aigoo muié! Você me me deixou preocupado. -fala ele batendo de leve em meu ombro. 

Ya, Não me bata chato. -faço um bico que logo é beijado por jungkook. 

Por que tão fofa? -ele me olha e logo passa a dar beijos por todo meu rosto, me fazendo rir fraco. 

Para k-kook. -falo ainda rindo. 

Certo. - ele para de dar selares em meu rosto e passa a observar Chang-Bin já dormindo no sofá. 

Mais ele já dormiu? -olho o pequeno todo esparramado no sofá. 

Vou levá-lo pro quarto,hum? -ele pega Chan e vai em direção ao quarto, o mesmo deixa o bebê no quarto e logo volta a sala. 

Ah é tão bom o silêncio! -falo observando jungkook deitando sua cabeça em minha coxa, levando minha mão até sua cabeça. 

É, mais aí eu vou ficar com sono s/a. -fala ele mexendo em minha mão para que eu fizesse cafuné, e foi o que eu fiz.

Pode dormir amor! Eu posso ficar aqui assistindo. -falo o olhando.

Não, não quero te deixar sozinha.-diz ele me olhando sorrindo fraco, mas logo seu sorriso se torna meio "maléfico".  JÁ SEI! -o mesmo grita fazendo com que eu tomasse um susto. 

De novo jungkook? Vai me assustar mais quantas vezes peste? -falo um pouco irritada. 

Desculpa, juro que não foi minha intenção te assustar. -ele diz com o semblante triste levantando sua cabeça de meu colo. 

Aigoo tá tudo bem, desculpa por ser ignorante, mas aí, me diz o que ia falar. - levo minha mão ao seu cabelo sedoso fazendo um leve carinho ali.

Eu ia apenas dizer que nós poderíamos ficar lá fora brincando e relembrando nosso tempo de colegial. -ele diz sorridente. 

Oh! Pode ser. -sorrio e saio em direção a porta, abro a mesma e vou ao jardim pegando uma bola que havia ali. 

Joga aqui! -jungkook levanta os braços pra que eu jogue a bola, joguei a bola e assim ficamos, brincamos muito. Nós parecíamos até dois adolescentes apaixonados brincando no jardim de casa. 

Cansei... -fala jungkook se jogando no chão, me joguei ao seu lado deitando minha cabeça em seu braço enquanto meu braço rodeava sua cintura. 

Também cansei. -falo respirando ofegante. Olho pro lado ao sentir o olhar de jungkook queimar sobre mim. - O que foi? -sorrio ladino. 

Nada não, só estou olhando o quando minha esposa é linda. -ele sorri passando seu polegar em minha bochecha, me fazendo corar. 

Eu te amo tanto sabia? -me viro de frente para ele, o encarando. 

Eu te amo mais -ele sorri e me dá um selinho. 

Melhor entrarmos, Chan já deve ter acordado. -me levanto e me dirijo a porta sem esperar jungkook. 

Ya! Me espere. -paro na frente da porta o esperando. Fui direto ao quarto, cheguei lá e Chan estava acordado enquanto mordia seus dedinhos. 

Oh! Não pode comer os dedos Chan. -tiro seu dedo delicadamente de sua boca. O mesmo resmunga algo que eu não conseguir ouvir mais ok. 

Olha quem chegou! -fala jungkook com uma peruca de palhaço colorida e o nariz vermelho.

Jesus que susto. -rio do moreno que ria junto a mim. 

Eai? Já posso ir pro circo? -fala ele fazendo uma pose engraçada me fazendo rir mais ainda. 

C-certeza que s-sim! -falo meio aos risos.

Ótimo! Hey bebê, está pronto para o show do Appa? Vejo que sim. -jungkook fala com uma voz engraçada após o pequeno balançar os braços. 

E então ele começou seu "show", o que me arrancou muitas risadas. 

Já chega né jungkook! Ele já riu demais por hoje. -pego Chang-Bin no colo e vou até a cozinha fazer algo para ele. Coloco ele na cadeirinha dele e vou para perto do fogão.

JEON JUNGKOOK!!! CORRE AQUI. -grito para que o mesmo escutasse. Só que eu acho que ele tomou um susto tão grande, pois ele veio correndo e escorregou quando chegou na cozinha, o que me vez rir pra caraca.

A-ah meu d-deus. -olho ele que estava no chão com uma cara engraçada. 

Não ria sua peste! Quase morri. -ele levanta com a mão na bunda, provavelmente devia tá doendo, porque a queda foi feia viu. 

Desculpa... -faço um bico "triste". 

Tá, tá. Pra que me chamou? 

Ah sim, era pra você me ajudar a fazer algo pro Chan! 

Ok, Ah chama os meninos aqui por favor? 

Tá bem. -pego o celular dele que estava na mesa, e mando mensagem pro Jin, que logo responde dizendo que já viria com os garotos. 

PRONTO BISCOITO. -volto na cozinha e Jungkook já estava dando o miojo ao Chan. 

Depois de alguns minutos escutamos a campainha tocando. 

Oi meninos! -sorrio para eles que retribuem com um sorriso. Só Tae que passou direto e já foi pegar Chang-Bin. - Nossa Tae! Também te amo viu. 

Me sentei no sofá com os meninos e ficamos a tarde inteira conversando. Bom essa foi nossa tarde, com as pessoas que amamos e um dia maravilhoso. 

Fim❤ 


Notas Finais


Foi isso, obrigada por terem acompanhado até aqui. Te amo vocês 💜💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...