História Um Amor Inabalável - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti
Personagens Lucas "LubaTV", Lucas Olioti
Visualizações 42
Palavras 384
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Mistério, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tá aí o capítulo novo e agora a Paola,quer dizer o Luba vai começar a se divertir.

Capítulo 16 - Os mortos não falam


Fanfic / Fanfiction Um Amor Inabalável - Capítulo 16 - Os mortos não falam

 

Luba

Eu falei para a Gabbie e para o Jean encontrarem o filho dela,vou sequestra-lo,vamos ver o que ela acha disso,neste exato momento estou indo para a loja de armas,pois o meu revolver é muito fraco,vou comprar uma Sniper e dardos tranquilizantes pois não estou nem um pouco afim de ouvir um aborrecente enchendo o saco,qualquer graça que ele fizer é tranquilizante e cabou.Cheguei na loja já com o dinheiro e meu porte de armas em mãos.

Vendedor:Eae no que posso te ajudar.

Luba:Então eu quero uma Sniper e dardos tranquilizantes.

Vendedor:Vai caçar?

Luba:Vou!

Mal sabe ele que minhas presas são humanos e que uma delas é uma criança,mas ok.

Vendedor:Muito bem,aqui está,agora deixe me ver seu porte de armas.

Vendedor:Muito bem está tudo em ordem e o preço é esse.

Luba:Aqui tome,obrigado.

Vendedor:Obrigado você e boa caça!

Luba:Pode ter certeza que a caça vai ser boa!

Luba

Voltei para a casa da Gabbie,deixei a arma no carro,entrei e eles já tinham acabado e descoberto aonde a criança estava.

Gabbie:Aonde você estava?

Luba:Nenhum lugar em especial.

Jean:Descobrimos onde a criança se encontra.

Gabbie:Ele mora aqui perto e agora neste exato momento ele está saindo da escola.

Luba:Ótimo onde é essa escola.

Gabbie:A escola que fica a cinco ruas daqui,sabe qual é?

Luba:Sei sim,já estudei lá,estou indo mais tarde eu volto.

Jean:Tome cuidado.

Luba:Pode deixar.

Luba

Peguei meu carro e fui até a escola,todas as crianças já tinham saído só tinha um menino sentado no ponto de ônibus e pela foto que a Gabbie me mostrou,é ele mesmo,peguei meu revolver e coloquei um dardo tranquilizante e disparei contra seu braço e esse dardo era forte,fazia efeito em cinco segundos,ele nem viu o porque desmaiou e não tinha ninguém na rua,estacionei na frente do ponto de ônibus e o peguei colocando no banco de traz e rapidamente fui para o interior de Tubarão,por uma rua de terra e no final dessa rua tinha uma casa,seria ali mesmo que ele iria ficar,o peguei e estava o levando até a casa quando ele acorda e tenta se soltar de mim,lhe dou uma coronhada o apagando de novo,eu não tinha intenção de machuca-lo,pelo menos não agora,mas também não tenho a menor intenção de deixa-lo sair vivo disso,sempre à uma testemunha perigosa de nossas maldades mas os mortos não falam.
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e Obrigado por lerem,e um beijo no Core de vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...