História Um amor inesperado ( Imagine Jung Hoseok) - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), BLANC7, Got7
Personagens BamBam, Jackson, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Taichi, Yugyeom
Tags Blanc7, Bts, Got7, J-hope, Jung Hoseok, Mvp
Visualizações 73
Palavras 723
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura bolinhos de chocolate!

Capítulo 25 - Anêmica.


Desde que Hoyeon se mudou para a Coréia, nossa relação evoluiu. Sinto que estamos mais próximos desde então. O mesmo me ajudou nessas últimas semanas. Hoyeon foi compreensivo e aceitou a minha convivência com Mark e BamBam, mas claro que ele ficou relutante no começo, mas conseguiu aceitar as coisas. 


O mais difícil foi lhe contar sobre o acidente. Ele se culpou por estar longe e não ter cuidado da irmã, mas não o culpei. Hoyeon também agradeceu a Hoseok por ter estado do meu lado durante esse tempo que esteve ausente.


As férias do meio do ano passaram rápido. Com isso, as aulas retornam e aqui estou eu, limpando as mesas do terceiro ano.


Depois da suspensão que Taehyung recebeu, eu só teria que ajudá-lo no recreio e que ele seria supervisionado por Mark e Jackson, que se ofereceram já que Hoseok também estava de castigo.


Depois da suspensão, Taehyung pareceu bem arrependido e até me mandou flores, pedindo desculpas. Mesmo que Hoseok tenha tentado me impedir, o agradeci e o perdoei.


- Trouxe mais produtos de limpeza - falou entrando na sala - Vou limpar os armários - assenti - 


Fui até a mesa e peguei alguns álcool para limpar as outras mesas que estavam imundas. Comecei a esfregar até a mesa ficar limpinha. O cheiro de álcool já estava impregnado em minhas narinas e me causando tontura, mas continuei mesmo assim.


A tontura foi aumentando e pude sentir minha barriga doer um pouco e minhas pernas ficarem bambas. Me apoiei na mesa para ter mais apoio e respirei fundo. 


Voltei a limpar as mesas, ignorando as dores que persistiam em mim, até...


{...}


- Abri os olhos lentamente, me acostumando com a claridade incomum. Senti que estava deitada sobre algo macio, presumindo ser uma cama. Olhei para o lado e vi Taehyung, que dormia na poltrona. Analisei o local e vi que estava na enfermaria. Já estou ficando cansada de parar aqui.


Me sentei e cutuquei Taehyung, que despertou na hora.


- O quê– 


Me olhou e deu um sorriso fraco.


- Você se sente bem? - se levantou - 


- Acho que sim... - o encarei - O que... o que aconteceu?


- Você desmaio no meio da sala e eu me desesperei - falou - Trouxe-lhe para cá e a enfermeira disse que você está com anêmica - riu - Por que o trás seu lanche? 


- Ah... - ri - Eu esqueço... - me deitei - 


- Descanse - falou acariciando minha bochecha. O olhei e o mesmo parou a carícia - I-irei chamar Hoseok - falou se afastando - Tchau.


- Tchau...


{...}


Taehyung corria pelos corredores do colégio, procurando Hoseok quando ouviu a voz do mesmo vindo da sala de dança. O loiro estranhou e apenas se aproximou da porta.


- Vamos Oppa! - era JunMin -


- Eu já disse que não! - gritou - Eu tenho namorada, ok? Já não falei para me esquecer?


- E você acha que aquela garota vai continuar sendo a sua namoradinha com Taehyung de volta? - riu - Quem te garante que TaeTae está dando um tra–


A mesma parou de falar assim que o som de algo se quebrando se fez presente.


- Taehyung não é nem louco de encostar nela novamente - gritou - Eu já estou cansado de você, dos seus comentários e das suas cantadas e–


- Acha mesmo que S/n irá te aceitar depois de saber que já transamos várias e várias vezes nessa sala - gritou também - 


- O que isso tem haver? - a olhou - Isso foi há um ano - bufou - 


- E quando ela souber o que você fez? - riu - Você sempre a protege dos garotos que tentam tocar nelas, mas... você já foi assim - riu - 


- Eu já fui assim - gritou - Não sou mas e–


- Quando ela souber do quão nojento você já foi... 


- Ela me ama e eu a amo. Não será os meus erros que mudarão isso.


- Se é o que você acha... Espere e verá - riu - Nos vemos na hora da saída.


Taehyung viu que JunMin estava vindo e se escondeu atrás do armário. Assim que a loira saiu, Taehyung entrou na sala.


- Hoseok! - chamou - 


- O que você quer? - me olhou - Onde está a minha jagyia?


- N-na enfermaria...


- O quê? - saiu correndo - 


CONTINUA...




Notas Finais


Espero que tenham gostado e perdão por qualquer erro. Bjss...

Minha outra fanfic:

https://www.spiritfanfiction.com/historia/my-boss-imagine-ju-ho-13778221


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...